Make your own free website on Tripod.com

A VERDADE

Acima de Tudo!

 

 

 

...todavia para nós há um só Deus, o Pai, de quem são todas as coisas e para quem nós vivemos; e um só Senhor, Jesus Cristo! I Cor 8:6

 

NO PRINCÍPIO...

 

 

APRESENTAÇÃO

 

 

Prezados Pastores, Anciãos e Irmãos

 

Estamos disponibilizando um trabalho que era para ser somente para nosso uso, mas a Verdade contida no mesmo é tão sublime e absorvente, que ficamos temerosos de escondê-la.

 

Nosso projeto é a compilação de dois estudos: “No Princípio”, tratando dos textos que mostram as origens, e “No Fim”, tratando dos textos desde o decreto dominical até a recriação da Terra e a eterna felicidade (deve ser chamada então de “O Recomeço”).

Os irmãos estão com o primeiro estudo em mãos. Já começamos o esboço do segundo, mas deve demorar um pouquinho. Este trabalho é o resultado de cerca de dois anos e meio e mais de mil horas de pesquisa na Bíblia e no Espírito de Profecia. Tomara que não demoremos tanto. Tomara que não terminemos: Jesus venha antes e vivamos os eventos.

 

 

SINCERIDADE E A PRÁTICA CORRETA DA VERDADE

 

É você sincero? Essa pergunta é até ofensiva, não é mesmo?

Sempre acreditamos que a sinceridade era tudo; que qualquer pessoa sincera seria salva; a elas Deus se revelaria na Sua plenitude e não a deixaria ser enganada. Mas a verdade é que a sinceridade é somente um início; no fundo, para a salvação, NADA! Veja o que diz a Serva do Senhor, Ellen Gould White (a partir daqui, EGW):

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {3/55/2} | Patriarcas e Profetas {3/55/2}

Eva creu realmente nas palavras de Satanás, mas a sua crença não a salvou da pena do pecado.

 

Eva SINCERAMENTE creu... em uma mentira!

 

Em contato com uma pessoa que nos perguntou a opinão sobre determinado assunto, dissemo-lhe que nossa opinião não tinha valor algum; mas que a Palavra dizia algo contrário ao que ela cria. Demos-lhe alguns textos da Bíblia e do Espírito de Profecia para pesquisa, ao que ela respondeu: “não quero nem ler para não ter que mudar.”

 

Tivemos que dizer que ela estava a condenar-se e de que nada adiantaria permanecer na Igreja; perderia este mundo e o outro (essas duras palavras são do Espírito de Profecia).

 

Qual é a forma de Deus nos julgar? Continuando a experiência de Eva:

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {3/55/2} | Patriarcas e Profetas {3/55/2}

Descreu das palavras de Deus, e isto foi o que a levou à queda. No Juízo, os homens não serão condenados porque conscienciosamente creram na mentira, mas porque não acreditaram na verdade, porque negligenciaram a oportunidade de aprender o que é a verdade. Apesar do sofisma de Satanás indicando o contrário, é sempre desastroso desobedecer a Deus. Devemos aplicar o coração a conhecer o que é a verdade. Todas as lições que Deus fez com que fossem registradas em Sua Palavra, são para a nossa advertência e instrução. São dadas para nos salvar do engano. Da negligência às mesmas resultará ruína a nós mesmos. O que quer que contradiga a Palavra de Deus, podemos estar certos de que procede de Satanás.

 

Sim, irmãos. É mais fácil um católico sincero, que não teve oportunidade de ouvir as Verdades Bíblicas que ouvimos, salvar-se (mesmo adorando imagens), do que um ASD com o “dilúvio” de Luz que temos, se este se esquivar de CAVAR FUNDO. Deus não aceitará um ASD acomodado, que vive o dia-a-dia do seu adventismo social,  em Seu reino.

 

APRECIAÇÃO DE TODOS

Não somos detentores de “toda a Verdade”. Os conselhos que como adventistas temos é para que toda Luz seja submetida a apreciação da Igreja. Portanto, humildemente estamos enviando esta para pastores, anciãos e membros da Igreja para apreciação. Sinceramente queremos seguir a Verdade e não sermos enganados pelo inimigo das nossas almas, seja qual for o expediente que ele use. Portanto, nada de orgulho, visão fechada, preconceitos inexpugnáveis.

 

LER TUDO PARA PODER AJUDAR

Qualquer opinião, troca de experiência, julgamento quanto a este trabalho, honestamente só poderá ser emitido APÓS A LEITURA DO MESMO DE “CAPA A CAPA”. Por favor, não pule partes crendo que “isso já ouvi mais de mil vezes; já conheço a fundo”. Os textos seguem uma seqüência lógica e você pode perder partes importantes para a plena compreensão do assunto. Também não terá autoridade para julgar, falar ou tomar qualquer atitude acerca dos mesmos. Deixemos de lado nossas idéias pré-concebidas, pois, dessa maneira poderemos rejeitar a Verdade.

 

“ESTÁ ESCRITO”

E o mais importante: argumentos que venham acrescentar algo, pró ou contra este trabalho, unicamente se pautados no “Assim diz o Senhor”: textos Bíblicos e do Espírito de Profecia. Sincera e humildemente os aguardamos no Espírito Manso de Cristo; mas nada além do “está Escrito”.

 

ASSUNTOS DESTE TRABALHO

Este trabalho trata da História da Redenção em sua origem. Apanhamos todos os textos possíveis do Espírito De Profecia (a partir daqui EP), traduzidos ou não, que tratavam das ORIGENS do universo e da Terra; do pecado no Céu e na Terra. Os resultados são surpreendentes. Quanta coisa aprendemos!

 

Também veremos quão sub-reptício é a obra do engano! Quanta coisa “boa” Satanás cria para enganar “se possível for, os escolhidos”! Sua obra de apostasia, a apostasia ômega, que fará com que “uma classe numerosa”, “multidões”; “a grande proporção”, “a maioria” dos ASD se perca (Eventos Finais, pág. 180)!!!

 

Mas o mais importante, irmãos, é o ganho espiritual. Leia com muita oração. Mergulhe no texto com imaginação santificada. Que coisas impressionantes aprendemos da verdadeira relação da Divindade entre si e com suas criaturas! O que representa realmente o fato de Jesus ser o Filho de Deus, o Plano da Redenção!! Quão grande o Amor Divino!!!

 

Cavemos fundo, irmãos! As bênção do estudo profundo devem falar mais poderosamente a nós que as ameaças do inferno!!


 

EXPLICAÇÕES TÉCNICAS PRELIMINARES

 
 

COMENTÁRIOS

Para melhor identificação, nossos comentários estarão nesta cor, “AZUL.

 

INGLÊS

Como se trata de um trabalho para estudo profundo, o mesmo  consta de textos em inglês e sua tradução. Com isso o tamanho da mesma é quase o dobro do que deveria ser. Portanto, se você quiser imprimir para leitura, sugerimos que faça o seguinte: Faça uma cópia preservando o arquivo original para pesquisa; na cópia você coloca o ponteiro do mouse em qualquer parte sobre o texto em inglês, dá três cliques razoavelmente rápidos e deleta. Pronto. A apostila está com a metade do tamanho para impressão.

 

DESTAQUE

Nos textos originais os tipos de destaque que daremos serão o negrito, o sublinhado simples e o sublinhado duplo.

 

A apresentação dos textos possuem um cabeçalho assim:

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {1/33/1} | Patriarcas e Profetas {1/33/1}

 

·         Eentre colchetes: [DATA em que o texto original foi escrito por EGW ou teve sua primeira publicação - o código em inglês do livro];

·         Texto Original - o título do livro, periódico ou panfleto;

·         Entre chaves: se livro, {capítulo/página/parágrafo}; se Meditação Matinal, {página/parágrafo}; se periódico, somente {parágrafo};

·         Texto em Português - o título do livro que o texto foi publicado; nem sempre é o mesmo do original;

·         Entre chaves: o mesmo válido para o texto original

 

SEQÜÊNCIA DOS TEXTOS

Os textos, agrupados e separados por linhas (Tópicos), têm a seguinte seqüência:

1.      Cronológica Histórica – a própria seqüência do FATO narrado; esse é o fator gerador do Tópico;

2.      Lógica – explica a HISTÓRIA do Tópico;

3.      Cronológica Escrita – o ano em que EGW escreveu.

 

TEXTOS SIMILARES

Muitos textos são repetidos algumas vezes em anos posteriores: EGW os copiava.

 

Quando o ORIGINAL estiver repetido (com 100% de exatidão), encontrareis assim (= ao lado):

[1858-1SG] Spiritual Gifts, Vol. 1 {1/18/1e} =[1882-EW]

Isso quer dizer que o texto original acima será o mesmíssimo do abaixo; por isso, omitido.

[1882-EW] Early Writings of Ellen G. White {33/146/1e} | Primeiros Escritos {33/146/1e}

It must remain to receive its final punishment.

 

Mas se no ORIGINAL dois textos similares tiverem diferença de uma palavra (como o exemplo a seguir), uma letra, uma vírgula trocada por um ponto-e-vírgula ou por um ponto, iniciais maiúsculas/minúsculas, inserção de aspas, ambos serão mantidos.

 

Quando a TRADUÇÃO estiver repetida, encontrareis assim (= abaixo):

[1858-1SG] Spiritual Gifts, Vol. 1 {1/18/1c}

He was willing to take his proper place, or any place that might be assigned him.

=[1882-EW]

A diferença entre os originais é desprezível (uma palavra, uma letra, uma vírgula trocada por um ponto-e-vírgula ou por um ponto, iniciais maiúsculas/minúsculas). Isso quer dizer que a tradução do texto acima será a mesma do abaixo; por isso, omitida.

[1882-EW] Early Writings of Ellen G. White {33/146/1c} | Primeiros Escritos {33/146/1c}

He was willing to take his proper place, or any position that might be assigned him.

Estava disposto a ocupar o seu próprio lugar, ou qualquer posição que lhe fosse designada.

 

 

PARTE I

 

NO PRINCÍPIO

 

·        Histórico da Criação do Universo;

·        A relação do Pai, Seu Filho e os seres criados;

·        A origem do pecado no Céu;

·        A origem do pecado na Terra.
 

001 - DEUS, O PAI: SUA ETERNIDADE ABSOLUTA, IMUTABILIDADE E AMOR

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {1/33/1} | Patriarcas e Profetas {1/33/1}

"God is love." 1 John 4:16. His nature, His law, is love. It ever has been; it ever will be. "The high and lofty One that inhabiteth eternity," whose "ways are everlasting," changeth not. With Him "is no variableness, neither shadow of turning." Isaiah 57:15; Habakkuk 3:6; James 1:17.

"Deus é amor." I João 4:8. Sua natureza, Sua lei, são amor. Assim sempre foi; assim sempre será. "O Alto e o Sublime, que habita na eternidade", "cujos caminhos são eternos", não muda. NEle "não há mudança nem sombra de variação".

 

O Pai habita NA eternidade; Seus caminhos SÃO eternos: Ele possui ETERNIDADE ABSOLUTA.

O que é a Eternidade Passada? Qual sua definição? É complexo para nós, finitos mortais. Mas eis um pequeno vislumbre: A eternidade passada, antes de qualquer criação não é contada em tempo como o conhecemos; não é definida como “infinitos anos  para trás”; é um “tempo” em que nem o tempo ainda existia; é o INFINITO. É uma situação “continua e eternamente presente” para Deus, sem passado ou futuro. É o “HOJE”, o “AGORA”, o “É”.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {1/33/2} | Patriarcas e Profetas {1/33/2}

Every manifestation of creative power is an expression of infinite love. The sovereignty of God involves fullness of blessingto all created beings. The psalmist says:

"Strong is Thy hand, and high is Thy right hand.

Righteousness and judgment are the foundation of Thy throne:

Mercy and truth go before Thy face.

Blessed is the people that know the joyful sound:

They walk, O Lord, in the light of Thy countenance.

In Thy name do they rejoice all the day:

And in Thy righteousness are they exalted.

For Thou art the glory of their strength: . . .

or our shield belongeth unto Jehovah,

And our king to the Holy One." Psalm 89:13-18, R.V.

 

Toda manifestação de poder criador é uma expressão de amor infinito. A soberania de Deus compreende a plenitude de bênçãos a todos os seres criados. Diz o salmista:

"Forte é a Tua mão, e elevada a Tua destra.

Justiça e juízo são a base de Teu trono;

Misericórdia e verdade vão adiante do Teu rosto.

Bem-aventurado o povo que conhece o som festivo:

Andará, ó Senhor, na luz da Tua face.

Em Teu nome se alegrará todo o dia,

E na Tua justiça se exaltará.

Pois Tu és a glória da sua força. ...

Porque o Senhor é a nossa defesa,

E o santo de Israel o nosso Rei." Sal. 89:13-18.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {1/33/3} | Patriarcas e Profetas {1/33/3}

The history of the great conflict between good and evil, from the time it first began in heaven to the final overthrow of rebellion and the total eradication of sin, is also a demonstration of God's unchanging love.

A história do grande conflito entre o bem e o mal, desde o tempo em que a princípio se iniciou no Céu até o final da rebelião e extirpação total do pecado, é também uma demonstração do imutável amor de Deus.

 

002 – O FILHO DE DEUS, O UNIGÊNITO, O ÚNICO GERADO, O ÚNICO NASCIDO DE DEUS NA ETERNIDADE É TAMBÉM ESSENCIALMENTE DEUS; ETERNAMENTE EM UNIDADE COM O PAI

Salmo 2:7

Proclamarei o decreto do SENHOR: Ele me disse: Tu és meu Filho, eu, hoje, te gerei.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {1/34/1c} | Patriarcas e Profetas {1/34/1c}

"His name shall be called Wonderful, Counselor, The mighty God, The everlasting Father, The Prince of Peace." Isaiah 9:6. His "goings forth have been from of old, from everlasting." Micah 5:2.

"O Seu nome será: Maravilhoso Conselheiro, Deus forte, Pai da eternidade, Príncipe da paz." Isa. 9:6. Suas "saídas são desde os tempos antigos, desde os dias da eternidade". Miq. 5:2.

 

O Filho possui SAÍDAS originadas NA eternidade; originadas DESDE a eternidade.

 

[1900.08.29-ST] The Signs of the Times {15a} | A Verdade Sobre Os Anjos {3/24/1}

In speaking of His pre-existence, Christ carries the mind back through dateless ages. He assures us that there never was a time when He was not in close fellowship with the eternal God. He to whose voice the Jews were then listening had been with God as one brought up with Him.

Ao falar de Sua preexistência, Cristo conduz a mente a eras infinitas do passado. Ele nos assegura que jamais houve um tempo em que não estivesse em íntima comunhão com o Deus eterno. Ele... tem mantido com Deus o relacionamento de um único Ser.

 

[1906.04.05-RH] Review and Herald {6b} | Mensagens Escolhidas, Vol. 1 {34/247/3b}

Christ was God essentially, and in the highest sense. He was with God from all eternity, God over all, blessed forevermore.

Cristo era, essencialmente e no mais alto sentido, Deus. Estava Ele com Deus desde toda a eternidade, Deus sobre todos, bendito para todo o sempre.

 

[1906.04.05-RH] Review and Herald {7a} | Mensagens Escolhidas, Vol. 1 {34/247/4a}

The Lord Jesus Christ, the divine Son of God, existed from eternity, a distinct person, yet one with the Father.

O Senhor Jesus Cristo, o divino Filho de Deus, existiu desde a eternidade, como pessoa distinta, mas um com o Pai.

 

NUNCA houve um momento em que o Unigênito de Deus não fosse UM com o Pai. Desde “Suas SAÍDAS”, NA eternidade, Ele mantém um RELACIONAMENTO de Unidade com o Pai; NUNCA operou em independência ou oposição ao Pai. É a eternidade do RELACIONAMENTO.

 

Como é essa Unidade entre o Filho e o Pai?

 

[1888-GC88] The Great Controversy {29/493/1c} | O Grande Conflito {29/493/1c}

Christ the Word, the only begotten of God, was one with the eternal Father,--one in nature, in character, and in purpose,--the only being in all the universe that could enter into all the counsels and purposes of God. By Christ, the Father wrought in the creation of all heavenly beings.

Cristo, o Verbo, o Unigênito de Deus, era um com o eterno Pai - um na natureza, no caráter e no propósito - o único Ser em todo o Universo que poderia entrar nos conselhos e propósitos de Deus.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {1/34/1b} | Patriarcas e Profetas {1/34/1b}

"In the beginning was the Word, and the Word was with God, and the Word was God. The same was in the beginning with God." John 1:1, 2. Christ, the Word, the only begotten of God, was one with the eternal Father--one in nature, in character, in purpose--the only being that could enter into all the counsels and purposes of God.

"No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. Ele estava no princípio com Deus." João 1:1 e 2. Cristo, o Verbo, o Unigênito de Deus, era um com o eterno Pai - um em natureza, caráter, propósito - o único ser que poderia penetrar em todos os conselhos e propósitos de Deus.

 

”O Unigênito de Deus” é “o ÚNICO ser em todo o universo” que, em associação com o Pai, AMBOS formam o CONSELHO DIVINO. Somente os DOIS; nenhum outro, um terceiro a ser incluído nesse Conselho, como no futuro vai desejar Lúcifer!

 

1906.04.05-RH] Review and Herald {5b} | Exaltai-O! – MM 1992 {75/5b}

The Word existed as a divine being, even as the eternal Son of God, in union and oneness with his Father. From everlasting he was the Mediator of the covenant, the one in whom all nations of the earth, both Jews and Gentiles, if thy accepted him, were to be blessed. "The Word was with God, and the Word was God." Before men or angels were created, the Word was with God, and was God.

O Verbo existia como Ser divino, como o eterno Filho de Deus, em união e unidade com Seu Pai. Desde a eternidade, Ele era o Mediador do concerto, Aquele no qual todos os povos da Terra, tanto judeus como gentios, se O aceitassem, seriam abençoados. "O Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus." João 1:1. Antes que fossem criados os homens ou os anjos, o Verbo estava com Deus, e era Deus.

 

O Plano da Redenção foi originado na mente divina e planejado pelos DOIS, Pai e Filho, antes da criação de qualquer ser,  como veremos mais à frente.

 

Que tipo de vida concedeu o Pai ao Filho na eternidade?

 

João 5:26

Porque assim como o Pai tem vida em si mesmo, também concedeu ao Filho ter vida em si mesmo.

 

[1897] Manuscript 101 | Evangelismo {18/615/3}

He was equal with God, infinite and omnipotent. . . . He is the eternal, self-existent Son.

Ele era igual a Deus, infinito e onipotente. ... É o Filho eterno, existente por si mesmo.

 

 Uma “auto-vida”.  Uma vida idêntica à vida do Pai. Esta é a definição de Vida DIVINA. Esse texto será visto completo mais à frente.

 

[1898-DA] The Desire of Ages {58/530/3b} | O Desejado de Todas as Nações {58/530/4b}

In Christ is life, original, unborrowed, underived.

Em Cristo há vida original, não emprestada, não derivada.

 

Atentar, no original,  para a vírgula entre “life” e “original”, que se tivesse sido incluída na tradução mudaria o sentido da frase.

Em Cristo há vida, original, não emprestada, não derivada.

 

“Em Cristo há vida,” que tipo de vida? Vida DIVINA.

 

Quais as características da Vida DIVINA dada a Cristo que a tornam diferente da vida, também dada por Deus as Suas criaturas, mas vida não divina?

ORIGINAL – a nossa não o é. Não somos geração, somos criação.

NÃO EMPRESTADA – mesmo os anjos a têm como emprestada. A dos caídos será, inclusive, retirada.

NÃO DERIVADA – se Deus virar as costas para nós por um átimo de segundo, cairemos fulminados. Mesmo a vida de Satanás ESTÁ SENDO MANTIDA por Deus! Derivada continuamente do poder de Deus! O Filho não depende do poder e da contínua manutenção do Pai para viver.

Até o que chamamos de nossa vida eterna futura, vai depender de continuarmos a comer do fruto da Árvore da Vida!

Ao Filho foi dado ter Vida DIVINA, não vida de criatura! Foi-Lhe dado ser da mesma espécie do Pai, Deus Eterno, Bendito para todo o sempre. Amém!

 

003 –DEUS, PAI E FILHO, AMBOS CRIAM O UNIVERSO, O TEMPO E OS SERES VIVOS

[1906.04.05-RH] Review and Herald {6} | A Verdade Sobre Os Anjos {3/23/2}

The world was made by him, "and without him was not anything made that was made." If Christ made all things, he existed before all things. The words spoken in regard to this are so decisive that no one need be left in doubt. Christ was God essentially, and in the highest sense. He was with God from all eternity, God over all, blessed forevermore.

O mundo foi criado por Ele, "e sem Ele nada do que foi feito se fez". João 1:3. Se Cristo fez todas as coisas, existiu antes de todas elas. As palavras a este respeito são tão decisivas, que ninguém precisa ter dúvidas. Cristo era essencialmente Deus, e no mais elevado sentido. Estava com Deus desde a eternidade, Deus sobre tudo, bendito para sempre.

 

A partir do momento em que são criados o universo, o TEMPO e as criaturas, a ETERNIDADE PASSADA deixará de existir como situação “continua e eternamente presente”; haverá um “momento zero”, “o PRINCÍPIO”. A ETERNIDADE PASSADA que não era medida em tempo, passará a ser... “história”. A partir do “momento zero”, “O PRINCÍPIO”; haverá o PRESENTE e o FUTURO, ambos medidos por TEMPO: anos, séculos, eras, etc.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {1/34/1a} | Patriarcas e Profetas {1/34/1a}

The Sovereign of the universe was not alone in His work of beneficence. He had an associate--a co-worker who could appreciate His purposes, and could share His joy in giving happiness to created beings.

O Soberano do Universo não estava só em Sua obra de beneficência. Tinha um companheiro - um cooperador que poderia apreciar Seus propósitos, e participar de Sua alegria ao dar felicidade aos seres criados.

 

O Pai e mais Um. Apenas UM, o Filho; não “mais dois”. Logo, será pecaminoso o audacioso desejo futuro de Lúcifer em querer ser incluído na Divindade como o TERCEIRO, ao lado do Pai e do Filho.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {1/34/2a} | Patriarcas e Profetas {1/34/2a}

The Father wrought by His Son in the creation of all heavenly beings. "By Him were all things created, . . . whether they be thrones, or dominions, or principalities, or powers: all things were created by Him, and for Him." Colossians 1:16.

O Pai operou por Seu Filho na criação de todos os seres celestiais. "NEle foram criadas todas as coisas, ... sejam tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam potestades: tudo foi criado por Ele e para Ele." Col. 1:16.

 

[1888-GC88] The Great Controversy {29/493/1c} | O Grande Conflito {29/493/1c}

"By him were all things created, that are in Heaven, . . . whether they be thrones, or dominions, or principalities, or powers;"[1 COL. 1:16.] and to Christ, equally with the Father, all Heaven gave allegiance.

Por Cristo, o Pai efetuou a criação de todos os seres celestiais. "NEle foram criadas todas as coisas que há nos céus ... sejam tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam potestades” (Col. 1:16); e tanto para com Cristo, como para com o Pai, todo o Céu mantinha lealdade.

 

Os DOIS trabalharam na criação.

Lealdade para com OS DOIS: o ETERNO ABSOLUTO Pai e Seu Divino Filho.

 

[1906.04.05-RH] Review and Herald {7b} | Mensagens Escolhidas, Vol. 1 {34/247/4b}

He was the surpassing glory of heaven. He was the commander of the heavenly intelligences, and the adoring homage of the angels was received by him as his right. This was no robbery of God.

Era Ele a excelente glória do Céu. Era o Comandante dos seres celestes, e a homenagem e adoração dos anjos era por Ele recebida como de direito. Isto não era usurpação em relação a Deus.

 

Apocalipse 14:7

dizendo, em grande voz: Temei a Deus e dai-lhe glória, pois é chegada a hora do seu juízo; e adorai aquele que fez o céu, e a terra, e o mar, e as fontes das águas.

 

A quantos mais, além dos DOIS está você adorando? O Primeiro e o Quarto Mandamentos da Eterna Lei de Deus que envolvem ADORAÇÃO, serão “Pedra de Toque”, tanto para a Igreja de Deus quanto para o professo mundo cristão. Lúcifer desejou ser o terceiro, ser adorado; isso foi considerado USURPAÇÃO. Como está ele conseguindo ser adorado hoje entre os cristãos?

 

Hebreus 1:5

Pois a qual dos anjos disse jamais: Tu és meu Filho, eu hoje te gerei? E outra vez: Eu lhe serei Pai, e ele me será Filho?

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {1/34/2b} | Patriarcas e Profetas {1/34/2b}

Angels are God's ministers, radiant with the light ever flowing from His presence and speeding on rapid wing to execute His will. But the Son, the anointed of God, the "express image of His person," "the brightness of His glory," "upholding all things by the word of His power," holds supremacy over them all. Hebrews 1:3. "A glorious high throne from the beginning," was the place of His sanctuary (Jeremiah 17:12); "a scepter of righteousness," the scepter of His kingdom. Hebrews 1:8. "Honor and majesty are before Him: strength and beauty are in His sanctuary." Psalm 96:6. Mercy and truth go before His face. Psalm 89:14.

Os anjos são ministros de Deus, radiantes pela luz que sempre flui de Sua presença, e rápidos no vôo para executarem Sua vontade. Mas o Filho, o Ungido de Deus, "a expressa imagem de Sua pessoa" (Heb. 1:3), o "resplendor da Sua glória" (Isa. 66:11), "sustentando todas as coisas pela palavra do Seu poder" (Heb. 1:3), tem a supremacia sobre todos eles. "Um trono de glória, posto bem alto desde o princípio" (Heb. 1:3 e 8), foi o lugar de Seu santuário; "cetro de eqüidade" é o cetro de Seu reino. Jer. 17:12. "Glória e majestade estão ante a Sua face, força e formosura no Seu santuário." Sal. 96:6. "Misericórdia e verdade" vão adiante do Seu rosto. Sal. 89:14.

 

 Assim que se encerrou a ETERNIDADE PASSADA, NO PRINCÍPIO o Pai deu quádrupla honra a Seu Filho- 1ª honra: o trono de glória DESDE o princípio. Isso somente poderia acontecer diante de outros seres, criaturas. O Filho é O UNGIDO. Ungido para quê? Esse é o mistério dos DOIS que será desdobrado perante o universo no futuro.

 

004 –DEUS CRIA A TERRA, MAS AINDA NÃO A MODELA PARA A MORADA DO HOMEM

Provérbios 8

22  O SENHOR me possuía no início de sua obra, antes de suas obras mais antigas.

23 Desde a eternidade fui estabelecida, desde o princípio, antes do começo da terra.

24 Antes de haver abismos, eu nasci, e antes ainda de haver fontes carregadas de águas.

25 Antes que os montes fossem firmados, antes de haver outeiros, eu nasci.

29 quando fixava ao mar o seu limite, para que as águas não traspassassem os seus limites; quando compunha os fundamentos da terra;

30 então, eu estava com ele e era seu arquiteto, dia após dia, eu era as suas delícias, folgando perante ele em todo o tempo;

31 regozijando-me no seu mundo habitável e achando as minhas delícias com os filhos dos homens.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {1/34/1d} | Patriarcas e Profetas {1/34/1d}

And the Son of God declares concerning Himself: "The Lord possessed Me in the beginning of His way, before His works of old. I was set up from everlasting. . . . When He appointed the foundations of the earth: then I was by Him, as one brought up with Him: and I was daily His delight, rejoicing always before Him." Proverbs 8:22-30.

E o Filho de Deus declara a respeito de Si mesmo: "O Senhor Me possuiu no princípio de Seus caminhos, e antes de Suas obras mais antigas.... Quando compunha os fundamentos da Terra, então Eu estava com Ele e era Seu aluno; e era cada dia as Suas delícias, folgando perante Ele em todo o tempo". Prov. 8:22-30.

 

O Filho, o Companheiro e aluno do Pai na CRIAÇÃO.

 

[1900.08.29-ST] The Signs of the Times {14} | A Verdade Sobre Os Anjos {3/23/4}

Through Solomon Christ declared: "The Lord possessed Me in the beginning of His way, before His works of old. I was set up from everlasting, from the beginning, or ever the earth was. When there were no depths, I was brought forth; when there were no fountains abounding with water. Before the mountains were settled, before the hills was I brought forth. . . . When He gave to the sea His decree, that the waters should not pass His commandment; when He appointed the foundations of the earth; then I was by Him, as one brought up with Him; and I was daily His delight, rejoicing always before Him."

Cristo declarou por intermédio de Salomão: "O Senhor Me possuiu no princípio de Seus caminhos e antes de Suas obras mais antigas. Desde a eternidade, fui ungida [a Sabedoria]; desde o princípio, antes do começo da Terra. ... Quando punha ao mar o seu termo, para que as águas não traspassassem o Seu mando; quando compunha os fundamentos da Terra, então, Eu estava com Ele e era Seu aluno; e era cada dia as Suas delícias, folgando perante Ele em todo o tempo." Prov. 8:22, 23, 29 e 30.

 

Atentar para Versículos cortados na tradução, embora constem no original: 24 e 25. Atente para os detalhes dos mesmos.

 

 [1906.04.05-RH] Review and Herald {7c} | Mensagens Escolhidas, Vol. 1 {34/247/4c}

"The Lord possessed me in the beginning of his way," he declares, "before his works of old. I was set up from everlasting, from the beginning, or ever the earth was. When there were no depths, I was brought forth; when there were no fountains abounding with water. Before the mountains were settled, before the hills was I brought forth; while as yet he had not made the earth, nor the fields, nor the highest part of the dust of the world. When he prepared the heavens, I was there: when he set a compass upon the face of the depth."

"O Senhor Me possuiu no princípio de Seus caminhos", declara Ele, "e antes de Suas obras mais antigas. Desde a eternidade, fui ungida; desde o princípio, antes do começo da Terra. Antes de haver abismos, fui gerada; e antes ainda de haver fontes carregadas de águas. Antes que os montes fossem firmados, antes dos outeiros, eu fui gerada. Ainda Ele não tinha feito a Terra, nem os campos, nem sequer o princípio do pó do mundo. Quando Ele preparava os céus, aí estava eu; quando compassava ao redor a face do abismo." Prov. 8:22-27.

 

[1906.04.05-RH] Review and Herald {8} | Mensagens Escolhidas, Vol. 1 {34/248/1}

There are light and glory in the truth that Christ was one with the Father before the foundation of the world was laid. This is the light shining in a dark place, making it resplendent with divine, original glory. This truth, infinitely mysterious in itself, explains other mysterious and otherwise unexplainable truths, while it is enshrined in light, unapproachable and incomprehensible.

Há luz e glória na verdade de que Cristo era um com o Pai antes de terem sido lançados os fundamentos do mundo. Esta é a luz que brilhava em lugar escuro, fazendo-o resplender com a divina glória original. Esta verdade, infinitamente misteriosa em si, explica outros mistérios e verdades de outro modo inexplicáveis, ao mesmo tempo que se reveste de luz inacessível e incompreensível.

 

[1906.04.05-RH] Review and Herald {9} | Mensagens Escolhidas, Vol. 1 {34/248/2}

"Before the mountains were brought forth, or ever thou hadst formed the earth and the world, even from everlasting to everlasting, thou art God." "The people which sat in darkness saw great light; and to them which sat in the region and shadow of death light is sprung up." Here the pre-existence of Christ and the purpose of his manifestation to our world are presented as living beams of light from the eternal throne. "Now gather thyself in troops, O daughter of troops: he hath laid siege against us: they shall smite the Judge of Israel with a rod upon the cheek. But thou, Bethlehem Ephratah, though thou be little among the thousands of Judah, yet out of thee shall he come forth unto me that is to be ruler in Israel; whose goings forth have been from of old, from everlasting." "We preach Christ crucified," declares Paul, "unto the Jews a stumbling-block, and unto the Greeks foolishness; but unto them which are called, both Jews and Greeks, Christ the power of God, and the wisdom of God."

"Antes que os montes nascessem, ou que Tu formasses a Terra e o mundo, sim, de eternidade a eternidade, Tu és Deus." Sal. 90:2. "O povo, que estava assentado em trevas, viu uma grande luz; e aos que estavam assentados na região e sombra da morte a luz raiou." Mat. 4:16. Aqui se apresentam a preexistência de Cristo e o propósito de Sua manifestação ao mundo, como raios vivos de luz do trono eterno. "Agora ajunta-te em esquadrões, ó filha de esquadrões; pôr-se-á cerco contra nós: ferirão com a vara no queixo ao juiz de Israel. E tu, Belém Efrata, posto que pequena entre milhares de Judá, de ti Me sairá O que será Senhor em Israel, e cujas saídas são desde os tempos antigos, desde os dias da eternidade." Miq. 5:1 e 2.

 

Interessantes os termos usados pela Bíblia e pelo EP para se referirem à Divindade e Pré-Existência de Cristo. E isso (EP) já em 1906! Decididamente, queridos, a heresia de que o Cristo não é o Filho de Deus e sim Seu “Irmão”, não se sustenta. Vai contra tudo o que “Está Escrito”. Vai contra todo o Plano da Salvação. Nesse assunto voltaremos a tocar mais adiante.

 

005 - A HARMONIA NO UNIVERSO E NO CÉU PELA SUJEIÇÃO AO GOVERNO DIVINO POR AMOR

[1884-4SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 4 {24/316/3c} | A Verdade Sobre Os Anjos {3/28/6}

Peace and joy, in perfect submission to the will of Heaven, existed throughout the angelic host. Love to God was supreme, love for one another impartial. Such was the condition that existed for ages before the entrance of sin.

Entre os anjos existia paz e alegria, em perfeita submissão à vontade do Céu. O amor a Deus era supremo, e imparcial o amor de uns pelos outros. Tal era a condição que existira por séculos, antes da entrada do pecado.

 

”Ages” fica melhor como “Eras”. “Séculos” vem de “Centuries”.

 

[1888-GC88] The Great Controversy {29/493/1a} | O Grande Conflito {29/493/1a}

Before the entrance of evil, there was peace and joy throughout the universe. All was in perfect harmony with the Creator's will. Love for God was supreme, love for one another impartial.

Antes da manifestação do mal, havia paz e alegria por todo o Universo. Tudo estava em perfeita harmonia com a vontade do Criador. O amor a Deus era supremo; imparcial, o amor de uns para com outros.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {1/35/1a} | Patriarcas e Profetas {1/35/1a}

So long as all created beings acknowledged the allegiance of love, there was perfect harmony throughout the universe of God. It was the joy of the heavenly host to fulfill the purpose of their Creator. They delighted in reflecting His glory and showing forth His praise. And while love to God was supreme, love for one another was confiding and unselfish. There was no note of discord to mar the celestial harmonies.

Enquanto todos os seres criados reconheceram a lealdade pelo amor, houve perfeita harmonia por todo o Universo de Deus. Era a alegria da hoste celestial cumprir o propósito do Criador. Deleitavam-se em refletir a Sua glória, e patentear o Seu louvor. E enquanto foi supremo o amor para com Deus, o amor de uns para com outros foi cheio de confiança e abnegado. Nenhuma nota discordante havia para deslustrar as harmonias celestiais.

 

[1890.04.28-ST] The Signs of the Times {2a} | A Verdade Sobre Os Anjos {4/30/1a}

The angels had been created full of goodness and love. They loved one another impartially and their God supremely, and they were prompted by this love to do his pleasure. The law of God was not a grievous yoke to them, but it was their delight to do his commandments, to hearken unto the voice of his word.

Os anjos haviam sido criados cheios de bondade e amor. Amavam uns aos outros sem parcialidade e supremamente a Deus. Movidos por este amor, deleitavam-se em realizar a Sua vontade. A lei de Deus não lhes era um pesado jugo, antes compraziam-se em obedecer a Seus mandamentos e em ouvir a voz de Sua Palavra.

 

[1888-GC88] The Great Controversy {29/493/2} | O Grande Conflito {29/493/2}

The law of love being the foundation of the government of God, the happiness of all created beings depended upon their perfect accord with its great principles of righteousness. God desires from all his creatures the service of love,-- homage that springs from an intelligent appreciation of his character. He takes no pleasure in a forced allegiance, and to all he grants freedom of will, that they may render him voluntary service.

Sendo a lei do amor o fundamento do governo de Deus, a felicidade de todos os seres criados dependia de sua perfeita harmonia com seus grandes princípios de justiça. Deus deseja de todas as Suas criaturas serviço de amor - homenagem que brote de uma apreciação inteligente de Seu caráter. Ele não tem prazer em uma submissão forçada, e a todos confere vontade livre, para que possam prestar-Lhe serviço voluntário.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {1/34/3} | Patriarcas e Profetas {1/34/3}

The law of love being the foundation of the government of God, the happiness of all intelligent beings depends upon their perfect accord with its great principles of righteousness. God desires from all His creatures the service of love--service that springs from an appreciation of His character. He takes no pleasure in a forced obedience; and to all He grants freedom of will, that they may render Him voluntary service.

Sendo a lei do amor o fundamento do governo de Deus, a felicidade de todos os seres inteligentes depende da perfeita harmonia, com seus grandes princípios de justiça. Deus deseja de todas as Suas criaturas o serviço de amor, serviço que brote de uma apreciação de Seu caráter. Ele não tem prazer na obediência forçada; e a todos concede vontade livre, para que Lhe possam prestar serviço voluntário.

 

006 - LÚCIFER, O QUERUBIM COBRIDOR OCUPA A 3ª POSIÇÃO NO CÉU, LOGO ABAIXO DAS DUAS PRIMEIRAS POSIÇÕES: A 1ª POSIÇÃO, A DO PAI E A 2ª POSIÇÃO, A DO FILHO

[1872.12.17-RH] Review and Herald {1} | Exaltai-O! – MM 1992 {24/2}

= 1877-1Red

 

[1877-1Red] The Redemption Series N. 1 - Redemption Or The First Advent Of Christ With His Life And Ministry {10/1a} Exaltai-O – MM 1992 {24/2a}

The Son of God was next in authority to the great Lawgiver.

O Filho de Deus equiparava-Se em autoridade ao grande Legislador.

 

[1858-1SG] Spiritual Gifts, Vol. 1 {1/17/1a}

The Lord has shown me that Satan was once an honored angel in heaven, next to Jesus Christ. His countenance was mild, expressive of happiness like the other angels. His forehead was high and broad, and showed great intelligence. His form was perfect. He had a noble, majestic bearing.

O Senhor me mostrou que Satanás foi outrora um honrado anjo no Céu, o primeiro depois de Jesus Cristo. Seu semblante, como o dos outros anjos, era suave e exprimia felicidade. A testa era alta e larga, demonstrando grande inteligência. Sua forma era perfeita, o porte nobre e majestoso.

 

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {1/17/1a} | História da Redenção {1/13/1a}

Satan in Heaven, before his rebellion, was a high and exalted angel, next in honor to God's dear Son. His countenance, like those of the other angels, was mild and expressive of happiness. His forehead was high and broad, showing a powerful intellect. His form was perfect; his bearing noble and majestic.

Lúcifer, no Céu, antes de sua rebelião foi um elevado e exaltado anjo, o primeiro em honra depois do amado Filho de Deus. Seu semblante, como o dos outros anjos, era suave e exprimia felicidade. A testa era alta e larga, demonstrando grande inteligência. Sua forma era perfeita, o porte nobre e majestoso.

 

[1882-EW] Early Writings of Ellen G. White {33/145/1a} | Primeiros Escritos {33/145/1a}

Satan was once an honored angel in heaven, next to Christ. His countenance, like those of the other angels, was mild and expressive of happiness. His forehead was high and broad, showing great intelligence. His form was perfect; his bearing noble and majestic.

Satanás foi outrora um honrado anjo no Céu, o primeiro depois de Cristo. Seu semblante, como o dos outros anjos, era suave e exprimia felicidade. Sua testa era alta e larga, demonstrando grande inteligência. Sua forma era perfeita, seu porte nobre e majestoso.

 

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {1/17/1b} | História da Redenção {1/13/1b}

A special light beamed in his countenance, and shone around him brighter and more beautiful than around the other angels; yet Jesus, God's dear Son, had the pre-eminence over all the angelic host. He was one with the Father before the angels were created.

Uma luz especial resplandecia de seu semblante e brilhava ao seu redor, mais viva do que ao redor dos outros anjos; todavia, Cristo, o amado Filho de Deus, tinha preeminência sobre todo o exército angelical. Ele era um com o Pai, antes que os anjos fossem criados.

 

[1887.08.04-ST] The Signs of the Times {8c} | A Verdade Sobre Os Anjos {3/29/1}

He had experienced the pure contentment, the peace, the exalted happiness and unalloyed joys, of the heavenly abode. He had realized, before his rebellion, the satisfaction of the full approval of God. He had had a full appreciation of the glory that enshrouded the Father, and knew that there was no limit to his power.

Ele experimentara o puro contentamento, a paz, a exaltada felicidade e as inenarráveis alegrias das moradas celestes. Havia sentido, antes da rebelião, o prazer da plena aprovação de Deus. Obtivera completa apreciação da glória que circundava o Pai, e sabia que o Seu poder não conhecia limites.

 

[1890.04.28-ST] The Signs of the Times {1b} | A Verdade Sobre Os Anjos {3/27/3}

Lúcifer was the covering cherub, the most exalted of the heavenly created beings; he stood nearest the throne of God, and was most closely connected and identified with the administration of God's government, most richly endowed with the glory of his majesty and power.

Lúcifer era o querubim cobridor, o mais exaltado dentre os seres criados. Sua posição era a mais próxima do trono de Deus, e ele se achava intimamente vinculado e identificado com a administração do governo de Deus, havendo sido ricamente dotado com a glória de Sua majestade e poder.

 

[1893.09.18-ST] The Signs of the Times {3a} | A Verdade Sobre Os Anjos {3/28/1}

The Lord himself gave to Satan his glory and wisdom, and made him the covering cherub, good, noble, and exceeding lovely.

O próprio Senhor deu a Satanás sua glória e sabedoria, tornando-o o querubim cobridor, bom, nobre e extraordinariamente formoso.

 

[1894] Manuscrito 39 | Cristo Triunfante – MM 2002 {10/2a}

Houve um tempo em que Satanás andou em comunhão com Deus, Jesus Cristo e os santos anjos. Era grandemente exaltado no Céu, e radiante na luz e glória que lhe vinham do Pai e do Filho,

 

As classes no Céu: a Divindade formada pelo Pai e o Filho, e a seguir, os anjos. A Luz e Glória vêm do Trono onde estão assentados o Pai e o Filho.

 

[1898-DA] The Desire of Ages {79/758/4b} | O Desejado de Todas as Nações {79/758/4b}

Of Lúcifer the Lord says, "Thou sealest up the sum, full of wisdom, and perfect in beauty." Ezek. 28:12. Lúcifer had been the covering cherub. He had stood in the light of God's presence. He had been the highest of all created beings, and had been foremost in revealing God's purposes to the universe.

De Lúcifer, diz o Senhor: "Tu és o aferidor da medida, cheio de sabedoria e perfeito em formosura." Ezeq. 28:12. Lúcifer fora o querubim cobridor. Estivera à luz da presença divina. Fora o mais elevado de todos os seres criados, e o primeiro em revelar ao Universo os desígnios divinos.

 

[1902.07.23-ST] The Signs of the Times {2a} | A Verdade Sobre Os Anjos {3/28/2}

Among the inhabitants of heaven, Satan, next to Christ, was at one time most honored of God, and highest in power and glory.

Entre os habitantes do Céu, excluindo-se o próprio Cristo, foi Satanás durante algum tempo o mais honrado de Deus, o mais elevado em poder e glória.

 

[1902.07.23-ST] The Signs of the Times {2b}

Before his fall, Lúcifer, "son of the morning," was first of the covering cherubs, holy and undefiled. He stood in the presence of the great Creator, and the ceaseless beams of glory enshrouding the eternal God rested upon him.

Antes de sua queda, Lúcifer, o "filho da alva", era o primeiro dos querubins cobridores, santo e incontaminado. Ele estava na presença do grande Criador, e a incessante luz da glória que envolve o Deus eterno descansava sobre ele.

 

[1884-4SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 4 {24/316/3b}

Before his fall, Lúcifer was the covering cherub, holy and undefiled. The prophet of God declares, "Thou wast perfect in thy ways from the day that thou wast created, till iniquity was found in thee."[1 EZE. 28:15.]

Antes de sua queda, Lúcifer era o querubim cobridor, santo e incontaminado. O profeta de Deus declara, "Perfeito eras nos teus caminhos, desde o dia em que foste criado, até que se achou iniqüidade em ti".[EZE. 28:15.]

 

[1888-GC88] The Great Controversy {29/493/3} | O Grande Conflito {29/493/3c}

Before his fall, Lúcifer was first of the covering cherubs, holy and undefiled. "Thus saith the Lord God: Thou sealest up the sum, full of wisdom, and perfect in beauty. Thou hast been in Eden the garden of God; every precious stone was thy covering." "Thou art the anointed cherub that covereth; and I have set thee so; thou wast upon the holy mountain of God; thou hast walked up and down in the midst of the stones of fire. Thou wast perfect in thy ways from the day that thou wast created, till iniquity was found in thee."[1 EZE. 28:12-15.]

Antes de sua queda, Lúcifer foi o primeiro dos querubins cobridores santo e incontaminado. "Assim diz o Senhor Jeová: Tu és o aferidor da medida, cheio de sabedoria e perfeito em formosura. Estavas no Éden, jardim de Deus; toda a pedra preciosa era a tua cobertura." "Tu eras querubim ungido para proteger, e te estabeleci; no monte santo de Deus estavas, no meio das pedras afogueadas andavas. Perfeito eras nos teus caminhos, desde o dia em que foste criado, até que se achou iniqüidade em ti." Ezeq. 28:12-15.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {1/35/1e} | Patriarcas e Profetas {1/35/1e}

Lúcifer, "son of the morning," was first of the covering cherubs, holy and undefiled. He stood in the presence of the great Creator, and the ceaseless beams of glory enshrouding the eternal God rested upon him. "Thus saith the Lord God; Thou sealest up the sum, full of wisdom, and perfect in beauty. Thou hast been in Eden the garden of God; every precious stone was thy covering. . . . Thou art the anointed cherub that covereth; and I have set thee so: thou wast upon the holy mountain of God; thou hast walked up and down in the midst of the stones of fire. Thou wast perfect in thy ways from the day that thou wast created, till iniquity was found in thee." Ezekiel 28:12-15.

Lúcifer, "filho da alva", era o primeiro dos querubins cobridores, santo, incontaminado. Permanecia na presença do grande Criador, e os incessantes raios de glória que cercavam o eterno Deus, repousavam sobre ele. "Assim diz o Senhor Jeová: Tu és o aferidor da medida, cheio de sabedoria e perfeito em formosura. Estavas no Éden, jardim de Deus; toda a pedra preciosa era a tua cobertura. ... Tu eras querubim ungido para proteger, e te estabeleci; no monte santo de Deus estavas, no meio das pedras afogueadas andavas. Perfeito eras nos teus caminhos, desde o dia em que foste criado, até que se achou iniqüidade em ti." Ezeq. 28:12-15.

 

[1913-CT] Counsels to Parents, Teachers, and Students {3/27/1} | Conselhos aos Pais, Professores e Estudantes {3/27/1}

Was not Satan the light bearer, the sharer of God's glory in heaven, and next to Jesus in power and majesty? In the words of Inspiration he is described as one who sealeth up the sum, "full of wisdom, and perfect in beauty." The prophet declares, "Thou art the anointed cherub that covereth; and I have set thee so: thou wast upon the holy mountain of God; thou hast walked up and down in the midst of the stones of fire. Thou wast perfect in thy ways from the day that thou wast created, till iniquity was found in thee." Ezekiel 28:12, 14, 15. . . .

Não foi Satanás o portador de luz, o participante da glória de Deus no Céu, o primeiro depois de Jesus, em poder e majestade? Nas Palavras da Inspiração, é ele descrito como o que conferia a medida, "cheio de sabedoria e perfeito em formosura". Ezeq. 28:12. O profeta declara: "Tu eras querubim ungido para proteger, e te estabeleci; no monte santo de Deus estavas, no meio das pedras afogueadas andavas. Perfeito eras nos teus caminhos, desde o dia em que foste criado, até que se achou iniqüidade em ti." Ezeq. 28:14 e 15.

 

Pelos textos deste tópico, em Autoridade, Honra, Poder, Glória e Majestade O Pai e o Filho, como Divindade, ocupam a PRIMEIRA posição no Céu. Lúcifer ocupou a posição LOGO ABAIXO DA POSIÇÃO DE Cristo, ou seja, a SEGUNDA posição. Mesmo ocupando a SEGUNDA posição no Céu, Lúcifer, como criatura, obviamente não poderia ser contado como participante da Divindade; desta, somente o Pai e o Filho poderiam fazer parte. Por isso, “e tanto para com Cristo, como para com o Pai, todo o Céu mantinha lealdade.” GC {1/493/1c}.

 

A Luz da Glória da Presença de Deus, proveniente do Seu Trono, estava sobre Lúcifer. Essa é a mesma luz que brilhará no rosto dos santos em algumas ocasiões e descerá sobre Cristo em forma de pomba, no Seu batismo:

Lucas 3:21 e 22

E aconteceu que, ao ser todo o povo batizado, também o foi Jesus; e, estando ele a orar, o céu se abriu, e o Espírito Santo desceu sobre ele em forma corpórea como pomba; e ouviu-se uma voz do céu: Tu és o meu Filho amado, em ti me comprazo.

 

[1898-DA] The Desire of Ages {11/112/1} | O Desejado de Todas as Nações {11/112/1}

“Nunca dantes haviam os anjos ouvido tal oração. Anseiam trazer a Seu amado Capitão uma mensagem de certeza e conforto. Mas não; o próprio Pai responderá à petição do Filho. Diretamente do trono são enviados os raios de Sua glória. Abrem-se os céus, e sobre a cabeça do Salvador desce a forma de uma pomba da mais pura luz - fiel emblema dEle, o Manso e Humilde”.

 

“fiel emblema dEle, o Manso e Humilde”. Emblema do Filho.

 

007 - O PAI E O FILHO PLANEJAM CRIAR O HOMEM. LÚCIFER NÃO É CONVIDADO AO CONCÍLIO DOS DOIS E TORNA-SE INVEJOSO DO FILHO. O COMEÇO DO MAL COM LÚCIFER. LÚCIFER PASSA A COBIÇAR A ÚNICA POSIÇÃO APÓS A POSIÇÃO DO PAI: A DO FILHO

[1884-4SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 4 {24/317/1a}

But over this happy state there came a change.

Sobreveio, porém, uma mudança neste estado de felicidade.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {1/35/1b} | Patriarcas e Profetas {1/35/1b}

But a change came over this happy state.

Sobreveio, porém, uma mudança neste estado de felicidade.

 

[1888-GC88] The Great Controversy {29/493/3a} | O Grande Conflito {29/493/3a}

But there was one that chose to pervert this freedom.

Houve, porém, um ser que preferiu perverter esta liberdade.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {1/35/1c} | Patriarcas e Profetas {1/35/1c}

There was one who perverted the freedom that God had granted to His creatures.

Houve um ser que perverteu a liberdade que Deus concedera a Suas criaturas.

 

[1884-4SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 4 {24/316/3a}

Sin originated with him, who, next to Christ, stood highest in the favor of God, and highest in power and glory among the inhabitants of Heaven.

O pecado originou-se com aquele que, abaixo de Cristo, fora o mais honrado por Deus, e o mais elevado em poder e glória entre os habitantes do Céu.

 

[1888-GC88] The Great Controversy {29/493/3b} | O Grande Conflito {29/493/3b}

Sin originated with him, who, next to Christ, had been most honored of God, and who stood highest in power and glory among the inhabitants of Heaven.

=[1890-PP]

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {1/35/1d} | Patriarcas e Profetas {1/35/1d}

Sin originated with him who, next to Christ, had been most honored of God and was highest in power and glory among the inhabitants of heaven.

O pecado originou-se com aquele que, abaixo de Cristo, fora o mais honrado por Deus, e o mais elevado em poder e glória entre os habitantes do Céu.

 

[1858-1SG] Spiritual Gifts, Vol. 1 {1/17/1b}

And I saw that when God said to his Son, Let us make man in our image,

E eu vi que quando Deus disse ao seu Filho, Façamos o homem à Nossa imagem,

 

[1864-3SG] Spiritual Gifts, Vol. 3 {2/36/1a}

Before the fall of Satan, the Father consulted his Son in regard to the formation of man. They purposed to make this world, and create beasts and living things upon it, and to make man in the image of God, to reign as a ruling monarch over every living thing which God should create.

Antes da queda de Satanás, o Pai consultou seu Filho com respeito à formação do homem. Eles pretenderam fazer este mundo, e criar animais e coisas vivas nele, e fazer o homem à imagem de Deus, para reinar como um monarca governante sobre toda coisa viva que Deus deveria criar.

 

[1874.02.24-RH] Review and Herald {3a}

God, in counsel with his Son, formed the plan of creating man in their own image.

Deus, em deliberação com seu Filho, formou o plano de criar o homem à própria imagem deles.

 

[1877-2Red] The Redemption Series N. 2 - Redemption; or the Temptation of Christ --in-- The Wilderness {6/1a} | No Deserto Da Tentação {2/12/1a}

God, in counsel with his Son, formed the plan of creating man in his own image.

Deus, em conselho com seu Filho, estabeleceu o plano de criar o homem à Sua própria imagem.

 

[1882-EW] Early Writings of Ellen G. White {33/145/1b} | Primeiros Escritos {33/145/1b}

But when God said to His Son, "Let us make man in our image,

Mas quando Deus disse a Seu Filho: "Façamos o homem à Nossa imagem" (Gên. 1:26),

 

O Homem será criado à imagem de DOIS seres Divinos: o Pai e o Filho. Como a imagem do terceiro, Lúcifer, criatura, não foi incluída aí, eis o motivo pelo qual Satanás tenta apagar, excluir a imagem Divina, o Espírito Divino do homem e substituí-los pela sua imagem e espírito iníquo. Sobre esse espírito iníquo comentaremos adiante.

 

[1858-1SG] Spiritual Gifts, Vol. 1 {1/17/1c}

Satan was jealous of Jesus. He wished to be consulted concerning the formation of man. He was filled with envy, jealousy and hatred. He wished to be the highest in heaven, next to God, and receive the highest honors.

Satanás teve ciúmes de Jesus. Ele desejava ser consultado quanto à formação do homem. Ele se encheu de inveja, ciúmes e ódio. Ele desejou ser o mais alto no céu, o primeiro depois de Deus, e receber as mais altas honras.

 

[1864-3SG] Spiritual Gifts, Vol. 3 {2/36/1b}

When Satan learned the purpose of God, he was envious at Christ, and jealous because the Father had not consulted him in regard to the creation of man. Satan was of the highest order of angels; but Christ was above all. He was the commander of all Heaven. He imparted to the angelic family the high commands of his Father. The envy and jealousy of Satan increased.

Quando Satanás entendeu o propósito de Deus, ele ficou invejoso de Cristo, e ciumento porque o Pai não o tinha consultado com respeito à criação do homem. Satanás era da ordem mais alta dos anjos; mas Cristo estava acima de tudo. Ele era o comandante de todo o Céu. Ele fez conhecida à família angelical os altos comandos de seu Pai. A inveja e o ciúme de Satanás aumentaram.

 

[1882-EW] Early Writings of Ellen G. White {33/145/1c} | Primeiros Escritos {33/145/1c}

" Satan was jealous of Jesus. He wished to be consulted concerning the formation of man, and because he was not, he was filled with envy, jealousy, and hatred. He desired to receive the highest honors in heaven next to God.

Satanás teve ciúmes de Jesus. Ele desejava ser consultado sobre a formação do homem, e porque não o foi, encheu-se de inveja, ciúmes e ódio. Ele desejou receber no Céu a mais alta honra depois de Deus.

 

Na ótica de Lúcifer, o Filho ocupa uma posição logo IMEDIATA ao Pai, a 2ª. Na realidade não há uma posição intermediária entre o Pai e o Filho, de forma que o Filho ocupe a 3ª posição e Lúcifer, a 4ª. Não temos: 1ª - Pai, 2ª - Alguém, 3ª - Filho e 4ª - Lúcifer. Mas temos: 1ª - Pai e Filho e 2ª - Lúcifer. Na ótica de Lúcifer, temos: 1ª - Pai, 2ª - Filho e 3ª - Lúcifer. Não há uma outra pessoa envolvida entre os três. O Grande Conflito será travado somente entre essas três pessoas.

 

[1886.03.09-RH] Review and Herald {3a}

Sin began with Satan when he was an exalted angel in heaven. He had great honor there among the angels. The first sign of his dissatisfaction was the manifestation of his desire to be equal with God, to be worshiped as God.

O pecado começou com Satanás quando ele era um exaltado anjo no céu. Ele teve grande honra entre os anjos. O primeiro sinal de sua insatisfação foi a manifestação do desejo dele de ser igual à Deus, ser adorado como Deus.

 

[1901.09.24-RH] Review and Herald {4a} / SDABC, Vol. 4 {1163/1a} | A Fé Pela Qual Eu Vivo – MM 1959 {66/2}

Evil originated with Lúcifer, who rebelled against the government of God. Before his fall he was a covering cherub, distinguished by his excellence. God made him good and beautiful, as near as possible like himself.

O mal originou-se com Lúcifer, que se rebelou contra o governo de Deus. Antes de sua queda era um querubim cobridor, distinguido pela sua primazia. Deus o fizera bom e formoso, tanto quanto possível semelhante a Si mesmo.

 

[1897.09.07-RH] Review and Herald {1b}

Satan has great skill and wonderful ability. God entrusted him with power and wisdom; but he became filled with self-exaltation and thought that he should be first in heaven.

Satanás tem grande e maravilhosa habilidade. Deus confiou a ele poder e sabedoria; mas ele começou a encher-se de auto-exaltação e pensou que ele deveria ser o primeiro no céu.

 

[1884-4SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 4 {24/317/1b}

Says the prophet, addressing the prince of evil, "Thine heart was lifted up because of thy beauty, thou hast corrupted thy wisdom by reason of thy brightness."[1 EZE. 28:17.] Though God had created Lúcifer noble and beautiful, and had exalted him to high honor among the angelic host, yet he had not placed him beyond the possibility of evil. It was in Satan's power, did he choose to do so, to pervert these gifts. He might have remained in favor with God, beloved and honored by all the angelic throng, presiding in his exalted position with generous, unselfish care, exercising his noble powers to bless others and to glorify his Maker. But, little by little, he began to seek his own honor, and to employ his powers to attract attention and win praise to himself. He also gradually led the angels over whom he ruled to do him service, instead of devoting all their powers to the service of their Creator. This course perverted his own imagination, and perverted those who yielded implicitly to his authority.

Diz o profeta, dirigindo-se ao príncipe do mal, "Elevou-se o teu coração por causa da tua formosura, corrompeste a tua sabedoria por causa do teu resplendor”.[1 EZE. 28:17.] Entretanto, Deus tinha criado Lúcifer nobre e belo, e o tinha exaltado a alta honra entre a hoste angelical, contudo ele não o tinha colocado livre da possibilidade de mal. Estava no poder de Satanás, ele escolheu fazer assim, perverter estes dons. Ele poderia ter permanecido no favor de Deus, amado e honrado por toda a multidão angelical, presidindo na sua posição exaltada com generosidade, desinteressado cuidado, exercitando seus nobres poderes para abençoar outros e glorificar seu Criador. Mas, pouco a pouco, ele começou a buscar a sua própria honra, e empregar seus poderes para chamar atenção e ganhar elogios. Ele gradualmente conduziu também os anjos sobre os quais regia para o seu serviço, em vez de dedicar todos seus poderes ao serviço do seu Criador. Este curso perverteu sua própria imaginação, e perverteu aqueles que se renderam implicitamente a sua autoridade.

 

[1888-GC88] The Great Controversy {29/494/1} | O Grande Conflito {29/494/1}

Lúcifer might have remained in favor with God, beloved and honored by all the angelic host, exercising his noble powers to bless others and to glorify his Maker. But, says the prophet, "Thine heart was lifted up because of thy beauty, thou hast corrupted thy wisdom by reason of thy brightness."[1 EZE. 28:12-15, 17.] Little by little, Lúcifer came to indulge a desire for self-exaltation. "Thou hast set thine heart as the heart of God." "Thou hast said: . . . I will exalt my throne above the stars of God; I will sit also upon the mount of the congregation." "I will ascend above the heights of the clouds; I will be like the Most High."[2 EZE. 28:6; ISA. 14:13, 14.] Instead of seeking to make God supreme in the affections and allegiance of his creatures, it was Lúcifer's endeavor to win their service and homage to himself. And, coveting the honor which the infinite Father had bestowed upon his Son, this prince of angels aspired to power which it was the prerogative of Christ alone to wield.

Lúcifer poderia ter permanecido no favor de Deus, ser amado e honrado por toda a hoste angélica, exercendo suas nobres faculdades, a fim de abençoar outros e glorificar o seu Criador. Mas, diz o profeta: "Elevou-se o teu coração por causa da tua formosura, corrompeste a tua sabedoria por causa do teu resplendor." Ezeq. 28:17. Pouco a pouco Lúcifer veio a condescender com o desejo de exaltação própria. "Estimas o teu coração como se fora o coração de Deus." "E tu dizias: ... Acima das estrelas de Deus exaltarei o meu trono, e no monte da congregação me assentarei. ... Subirei acima das mais altas nuvens, e serei semelhante ao Altíssimo." Ezeq. 28:6; Isa. 14:13 e 14. Em vez de procurar fazer com que Deus fosse supremo nas afeições e lealdade de Suas criaturas, era o esforço de Lúcifer conquistar para si o seu serviço e homenagem. E, cobiçando a honra que o infinito Pai conferira a Seu Filho, este príncipe dos anjos aspirou ao poder cujo uso era prerrogativa de Cristo, unicamente.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {1/35/2} | Patriarcas e Profetas {1/35/2}

Little by little Lúcifer came to indulge the desire for self-exaltation. The Scripture says, "Thine heart was lifted up because of thy beauty, thou hast corrupted thy wisdom by reason of thy brightness." Ezekiel 28:17. "Thou hast said in thine heart, . . . I will exalt my throne above the stars of God. . . . I will be like the Most High." Isaiah 14:13, 14. Though all his glory was from God, this mighty angel came to regard it as pertaining to himself. Not content with his position, though honored above the heavenly host, he ventured to covet homage due alone to the Creator. Instead of seeking to make God supreme in the affections and allegiance of all created beings, it was his endeavor to secure their service and loyalty to himself. And coveting the glory with which the infinite Father had invested His Son, this prince of angels aspired to power that was the prerogative of Christ alone.

Pouco a pouco Lúcifer veio a condescender com o desejo de exaltação própria. Dizem as Escrituras: "Elevou-se o teu coração por causa da tua formosura, corrompeste a tua sabedoria por causa do teu resplendor." Ezeq. 28:17. "Tu dizias no teu coração: ... acima das estrelas de Deus exaltarei o meu trono. ... Serei semelhante ao Altíssimo." Isa. 14:13 e 14. Se bem que toda a sua glória proviesse de Deus, este poderoso anjo veio a considerá-la como pertencente a si próprio. Não contente com sua posição, embora fosse mais honrado do que a hoste celestial, arriscou-se a cobiçar a homenagem devida unicamente ao Criador. Em vez de procurar fazer com que Deus fosse o alvo supremo das afeições e fidelidade de todos os seres criados, consistiu o seu esforço em obter para si o serviço e lealdade deles. E, cobiçando a glória que o infinito Pai conferira a Seu Filho, este príncipe dos anjos aspirou ao poder que era a prerrogativa de Cristo apenas.

 

[1902.07.23-ST] The Signs of the Times {5a}

Tho all his glory was from God, Lúcifer came to regard it as pertaining to himself. Not content with his position, tho honored above the heavenly host, he ventured to covet homage due alone to the Creator.

Toda sua glória era originada de Deus, Lúcifer veio considerar isto como pertencente a ele mesmo. Não contente com sua posição, para ser honrado sobre a hoste celeste, ele aventurou cobiçar homenagem devida só ao Criador.

 

[1907] Manuscript 125 / Sermons and Talks, Vol. 1 {387/4} / SDABC, Vol. 4 {1162} | A Fé Pela Qual Eu Vivo – MM 1959 {66/4}

The first sinner was one whom God had greatly exalted. He is represented under the figure of the prince of Tyrus flourishing in might and magnificence. Little by little Satan came to indulge the desire for self-exaltation. The Scripture says: "Thine heart was lifted up because of thy beauty; thou hast corrupted thy wisdom by reason of thy brightness." "Thou hast said in thine heart . . . I will exalt my throne above the stars of God. . . . I will be like the Most High"[Isa. 14:13, 14]. Though all His glory was from God, this mighty angel came to regard it as pertaining to himself. Not content with his position, though honored above the heavenly host, he ventured to covet homage due alone to the Creator. Instead of seeking to make God supreme in the affections and allegiance of all created beings, it was his endeavor to secure their service and loyalty to himself. And coveting the glory with which the infinite Father has invested His Son, this prince of angels aspired to power that was the prerogative of Christ alone.

O primeiro pecador foi um a quem Deus exaltara grandemente. Ele é representado sob a figura do príncipe de Tiro florescendo em poder e magnificência. Pouco a pouco Satanás veio a condescender com o desejo de exaltação própria. Las Escrituras dicen: "Se enalteció tu corazón a causa de tu hermosura, corrompiste tu sabiduría a causa de tu esplendor".  "Tú que decías en tu corazón:... En lo alto, junto a las estrellas de Dios, levantaré mi trono... seré semejante al Altísimo". Embora toda a sua glória proviesse de Deus, este poderoso anjo veio a considerá-la como pertencente a si mesmo. Não contente com sua posição, embora honrado acima das hostes do Céu, atreveu-se a cobiçar a homenagem devida somente ao Criador. Em vez de procurar fazer a Deus supremo na afeição e fidelidade de todos os seres criados, empenhou-se em atrair para si o serviçalismo e lealdade deles. Y al codiciar la gloria que el Padre infinito ha conferido a su Hijo, este príncipe de los ángeles aspiraba a un poder que sólo correspondía a Cristo.

 

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {1/17/1c} | História da Redenção {1/13/1c}

Satan was envious of Christ, and gradually assumed command which devolved on Christ alone.

Lúcifer invejou a Cristo, e gradualmente pretendeu o comando que pertencia unicamente a Cristo.

 

[1902.07.23-ST] The Signs of the Times {3}

Little by little, Lúcifer came to indulge the desire for self-exaltation. Because of the exaltation of Christ, the One equal with the Father, he allowed jealousy to arise in his heart.

Pouco a pouco, Lúcifer veio favorecer o desejo de auto-exaltação. Por causa da exaltação de Cristo, o ÚNICO igual ao Pai, ele permitiu surgir ciúmes em seu coração.

one (w¾n) adj. 1. Being a single entity, unit, object, or living being; not two or more.

 

Cristo fora exaltado com a quádrupla honra que o Pai Lhe conferira: o trono, a autoridade, a glória e o poder (criador).

Por Sua Divindade o Filho é IGUAL e UM com o Pai. É o “Filho Unigênito de Deus” Tem Vida Divina concedida pelo Pai. No Princípio o Pai deu-Lhe a Honra, o Trono, o Comando (Autoridade), a Glória, o Poder e o Exaltou. Mais adiante o Pai vai CONFIRMAR essa investidura do Filho. Lúcifer, a princípio, parece querer destronar aos Dois, mas depois se contenta em cobiçar a posição do Filho. Obviamente que ele imaginava ser o Filho “mais frágil” que o Pai. Do Pai ele “sabia que o Seu poder não conhecia limites VA {3/29/1}”. Devia imaginar que pelo motivo de o Filho ser gerado do Pai, Ele não tivesse o mesmo poder que o Pai.

 

[1906] Letter 162 | SDABC, Vol. 4 {1143/1a}

The records of some are similar to that of the exalted angel who was given a position next to Jesus Christ in the heavenly courts. Lúcifer was enshrouded with glory as the covering cherub. Yet this angel whom God had created, and entrusted with power, became desirous of being as God.

Los registros de algunos son similares al del excelso ángel cuya categoría seguía a la de Jesucristo en los atrios celestiales.  Lúcifer, como querubín protector, estaba rodeado de gloria.  Sin embargo, este ángel a quien Dios había creado dotado de poder, llegó a sentir deseos de ser como Dios.

 

[1901.09.24-RH] Review and Herald {4b}

Of him it is written, "Thou wast perfect in thy ways from the day that thou wast created, till iniquity was found in thee." But self-exaltation entered his heart. Inspiration records the charge against him: "Thine heart wast lifted up because of thy beauty, thou hast corrupted thy wisdom by reason of thy brightness." "How art thou fallen from heaven, O Lúcifer, son of the morning! how art thou cut down to the ground, which didst weaken the nations! For thou hast said in thine heart, I will ascend unto heaven, I will exalt my throne above the stars of God: I will sit also upon the mount of the congregation, in the sides of the north: I will ascend above the heights of the clouds; I will be like the Most High. Yet thou shalt be brought down to hell, to the sides of the pit."

Dele é escrito, "Tu foste perfeito em teus caminhos desde o dia em que foste criado, até que se achou iniqüidade em ti." Mas a auto-exaltação entrou em seu coração. A Inspiração registra seu crime: "Teu coração se ergueu por causa de tua formosura, corrompeste  tua sabedoria por causa do teu brilho”. "Como caíste do céu, O Lúcifer, filho da manhã! como caíste, tu que debilitavas as nações! Pois disseste em teu coração, eu ascenderei até o céu, eu exaltarei meu trono acima das estrelas de Deus: também sentarei no monte da congregação, nos lados do norte,: Eu ascenderei acima das alturas das nuvens; Eu serei como o Altíssimo. Mas tu serás lançado abaixo para o inferno, para a sepultura".

 

008 – LÚCIFER COMEÇA A ESPALHAR SUTILMENTE A SEMENTE DA DÚVIDA ENTRE OS ANJOS. ELES FICAM ALARMADOS E ALGUNS INSTAM COM LÚCIFER A MUDAR DE PENSAMENTO

[1858-1SG] Spiritual Gifts, Vol. 1 {1/17/1d}

Until this time all heaven was in order, harmony and perfect subjection to the government of God.

Até então todo o Céu tinha estado em ordem, harmonia e perfeita sujeição ao governo de Deus.

 

[1864-3SG] Spiritual Gifts, Vol. 3 {2/36/1c}

Until his rebellion all Heaven was in harmony, and perfect subjection to the government of God.

Até sua rebelião todo o Céu tinha estado em ordem, harmonia e perfeita sujeição ao governo de Deus.

 

[1882-EW] Early Writings of Ellen G. White {33/145/2} | Primeiros Escritos {33/145/2a}

Until this time all heaven had been in order, harmony, and perfect subjection to the government of God.

Até então todo o Céu tinha estado em ordem, harmonia e perfeita sujeição ao governo de Deus.

 

[1888-GC88] The Great Controversy {29/494/2a} | O Grande Conflito {29/494/2a}

All Heaven had rejoiced to reflect the Creator's glory and to show forth his praise. And while God was thus honored, all had been peace and gladness.

O Céu todo se regozijava com refletir a glória do Criador e celebrar o Seu louvor. E, enquanto Deus assim fora honrado, tudo era paz e alegria.

 

[1888-GC88] The Great Controversy {29/494/2b} | O Grande Conflito {29/494/2b}

But a note of discord now marred the celestial harmonies. The service and exaltation of self, contrary to the Creator's plan, awakened forebodings of evil in minds to whom God's glory was supreme. The heavenly councils pleaded with Lúcifer.

Uma nota dissonante, porém, deslustrava agora as harmonias celestiais. O serviço e exaltação em prol do eu, contrários ao plano do Criador, despertavam prenúncios de males nas mentes para as quais a glória de Deus era suprema. Os concílios celestiais instavam com Lúcifer.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {1/35/3a} | Patriarcas e Profetas {1/35/3a}

Now the perfect harmony of heaven was broken. Lúcifer's disposition to serve himself instead of his Creator aroused a feeling of apprehension when observed by those who considered that the glory of God should be supreme. In heavenly council the angels pleaded with Lúcifer.

Quebrantou-se então a perfeita harmonia do Céu. A disposição de Lúcifer para servir a si em vez de ao Criador, suscitou um sentimento de apreensão ao ser observada por aqueles que consideravam dever a glória de Deus ser suprema. No conselho celestial os anjos insistiam com Lúcifer.

 

[1884-4SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 4 {24/317/2a}

The heavenly councils admonished Lúcifer to change his course.

Os conselhos divinos admoestaram a Lúcifer a mudar seu curso.

 

009 - O FILHO DE DEUS ADVERTE A LÚCIFER

[1884-4SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 4 {24/317/2b}

The Son of God warned and entreated him not to venture thus to dishonor his Maker, and bring ruin upon himself.

O Filho de Deus o advertiu e pediu para ele não se aventurar a desonrar seu Criador, e assim trazer ruína sobre ele.

 

[1888-GC88] The Great Controversy {29/494/2c} | O Grande Conflito {29/494/2c}

The Son of God presented before him the greatness, the goodness, and the justice of the Creator, and the sacred, unchanging nature of his law. God himself had established the order of Heaven; and in departing from it, Lúcifer would dishonor his Maker, and bring ruin upon himself. But the warning, given in infinite love and mercy, only aroused a spirit of resistance. Lúcifer allowed jealousy of Christ to prevail, and he became the more determined.

O Filho de Deus lhe apresentava a grandeza, a bondade e a justiça do Criador, e a natureza sagrada e imutável de Sua lei. Deus mesmo havia estabelecido a ordem do Céu; e, afastando-se dela, Lúcifer desonraria a seu Criador, trazendo sobre si a ruína. Mas a advertência, feita com amor e misericórdia infinitos, unicamente suscitou espírito de resistência. Lúcifer permitiu que prevalecesse a inveja para com Cristo, e mais decidido se tornou.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {1/35/3b} | Patriarcas e Profetas {1/35/3b}

The Son of God presented before him the greatness, the goodness, and the justice of the Creator, and the sacred, unchanging nature of His law. God Himself had established the order of heaven; and in departing from it, Lúcifer would dishonor his Maker and bring ruin upon himself. But the warning, given in infinite love and mercy, only aroused a spirit of resistance. Lúcifer allowed his jealousy of Christ to prevail, and became the more determined.

O Filho de Deus apresentou perante ele a grandeza, a bondade e a justiça do Criador, e a natureza imutável, sagrada de Sua lei. O próprio Deus estabelecera a ordem do Céu; e, desviando-se dela, Lúcifer desonraria ao seu Criador, e traria a ruína sobre si. Mas a advertência, feita com amor e misericórdia infinitos, apenas despertou espírito de resistência. Lúcifer consentiu que prevalecessem seus sentimentos de inveja para com Cristo, e se tornou mais decidido.

 

O Pai tudo criou através do Filho, e Este credita ao Pai o Ato Criador. O Pai É o Grande Legislador. Em tudo o Filho O Acompanha e Se submete ao Pai. Nada faz de Si mesmo.

Lúcifer aos poucos vai expulsando de si mesmo o espírito divino. Aos poucos está desenvolvendo um outro espírito, maligno, pecaminoso, em oposição ao espírito de Deus, que é santo.  Está substituindo o Espírito Santo por outro, que EGW passará a chamar de “espírito maligno” e, com mais freqüência, de “espírito iníquo”.

 

010 - A RENITÊNCIA DE LÚCIFER EM DESAFIAR A SUPREMACIA DO FILHO DE DEUS

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {1/36/1} | Patriarcas e Profetas {1/36/1}

To dispute the supremacy of the Son of God, thus impeaching the wisdom and love of the Creator, had become the purpose of this prince of angels. To this object he was about to bend the energies of that master mind, which, next to Christ's, was first among the hosts of God. But He who would have the will of all His creatures free, left none unguarded to the bewildering sophistry by which rebellion would seek to justify itself. Before the great contest should open, all were to have a clear presentation of His will, whose wisdom and goodness were the spring of all their joy.

Disputar a supremacia do Filho de Deus, desafiando assim a sabedoria e o amor do Criador, tornara-se o propósito desse príncipe dos anjos. Para tal objetivo estava ele a ponto de aplicar as energias daquela mente superior, que, abaixo da de Cristo, era a primeira dentre os exércitos de Deus. Mas Aquele que queria livres as vontades de todas as Suas criaturas, a ninguém deixou desprevenido quanto ao sofisma desconcertante por meio do qual a rebelião procuraria justificar-se. Antes que se iniciasse a grande luta, todos deveriam ter uma apresentação clara a respeito da vontade dAquele cuja sabedoria e bondade eram a fonte de toda a sua alegria.

 

Lúcifer era a 3ª mente superior do céu, abaixo apenas das mentes do Pai e do Filho.

 

011 - DEUS CONVOCA UMA REUNIÃO COM TODO O CONSELHO CELESTIAL PARA CONFIRMAR A QUÁDRUPLA HONRA ANTERIORMENTE CONFERIDA AO FILHO

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {1/17/2} | História da Redenção {1/13/2}

The great Creator assembled the heavenly host, that he might in the presence of all the angels confer special honor upon his Son. The Son was seated on the throne with the Father, and the heavenly throng of holy angels was gathered around them. The Father then made known that it was ordained by himself that Christ, his Son, should be equal with himself; so that wherever was the presence of his Son, it was as his own presence. The word of the Son was to be obeyed as readily as the word of the Father. His Son he had invested with authority to command the heavenly host. Especially was his Son to work in union with himself in the anticipated creation of the earth and every living thing that should exist upon the earth. His Son would carry out his will and his purposes, but would do nothing of himself alone. The Father's will would be fulfilled in him.

O grande Criador convocou os exércitos celestiais para, na presença de todos os anjos, conferir honra especial a Seu Filho. O Filho estava assentado no trono com o Pai, e a multidão celestial de santos anjos reunida ao redor. O Pai então fez saber que, por Sua própria decisão, Cristo, Seu Filho, devia ser considerado igual a Ele, assim que em qualquer lugar que estivesse presente Seu Filho, isto valeria pela Sua própria presença. A palavra do Filho devia ser obedecida tão prontamente como a palavra do Pai. Seu Filho foi por Ele investido com autoridade para comandar os exércitos celestiais. Especialmente devia Seu Filho trabalhar em união com Ele na projetada criação da Terra e de cada ser vivente que devia existir sobre ela. O Filho levaria a cabo Sua vontade e Seus propósitos, mas nada faria por Si mesmo. A vontade do Pai seria realizada nEle.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {1/36/2} | Patriarcas e Profetas {1/36/2}

The King of the universe summoned the heavenly hosts before Him, that in their presence He might set forth the true position of His Son and show the relation He sustained to all created beings. The Son of God shared the Father's throne, and the glory of the eternal, self-existent One encircled both. About the throne gathered the holy angels, a vast, unnumbered throng--"ten thousand times ten thousand, and thousands of thousands" (Revelation 5:11.), the most exalted angels, as ministers and subjects, rejoicing in the light that fell upon them from the presence of the Deity. Before the assembled inhabitants of heaven the King declared that none but Christ, the Only Begotten of God, could fully enter into His purposes, and to Him it was committed to execute the mighty counsels of His will. The Son of God had wrought the Father's will in the creation of all the hosts of heaven; and to Him, as well as to God, their homage and allegiance were due. Christ was still to exercise divine power, in the creation of the earth and its inhabitants. But in all this He would not seek power or exaltation for Himself contrary to God's plan, but would exalt the Father's glory and execute His purposes of beneficence and love.

O Rei do Universo convocou os exércitos celestiais perante Ele, para, em sua presença, apresentar a verdadeira posição de Seu Filho, e mostrar a relação que Este mantinha para com todos os seres criados. O Filho de Deus partilhava do trono do Pai, e a glória do Ser eterno, existente por Si mesmo, rodeava a ambos. Em redor do trono reuniam-se os santos anjos, em uma multidão vasta, inumerável - "milhões de milhões, e milhares de milhares" (Apoc. 5:11), estando os mais exaltados anjos, como ministros e súditos, a regozijar-se na luz que, da presença da Divindade, caía sobre eles. Perante os habitantes do Céu, reunidos, o Rei declarou que ninguém, a não ser Cristo, o Unigênito de Deus, poderia penetrar inteiramente em Seus propósitos, e a Ele foi confiado executar os poderosos conselhos de Sua vontade. O Filho de Deus executara a vontade do Pai na criação de todos os exércitos do Céu; e a Ele, bem como a Deus, eram devidas as homenagens e fidelidade daqueles. Cristo ia ainda exercer o poder divino na criação da Terra e de seus habitantes. Em tudo isto, porém, não procuraria poder ou exaltação para Si mesmo, contrários ao plano de Deus, mas exaltaria a glória do Pai, e executaria Seus propósitos de beneficência e amor.

 

Cristo é o UNIGÊNITO de Deus, o FILHO de Deus desde a eternidade; Ele O é no Princípio; Ele O é na economia celestial; isso tudo independente do Plano da Redenção. Ele já era conhecido pelos anjos como O UNIGÊNITO e FILHO de Deus. Isso muito antes da economia do Plano da Redenção, da ENCARNAÇÃO. O Plano da Redenção era ainda o “mistério de Deus”, guardado na mente Divina. Portanto, não é apoiada pela Verdade a teoria de que Cristo é “Filho”, somente de forma figurada, somente sob a ótica do Plano da Redenção.

AMBOS (both): somente DOIS no trono.

Somente o Filho “poderia penetrar inteiramente em Seus propósitos”.

O TERCEIRO elemento NO TRONO é a Luz da Glória do Pai que envolve a Divindade (Pai e Filho) e daí é derramada sobre os anjos.

 

012 – AINDA NA REUNIÃO, LÚCIFER, SOB A INFLUÊNCIA DO SANTO ESPÍRITO QUE DA PRESENÇA DE DEUS SE ESPALHA ENTRE OS ANJOS, JUNTAMENTE COM TODOS ELES, CURVA-SE PERANTE CRISTO. MAS O ESPÍRITO INÍQUO É DESPERTADO, SUBSTITUI O ESPÍRITO SANTO EM SEU CORAÇÃO E ELE SE REVOLTA

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {1/36/3a} | Patriarcas e Profetas {1/36/3a}

The angels joyfully acknowledged the supremacy of Christ, and prostrating themselves before Him, poured out their love and adoration. Lúcifer bowed with them, but in his heart there was a strange, fierce conflict. Truth, justice, and loyalty were struggling against envy and jealousy. The influence of the holy angels seemed for a time to carry him with them. As songs of praise ascended in melodious strains, swelled by thousands of glad voices, the spirit of evil seemed vanquished; unutterable love thrilled his entire being; his soul went out, in harmony with the sinless worshippers, in love to the Father and the Son.

Os anjos alegremente reconheceram a supremacia de Cristo, e, prostrando-se diante dEle, extravasaram seu amor e adoração. Lúcifer curvou-se com eles; mas em seu coração havia um conflito estranho, violento. A verdade, a justiça e a lealdade estavam a lutar contra a inveja e o ciúme. A influência dos santos anjos pareceu por algum tempo levá-lo com eles. Ao ascenderem os cânticos de louvores, em melodiosos acordes, avolumados por milhares de alegres vozes, o espírito do mal pareceu subjugado; indizível amor fazia fremir todo o seu ser; em concerto com os adoradores destituídos de pecado, expandia-se-lhe a alma em amor para com o Pai e o Filho.

 

Somente o Pai e o Filho são louvados pelos anjos.

 

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {1/18/1} | História da Redenção {1/14/1}

Satan was envious and jealous of Jesus Christ. Yet when all the angels bowed to Jesus to acknowledge his supremacy and high authority and rightful rule, Satan bowed with them; but his heart was filled with envy and hatred. Christ had been taken into the special counsel of God in regard to his plans, while Satan was unacquainted with them. He did not understand, neither was he permitted to know, the purposes of God. But Christ was acknowledged sovereign of Heaven, his power and authority to be the same as that of God himself. Satan thought that he was himself a favorite in Heaven among the angels. He had been highly exalted; but this did not call forth from him gratitude and praise to his Creator. He aspired to the height of God himself. He gloried in his loftiness. He knew that he was honored by the angels. He had a special mission to execute. He had been near the great Creator, and the ceaseless beams of glorious light enshrouding the eternal God, had shone especially upon him. Satan thought how angels had obeyed his command with pleasurable alacrity. Were not his garments light and beautiful? Why should Christ thus be honored before himself?

Lúcifer estava invejoso e enciumado de Jesus Cristo. Todavia, quando todos os anjos se curvaram ante Jesus reconhecendo Sua supremacia e alta autoridade e direito de governar, ele curvou-se com eles, mas seu coração estava cheio de inveja e rancor. Cristo tinha sido introduzido no especial conselho de Deus, na consideração de Seus planos, enquanto Lúcifer não participara deles. Ele não compreendia, nem lhe fora permitido conhecer, os propósitos de Deus. Mas Cristo era reconhecido como o soberano do Céu; Seu poder e autoridade eram os mesmos de Deus. Lúcifer pensou em si mesmo como o favorito entre os anjos no Céu. Tinha sido grandemente exaltado, mas isto não despertou nele louvor e gratidão ao seu Criador. Aspirava à altura do próprio Deus. Gloriava-se na sua altivez. Sabia que era honrado pelos anjos. Tinha uma missão especial a executar. Tinha estado perto do grande Criador e o resplendor incessante da gloriosa luz que cercava o eterno Deus tinha brilhado especialmente sobre ele. Pensava como os anjos tinham obedecido a seu comando com grande entusiasmo. Não era seu vestuário belo e brilhante? Por que devia Cristo ser assim honrado acima dele?

 

[1888-GC88] The Great Controversy {29/495/1} | O Grande Conflito {29/495/1}

Pride in his own glory nourished the desire for supremacy. The high honors conferred upon Lúcifer were not appreciated as the gift of God, and called forth no gratitude to the Creator. He gloried in his brightness and exaltation, and aspired to be equal with God. He was beloved and reverenced by the heavenly host. Angels delighted to execute his commands, and he was clothed with wisdom and glory above them all. Yet the Son of God was the acknowledged sovereign of Heaven, one in power and authority with the Father. In all the counsels of God, Christ was a participant, while Lúcifer was not permitted thus to enter into the divine purposes. "Why," questioned this mighty angel, "should Christ have the supremacy? Why is he thus honored above Lúcifer?"

O orgulho de sua própria glória alimentava o desejo de supremacia. As elevadas honras conferidas a Lúcifer não eram apreciadas como um dom de Deus, e não despertavam gratidão para com o Criador. Ele se gloriava em seu resplendor e exaltação, e almejava ser igual a Deus. Era amado e reverenciado pela hoste celestial. Anjos deleitavam-se em executar suas ordens, e, mais que todos eles, estava revestido de sabedoria e glória. Todavia, o Filho de Deus era o reconhecido Soberano do Céu, igual ao Pai em poder e autoridade. Em todos os conselhos de Deus, Cristo tomava parte, enquanto a Lúcifer não era assim permitido entrar em conhecimento dos propósitos divinos. "Por que", perguntava o poderoso anjo, "deveria Cristo ter a supremacia? Por que é Ele desta maneira mais honrado do que Lúcifer?"

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {1/36/3b} | Patriarcas e Profetas {1/36/3b}

But again he was filled with pride in his own glory. His desire for supremacy returned, and envy of Christ was once more indulged. The high honors conferred upon Lúcifer were not appreciated as God's special gift, and therefore, called forth no gratitude to his Creator. He glorified in his brightness and exaltation and aspired to be equal with God. He was beloved and reverenced by the heavenly host, angels delighted to execute his commands, and he was clothed with wisdom and glory above them all. Yet the Son of God was exalted above him, as one in power and authority with the Father. He shared the Father's counsels, while Lúcifer did not thus enter into the purposes of God. "Why," questioned this mighty angel, "should Christ have the supremacy? Why is He honored above Lúcifer?"

De novo, porém, achou-se repleto de orgulho por sua própria glória. Voltou-lhe o desejo de supremacia, e uma vez mais condescendeu com a inveja de Cristo. As altas honras conferidas a Lúcifer não eram apreciadas como um dom especial de Deus, e, portanto, não provocavam gratidão para com o seu Criador. Ele se gloriava em seu brilho e exaltação, e almejava ser igual a Deus. Era amado e reverenciado pelo exército celestial, anjos se deleitavam em executar suas ordens, e estava ele revestido de sabedoria e glória mais do que todos eles. Contudo, o Filho de Deus era mais exaltado do que ele, sendo um em poder e autoridade com o Pai. Partilhava dos conselhos do Pai, enquanto Lúcifer não penetrava assim nos propósitos de Deus. "Por que", perguntava este poderoso anjo, "deveria Cristo ter a primazia? Por que é Ele mais honrado do que Lúcifer?"

 

Os Conselhos Divinos são claramente formados pelo Pai e pelo Filho.

 

 [1902.07.23-ST] The Signs of the Times {4}

"Why," he questioned, "should Christ have the supremacy? Why is he honored above Lúcifer?"

"Por que", ele questionou, “Cristo deveria ter a supremacia? Por que ele é honrado acima de Lúcifer?”

 

[1897.09.07-RH] Review and Herald {2a}

Satan resolved to make an effort to overthrow the government of God, and set up a kingdom of his own.

Satanás resolveu fazer um esforço para subverter o governo de Deus, e elevar um reino para si próprio.

 

013 - APÓS A REUNIÃO COM DEUS, LÚCIFER CONVOCA OS EXÉRCITOS CELESTIAIS PARA OUTRA REUNIÃO E ESPALHA O ESPÍRITO DE DESCONTENTAMENTO. ATAQUE À LEI DIVINA

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {1/18/2a} | História da Redenção {1/14/2}

He left the immediate presence of the Father, dissatisfied, and filled with envy against Jesus Christ. Concealing his real purposes, he assembled the angelic host. He introduced his subject, which was himself. As one aggrieved, he related the preference God had given Jesus to the neglect of himself. He told them that henceforth all the sweet liberty the angels had enjoyed was at an end. For had not a ruler been appointed over them, to whom they from henceforth must yield servile honor? He stated to them that he had called them together to assure them that he no longer would submit to this invasion of his rights and theirs; that never would he again bow down to Christ; that he would take the honor upon himself which should have been conferred upon him, and would be the commander of all who would submit to follow him and obey his voice.

Ele deixou a imediata presença do Pai, insatisfeito e cheio de inveja contra Jesus Cristo. Dissimulando seu real propósito, convocou os exércitos angelicais. Introduziu seu assunto, que era ele mesmo. Como alguém agravado, relatou a preferência que Deus dera a Jesus em prejuízo dele. Contou que, dali em diante, toda a doce liberdade que os anjos tinham desfrutado estava no fim. Pois não havia sido posto sobre eles um governador, a quem deviam de agora em diante render honra servil? Declarou que os tinha reunido para assegurar-lhes que ele não mais se submeteria à invasão dos direitos seus e deles; que nunca mais ele se prostraria ante Cristo; que assumiria a honra que lhe devia ter sido conferida e que seria o comandante de todos aqueles que se dispusessem a segui-lo e obedecer a sua voz.

 

[1884-4SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 4 {24/317/2c}

But instead of yielding, Satan represented to those who loved him, that he had been wrongly judged, that his dignity was not respected, and that his liberty was to be abridged.

Mas em vez de render-se, Satanás representou a esses que o amavam, que ele tinha sido julgado injustamente, que a sua dignidade não foi respeitada, e que sua liberdade seria abreviada.

 

Acusa a Deus de uma futura retaliação. Que tudo isso não passa de um complô entre o Pai e o Filho para humilhá-lo e derrubá-lo pelo que ele já fez.

 

[1884-4SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 4 {24/319/1a}

Satan had excited sympathy in his favor by representing that God had dealt unjustly with him in bestowing supreme honor upon Christ.

Satanás estimulou simpatia em seu favor apresentando que Deus tinha lidado injustamente com ele dando honra suprema a Cristo.

 

[1888-GC88] The Great Controversy {29/495/2} | O Grande Conflito {29/495/2}

Leaving his place in the immediate presence of God, Lúcifer went forth to diffuse the spirit of discontent among the angels. Working with mysterious secrecy, and for a time concealing his real purpose under an appearance of reverence for God, he endeavored to excite dissatisfaction concerning the laws that governed heavenly beings, intimating that they imposed an unnecessary restraint. Since their natures were holy, he urged that the angels should obey the dictates of their own will. He sought to create sympathy for himself, by representing that God had dealt unjustly with him in bestowing supreme honor upon Christ. He claimed that in aspiring to greater power and honor he was not aiming at self-exaltation, but was seeking to secure liberty for all the inhabitants of Heaven, that by this means they might attain to a higher state of existence.

Deixando seu lugar na presença imediata de Deus, saiu a difundir o espírito de descontentamento entre os anjos. Operando em misterioso segredo, e escondendo durante algum tempo o seu intuito real sob o disfarce de reverência a Deus, esforçou-se por suscitar o desgosto em relação às leis que governavam os seres celestiais, insinuando que elas impunham uma restrição desnecessária. Visto serem de natureza santa, insistia em que os anjos obedecessem aos ditames de sua própria vontade. Procurou arregimentar as simpatias em seu favor, propalando que Deus o tratara injustamente ao conferir honra suprema a Cristo. Alegava que, anelando maior poder e honra, não pretendia a exaltação própria, mas procurava conseguir liberdade para todos os habitantes do Céu, a fim de por este meio poderem alcançar condição mais elevada de existência.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {1/37/1} | Patriarcas e Profetas {1/37/1}

Leaving his place in the immediate presence of the Father, Lúcifer went forth to diffuse the spirit of discontent among the angels. He worked with mysterious secrecy, and for a time concealed his real purpose under an appearance of reverence for God. He began to insinuate doubts concerning the laws that governed heavenly beings, intimating that though laws might be necessary for the inhabitants of the worlds, angels, being more exalted, needed no such restraint, for their own wisdom was a sufficient guide. They were not beings that could bring dishonor to God; all their thoughts were holy; it was no more possible for them than for God Himself to err. The exaltation of the Son of God as equal with the Father was represented as an injustice to Lúcifer, who, it was claimed, was also entitled to reverence and honor. If this prince of angels could but attain to his true, exalted position, great good would accrue to the entire host of heaven; for it was his object to secure freedom for all. But now even the liberty which they had hitherto enjoyed was at an end; for an absolute Ruler had been appointed them, and to His authority all must pay homage. Such were the subtle deceptions that through the wiles of Lúcifer were fast obtaining in the heavenly courts.

Deixando seu lugar na presença imediata do Pai, Lúcifer saiu a difundir o espírito de descontentamento entre os anjos. Ele agia em misterioso segredo, e durante algum tempo escondeu seu propósito real sob uma aparência de reverência para com Deus. Começou a insinuar dúvidas com respeito às leis que governavam os seres celestiais, dando a entender que, conquanto pudessem as leis ser necessárias para os habitantes dos mundos, não necessitavam de tais restrições os anjos, mais elevados por natureza, pois que sua sabedoria era um guia suficiente. Não eram eles seres que pudessem acarretar desonra a Deus; todos os seus pensamentos eram santos; não havia para eles maior possibilidade de errar do que para o próprio Deus. A exaltação do Filho de Deus à igualdade com o Pai, foi representada como sendo uma injustiça a Lúcifer, o qual, pretendia-se, tinha também direito à reverência e à honra. Se este príncipe dos anjos pudesse tão-somente alcançar a sua verdadeira e elevada posição, grande bem resultaria para todo o exército do Céu; pois era seu objetivo conseguir liberdade para todos. Agora, porém, mesmo a liberdade que eles até ali haviam desfrutado, tinha chegado a seu fim; pois lhes havia sido designado um Governador absoluto, e todos deveriam prestar homenagem à Sua autoridade. Tais foram os erros sutis que por meio dos ardis de Lúcifer estavam a propagar-se rapidamente nos lugares celestiais.

 

Exalta os anjos à altura do Divino: “vós sois deuses”. Deve tê-los convencido de que também eram geração de Deus, não criaturas.

 

[1902.07.23-ST] The Signs of the Times {5b}

Leaving his place in the immediate presence of the Father, he went forth to diffuse the spirit of discontent among the angels. He worked with mysterious secrecy, and for a time concealed his real purpose under an appearance of reverence for God. He began to insinuate doubts concerning the laws that governed heavenly beings,--laws that he declared were arbitrary, detrimental to the interests of the heavenly universe, and in need of change. Vital interests were at stake. Would Lúcifer succeed in undermining confidence in God's law? Would he make so apparent these supposed defects in the law, that the inhabitants of the heavenly universe would be justified in claiming that the law could be improved?

Deixando seu lugar na presença imediata do Pai, ele foi difundir o espírito de descontentamento entre os anjos. Ele trabalhou com segredo misterioso, e durante um tempo escondeu seu real propósito sob uma aparecência de reverência para Deus. Ele começou a insinuar dúvidas relativas às leis que governavam os seres celestiais, leis divinas que ele declarou serem arbitrárias, prejudiciais aos interesses do universo divino, e carentes de mudança. Interesses vitais estavam em jogo. Lúcifer teria sucesso arruinando a confiança na lei de Deus? Ele faria tão aparente estes supostos defeitos na lei que seriam justificados os habitantes do universo divino reivindicando que a lei pudesse ser melhorada?

 

O espírito de descontentamento começa a expulsar o Espírito Santo de Deus e o espírito iníquo começa a tomar conta da mente de muitos anjos.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {1/38/1} | Patriarcas e Profetas {1/38/1}

There had been no change in the position or authority of Christ. Lúcifer's envy and misrepresentation and his claims to equality with Christ had made necessary a statement of the true position of the Son of God; but this had been the same from the beginning. Many of the angels were, however, blinded by Lúcifer's deceptions.

Não tinha havido mudança alguma na posição ou autoridade de Cristo. A inveja e falsa representação de Lúcifer, bem como sua pretensão à igualdade com Cristo, tornaram necessária uma declaração a respeito da verdadeira posição do Filho de Deus; mas esta havia sido a mesma desde o princípio. Muitos dos anjos, contudo, ficaram cegos pelos enganos de Lúcifer.

 

Desde O PRINCÍPIO o Pai deu ao Filho a quádrupla honra. A segunda reunião foi somente para reafirmação da expressa vontade de Deus.

 

[1888-GC88] The Great Controversy {29/497/2} | O Grande Conflito {29/497/2}

Satan had been so highly honored, and all his acts were so clothed with mystery, that it was difficult to disclose to the angels the true nature of his work. Until fully developed, sin would not appear the evil thing it was. Heretofore it had had no place in the universe of God, and holy beings had no conception of its nature and malignity. They could not discern the terrible consequences that would result from setting aside the divine law. Satan had, at first, concealed his work under a specious profession of loyalty to God. He claimed to be seeking to promote the honor of God, the stability of his government, and the good of all the inhabitants of Heaven. While instilling discontent into the minds of the angels under him, he had artfully made it appear that he was seeking to remove dissatisfaction. When he urged that changes be made in the order and laws of God's government, it was under the pretense that these were necessary in order to preserve harmony in Heaven.

Satanás fora altamente honrado, sendo todos os seus atos de tal maneira revestidos de mistério, que difícil era desvendar aos anjos a verdadeira natureza de sua obra. Antes que se desenvolvesse completamente, o pecado não pareceria o mal que em realidade era. Até ali não ocorrera ele no Universo de Deus, e os seres santos não tinham qualquer concepção de sua natureza e malignidade. Não podiam discernir as terríveis conseqüências que resultariam de se pôr de parte a lei divina. Satanás a princípio ocultara sua obra sob uma profissão capciosa de lealdade a Deus. Alegava estar procurando promover a honra de Deus, a estabilidade de Seu governo, e o bem de todos os habitantes do Céu. Ao mesmo tempo em que incutia o descontentamento no espírito dos anjos a ele subordinados, dava astutamente a impressão de que estava procurando remover o dissabor. Quando insistia em que se fizessem mudanças na ordem e nas leis do governo de Deus, era sob o pretexto de serem elas necessárias a fim de preservar a harmonia no Céu.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {1/38/2} | Patriarcas e Profetas {1/38/2}

Taking advantage of the loving, loyal trust reposed in him by the holy beings under his command, he had so artfully instilled into their minds his own distrust and discontent that his agency was not discerned. Lúcifer had presented the purposes of God in a false light--misconstruing and distorting them to excite dissent and dissatisfaction. He cunningly drew his hearers on to give utterance to their feelings; then these expressions were repeated by him when it would serve his purpose, as evidence that the angels were not fully in harmony with the government of God. While claiming for himself perfect loyalty to God, he urged that changes in the order and laws of heaven were necessary for the stability of the divine government. Thus while working to excite opposition to the law of God and to instill his own discontent into the minds of the angels under him, he was ostensibly seeking to remove dissatisfaction and to reconcile disaffected angels to the order of heaven. While secretly fomenting discord and rebellion, he with consummate craft caused it to appear as his sole purpose to promote loyalty and to preserve harmony and peace.

Tirando vantagem da amável e leal confiança nele depositada pelos seres santos que estavam sob suas ordens, com tal arte infiltrara em suas mentes a sua própria desconfiança e descontentamento que sua participação não foi percebida. Lúcifer havia apresentado os propósitos de Deus sob uma luz falsa, interpretando-os mal e torcendo-os, de modo a incitar a dissensão e descontentamento. Astuciosamente levou os ouvintes a dar expressão aos seus sentimentos; então eram tais expressões repetidas por ele quando isto servisse aos seus intuitos, como prova de que os anjos não estavam completamente de acordo com o governo de Deus. Ao mesmo tempo em que, de sua parte, pretendia uma perfeita fidelidade para com Deus, insistia que modificações na ordem e leis do Céu eram necessárias para a estabilidade do governo divino. Assim, enquanto trabalhava para provocar oposição à lei de Deus, e infiltrar seu próprio descontentamento na mente dos anjos sob seu mando, ostensivamente estava ele procurando remover o descontentamento e reconciliar anjos desafetos com a ordem do Céu. Ao mesmo tempo em que secretamente fomentava a discórdia e a rebelião, com uma astúcia consumada fazia parecer como se fosse seu único intuito promover a lealdade, e preservar a harmonia e a paz.

 

[1909.01.28-RH] Review and Herald {5a}

This work of opposition to the law of God had its beginning in the courts of heaven, with Lúcifer, the covering cherub. Satan determined to be first in the councils of heaven, and equal with God.

Este trabalho de oposição à lei de Deus teve seu início nas cortes celestes, com Lúcifer, o querubim cobridor. Satanás determinou ser o primeiro nos conselhos do céu, e igual a Deus.

 

[1886.03.09-RH] Review and Herald {3b}

He tried to falsify the word of God, and pervert his plan of government before the angels. He claimed that God was not just in laying rules and laws upon the inhabitants of heaven. He represented that God was not self-denying, and that Christ was not self-denying; why, then, should the angels be required to be self-denying?

Ele tentou falsificar a palavra de Deus, e perverter seu plano de governo perante os anjos. Ele reivindicou que Deus não foi justo pondo regras e leis sobre os habitantes do céu. Ele representou que  Deus não era abnegado, e que Cristo não era abnegado; por que, então, dos anjos era requeridos que fossem abnegados?

 

[1897.09.07-RH] Review and Herald {2c} | A Verdade Sobre Os Anjos {4/37/2a}

He complained of the supposed defects in the management of heavenly things, and sought to fill the minds of the angels with his disaffection. Because he was not supreme, he sowed seeds of doubt and unbelief.

Satanás queixou-se dos supostos defeitos na administração das coisas celestiais, havendo procurado encher a mente dos anjos com sua insatisfação. Visto não ser ele supremo, lançou sementes de dúvida e descrença.

 

[1901.03.12-RH] Review and Herald {2a}

Lúcifer refused to accept Christ as the Prince of heaven, his Sovereign and Leader. He refused to acknowledge the supremacy of the Son of God. The controversy between the Prince of life and the prince of darkness has been long and fierce.

Lúcifer recusou aceitar a Cristo como o Príncipe do céu, seu Soberano e Líder. Ele recusou reconhecer a supremacia do Filho de Deus. A controvérsia entre o Príncipe da vida e o príncipe das trevas foi longa e feroz.

 

014 - SURGEM DOIS PARTIDOS ENTRE OS ANJOS E HÁ CONTROVÉRSIA ENTRE ELES. MAS AINDA NÃO HÁ UMA INSURREIÇÃO DECLARADA

[1864-3SG] Spiritual Gifts, Vol. 3 {2/36/1d}

Satan commenced to insinuate his dissatisfied feelings to other angels, and a number agreed to aid him in his rebellion. Satan was dissatisfied, with his position. Although very exalted, he aspires to be equal with God; and unless the Lord gratifies his ambition, determines to rebel, and refuse submission. He desires, yet dare not at once venture to make known his envious, hateful feelings. But he contents himself with gaining all he can to sympathize with him, as though deeply wronged. He relates to them his thoughts of warring against Jehovah.

Satanás começou a insinuar seus sentimentos de insatisfação a outros anjos, e um número concordou em ajuda-lo em sua rebelião. Satanás estava insatisfeito, com sua posição. Embora muito exaltado, ele aspira ser igual a Deus; e a menos que o Senhor satisfaça a sua ambição, determinou rebelar-se, e recusar se submisso. Ele deseja, contudo não se aventurar a fazer conhecidos seu sentimentos de inveja e ódio. Mas ele contentava-se em ganhar a todos que pudesse simpatizar com ele, como estava profundamente errado. Ele relata a eles seus pensamentos de guerrear contra Jeová.

 

[1909.01.28-RH] Review and Herald {5b} | A Verdade Sobre Os Anjos {4/34/2}

He began his work of rebellion with the angels under his command, seeking to diffuse among them the spirit of discontent. And he worked in so deceptive a way that many of the angels were won to his allegiance before his purposes were fully known.

Ele iniciou a obra de rebelião entre os anjos que estavam sob seu comando, procurando difundir entre eles o espírito de descontentamento. Agiu de modo tão ardiloso que muitos dos anjos se comprometeram com ele antes que seus propósitos fossem plenamente conhecidos.

 

[1913-CT] Counsels to Parents, Teachers, and Students {4/32/3} | Conselhos aos Pais, Professores e Estudantes {4/32/3}

Lúcifer in heaven desired to be first in power and authority; he wanted to be God, to have the rulership of heaven; and to this end he won many of the angels to his side.

Lúcifer, no Céu, desejou ser o primeiro em poder e autoridade; queria ser Deus, ter o governo do Céu; e para esse fim conquistou para o seu lado muitos dos anjos.

 

[1858-1SG] Spiritual Gifts, Vol. 1 {1/17/2b}

Some of the angels sympathized with Satan in his rebellion, and others strongly contended for the honor and wisdom of God in giving authority to his Son. And there was contention with the angels. Satan and his affected ones, who were striving to reform the government of God, wished to look into his unsearchable wisdom to ascertain his purpose in exalting Jesus, and endowing him with such unlimited power and command.

=[1882-EW]

 

[1882-EW] Early Writings of Ellen G. White {33/145/2} | Primeiros Escritos {33/145/2c}

Some of the angels sympathized with Satan in his rebellion, and others strongly contended for the honor and wisdom of God in giving authority to His Son. There was contention among the angels. Satan and his sympathizers were striving to reform the government of God. They wished to look into His unsearchable wisdom, and ascertain His purpose in exalting Jesus and endowing Him with such unlimited power and command.

Alguns dos anjos simpatizaram com Satanás em sua rebelião, ao passo que outros contenderam fortemente com ele atribuindo honra e sabedoria a Deus em dar autoridade a Seu Filho. Houve controvérsia entre os anjos. Satanás e seus simpatizantes estavam lutando por reformar o governo de Deus. Desejaram perscrutar Sua insondável sabedoria e descobrir o Seu propósito em exaltar a Jesus e dotá-Lo com tão ilimitado poder e comando.

 

[1864-3SG] Spiritual Gifts, Vol. 3 {2/37/2}

While some of the angels joined Satan in his rebellion, others reasoned with him to dissuade him from his purposes, contending for the honor and wisdom of God in giving authority to his Son. Satan urged, for what reason was Christ endowed with unlimited power and such high command above himself! He stood up proudly, and urged that he should be equal with God. He makes his boasts to his sympathizers that he will not submit to the authority of Christ.

Enquanto alguns dos anjos se uniram a Satanás em sua rebelião, outros argumentaram com ele para dissuadi-lo de seus propósitos, enquanto contendendo a favor da honra e sabedoria de Deus ao dar autoridade ao seu Filho. Satanás insistiu, por que razão foi Cristo dotado de poder ilimitado e tão alto comando sobre ele! Ele se levantava orgulhosamente, e insistia que ele devia ser igual a Deus. Ele faz suas ostentações aos seus simpatizantes que ele não se submeterá à autoridade de Cristo.

 

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {1/18/2b} | História da Redenção {1/15/1}

There was contention among the angels. Satan and his sympathizers were striving to reform the government of God. They were discontented and unhappy because they could not look into his unsearchable wisdom and ascertain his purposes in exalting his Son Jesus, and endowing him with such unlimited power and command. They rebelled against the authority of the Son.

Houve controvérsia entre os anjos. Lúcifer e seus simpatizantes lutavam para reformar o governo de Deus. Estavam descontentes e infelizes porque não podiam perscrutar Sua insondável sabedoria e verificar o Seu propósito em exaltar Seu Filho e dotá-Lo com tal ilimitado poder e comando. Rebelaram-se contra a autoridade do Filho.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {1/38/3a} | Patriarcas e Profetas {1/38/3a}

The spirit of dissatisfaction thus kindled was doing its baleful work. While there was no open outbreak, division of feeling imperceptibly grew up among the angels. There were some who looked with favor upon Lúcifer's insinuations against the government of God. Although they had heretofore been in perfect harmony with the order which God had established, they were now discontented and unhappy because they could not penetrate His unsearchable counsels; they were dissatisfied with His purpose in exalting Christ. These stood ready to second Lúcifer's demand for equal authority with the Son of God.

O espírito de descontentamento que assim se acendera, estava a fazer sua obra funesta. Conquanto não houvesse uma insurreição declarada, a divisão de sentimentos imperceptivelmente crescia entre os anjos. Alguns havia que olhavam com favor para as insinuações de Lúcifer contra o governo de Deus. Posto que tivessem estado até ali em perfeita harmonia com a ordem que Deus estabelecera, achavam-se agora descontentes e infelizes, porque não podiam penetrar Seus conselhos insondáveis; não estavam satisfeitos com Seu propósito de exaltar a Cristo. Estes se encontravam prontos para apoiar a exigência de Lúcifer para ter autoridade igual à do Filho de Deus.

 

[1886.03.09-RH] Review and Herald {4a}

Satan was greatly loved by the heavenly beings, and his influence over them was strong. Some course must be pursued to uproot him from their affections.

Satanás fora grandemente amado pelos seres celestes, e sua influência sobre eles era forte. Algum modo deve ser procurado para o desarraigar de suas afeições.

 

015 – LÚCIFER PLANTA SEUS PENSAMENTOS NAS MENTES DOS ANJOS E OS RECOLHE COMO SENDO ORIGINADOS DELES MESMOS, COMO SE PENSASSEM A MESMA COISA QUE ELE

[1897.09.07-RH] Review and Herald {2d} | A Verdade Sobre Os Anjos {4/37/2b}

Because he was not as God, he strove to instil into the minds of the angels his own envy and dissatisfaction. Thus the seeds of alienation were planted, afterward to be drawn out and presented before the heavenly courts as originating, not with Satan, but with the angels. So the deceiver would show that the angels thought as he did.

Em virtude de não ser como Deus, esforçou-se para instilar na mente dos anjos sua própria inveja e descontentamento. Assim as sementes da alienação foram plantadas, para depois serem apresentadas diante das cortes celestiais como sendo originárias, não da mente de Satanás, e sim da dos anjos. Desta maneira o enganador poderia mostrar que os anjos pensavam como ele.

 

[1897.09.07-RH] Review and Herald {3}

It was most difficult to make the deceiving power of Satan apparent. His power to deceive increased with practice. If he could not defend himself, he must accuse, in order to appear just and righteous, and to make God appear arbitrary and exacting. In secret he whispered his disaffection to the angels. There was at first no pronounced feeling against God; but the seed had been sown, and the love and confidence of the angels was marred. The sweet communion between them and their God was broken. Every move was watched; every action was viewed in the light in which Satan had made them see things.

Era muito difícil de fazer o enganoso poder de Satanás se revelar. Seu poder para enganar aumentou com a prática. Se ele não pôde se defender, ele tem que acusar para parecer justo e íntegro, e fazer Deus parecer arbitrário e severo. Em segredo ele sussurrou sua desafeição aos anjos. Não havia nenhum sentimento pronunciado no princípio contra Deus; mas a semente tinha sido disseminada, e foram arruinadas o amor e a confiança dos anjos. A doce comunhão entre eles e seu Deus estava rompida. Todo movimento foi contemplado; toda ação foi vista na luz na qual Satanás os tinha feito ver as coisas.

 

[1897.09.07-RH] Review and Herald {4} | A Verdade Sobre Os Anjos {4/37/3}

That which Satan had instilled into the minds of the angels--a word here and a word there--opened the way for a long list of suppositions. In his artful way he drew expressions of doubt from them. Then, when he was interviewed, he accused those whom he had educated. He laid all the disaffection on the ones he had led. As one in holy office, he manifested an overbearing desire for justice, but it was a counterfeit of justice, which was entirely contrary to God's love and compassion and mercy.

Aquilo que Satanás havia inculcado na mente dos anjos - uma palavra aqui, outra ali - abriu o caminho para uma longa lista de suposições. Em sua forma astuta, extraiu ele expressões de dúvida da parte deles. Assim, quando foi questionado, acusou os que ele próprio havia doutrinado. Colocou toda a desafeição nos lábios daqueles que havia dirigido.

 

[1906] Letter 162 | SDABC, Vol. 4 {1143/1b} | A Verdade Sobre Os Anjos {4/35/3}

He gained the sympathy of some of his associates by suggesting thoughts of criticism regarding the government of God. This evil seed was scattered in a most seducing manner; and after it had sprung up and taken root in the minds of many, he gathered the ideas that he himself had first implanted in the minds of others, and brought them before the highest order of angels as the thoughts of other minds against the government of God.

Ele obteve a simpatia de alguns de seus companheiros ao sugerir pensamentos de crítica no tocante ao governo de Deus. A semente daninha foi espalhada de modo sedutor; e depois que ela brotou e desenvolveu raízes na mente de muitos, recolheu ele as idéias por ele mesmo implantadas na mente de outros, e as apresentou diante das mais elevadas ordens de anjos como sendo os pensamentos de outras mentes contra o governo de Deus.

 

[1906] Letter 162 | SDABC, Vol. 4 {1143/1c}

Thus, by ingenious methods of his own devising, Lúcifer introduced rebellion in heaven.

Así introdujo Lúcifer la rebelión en el cielo mediante hábiles métodos diseñados por él mismo.

 

[1906.09.04] Letter 292 | Este Dia Com Deus – MM 1980 {254/1}

We are all to understand that there is a fallen angel who was once next to Christ in honor among the heavenly host. His work of deception was done in so great secrecy that the angels in less exalted positions supposed that he was the Ruler of heaven. Satan made the representation that all wrong insinuations existing in heaven originated among the angels, while he himself had made suggestions which would never have been entertained by the angels, had he not created them. He artfully presented these things to God, as having come from the angels, while they all originated with Satan himself. . . .

Todos temos de compreender que há um anjo caído que outrora era o primeiro depois de Cristo em honra entre o exército celestial. Sua obra de engano foi efetuada com tão grande sigilo que os anjos em posições menos elevadas supuseram que ele era o Governante do Céu. Satanás fez a alegação de que as más insinuações existentes no Céu se originaram entre os anjos, ao passo que ele mesmo fizera sugestões que jamais teriam sido acolhidas pelos anjos, caso não os houvesse criado. Apresentou ardilosamente essas coisas a Deus, como se proviessem dos anjos, embora todas elas se originassem com o próprio Satanás. ...

 

[1901] Manuscript 97 | Cristo Triunfante – MM 2002 {19/4a}

Satanás decidiu subverter o plano de Deus. Não precisamos tentar compreender os motivos que induziram o ser logo abaixo de Cristo nas cortes celestes a levar a inveja e o ciúme às fileiras de anjos.

 

016 - OS ANJOS LEAIS A DEUS ADVERTEM A LÚCIFER

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {1/19/1} | História da Redenção {1/15/2}

Angels that were loyal and true sought to reconcile this mighty, rebellious angel to the will of his Creator. They justified the act of God in conferring honor upon Jesus Christ, and with forcible reasoning sought to convince Satan that no less honor was his now than before the Father had proclaimed the honor which he had conferred upon his Son. They clearly set forth that Jesus was the Son of God, existing with him before the angels were created; and that he had ever stood at the right hand of God, and his mild, loving authority had not heretofore been questioned; and that he had given no commands but what it was joy for the heavenly host to execute. They urged that Christ's receiving special honor from the Father, in the presence of the angels, did not detract from the honor that he had heretofore received. The angels wept. They anxiously sought to move Satan to renounce his wicked design and yield submission to their Creator; for all had heretofore been peace and harmony, and what could occasion this dissenting, rebellious voice?

Os anjos que eram leais e sinceros procuraram reconciliar este poderoso rebelde à vontade de seu Criador. Justificaram o ato de Deus em conferir honra a Seu Filho e, com fortes razões, tentaram convencer Lúcifer de que não lhe cabia menos honra agora do que antes que o Pai proclamasse a honra que tinha conferido a Seu Filho. Mostraram-lhe claramente que Cristo era o Filho de Deus, existindo com Ele antes que os anjos fossem criados, que sempre estivera à mão direita de Deus, e Sua suave, amorosa autoridade até o presente não tinha sido questionada; e que Ele não tinha dado ordens que não fossem uma alegria para o exército celestial executar. Eles insistiam que o receber Cristo honra especial de Seu Pai, na presença dos anjos, não diminuía a honra que Lúcifer recebera até então. Os anjos choraram. Ansiosamente tentaram levá-lo a renunciar a seu mau desígnio e render submissão ao Criador; pois até então tudo fora paz e harmonia, e o que podia ocasionar esta voz discordante, rebelde?

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {1/38/3b} | Patriarcas e Profetas {1/38/3b}

But angels who were loyal and true maintained the wisdom and justice of he divine decree and endeavored to reconcile this disaffected being to the will of God. Christ was the Son of God; He had been one with Him before the angels were called into existence. He had ever stood at the right hand of the Father; His supremacy, so full of blessing to all who came under its benignant control, had not heretofore been questioned. The harmony of heaven had never been interrupted; wherefore should there now be discord? The loyal angels could see only terrible consequences from this dissension, and with earnest entreaty they counseled the disaffected ones to renounce their purpose and prove themselves loyal to God by fidelity to His government.

Entretanto, anjos que eram fiéis e verdadeiros sustentavam a sabedoria e justiça do decreto divino, e se esforçavam por reconciliar este ser desafeto com a vontade de Deus. Cristo era o Filho de Deus; tinha sido um com Ele antes que os anjos fossem chamados à existência. Sempre estivera Ele à destra do Pai; Sua supremacia, tão cheia de bênção a todos os que vinham sob Seu domínio benigno, não havia até então sido posta em dúvida. A harmonia do Céu nunca fora interrompida; por que deveria agora haver discórdia? Os anjos fiéis apenas podiam ver conseqüências terríveis para esta dissensão, e com rogos ansiosos aconselhavam os que estavam desafetos a renunciarem seu intuito e se mostrarem leais para com Deus, pela fidelidade ao Seu governo.

 

Antes de qualquer menção à Economia do Plano da Redenção, os anjos sabiam e “Mostraram-lhe claramente que Cristo era o Filho de Deus”. Observemos que o comentário é dos anjos. Eles estão CLARAMENTE mostrando que, apesar de Lúcifer achar que Cristo é inferior ao Pai por ser GÊNITO-Nascido-Gerado, Ele é o UNIGÊNITO do Pai, o Único Gerado; è Filho, não IRMÃO do Pai; é Deus, diferente deles, criaturas.

 

017 – A PACIÊNCIA DIVINA. LÚCIFER ESTÁ PRESTE A PERDER SUA POSIÇÃO DE QUERUBIM COBRIDOR

[1884-4SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 4 {24/319/3a}

He was not immediately dethroned when he first ventured to indulge the spirit of discontent and insubordination, nor even when he began to present his false claim and lying representations before the loyal angels. Long was he retained in Heaven.

Ele não foi destronado imediatamente quando primeiro se aventurou a favorecer o espírito de descontentamento e insubordinação, nem mesmo quando ele começou a apresentar sua falsa reivindicação e mentirosas representações ante os anjos leais. Longamente foi ele retido no Céu.

 

[1888-GC88] The Great Controversy {29/495/3a} | O Grande Conflito {29/495/3a}

God, in his great mercy, bore long with Lúcifer. He was not immediately degraded from his exalted station when he first indulged the spirit of discontent, nor even when he began to present his false claims before the loyal angels. Long was he retained in Heaven. Again and again he was offered pardon, on condition of repentance and submission. Such efforts as only infinite love and wisdom could devise, were made to convince him of his error. The spirit of discontent had never before been known in Heaven.

Deus, em Sua grande misericórdia, suportou longamente a Satanás. Este não foi imediatamente degradado de sua posição elevada, quando a princípio condescendeu com o espírito de descontentamento, nem mesmo quando começou a apresentar suas falsas pretensões diante dos anjos fiéis. Muito tempo foi ele conservado no Céu. Reiteradas vezes lhe foi oferecido o perdão, sob a condição de que se arrependesse e submetesse. Esforços que apenas o amor e a sabedoria infinitos poderiam conceber, foram feitos a fim de convencê-lo de seu erro. O espírito de dissabor nunca dantes fora conhecido no Céu.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {1/39/1a} | Patriarcas e Profetas {1/39/1a}

In great mercy, according to His divine character, God bore long with Lúcifer. The spirit of discontent and disaffection had never before been known in heaven. It was a new element, strange, mysterious, unaccountable.

Com grande misericórdia, de acordo com o Seu caráter divino, Deus suportou longamente a Lúcifer. O espírito de descontentamento e desafeição nunca antes havia sido conhecido no Céu. Era um elemento novo, estranho, misterioso, inexplicável.

 

[1892] Letter 16a | Cristo Triunfante – MM 2002 {11/2}

O pecado de Lúcifer é inexplicável. Ele foi desleal a Deus. Seus lamentos e reclamações despertaram simpatia entre as hostes angélicas, e muitos assumiram a mesma posição de Satanás[Lúcifer]. Como quebrou o Senhor a força dessas acusações?

 

[1886.03.09-RH] Review and Herald {5} | A Verdade Sobre Os Anjos {4/37/1}

God in his wisdom did not immediately thrust Satan out of heaven. This act would not have changed his principles, and would only have strengthened his rebellion, for it would have created sympathy for him as one unjustly dealt with; and he would have carried a much larger number with him. He must be displaced, and have time to more fully develop his principles.

Deus, em Sua sabedoria, não expulsou Satanás imediatamente do Céu. Tal ato não haveria modificado seus planos, antes o teria fortalecido na rebelião, pois haver-lhe-ia acrescentado simpatia, como alguém com quem se lidara injustamente; e um maior número de anjos teria sido arrastado em rebelião junto com ele. Deveria ele receber mais tempo para o pleno desenvolvimento de seus princípios.

 

[1892] Letter 16a | Cristo Triunfante – MM 2002 {11/3}

Devido ao poder acusador de Satanás, não foi plano de Deus tratá-lo como ele merecia. O tentador jogaria toda a culpa de suas atitudes sobre outros que estavam abaixo dele. Daria a impressão de que, se pudesse agir em conformidade com seu próprio julgamento, ter-se-ia evitado toda essa demonstração de rebelião.

 

[1906] Letter 162 | SDABC, Vol. 4 {1143/2a}

God desired that a change take place, and that the work of Satan be brought out in its genuine aspect. But the exalted angel standing next to Christ was opposed to the Son of God.

Dios deseaba que hubiera un cambio y que la obra de Satanás se manifestara tal como era. Pero el excelso ángel que seguía a Cristo en jerarquía se oponía al Hijo de Dios.

 

018 - LÚCIFER PERDE SUA POSIÇÃO DE QUERUBIM COBRIDOR. É CONVENCIDO DE SEU ERRO E QUASE VOLTA A DEUS; MAS O ORGULHO O IMPEDIU

[1902.07.23-ST] The Signs of the Times {6}

By his rebellion against God's law, Satan brought sin into existence; for "sin is the transgression of the law."

Pela sua rebelião contra a lei de Deus, Satanás trouxe o pecado à existência; pois "pecado é a transgressão da lei”.

 

[1884-4SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 4 {24/319/3b}

Again and again was he offered pardon on condition of repentance and submission. Such efforts as God alone could make, were made to convince him of his error, and restore him to the path of rectitude. God would preserve the order of the heavens, and had Lúcifer been willing to return to his allegiance, humble and obedient, he would have been re-established in his office as covering cherub.

Novamente e novamente foi-lhe oferecido perdão em condição de arrependimento e submissão. Tais esforços como só Deus poderia fazer, deveriam convencê-lo de seu erro, e poderiam restabelecê-lo ao caminho da retidão. Deus preservaria a ordem dos céus, e tivesse Lúcifer estado disposto voltar à seu antigo estado de submissão, humildade e obediência, ele teria sido restabelecido na sua função como querubim cobridor.

 

Aqui o pecado já existe no Céu, mas será PERDOADO mediante arrependimento. Não foi o pecado que tirou Lúcifer do Céu; foi o não arrepender-se; foi o ENTREGAR-SE ao pecado.

 

[1892] Letter 16a | Cristo Triunfante – MM 2002 {11/4}

O poder condenador de Satanás levá-lo-ia a estabelecer uma teoria de justiça incompatível com a misericórdia. Ele alega agir como a voz e o poder de Deus; alega que suas decisões são justas, puras e isentas de falha. Dessa maneira assume ele a sua posição no tribunal e declara serem infalíveis os seus conselhos. Aqui entra a sua justiça sem misericórdia, uma contrafação da justiça, aborrecível a Deus.

 

[1892] Letter 16a | Cristo Triunfante – MM 2002 {11/5}

Mas como saberá o Universo que Lúcifer não é um líder confiável e justo? Aos seus olhos, ele parece correto. Não podem ver, como Deus vê, sob a aparência exterior. Não podem conhecer como Deus conhece. Agir para desmascará-lo e tornar claro à hoste angélica que o julgamento dele não era o julgamento de Deus, que ele criara seus próprios padrões e se expusera à justa indignação de Deus, criaria um estado de coisas que devia ser evitado.

 

[1892] Letter 16a | Cristo Triunfante – MM 2002 {11/6}

Foi devido ao poder enganador de Satanás que muitos anjos se tornaram desleais a Deus. Deus era fiel e verdadeiro. Satanás estava errado e se convenceu de que estava errado. Agora devia escolher: ou colocar-se ao lado do Senhor pela submissão, ou mentir para defender-se. Mediante sofisma e fraude pareceu obter vantagem, mas isso foi por pouco tempo. Deus não pode mentir; Ele Se move em linha reta. Lúcifer podia dizer a verdade quando esta lhe servia melhor aos propósitos, mas ele se movia em linha sinuosa para evitar a humilhação e a derrota. ...

 

[1896] Manuscript 57 / Manuscript Releases, Vol. 18 {362/1a} | Cristo Triunfante – MM 20002 {14/3a}

The Lord saw the use that Satan was making of his power, and he set before him truth in contrast with falsehood. Time and time again during the controversy Satan was ready to be convinced, ready to admit that he was wrong.

=[1897.09.07-RH]

 

[1897.09.07-RH] Review and Herald {11a}

The Lord saw the use Satan was making of his powers, and he set before him truth in contrast with falsehood. Time and time again during the controversy, Satan was ready to be convinced, ready to admit that he was wrong.

O Senhor viu o uso que Satanás estava fazendo de seu poder, e diante dele colocou a verdade em contraste com a falsidade. Repetidamente, durante o conflito, Satanás esteve pronto a convencer-se de seu erro, pronto a admiti-lo.

 

[1884-4SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 4 {24/319/1b}

Before he was sentenced to banishment from Heaven, his course was with convincing clearness shown to be wrong, and he was granted an opportunity to confess his sin, and submit to God's authority as just and ighteous.

Antes de ele ser condenado ao banimento do Céu, seu curso foi com clareza convincente mostrado como estando errado, e a ele foi concedida uma oportunidade para confessar seu pecado, e submeter-se à autoridade de Deus como e justa e reta.

 

[1888-GC88] The Great Controversy {29/495/3b} | O Grande Conflito {29/495/3b}

Lúcifer himself did not at first see whither he was drifting; he did not understand the real nature of his feelings. But as his dissatisfaction was proved to be without cause, Lúcifer was convinced that he was in the wrong, that the divine claims were just, and that he ought to acknowledge them as such before all Heaven. Had he done this, he might have saved himself and many angels. He had not at this time fully cast off his allegiance to God. Though he had forsaken his position as covering cherub, yet if he had been willing to return to God, acknowledging the Creator's wisdom, and satisfied to fill the place appointed him in God's great plan, he would have been re-instated in his office.

O próprio Lúcifer não via a princípio para onde estava a encaminhar-se; não compreendia a verdadeira natureza de seus sentimentos. Mas, sendo-lhe demonstrado que seu descontentamento era sem causa, convenceu-se Lúcifer de que estava em erro, de que as reivindicações divinas eram justas, e de que as deveria reconhecer como tais perante todo o Céu. Houvesse ele feito isto, e poderia haver salvo a si mesmo e a muitos anjos. Por esse tempo não havia ainda renunciado completamente a sua fidelidade para com Deus. Posto que houvesse perdido a posição de querubim cobridor, teria sido reintegrado em seu mister, caso houvesse desejado voltar a Deus, reconhecendo a sabedoria do Criador, e estivesse satisfeito por preencher o lugar a ele designado no grande plano de Deus.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {1/39/1b} | Patriarcas e Profetas {1/39/1b}

Lúcifer himself had not at first been acquainted with the real nature of his feelings; for a time he had feared to express the workings and imaginings of his mind; yet he did not dismiss them. He did not see whither he was drifting. But such efforts as infinite love and wisdom only could devise, were made to convince him of his error. His disaffection was proved to be without cause, and he was made to see what would be the result of persisting in revolt. Lúcifer was convinced that he was in the wrong. He saw that "the Lord is righteous in all His ways, and holy in all His works" (Psalm 145:17); that the divine statutes are just, and that he ought to acknowledge them as such before all heaven. Had he done this, he might have saved himself and many angels. He had not at that time fully cast off his allegiance to God. Though he had left his position as covering cherub, yet if he had been willing to return to God, acknowledging the Creator's wisdom, and satisfied to fill the place appointed him in God's great plan, he would have been reinstated in his office.

O próprio Lúcifer não estivera a princípio ciente da natureza verdadeira de seus sentimentos; durante algum tempo receou exprimir a ação e imaginações de sua mente; todavia não as repeliu. Não via para onde se deixava levar. Entretanto, esforços que somente o amor e a sabedoria infinitos poderiam imaginar, foram feitos para convencê-lo de seu erro. Provou-se que sua desafeição era sem causa, e fez-se-lhe ver qual seria o resultado de persistir em revolta. Lúcifer estava convencido de que não tinha razão. Viu que "justo é o Senhor em todos os Seus caminhos, e santo em todas as Suas obras" (Sal. 145:17); que os estatutos divinos são justos, e que, como tais, ele os deveria reconhecer perante todo o Céu. Houvesse ele feito isto, e poderia ter salvo a si mesmo e a muitos anjos. Ele não tinha naquele tempo repelido totalmente sua lealdade a Deus. Embora tivesse deixado sua posição como querubim cobridor, se contudo estivesse ele disposto a voltar para Deus, reconhecendo a sabedoria do Criador, e satisfeito por preencher o lugar a ele designado no grande plano de Deus, teria sido reintegrado em suas funções.

 

[1884-4SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 4 {24/319/1c}

But he chose to carry his points at all hazards.

Mas ele escolheu ariscar levar seus pontos adiante.

 

[1888-GC88] The Great Controversy {29/495/3c} | O Grande Conflito {29/495/3c}

But pride forbade him to submit.

Mas o orgulho o impediu de submeter-se.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {1/39/1c} | Patriarcas e Profetas {1/39/1c}

The time had come for a final decision; he must fully yield to the divine sovereignty or place himself in open rebellion. He nearly reached the decision to return, but pride forbade him. It was too great a sacrifice for one who had been so highly honored to confess that he had been in error, that his imaginings were false, and to yield to the authority which he had been working to prove unjust.

Chegado era o tempo para um decisão final; deveria render-se completamente à soberania divina, ou colocar-se em franca rebelião. Quase chegou à decisão de voltar; mas o orgulho o impediu disto. Era sacrifício demasiado grande, para quem fora tão altamente honrado, confessar que estivera em erro, que suas imaginações eram errôneas, e render-se à autoridade que ele procurara demonstrar ser injusta.

 

[1897.09.07-RH] Review and Herald {11b} | Cristo Triunfante – MM 20002 {14/3b}

But those he had deceived were also ready to accuse him of leaving them. What should he do?--submit to God, or continue in a course of deception? He chose to deny truth, to take refuge in misstatements and fraud.

Mas aqueles a quem havia enganado estavam prontos a acusá-lo de os abandonar. Que poderia ele fazer - submeter-se a Deus ou continuar numa trajetória de engano? Ele escolheu negar a verdade, refugiar-se em suas exposições falsas e na fraude.

 

Os anjos foram enganados, mas não estão tão inocentes assim. Depois que decidiram pela rebelião, empenharam-se na mesma.

 

[1896] Manuscript 57 / Manuscript Releases, Vol. 18 {362/1b} | Cristo Triunfante – MM 20002 {14/3b}

But those he had deceived were ready also to accuse him of leaving them. What could he do--submit to God, or continue in a course of deception? He chose to deny truth, to take refuge in misstatements and fraud.

=[1897.09.07-RH]

 

[1884-4SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 4 {24/318/2a}

To the last, he refused to acknowledge his own course to be deserving of censure.

Por fim, ele recusou reconhecer seu próprio curso como merecedor de censura.

 

[1896] Manuscript 57 / Manuscript Releases, Vol. 18 {362/2a} | Cristo Triunfante – MM 20002 {14/3c}

The Lord allowed Satan to go on and demonstrate his principles.

O Senhor permitiu que Satanás fosse avante e demonstrasse os seus princípios.

 

019 - LÚCIFER TORCE A LONGANIMIDADE DE DEUS: APONTA-A COMO FRAQUEZA DA PARTE DE DEUS E CERTEZA DE VITÓRIA PARA SUA CAUSA

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {1/39/2a} | Patriarcas e Profetas {1/39/2a}

A compassionate Creator, in yearning pity for Lúcifer and his followers, was seeking to draw them back from the abyss of ruin into which they were about to plunge. But His mercy was misinterpreted. Lúcifer pointed to the long-suffering of God as an evidence of his own superiority, an indication that the King of the universe would yet accede to his terms. If the angels would stand firmly with him, he declared, they could yet gain all that they desired.

Um compassivo Criador, sentindo terna piedade por Lúcifer e seus seguidores, procurava fazê-los retroceder do abismo de ruína em que estavam prestes a imergir. Sua misericórdia, porém, foi mal-interpretada. Lúcifer apontou a longanimidade de Deus como uma prova de sua superioridade, como indicação de que o Rei do Universo ainda concordaria com suas imposições. Se os anjos permanecessem firmes com ele, declarou, poderiam ainda ganhar tudo que desejassem.

 

020 - FINALMENTE LÚCIFER TORNA-SE SATANÁS, O DEMÔNIO. NÃO TEM MAIS RETORNO

[1888-GC88] The Great Controversy {29/495/3d} | O Grande Conflito {29/495/3d}

He persistently defended his own course, maintained that he had no need of repentance, and fully committed himself, in the great controversy, against his Maker.

Persistentemente defendeu seu próprio caminho, sustentando que não havia necessidade de arrependimento, e entregou-se por completo ao grande conflito contra seu Criador.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {1/39/2b} | Patriarcas e Profetas {1/39/2b}

He persistently defended his own course, and fully committed himself to the great controversy against his Maker. Thus it was that Lúcifer, "the light bearer," the sharer of God's glory, the attendant of His throne, by transgression became Satan, "the adversary" of God and holy beings and the destroyer of those whom Heaven had committed to his guidance and guardianship.

Persistentemente defendeu sua conduta, e entregou-se amplamente ao grande conflito contra seu Criador. Assim foi que Lúcifer, "o portador de luz", aquele que participava da glória de Deus, que servia junto ao Seu trono, tornou-se, pela transgressão, Satanás, o "adversário" de Deus e dos seres santos, e destruidor daqueles a quem o Céu confiou a sua guia e guarda.

 

[1891.12.21-ST] The Signs of the Times {3a} | A Verdade Sobre Os Anjos {3/29/3}

Satan was a beautiful, exalted angel, and would have remained so forever had he not withdrawn his allegiance from God.

Satanás era um anjo formoso e exaltado, e assim teria permanecido se não houvesse rompido sua aliança com Deus.

 

[1891.12.21-ST] The Signs of the Times {3b}

From the moment when he ceased to exert his influence for good, he became an influence for evil. He might have been the center of a hallowed influence, loyal and true, being good, and doing good, but he would not. In separating himself from God, he became a power for evil. Each act of selfishness exerts an influence on others.

Desde o momento quando ele deixou de mostrar sua influência para bem, ele se tornou uma influência para mal. Ele poderia ter sido o centro de uma influência sagrada, leal e verdadeira, sendo bom, e fazendo bem, mas ele não o fez. Separando-se de Deus, ele se tornou um poder para o mal. Cada ato de egoísmo exerce uma influência sobre outros.

 

Lúcifer não mais possui um espírito santo; apagou em si mesmo o Santo Espírito de Deus; agora, é possuído pelo espírito iníquo.

 

021 – LÚCIFER TORCE AS PALAVRAS DOS CONSELHOS QUE CRISTO LHE HAVIA DADO ANTES DA REUNIÃO CONVOCADA PELO PAI

[1884-4SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 4 {24/318/1}

That Christ should regard him as needing to be corrected, and should presume to take the position of a superior, aroused in him a spirit of resistance, and he charged the Son of God with a design to humble him before the angels. By misrepresentation of the words of Christ, by prevarication and direct falsehood, Satan secured the sympathy of the angels under his control, and they united with him in revolt against Heaven's authority.

Cristo deveria considerá-lo como precisando ser corrigido, e deveria presumir tomar a posição de um superior, despertado nele um espírito de resistência, e ele acusou o Filho de Deus de ter o desígnio de humilhá-lo perante os anjos. Por falsa representação das palavras de Cristo, por tergiversação e falsidade direta, Satanás afiançou a condolência dos anjos sob seu controle, e eles uniram com ele em revolta contra a autoridade do Céu.

 

[1888-GC88] The Great Controversy {29/496/1a} | O Grande Conflito {29/496/1a}

All the powers of his master-mind were now bent to the work of deception, to secure the sympathy of the angels that had been under his command. Even the fact that Christ had warned and counseled him, was perverted to serve his traitorous designs. To those whose loving trust bound them most closely to him, Satan had represented that he was wrongly judged, that his position was not respected, and that his liberty was to be abridged. From misrepresentation of the words of Christ, he passed to prevarication and direct falsehood, accusing the Son of God of a design to humiliate him before the inhabitants of Heaven.

Todas as faculdades de sua mente superior foram então aplicadas à obra do engano, a fim de conseguir a simpatia dos anjos que tinham estado sob suas ordens. Mesmo o fato de que Cristo o advertira e aconselhara, foi pervertido de maneira a servir a seus desígnios traidores. Àqueles, cuja afetuosa confiança mais intimamente os ligava a ele, Satanás simulou haver sido julgado mal, que sua posição não fora respeitada, e que se queria cercear-lhe a liberdade. Da falsa interpretação das palavras de Cristo, passou à prevaricação e à falsidade direta, acusando o Filho de Deus de intentar humilhá-lo perante os habitantes do Céu.

 

Sem o Espírito Santo de Deus dentro de si, sem restrições.

 

022 - SATANÁS TORCE AS PALAVRAS DE DEUS. SEUS ENGANOS SÃO PODEROSOS E GANHA MUITOS SEGUIDORES ENTRE OS ANJOS, CONVENCENDO-OS À REBELIÃO

[1884-4SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 4 {24/319/1d}

To sustain his charge of God's injustice toward him, he resorted to misrepresentation, even of the words and acts of the Creator.

Para sustentar a imposição de injustiça de Deus sobre ele, ele recorreu a falsa representação, até mesmo das palavras e atos do Criador.

 

[1888-GC88] The Great Controversy {29/496/1c} | O Grande Conflito {29/496/1c}

And to sustain his charge of God's injustice toward him, he resorted to misrepresentation of the words and acts of the Creator. It was his policy to perplex the angels with subtle arguments concerning the purposes of God. Everything that was simple he shrouded in mystery, and by artful perversion cast doubt upon the plainest statements of Jehovah.

E com o fim de sustentar sua acusação de injustiça por parte de Deus para com ele, recorreu à falsa interpretação das palavras e atos do Criador. Era sua tática tornar perplexos os anjos pelos capciosos argumentos relativos aos propósitos divinos. Tudo que era simples ele envolvia em mistério, e mediante artificiosa perversão lançava dúvida às mais compreensíveis declarações de Jeová.

 

[1884-4SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 4 {24/319/2}

Here, for a time, Satan had the advantage; and he exulted in his arrogated superiority, in this one respect, to the angels of Heaven, and even to God himself. While Satan can employ fraud and sophistry to accomplish his objects, God cannot lie; while Lúcifer, like the serpent, can choose a tortuous course, turning, twisting, gliding, to conceal himself, God moves only in a direct, straight-forward line. Satan had disguised himself in a cloak of falsehood, and for a time it was impossible to tear off the covering, so that the hideous deformity of his character could be seen. He must be left to reveal himself in his cruel, artful, wicked works.

Aqui, por um tempo, Satanás teve a vantagem; e ele exultou em sua arrogante superioridade, a seu respeito, para com os anjos do Céu, e até mesmo para com o próprio Deus. Enquanto Satanás puder empregar fraude e sofisma para realizar seus objetivos, Deus não pode mentir; enquanto Lúcifer, como a serpente, pode escolher uma caminho tortuoso, virando, torcendo, planando, escondendo-se, Deus se move em uma só direção, em linha reta. Satanás tinha se disfarçado com uma capa de falsidade, e durante um tempo era impossível rasgar fora a coberta, de forma que sua deformidade horrorosa de caráter pudesse ser visto. Ele deve ser levado a revelar-se em suas cruéis, astutas obras.

 

[1886.03.09-RH] Review and Herald {6a} | A Verdade Sobre Os Anjos {4/39/3}

Satan was artful in presenting his side of the question. As soon as he found that one position was seen in its true character, he changed it for another. Not so with God. He could work with only one class of weapons,--truth and righteousness. Satan could use what God could not,--crookedness and deceit.

Satanás foi astuto em apresentar o seu ponto de vista da questão. Tão logo percebia que determinada posição era vista em seu verdadeiro caráter, trocava-a por outra. Tal não ocorreu com Deus. Ele podia operar com apenas uma classe de armas - a verdade e a justiça. Satanás podia usar o que Deus não usaria: o engano e a fraude.

 

[1888-GC88] The Great Controversy {29/496/1d} | O Grande Conflito {29/496/1d}

His high position, in such close connection with the divine administration, gave greater force to his representations, and many were induced to unite with him in rebellion against Heaven's authority.

Seu elevado cargo, em tão íntimo contato com a administração divina, emprestava maior força às suas alegações, e muitos eram induzidos a unir-se-lhe em rebelião contra a autoridade do Céu.

 

[1901.09.03-RH] Review and Herald {5a}

Satan claimed to be sanctified, and exalted himself above God even in the courts of heaven. So great was his deceptive power that he corrupted a large number of angels, and enlisted their sympathy in his selfish interest.

Satanás reivindicou ser santificado, e se exaltou até mesmo sobre Deus nas cortes do céu. Tão grande era seu poder enganador que ele corrompeu um grande número de anjos, e recrutou a simpatia deles em seu interesse egoísta.

 

023 - SATANÁS ACUSA OS ANJOS LEAIS A DEUS. MUITOS ANJOS DEMONSTRAM DISPOSIÇÃO EM SEGUI-LO. SATANÁS ESPERA CONQUISTAR A TODOS OS ANJOS

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {1/20/1a} | História da Redenção {1/16/1a}

Satan refused to listen. And then he turned from the loyal and true angels, denouncing them as slaves. These angels, true to God, stood in amazement as they saw that Satan was successful in his effort to excite rebellion. He promised them a new and better government than they then had, in which all would be freedom. Great numbers signified their purpose to accept Satan as their leader and chief commander. As he saw his advances were met with success, he flattered himself that he should yet have all the angels on his side, and that he would be equal with God himself, and his voice of authority would be heard in commanding the entire host of Heaven.

Lúcifer recusou ouvi-los. Então afastou-se dos anjos leais e sinceros, denunciando-os como escravos. Estes anjos, leais a Deus, ficaram pasmados ao verem que Lúcifer era bem-sucedido em seu esforço para incitar a rebelião. Prometia-lhes um novo e melhor governo do que então tinham, no qual todos seriam livres. Grande número expressou seu propósito de aceitá-lo como líder e principal comandante. Ao ver que seus primeiros passos foram coroados de sucesso, vangloriou-se de que ainda haveria de ter todos os anjos ao seu lado, que seria igual ao próprio Deus e que sua voz autoritária seria ouvida no comando de todo o exército celestial.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {1/40/1} | Patriarcas e Profetas {1/40/1}

Rejecting with disdain the arguments and entreaties of the loyal angels, he denounced them as deluded slaves. The preference shown to Christ he declared an act of injustice both to himself and to all the heavenly host, and announced that he would no longer submit to this invasion of his rights and theirs. He would never again acknowledge the supremacy of Christ. He had determined to claim the honor which should have been given him, and take command of all who would become his followers; and he promised those would enter his ranks a new and better government, under which all would enjoy freedom. Great numbers of the angels signified their purpose to accept him as their leader. Flattered by the favor with which his advances were received, he hoped to win all the angels to his side, to become equal with God Himself, and to be obeyed by the entire host of heaven.

Rejeitando com desdém os argumentos e rogos dos anjos fiéis, acusou-os de serem escravos iludidos. A preferência mostrada para com Cristo declarou ele ser um ato de injustiça tanto para si como para todo o exército celestial, e anunciou que não mais se sujeitaria a esta usurpação dos direitos, seus e deles. Nunca mais reconheceria a supremacia de Cristo. Resolvera reclamar a honra que deveria ter sido conferida a ele, e tomar o comando de todos os que se tornassem seus seguidores; e prometeu àqueles que entrassem para as suas fileiras um governo novo e melhor, sob o qual todos desfrutariam liberdade. Grande número de anjos deram a entender seu propósito de o aceitar como seu chefe. Lisonjeado pelo apoio com que suas insinuações eram recebidas, esperou conquistar todos os anjos para o seu lado, tornar-se igual ao próprio Deus, e ser obedecido pelo exército celestial todo.

 

O Filho é objeto de seu ódio, mas o Pai “está errado”. Ainda reconhecerá a supremacia do Pai, mas não mais a do Filho. Deve imaginar primeiro destronar ao Filho e depois ao Pai, ou o Pai fica por seu refém, um rei fantoche ao seu lado?

 

024 - OS ANJOS FIÉIS AINDA INSISTEM COM SATANÁS E SEUS SEGUIDORES PARA QUE ESCAPEM AO CASTIGO

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {1/20/1b} | História da Redenção {1/16/1b}

Again the loyal angels warned Satan, and assured him what must be the consequence if he persisted; that He who could create the angels, could by his power overturn all their authority, and in some signal manner punish their audacity and terrible rebellion. To think that an angel should resist the law of God which was as sacred as himself! They warned the rebellious to close their ears to Satan's deceptive reasonings, and advised Satan, and all who had been affected by him, to go to God and confess their wrong for even admitting a thought of questioning his authority.

De novo os anjos leais advertiram-no, alertando-o quanto às conseqüências se ele persistisse; que Aquele que pôde criar os anjos tinha poder para retirar-lhes toda a autoridade e de alguma assinalada maneira punir-lhes a audácia e terrível rebelião. E pensar que um anjo pudesse resistir à Lei de Deus, que era tão sagrada como Ele mesmo! Exortaram os rebeldes a cerrar os ouvidos às razões fraudulentas de Lúcifer, advertindo-o, e a todos os que tinham sido afetados, que fossem a Deus e confessassem seu engano, por admitirem mesmo um pensamento que punha em dúvida Sua autoridade.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {1/40/2} | Patriarcas e Profetas {1/40/2}

Still the loyal angels urged him and his sympathizers to submit to God; and they set before them the inevitable result should they refuse: He who had created them could overthrow their power and signally punish their rebellious daring. No angel could successfully oppose the law of God, which was as sacred as Himself. They warned all to close their ears against Lúcifer's deceptive reasoning, and urged him and his followers to seek the presence of God without delay and confess the error of questioning His wisdom and authority.

Os anjos fiéis ainda instavam com ele e com os que com ele simpatizavam, para que se submetessem a Deus; apresentavam-lhes o resultado inevitável caso se recusassem a isso: Aquele que os criara poderia subverter seu poder, e castigar de maneira notável sua revoltosa ousadia. Nenhum anjo poderia com êxito opor-se à lei de Deus, que é tão sagrada como Ele próprio. Advertiram todos a que fechassem os ouvidos ao raciocínio enganador de Lúcifer, e insistiram com este e seus seguidores para buscarem a presença de Deus sem demora, e confessarem o erro de pôr em dúvida Sua sabedoria e autoridade.

 

025 - SATANÁS ENGANA SEUS SIMPATIZANTES COM O ARGUMENTO DE QUE, ASSIM COMO ELE, ELES TAMBÉM FORAM LONGE DEMAIS: NÃO TÊM MAIS RETORNO

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {1/20/2a} | História da Redenção {1/16/2a}

Many of Satan's sympathizers were inclined to heed the counsel of the loyal angels, and repent of their dissatisfaction, and be again received to the confidence of the Father and his dear Son.

Muitos dos simpatizantes de Lúcifer ouviram o conselho dos anjos leais, se arrependeram de sua insatisfação, e de novo receberam a confiança do Pai e Seu amado Filho.

 

É óbvio que muitos se arrependeram e se voltaram a Deus. Mas não é isso que o texto original está mostrando. A tradução está totalmente incorreta quanto aos tempos verbais. Correta abaixo, combinando com a do PP.

 

Muitos dos simpatizantes de Lúcifer estiveram inclinados a ouvir o conselho dos anjos leais, e se arrepender de sua insatisfação, e serem novamente recebidos à confiança do Pai e Seu amado Filho.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {1/40/3} | Patriarcas e Profetas {1/40/3a}

Many were disposed to heed this counsel, to repent of their disaffection, and seek to be again received into favor with the Father and His Son.

Muitos estiveram dispostos a dar atenção a este conselho, arrepender-se de sua desafeição, e procurar de novo ser recebidos no favor do Pai e de Seu Filho.

 

À confiança e favor da Divindade, dos DOIS: o Pai e o Filho.

 

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {1/20/2b} | História da Redenção {1/16/2b}

The mighty revolter then declared that he was acquainted with God's law, and if he should submit to servile obedience, his honor would be taken from him. No more would he be intrusted with his exalted mission. He told them that himself and they also had now gone too far to go back, and he would brave the consequences; for to bow in servile worship to the Son of God he never would; that God would not forgive, and now they must assert their liberty and gain by force the position and authority which was not willingly accorded to them.

O grande rebelde declarou então que estava familiarizado com a lei de Deus e se se submetesse a uma obediência servil seria despojado de sua honra. Nunca mais poderia ser incumbido de sua exaltada missão. Disse que ele mesmo e os que com ele se uniram tinham ido muito longe para voltarem, que enfrentaria as conseqüências, que nunca mais se prostraria para adorar servilmente o Filho de Deus; que Deus não perdoaria, e que agora precisavam garantir sua liberdade e conquistar pela força a posição e autoridade que não lhes fora concedida voluntariamente.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {1/40/3} | Patriarcas e Profetas {1/40/3b}

But Lúcifer had another deception ready. The mighty revolter now declared that the angels who had united with him had gone too far to return; that he was acquainted with the divine law, and knew that God would not forgive. He declared that all who should submit to the authority of Heaven would be stripped of their honor, degraded from their position. For himself, he was determined never again to acknowledge the authority of Christ. The only course remaining for him and his followers, he said, was to assert their liberty, and gain by force the rights which had not been willingly accorded them.

Lúcifer, porém, tinha pronto outro engano. O grande rebelde declarou então que os anjos que com ele se uniram tinham ido muito longe para voltarem; que ele conhecia a lei divina, e sabia que Deus não perdoaria. Declarou que todos os que se sujeitassem à autoridade do Céu seriam despojados de sua honra, rebaixados de sua posição. Quanto a si, estava decidido a nunca mais reconhecer a autoridade de Cristo. A única maneira de agir que restava a ele e seus seguidores, dizia, consistia em vindicar sua liberdade, e adquirir pela força os direitos que não lhes haviam sido de boa vontade concedidos.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {1/41/1a} | Patriarcas e Profetas {1/41/1a}

So far as Satan himself was concerned, it was true that he had now gone too far to return. But not so with those who had been blinded by his deceptions. To them the counsel and entreaties of the loyal angels opened a door of hope; and had they heeded the warning, they might have broken away from the snare of Satan.

Tanto quanto dizia respeito ao próprio Satanás, era verdade que ele havia ido agora demasiado longe para que pudesse voltar. Mas não era assim com os que tinham sido iludidos pelos seus enganos. Para estes, os conselhos e rogos dos anjos fiéis abriram uma porta de esperança; e, se houvessem eles atendido a advertência, poderiam ter sido arrancados da cilada de Satanás.

 

026 - OS SIMPATIZANTES DE SATANÁS TAMBÉM SE TORNAM DEMÔNIOS: NÃO TÊM MAIS RETORNO!

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {1/41/1b} | Patriarcas e Profetas {1/41/1b}

But pride, love for their leader, and the desire for unrestricted freedom were permitted to bear sway, and the pleadings of divine love and mercy were finally rejected.

Mas ao orgulho, ao amor para com seu chefe, e ao desejo de uma liberdade sem restrições permitiu-se terem o domínio, e as instâncias do amor e misericórdia divinos foram finalmente rejeitadas.

 

Apesar de enganados, não foram totalmente inocentes. Desejavam algo mais: queriam ser “LIVRES”.

 

027 - SATANÁS E SEUS SEGUIDORES EM ATIVA REVOLTA CONTRA DEUS. REBELIÃO DECLARADA E ABERTA NO CÉU

[1906.09.04] Letter 292 | Este Dia Com Deus – MM 1980 {254/3a}

Christ had worked in the heavenly courts to convince Satan of his terrible error, till at last the evil one and his sympathizers were found in open rebellion against God Himself.

Cristo Se ocupara nas cortes celestiais em convencer a Satanás de seu terrível erro, até que finalmente o maligno e seus simpatizantes se encontraram em rebelião aberta contra o próprio Deus.

 

[1909.01.28-RH] Review and Herald {5d}

When Satan had succeeded in winning many angels to his side, he took his cause to God, representing that it was the desire of the angels that he occupy the position that Christ held.

Quando Satanás obteve sucesso ganhando muitos anjos para seu lado, ele levou sua causa a Deus, representando que era o desejo dos anjos que ele ocupe a posição que Cristo ocupava.

 

028 - A SABEDORIA E PACIÊNCIA DE DEUS EM DAR MAIS TEMPO PARA SATANÁS DESENVOLVER SEUS PLANOS

[1886.03.09-RH] Review and Herald {4b} | A Verdade Sobre Os Anjos {4/36/3}

God's government included not only the inhabitants of heaven but of all the created worlds; and Satan thought that if he could carry the intelligences of heaven with him in rebellion, he could also carry with him the other worlds.

O governo de Deus incluía não apenas os habitantes do Céu, como ainda todos os mundos criados. Satanás pensou que, se fosse capaz de arrastar consigo à rebelião as inteligências celestiais, também dominaria os outros mundos.

 

 [1888-GC88] The Great Controversy {29/497/1b} | O Grande Conflito {29/497/1b}

God's government included not only the inhabitants of Heaven, but of all the worlds that he had created; and Satan thought that if he could carry the angels of Heaven with him in rebellion, he could carry also the other worlds. He had artfully presented his side of the question, employing sophistry and fraud to secure his objects. His power to deceive was very great, and by disguising himself in a cloak of falsehood he had gained an advantage. Even the loyal angels could not fully discern his character, or see to what his work was leading.

O governo de Deus incluía não somente os habitantes do Céu, mas de todos os mundos que Ele havia criado; e Satanás pensou que se ele pôde levar consigo os anjos do Céu à rebelião, poderia também levar os outros mundos. Ardilosamente apresentara o lado da questão que lhe dizia respeito, empregando sofismas e fraude a fim de atingir seus objetivos. Seu poder para enganar era muito grande; e, disfarçando-se sob o manto da falsidade, obtivera vantagem. Mesmo os anjos fiéis não lhe podiam discernir perfeitamente o caráter, ou ver para onde levava a sua obra.

 

 [1890-PP] Patriarchs and Prophets {1/41/2b} | Patriarcas e Profetas {1/41/2b}

God's government included not only the inhabitants of heaven, but of all the worlds that He had created; and Lúcifer had concluded that if he could carry the angels of heaven with him in rebellion, he could carry also all the worlds. He had artfully presented his side of the question, employing sophistry and fraud to secure his objects. His power to deceive was very great. By disguising himself in a cloak of falsehood, he had gained an advantage. All his acts were so clothed with mystery that it was difficult to disclose to the angels the true nature of his work. Until fully developed, it could not be made to appear the evil thing it was; his disaffection would not be seen to be rebellion. Even the loyal angels could not fully discern his character or see to what his work was leading.

O governo de Deus incluía não somente os habitantes do Céu, mas de todos os mundos que Ele havia criado; e Lúcifer concluiu que, se ele pôde levar consigo os anjos do Céu à rebelião, poderia também levar todos os mundos. Tinha ele artificiosamente apresentado a questão sob o seu ponto de vista, empregando sofisma e fraude, a fim de conseguir seus objetivos. Seu poder para enganar era muito grande. Disfarçando-se sob a capa da falsidade, alcançara uma vantagem. Todos os seus atos eram de tal maneira revestidos de mistério, que era difícil descobrir aos anjos a verdadeira natureza de sua obra. Antes que se desenvolvesse completamente, não poderia mostrar-se a coisa ruim que era; sua desafeição não seria vista como sendo rebelião. Mesmo os anjos fiéis não podiam discernir-lhe completamente o caráter, ou ver para onde sua obra estava a levar.

 

Aqui temos uma grande definição de SOFISMA: apresentar a questão somente sob seu ponto de vista. Nas discussões teológicas, infelizmente, temos visto isso em demasia. Geralmente são apresentados somente os textos que ajudam no próprio ponto de vista. Isso é imoral, é violação da própria consciência, é falta de sinceridade para consigo próprio! Imagine para com Deus!!

 

[1888-GC88] The Great Controversy {29/497/1a} | O Grande Conflito {29/497/1a}

God in his wisdom permitted Satan to carry forward his work, until the spirit of disaffection ripened into active revolt. It was necessary for his plans to be fully developed, that their true nature and tendency might be seen by all. Lúcifer, as the anointed cherub, had been highly exalted; he was greatly loved by the heavenly beings, and his influence over them was strong.

Deus, em Sua sabedoria, permitiu que Satanás levasse avante sua obra, até que o espírito de dissabor amadurecesse em ativa revolta. Era necessário que seus planos se desenvolvessem completamente, para que sua verdadeira natureza e tendência pudessem ser vistas por todos. Como querubim ungido, Lúcifer fora altamente exaltado; grandemente amado pelos seres celestiais, era forte sua influência sobre eles.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {1/41/2a} | Patriarcas e Profetas {1/41/2a}

God permitted Satan to carry forward his work until the spirit of disaffection ripened into active revolt. It was necessary for his plans to be fully developed, that their true nature and tendency might be seen by all. Lúcifer, as the anointed cherub, had been highly exalted; he was greatly loved by the heavenly beings, and his influence over them was strong.

Deus permitiu que Satanás levasse avante sua obra até que o espírito de desafeto amadurecesse em ativa revolta. Era necessário que seus planos se desenvolvessem completamente a fim de que todos pudessem ver sua verdadeira natureza e tendência. Lúcifer, sendo o querubim ungido, fora altamente exaltado; era grandemente amado pelos seres celestiais, e forte era sua influência sobre eles.

 

O espírito iníquo que substituiu o Santo Espírito de Deus na mente desses anjos desafetos, torna-os anárquicos.ltaram a Deus. ou o Pai fica por seu ref

 

[1897.09.07-RH] Review and Herald {7a}

Satan's representations against the government of God, and his defense of those who sided with him, were a constant accusation against God. His murmurings and complaints were groundless; and yet God allowed him to work out his theory.

As representações de Satanás contra o governo de Deus, e sua defesa por parte desses que  o apoiaram, era uma acusação constante contra Deus. Suas murmurações e reclamações eram infundadas; e ainda assim Deus lhe permitiu trabalhar sua teoria.

 

[1897.09.07-RH] Review and Herald {7b}

God could have destroyed Satan and all his sympathizers as easily as one can pick up a pebble and cast it to the earth. But by so doing he would have given a precedent for the exercise of force. All the compelling power is found only under Satan's government. The Lord's principles are not of this order. He would not work on this line. He would not give the slightest encouragement for any human being to set himself up as God over another human being, feeling at liberty to cause him physical or mental suffering. This principle is wholly of Satan's creation.

Deus poderia ter destruído a Satanás e todos os seus simpatizantes tão facilmente quanto alguém pode apanhar um seixo e lançá-lo à terra. Mas fazendo assim ele teria dado um precedente para o exercício da força. Todo o poder constrangedor só é encontrado sob o governo de Satanás. Os princípios do Deus não são dessa ordem. Ele não trabalharia nesta linha. Ele não daria o encorajamento mais leve para qualquer ser humano colocar-se como Deus sobre outro ser humano, sentindo a liberdade para causar sofrimento físico ou mental. Este princípio é completamente da criação de Satanás.

 

[1898-DA] The Desire of Ages {79/759/1} | O Desejado de Todas as Nações {79/759/1}

God could have destroyed Satan and his sympathizers as easily as one can cast a pebble to the earth; but He did not do this. Rebellion was not to be overcome by force. Compelling power is found only under Satan's government. The Lord's principles are not of this order. His authority rests upon goodness, mercy, and love; and the presentation of these principles is the means to be used. God's government is moral, and truth and love are to be the prevailing power.

Deus poderia haver destruído Satanás e seus adeptos tão facilmente, como se pode atirar um seixo à terra; assim não fez, porém. A rebelião não seria vencida pela força. Poder compulsor só se encontra sob o governo de Satanás. Os princípios do Senhor não são dessa ordem. Sua autoridade baseia-se na bondade, na misericórdia e no amor; e a apresentação desses princípios é o meio a ser empregado. O governo de Deus é moral, e verdade e amor devem ser o poder predominante.

 

[1896] Manuscript 57 / Manuscript Releases, Vol. 18 {361/2}

In the councils of heaven it was decided that principles must be acted upon which would not at once destroy Satan's power, for it was His purpose to place things upon an eternal basis of security. Time must be given for Satan to develop the principles which were the foundation of his government. The heavenly universe must see the principles which Satan declared were superior to God's principles, worked out. God's order must be contrasted with the new order after Satan's devising. The corrupting principles of Satan's rule must be revealed. The principles or righteousness expressed in God's law must be demonstrated as unchangeable, eternal, perfect.

=[1897.09.07-RH]

 

[1897.09.07-RH] Review and Herald {10} | A Verdade Sobre Os Anjos {4/41/1}

In the councils of heaven it was decided that principles must be acted upon that would not at once destroy Satan's power; for it was God's purpose to place things upon an eternal basis of security. Time must be given for Satan to develop the principles which were the foundation of his government. The heavenly universe must see worked out the principles which Satan declared were superior to God's principles. God's order must be contrasted with Satan's order. The corrupting principles of Satan's rule must be revealed. The principles of righteousness expressed in God's law must be demonstrated as unchangeable, perfect, eternal.

Nos concílios celestiais decidiu-se que, com base nos princípios pelos quais se atuaria, o poder de Satanás não fosse imediatamente destruído. O propósito de Deus era colocar todas as coisas sobre uma base de eterna segurança. Dever-se-ia conceder tempo para que Satanás desenvolvesse os princípios que constituiriam o fundamento de seu governo. O universo celestial deveria contemplar o resultado dos postulados que Satanás declarara serem superiores aos princípios de Deus. O sistema de Deus deveria ser contrastado com o sistema satânico. Os princípios corruptores do governo de Satanás deveriam ser revelados. Dever-se-ia demonstrar que os princípios de justiça expressos na lei de Deus são imutáveis, perfeitos e eternos.

 

[1898-DA] The Desire of Ages {79/759/2} | O Desejado de Todas as Nações {79/759/2}

It was God's purpose to place things on an eternal basis of security, and in the councils of heaven it was decided that time must be given for Satan to develop the principles which were the foundation of his system of government. He had claimed that these were superior to God's principles. Time was given for the working of Satan's principles, that they might be seen by the heavenly universe.

Era desígnio divino colocar as coisas numa base de segurança eterna, sendo decidido nos conselhos celestiais que se concedesse tempo a Satanás para desenvolver os seus princípios, o fundamento de seu sistema de governo. Pretendera serem os mesmos superiores aos princípios divinos. Deu-se tempo para que os princípios de Satanás operassem, a fim de serem vistos pelo Universo celestial.

 

[1902.07.23-ST] The Signs of the Times {7a}

God in His wisdom did not use measures of force to suppress Satan's rebellion. Such measures would have aroused sympathy for Satan, strengthening his rebellion rather than lessening his power. If God had at the outset punished his rebellion, many more would have looked upon him as one who had been dealt with unjustly, and would have followed his example. It was necessary for him to have time and opportunity to develop his false principles.

Deus em Sua sabedoria não usou medidas de força para suprimir a rebelião de Satanás. Tais medidas teriam despertado condolência por Satanás, e fortaleceriam sua rebelião em lugar de minorar seu poder. Se Deus tivesse no início castigado sua rebelião, muitos mais teriam olhado a ele como um que tinha sido tratado injustamente, e teriam seguido seu exemplo. Era necessário ele ter tempo e oportunidade para desenvolver seus falsos princípios.

 

Está você fazendo alguém sofrer qualquer tipo de violência, física, mental, ou espiritual, somente POR NÃO CONCORDAR COM SUAS PRÓPRIAS IDÉIAS? Está convocando afoitamente a Comissão da Igreja para cortar um membro, sem mesmo tê-lo ouvido direito, estudado PROFUNDAMENTE com ele, somente porque ele apresenta novas idéias contrárias ÀS SUAS? E se ele estiver correto e você errado? Sempre foi assim, assim será até a “consumação dos séculos”. Mas você, infelizmente, terá fechado a Porta da graça para si próprio e sua sinceridade não vai livrá-lo do inferno. O exemplo maior é o de Deus. E Ele esteve lidando com uma HERESIA real, verdadeira! Não siga afoitamente as ordens e métodos de Satanás. Não caia nessa armadilha. Você fatalmente estará lutando contra Deus, ainda que em favor da Verdade, mas por estar usando OS MÉTODOS DO DEMÔNIO!

 

029 - SATANÁS ACUSA OS ANJOS LEAIS A DEUS. SEU ENGANO TORNA-SE PODEROSO

[1888-GC88] The Great Controversy {29/496/1b} | O Grande Conflito {29/496/1b}

He sought also to make a false issue between himself and the loyal angels. All whom he could not subvert and bring fully to his side, he accused of indifference to the interests of heavenly beings. The very work which he himself was doing, he charged upon those who remained true to God.

Procurou também criar uma falsa situação entre ele próprio e os anjos fiéis. A todos quantos não pôde subverter e levar completamente para seu lado, acusou-os de indiferença aos interesses dos seres celestiais. A mesma obra que ele próprio estava a fazer, atribuiu-a aos que permaneciam fiéis a Deus.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {1/41/3} | Patriarcas e Profetas {1/41/3}

Lúcifer had at first so conducted his temptations that he himself stood uncommitted. The angels whom he could not bring fully to his side, he accused of indifference to the interests of heavenly beings. The very work which he himself was doing, he charged upon the loyal angels. It was his policy to perplex with subtle arguments concerning the purposes of God. Everything that was simple he shrouded in mystery, and by artful perversion cast doubt upon the plainest statements of Jehovah. And his high position, so closely connected with the divine government, gave greater force to his representations.

Lúcifer havia a princípio dirigido suas tentações de tal maneira que ele próprio não pareceu achar-se comprometido. Os anjos que ele não pôde trazer completamente para o seu lado, acusou-os de indiferença aos interesses dos seres celestiais. Da mesma obra que ele próprio estava a fazer, acusou os anjos fiéis. Consistia sua astúcia em perturbar com argumentos sutis, referentes aos propósitos de Deus. Tudo que era simples ele envolvia em mistério, e por meio de artificiosa perversão lançava a dúvida sobre as mais claras declarações de Jeová. E sua elevada posição, tão intimamente ligada com o governo divino, dava maior força a suas representações.

 

[1888-GC88] The Great Controversy {29/498/1} | O Grande Conflito {29/498/1}

In his dealing with sin, God could employ only righteousness and truth. Satan could use what God could not--flattery and deceit. He had sought to falsify the word of God, and had misrepresented his plan of government before the angels, claiming that God was not just in laying laws and rules upon the inhabitants of Heaven; that in requiring submission and obedience from his creatures, he was seeking merely the exaltation of himself. Therefore it must be demonstrated before the inhabitants of Heaven as well as of all the worlds, that God's government was just, his law perfect. Satan had made it appear that he himself was seeking to promote the good of the universe. The true character of the usurper, and his real object, must be understood by all. He must have time to manifest himself by his wicked works.

Em Seu trato com o pecado, apenas podia Deus empregar a justiça e a verdade. Satanás podia fazer uso daquilo que Deus não usaria: lisonja e engano. Procurara falsificar a Palavra de Deus, e representara falsamente Seu plano de governo perante os anjos, alegando que Deus não era justo ao estabelecer leis e regras aos habitantes do Céu; que, exigindo de Suas criaturas submissão e obediência, estava meramente procurando a exaltação de Si próprio. Portanto deveria ser demonstrado perante os habitantes do Céu, bem como de todos os mundos, que o governo de Deus é justo, e perfeita a Sua lei. Satanás fizera parecer que estava procurando promover o bem do Universo. O verdadeiro caráter do usurpador e seu objetivo real deveriam ser por todos compreendidos.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {1/42/1} | Patriarcas e Profetas {1/42/1}

God could employ only such means as were consistent with truth and righteousness. Satan could use what God could not-- flattery and deceit. He had sought to falsify the word of God and had misrepresented His plan of government, claiming that God was not just in imposing laws upon the angels; that in requiring submission and obedience from His creatures, He was seeking merely the exaltation of Himself. It was therefore necessary to demonstrate before the inhabitants of heaven, and of all the worlds, that God's government is just, His law perfect. Satan had made it appear that he himself was seeking to promote the good of the universe. The true character of the usurper and his real object must be understood by all. He must have time to manifest himself by his wicked works.

Deus apenas podia empregar meios que fossem coerentes com a verdade e justiça. Satanás podia usar o que Deus não podia - a lisonja e o engano. Procurara falsificar a Palavra de Deus, e de maneira errônea figurara Seu plano de governo, pretendendo que Deus não era justo ao impor leis aos anjos; que, exigindo submissão e obediência de Suas criaturas, estava simplesmente a procurar a exaltação de Si mesmo. Era, portanto, necessário demonstrar perante os habitantes do Céu, e de todos os mundos, que o governo de Deus é justo, que Sua lei é perfeita. Satanás fizera com que parecesse estar ele procurando promover o bem do Universo. O verdadeiro caráter do usurpador e seu objetivo real devem ser compreendidos por todos. Ele deve ter tempo para manifestar-se pelas suas obras iníquas.

 

[1909.01.28-RH] Review and Herald {5c}

Even the loyal angels could not fully discern his character, nor see to what his work was leading.

Até mesmo os anjos leais não puderam discernir completamente seu caráter, nem ver aonde sua obra o estava conduzindo.

 

030 - SATANÁS ACUSA A DEUS COMO O CULPADO PELA REBELIÃO E EXIGE MUDANÇAS NA ADMINISTRAÇÃO DIVINA E NA LEI DE DEUS

[1888-GC88] The Great Controversy {29/498/2} | O Grande Conflito {29/498/2}

The discord which his own course had caused in Heaven, Satan charged upon the law and government of God. All evil he declared to be the result of the divine administration. He claimed that it was his own object to improve upon the statutes of Jehovah. Therefore it was necessary that he should demonstrate the nature of his claims, and show the working out of his proposed changes in the divine law. His own work must condemn him. Satan had claimed from the first that he was not in rebellion. The whole universe must see the deceiver unmasked.

A discórdia que o seu próprio procedimento determinara no Céu, imputou-a Satanás à lei e ao governo de Deus. Todo o mal, declarou ele ser resultante da administração divina. Alegou ser seu próprio objetivo melhorar os estatutos de Jeová. Portanto, necessário era que demonstrasse a natureza de suas pretensões, provando o efeito de suas propostas mudanças na lei divina. A sua própria obra deveria condená-lo. Satanás pretendeu desde o princípio que não estava em rebelião. Todo o Universo deveria ver o enganador desmascarado.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {1/42/2} | Patriarcas e Profetas {1/42/2}

The discord which his own course had caused in heaven, Satan charged upon the government of God. All evil he declared to be the result of the divine administration. He claimed that it was his own object to improve upon the statutes of Jehovah. Therefore God permitted him to demonstrate the nature of his claims, to show the working out of his proposed changes in the divine law. His own work must condemn him. Satan had claimed from the first that he was not in rebellion. The whole universe must see deceiver unmasked.

A discórdia que sua conduta determinara no Céu, Satanás lançara sobre o governo de Deus. Todo o mal declarou ele ser o resultado da administração divina. Alegava que era seu objetivo aperfeiçoar os estatutos de Jeová. Por isso permitiu Deus que ele demonstrasse a natureza de suas pretensões, a fim de mostrar o efeito de suas propostas mudanças na lei divina. A sua própria obra o deve condenar. Satanás pretendera desde o princípio que não estava em rebelião. O Universo todo deve ver o enganador desmascarado.

 

[1901.09.03-RH] Review and Herald {3b} | A Verdade Sobre Os Anjos {5/51/3}

Satan declared that he would prove to the worlds which God has created, and to the heavenly intelligences, that it was an impossibility to keep the law of God.

Satanás declarou que demonstraria ante os mundos criados por Deus e perante as inteligências celestiais, que é impossível guardar a lei de Deus.

 

031 - OS ANJOS LEAIS PROCURAM A CRISTO. DECIDIDO QUE OS DOIS GRUPOS MEDIRÃO FORÇAS EM UMA BATALHA

[1864-3SG] Spiritual Gifts, Vol. 3 {2/37/1a}

True, faithful angels, listening, hear the awful threats of Satan, and immediately report to their great commander. Christ tells them that he and the Father are acquainted with the purposes of Satan, and that they are forbearing only to see how many will unite with him to rebel against the government of God. He tells them that every purpose of Satan is understood.

Verdadeiros, anjos fiéis, escutando, ouvem as ameaças terríveis de Satanás, e imediatamente informam ao seu grande comandante. Cristo lhes fala que ele e o Pai estão familiarizados com os propósitos de Satanás, e que eles só estão aguardando para ver quantos se unirão com ele ao se rebelar contra o governo de Deus. Ele lhes fala que todo propósito de Satanás é compreendido.

 

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {1/21/1} | História da Redenção {1/17/1}

The loyal angels hasten speedily to the Son of God, and acquaint him with what is taking place among the angels. They find the Father in conference with his beloved Son, to determine the means by which, for the best good of the loyal angels, the assumed authority of Satan could be forever put down. The great God could at once have hurled this arch deceiver from Heaven; but this was not his purpose. He would give the rebellious an equal chance to measure strength and might with his own Son and his loyal angels. In this battle every angel would choose his own side, and be manifested to all. It would not have been safe to suffer any who united with Satan in his rebellion to continue to occupy Heaven. They had learned the lesson of genuine rebellion against the unchangeable law of God; and this is incurable. If God had exercised his power to punish this chief rebel, disaffected angels would not have been manifested; hence God took another course; for he would manifest distinctly to all the heavenly host his justice and his judgment.

Os anjos leais apressaram-se a relatar ao Filho de Deus o que acontecera entre os anjos. Acharam o Pai em conferência com Seu Filho amado, para determinar os meios pelos quais, para o bem-estar dos anjos leais, a autoridade assumida por Satanás podia ser para sempre retirada. O grande Deus podia de uma vez lançar do Céu este arquienganador; mas este não era o Seu propósito. Queria dar aos rebeldes uma oportunidade igual para medirem sua força e poder com Seu próprio Filho e Seus anjos leais. Nesta batalha cada anjo escolheria seu próprio lado e seria manifesto a todos. Não teria sido seguro tolerar que qualquer que se havia unido a Satanás na rebelião, continuasse a ocupar o Céu. Tinham aprendido a lição de genuína rebelião contra a imutável Lei de Deus e isto era irremediável. Se Deus tivesse exercido Seu poder para punir este sumo rebelde, os anjos desafetos não se teriam revelado; portanto, Deus tomou outra direção, pois queria manifestar distintamente a todo exército celestial Sua justiça e juízo.

 

Somente os DOIS, o Pai e o Filho confabulam e decidem as medidas que serão tomadas.

A rebelião está amadurecida; o próprio satanás convencido de que está errado; os anjos tomaram sua decisão ao lado dele por desejarem “ser livres”. Agora podem ser EXCLUÍDOS, mas não mortos, ainda.

 

032 - UMA REUNIÃO É CONVOCADA PARA TOMADA DE DECISÃO, ANTES DA BATALHA

[1858-1SG] Spiritual Gifts, Vol. 1 {1/17/2a}

It was the highest sin to rebel against the order and will of God. All heaven seemed in commotion. The angels were marshaled in companies with a commanding angel at their head. All the angels were astir. Satan was insinuating against the government of God, ambitious to exalt himself, and unwilling to submit to the authority of Jesus.

Foi o pecado máximo rebelar-se contra a ordem e vontade de Deus. Todo o Céu parecia estar em comoção. Os anjos foram dispostos em ordem por companhias, cada divisão com um mais categorizado anjo a sua frente. Satanás, ambicionando exaltar-se a si mesmo, e não desejando submeter-se à autoridade de Jesus, fazia insinuações contra o governo de Deus.

 

[1864-3SG] Spiritual Gifts, Vol. 3 {2/37/1b}

It was the highest crime to rebel against the government of God. All Heaven seemed in commotion. The angels were marshaled in companies, each with a higher commanding angel at their head. All the angels were astir. Satan was warring against the government of God, because ambitious to exalt himself and unwilling to submit to the authority of God's Son, Heaven's great commander.

Foi o pecado máximo rebelar-se contra o governo de Deus. Todo o Céu parecia estar em comoção. Os anjos foram dispostos em ordem por companhias, cada divisão com um mais categorizado anjo a sua frente. Todos os anjos estavam agitados. Satanás estava guerreando contra o governo de Deus, porque ambicionava exaltar-se a si mesmo, e não desejando submeter-se à autoridade do Filho de Deus, o grande comandante do Céu.

 

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {1/22/1} | História da Redenção {1/17/2}

It was the highest crime to rebel against the government of God. All Heaven seemed in commotion. The angels were marshaled in companies, each division with a higher commanding angel at their head. Satan was warring against the law of God, because ambitious to exalt himself, and unwilling to submit to the authority of Gods' Son, Heaven's great commander.

Rebelar-se contra o governo de Deus foi o maior crime. Todo o Céu parecia estar em comoção. Os anjos foram dispostos em ordem por companhias, cada divisão com o mais categorizado anjo à sua frente. Satanás estava guerreando contra a lei de Deus, por causa da ambição de exaltar-se a si mesmo, e por não desejar submeter-se à autoridade do Filho de Deus, o grande comandante celestial.

 

[1882-EW] Early Writings of Ellen G. White {33/145/2} | Primeiros Escritos {33/145/2b}

It was the highest sin to rebel against His order and will. All heaven seemed in commotion. The angels were marshaled in companies, each division with a higher commanding angel at its head. Satan, ambitious to exalt himself, and unwilling to submit to the authority of Jesus, was insinuating against the government of God.

Foi o pecado máximo rebelar-se contra Sua ordem e vontade. Todo o Céu parecia estar em comoção. Os anjos foram dispostos em ordem por companhias, cada divisão com um mais categorizado anjo a sua frente. Satanás, ambicionando exaltar-se a si mesmo, e não desejando submeter-se à autoridade de Jesus, fazia insinuações contra o governo de Deus.

 

[1858-1SG] Spiritual Gifts, Vol. 1 {1/17/2c}

They rebelled against the authority of the Son of God, and all the angels were summoned to appear before the Father, to have their cases decided.

Eles se rebelaram contra a autoridade do Filho de Deus, e todos os anjos foram convocados a comparecer perante o Pai, para ter seus casos decididos.

 

[1864-3SG] Spiritual Gifts, Vol. 3 {2/37/3a}

At length all the angels are summoned to appear before the Father, to have each case decided.

A comprimento todos os anjos são chamados a comparecer diante do Pai, para ter cada caso decidido.

 

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {1/22/2} | História da Redenção {1/18/1a}

All the heavenly host were summoned to appear before the Father, to have each case determined.

Todo o exército celestial foi convocado para comparecer perante o Pai, a fim de que cada caso ficasse decidido.

 

[1882-EW] Early Writings of Ellen G. White {33/145/2} | Primeiros Escritos {33/145/2d}

They rebelled against the authority of the Son. All the heavenly host were summoned to appear before the Father to have each case decided.

Eles se rebelaram contra a autoridade do Filho. Todo o exército celestial foi convocado para comparecer perante o Pai a fim de que cada caso ficasse decidido.

 

033 – SATANÁS OUSADAMENTE INFORMA QUE DESEJA ASSUMIR A POSIÇÃO DE CRISTO. QUE VAI OBEDECER SOMENTE AO PAI; NÃO MAIS AO FILHO

[1908.09.11-EM] The Educational Messenger {1a}

Satan is the leader of every species of rebellion today, as he was the originator of rebellion in the courts of heaven. Standing next to Christ in power and honor, yet he coveted glory that belonged to the Son. He desired to be equal with God. To carry out his purpose he concealed his true designs from the angels, and worked deceptively to secure their allegiance and honor to himself.

Satanás é o líder de toda espécie de rebelião hoje, assim como ele foi o originador da rebelião nas cortes celestes. Mesmo estando logo abaixo de Cristo em poder e honra, desejou a glória que pertencia ao Filho. Ele desejou ser igual a Deus. A fim de levar a cabo seu propósito ele escondeu seus verdadeiros desígnios dos anjos, e trabalhou falsamente para assegurar a submissão e honra deles para si próprio.

 

[1908.09.11-EM] The Educational Messenger {1b} | A Verdade Sobre Os Anjos {4/34/4}

By sly insinuations, by which he made it appear that Christ had assumed the place that belonged to himself, Lúcifer sowed the seeds of doubt in the minds of many of the angels;

Mediante sutis insinuações de que Cristo usurpara o lugar que pertencia a ele, Lúcifer lançou as sementes da dúvida na mente de muitos dos anjos;

 

[1908.09.11-EM] The Educational Messenger {1c}

and when he had won their support, he carried the matter before God, declaring that it was the sentiment of many of the heavenly beings that he should have the preference to Christ.

e quando ele ganhou o apoio deles, ele levou o assunto perante Deus, declarando que esse era o sentimento de muitos dos seres celestiais que ele, e não Cristo, deveria ter a preferência.

 

[1906.09.04] Letter 292 | Este Dia Com Deus – MM 1980 {254/3b}

Then he claimed a right to take a position above Christ as covering cherub.

Então ele reivindicou o direito de assumir uma posição superior à de Cristo como querubim cobridor.

 

Entre o Pai e o Filho. Deseja a seguinte disposição: 1º, o Pai; 2º, Satanás; 3º, o Filho.

 

[1864-3SG] Spiritual Gifts, Vol. 3 {2/37/3b}

Satan unblushingly makes known to all the heavenly family, his discontent, that Christ should be preferred before him, to be in such close conference with God, and he be uninformed as to the result of their frequent consultations. God informs Satan that this he can never know. That to his Son will he reveal his secret purposes, and that all the family of Heaven, Satan not excepted, were required to yield implicit obedience. Satan boldly speaks out his rebellion, and points to a large company who think God is unjust in not exalting him to be equal with God, and in not giving him command above Christ. He declares he cannot submit to be under Christ's command, that God's commands alone will he obey.

Satanás audaciosamente faz conhecido a toda a família celestial, seu descontentamento, que Cristo seja ser preferido a ele, para estar em tal íntima conferência com Deus, e ele desinformado sobre o resultado das consultas freqüentes entre eles. Deus informa a Satanás que isto ele nunca poderá saber. Que para o seu Filho vai ele revela os seus propósitos secretos, e que de toda a família do Céu, e Satanás não será excessão, foi exigido render obediência implícita. Satanás fala expõe corajosamente sua rebelião, e aponta para uma grande companhia que pensa ser Deus injusto em não o exaltar a ser igual a Deus, e não lhe dando o comando sobre Cristo. Ele declara que não pode se submeter aos comando de Cristo, que somente aos comandos de Deus ele obedecerá.

 

Detalhe interessante: Satanás diz claramente que não mais irá obedecer às ordens de Cristo, mas que está disposto a obedecer às ordens de Deus. E SOMENTE a esses comandos!

 

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {1/22/2a} | História da Redenção {1/18/1b}

Satan unblushingly made known his dissatisfaction that Christ should be preferred before him. He stood up proudly and urged that he should be equal with God, and should be taken into conference with the Father and understand his purposes. God informed Satan that to his Son alone he would reveal his secret purposes, and he required all the family in Heaven, even Satan, to yield him implicit, unquestioned obedience; but that he (Satan) had proved himself unworthy a place in Heaven.

Satanás ousadamente fez saber sua insatisfação por ter sido Cristo preferido a ele. Permaneceu orgulhoso e instando que devia ser igual a Deus e introduzido a conferenciar com o Pai e entender Seus propósitos. Deus informou a Satanás que apenas a Seu Filho Ele revelaria Seus propósitos secretos, e que requeria de toda a família celestial, e mesmo de Satanás, que Lhe rendessem implícita e inquestionável obediência; mas que ele (Satanás) tinha provado ser indigno de ter um lugar no Céu.

 

O Pai continuaria revelando Seus segredos APENAS ao Filho, e mais ninguém!

 

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {1/22/2b} | História da Redenção {1/18/1c}

Then Satan exultingly pointed to his sympathizers, comprising nearly one half of all the angels, and exclaimed, These are with me! Will you expel these also, and make such a void in Heaven? He then declared that he was prepared to resist the authority of Christ, and to defend his place in Heaven by force of might, strength against strength.

Então Satanás exultantemente apontou aos seus simpatizantes, quase a metade de todos os anjos, e exclamou: "Estes estão comigo! Expulsarás também a estes e deixarás tal vazio no Céu?" Declarou então que estava preparado para resistir à autoridade de Cristo e defender seu lugar no Céu pelo poder da força, força contra força.

 

[1864-3SG] Spiritual Gifts, Vol. 3 {2/37/3c}

Good angels weep to hear the words of Satan, and to see how he despises to follow the direction of Christ, their exalted and loving commander.

Anjos bons lamentam ouvir as palavras de Satanás, e ver como ele menospreza seguir a direção de Cristo, seu exaltado e amoroso comandante.

 

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {1/22/3a} | História da Redenção {1/18/2a}

Good angels wept to hear the words of Satan, and his exulting boasts.

Os anjos bons choraram ao ouvir as palavras de Satanás e sua exultante arrogância.

 

[1858-1SG] Spiritual Gifts, Vol. 1 {1/17/2d}

And it was decided that Satan should be expelled from heaven, and that the angels, all who joined with Satan in the rebellion, should be turned out with him.

E foi decidido que Satanás seria expulso do Céu, e que os anjos, todos os que se uniram com Satanás na rebelião, deveriam ser expulsos com ele.

 

[1864-3SG] Spiritual Gifts, Vol. 3 {2/38/1a}

The Father decides the case of Satan, and declares that he must be turned out of Heaven for his daring rebellion, and that all those who united with him in his rebellion, should be turned out with him.

O Pai decide o caso de Satanás, e declara que ele deve ser posto para fora do Céu por sua ousada rebelião, e que todos aqueles que se uniram a ele em sua rebelião, deveriam ser expulsos com ele.

 

[1882-EW] Early Writings of Ellen G. White {33/145/2} | Primeiros Escritos {33/145/2e}

It was there determined that Satan should be expelled from heaven, with all the angels who had joined him in the rebellion.

Aqui ficou decidido que Satanás seria expulso do Céu, com todos os anjos que a ele se haviam unido em rebelião.

 

034 – DEUS DECLARA AOS REVOLTOSOS QUE SERÃO EXPULSOS. SATANÁS TORNA-SE MAIS AUDACIOSO E AFRONTA AO PAI E SUA LEI E LANÇAM A CULPA DA REBELIÃO SOBRE CRISTO

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {1/22/3b} | História da Redenção {1/18/2b}

God declared that the rebellious should remain in Heaven no longer. Their high and happy state had been held upon condition of obedience to the law which God had given to govern the high order of intelligences. But no provision had been made to save those who should venture to transgress his law.

Deus declarou que os rebeldes não mais podiam permanecer no Céu. Seu estado elevado e feliz tinha sido conservado sob a condição de obediência à lei que Deus dera para governar as elevadas ordens de seres. Mas nenhuma provisão tinha sido feita para salvar os que se aventurassem a transgredir Sua lei.

 

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {1/22/3d} | História da Redenção {1/18/2c}

Satan grew bold in his rebellion, and expressed his contempt of the Creator's law. This Satan could not bear. He claimed that angels needed no law; but should be left free to follow their own will, which would ever guide them right; that law was a restriction of their liberty, and that to abolish law was one great object of his standing as he did. The condition of the angels he thought needed improvement.

Satanás tornou-se mais ousado em sua rebelião, e expressou seu desprezo à lei do Criador. Esta Satanás não podia suportar. Declarou que os anjos não precisavam de lei, mas deviam ser livres para seguir a própria vontade, a qual os guiaria sempre retamente; que a lei era uma restrição a sua liberdade; e que a abolição da lei era um dos grandes objetivos da posição que assumira. A condição dos anjos, pensava ele, necessitava de aperfeiçoamento.

 

[1888-GC88] The Great Controversy {29/499/2} | O Grande Conflito {29/499/2}

To the very close of the controversy in Heaven, the great usurper continued to justify himself. When it was announced that with all his sympathizers he must be expelled from the abodes of bliss, then the rebel leader boldly avowed his contempt for the Creator's law. He reiterated his claim that angels needed no control, but should be left to follow their own will, which would ever guide them right. He denounced the divine statutes as a restriction of their liberty, and declared that it was his purpose to secure the abolition of law; that, freed from this restraint, the hosts of Heaven might enter upon a more exalted, more glorious state of existence.

Até ao final da controvérsia no Céu, o grande usurpador continuou a justificar-se. Quando foi anunciado que, juntamente com todos os que com ele simpatizavam, deveria ser expulso das habitações de bem-aventurança, o chefe rebelde confessou então ousadamente seu desdém pela lei do Criador. Reiterou sua pretensão de que os anjos não necessitam ser dirigidos, mas que deveriam ser deixados a seguir sua própria vontade, que sempre os conduziria corretamente. Denunciou os estatutos divinos como restrição à sua liberdade, declarando ser de seu intento conseguir a abolição da lei; que, livres desta restrição, as hostes do Céu poderiam entrar em condições de existência mais elevada, mais gloriosa.

 

[1907] Manuscript 125 / Sermons and Talks, Vol. 1 {388/1a} | Cristo Triunfante – MM 2002 {16/3a}

To the very close of the controversy in heaven, the great usurper continued to justify himself. When it was announced that with all his sympathizers he must be expelled from the abodes of bliss, then the rebel leader boldly avowed his contempt for the Creator's law. He denounced the divine statutes as a restriction of their liberty, and declared that it was his purpose to secure the abolition of law.

Até o próprio momento do desfecho do conflito no Céu, o grande usurpador continuou a justificar-se. Quando se anunciou que, com todos os seus simpatizantes, deveria ele ser expulso da habitação de sua bem-aventurança, o líder rebelde ousadamente declarou seu desdém para com a lei do Criador. Denunciou os estatutos divinos como uma restrição à sua liberdade e declarou ser seu propósito garantir a abolição da lei.

 

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {1/22/3e} | História da Redenção {1/18/2d}

Not so the mind of God, who had made laws and exalted them equal to himself. The happiness of the angelic host consisted in their perfect obedience to law. Each had his special work assigned him; and until Satan rebelled, there had been perfect order and harmonious action in Heaven.

Assim não pensava Deus, que tinha feito leis, colocando-as em igualdade consigo mesmo. A felicidade de todos os anjos dependia de sua perfeita obediência à lei. Cada um tinha seu trabalho especial designado e, antes da rebelião de Satanás, existira no Céu perfeita ordem e ação harmônica.

 

[1884-4SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 4 {24/318/2b}

When the consequence of his disaffection became apparent, and it was decreed that with all his sympathizers he must be forever banished from the abode of bliss, the arch-deceiver threw the blame wholly upon Christ. With one accord, Satan and his hosts declared that had they not been reproved, the rebellion would never have occurred, thus making Christ responsible for their course.

Quando a conseqüência do seu desafeto ficou aparente, e foi decretado que com todos seus simpatizantes ele deveria ser banido para sempre do lar de felicidades, o arquienganador lançou a culpa completamente sobre Cristo. Em comum acordo, Satanás e os seus seguidores declararam que se não tivessem sido reprovados, a rebelião nunca teria acontecido, fazendo assim Cristo responsável pelo seu curso.

 

[1888-GC88] The Great Controversy {29/500/1a} | O Grande Conflito {29/499/3a}

With one accord, Satan and his host threw the blame of their rebellion wholly upon Christ, declaring that if they had not been reproved, they would never have rebelled.

Concordemente, Satanás e sua hoste lançaram a culpa de sua rebelião inteiramente sobre Cristo, declarando que se eles não houvessem sido acusados, não se teriam rebelado.

 

[1907] Manuscript 125 / Sermons and Talks, Vol. 1 {388/1b} | Cristo Triunfante – MM 2002 {16/3b}

With one accord, Satan and his host threw the blame of their rebellion wholly upon Christ, declaring that if they had not been reproved, they would never have rebelled.

De comum acordo, Satanás e suas hostes lançaram a culpa da rebelião inteiramente sobre Cristo, declarando que se não tivessem sido reprovados, não se teriam rebelado jamais.

 

Você consegue imaginar o aperto que vai sobre o coração do amorável Filho de Deus? Desde o Céu que Ele é injustamente acusado... . E o Pai, o quanto não sofreu ao ver Seu amado e inocente Filho ser tão covardemente acusado... .

 

035 - A BATALHA E A EXPULSÃO DOS DESAFETOS DO CÉU

[1884-4SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 4 {24/319/3c}

But as he stubbornly justified his course, and maintained that he had no need of repentance, it became necessary for the Lord of Heaven to vindicate his justice and the honor of his throne;

Mas como ele obstinadamente justificou sua conduta, e manteve sua posição de que não tinha nenhuma necessidade de arrependimento, tornou necessário ao Senhor do Céu vindicar sua justiça e a honra de seu trono;

 

[1858-1SG] Spiritual Gifts, Vol. 1 {1/17/2e}

Then there was war in heaven. Angels were engaged in the battle; Satan wished to conquer the Son of God, and those who were submissive to his will. But the good and true angels prevailed, and Satan, with his followers, was driven from heaven.

Houve então guerra no Céu. Anjos se empenharam na batalha; Satanás desejava derrotar o Filho de Deus, e os que estavam submissos a sua vontade. Mas os anjos bons e leais prevaleceram, e Satanás, com seus seguidores, foi expulso do Céu.

 

[1864-3SG] Spiritual Gifts, Vol. 3 {2/38/1b}

Then there was war in Heaven. Christ and his angels fought against Satan and his angels, for they were determined to remain in Heaven with all their rebellion. But they prevailed not. Christ and loyal angels triumphed, and drove Satan and his rebel sympathizers from Heaven.

Então houve guerra no Céu. Cristo e seus anjos lutaram contra Satanás e seus anjos, porque eles estavam determinados a permanecer no Céu apesar de sua rebelião. Mas eles não prevaleceram. Cristo e anjos leais triunfaram, e expusaram Satanás e seus simpatizantes rebeldes do Céu.

 

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {1/22/3b} | História da Redenção {1/19/1a}

Then there was war in Heaven. The Son of God, the Prince of Heaven, and his loyal angels, engaged in conflict with the arch rebel and those who united with him. The Son of God and true, loyal angels prevailed; and Satan and his sympathizers were expelled from Heaven.

Então houve guerra no Céu. O Filho de Deus, o Príncipe do Céu, e Seus anjos leais empenharam-se num conflito com o grande rebelde e com aqueles que se uniram a ele. O Filho de Deus e os anjos verdadeiros e leais prevaleceram; e Satanás e seus simpatizantes foram expulsos do Céu.

 

[1882-EW] Early Writings of Ellen G. White {33/145/2} | Primeiros Escritos {33/145/2f}

Then there was war in heaven. Angels were engaged in the battle; Satan wished to conquer the Son of God and those who were submissive to His will. But the good and true angels prevailed, and Satan, with his followers, was driven from heaven.

Houve então guerra no Céu. Anjos se empenharam em batalha; Satanás desejava derrotar o Filho de Deus e os que estavam submissos a Sua vontade. Mas os anjos bons e leais prevaleceram, e Satanás, com seus seguidores, foi expulso do Céu.

 

[1884-4SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 4 {24/319/3d}

and Satan and all who sympathized with him were cast out.

e Satanás e todos os que simpatizaram com ele foram expulsos.

 

[1884-4SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 4 {24/318/2c} =[1888-GC88]

 

[1888-GC88] The Great Controversy {29/500/1b} | O Grande Conflito {29/499/3b}

Thus stubborn and defiant in their disloyalty, seeking vainly to overthrow the government of God, yet blasphemously claiming to be themselves the innocent victims of oppressive power, the arch-rebel and all his sympathizers were at last banished from Heaven.

Assim, obstinados e arrogantes em sua deslealdade, procurando em vão subverter o governo de Deus, ao mesmo tempo que, blasfemando, pretendiam ser vítimas inocentes do poder opressivo, o arqui-rebelde e seus seguidores foram afinal banidos do Céu.

 

[1902.07.23-ST] The Signs of the Times {7b}

There was war in heaven, and the Prince of life overcame the apostate. Satan was cast out of heaven, with the angels who had united with him.

Houve guerra no céu, e o Príncipe da vida superou o apóstata. Satanás foi expulso do céu, com os anjos que se tinham unido a ele.

 

[1874.02.24-RH] Review and Herald {2}

Satan, who was once an honored angel in Heaven, had been ambitious for the more exalted honors which God had bestowed upon his Son. He became envious of Christ, and represented to the angels who honored him as covering cherub that he had not the honor conferred upon him which his position demanded. He asserted that he should be exalted equal in honor with God. Satan obtained sympathizers. Angels in Heaven joined him in his rebellion, and fell with their leader from their high and holy estate, and were therefore expelled with him from Heaven.

Satanás, que foi uma vez um anjo honrado no Céu, ambicionava as mais elevadas honras que Deus concedera a Seu Filho. Tornou-se invejoso de Cristo e começou a semear entre os anjos que o honravam como querubim cobridor, o sentimento de que não recebera a honra que sua posição demandava. Ele afirmou que deveria ser exaltado igual em honra com Deus. Satanás ganhou simpatizantes. Anjos no Céu uniram-se a ele em sua rebelião, e caíram com o seu líder do seu alto e santo estado, e foram expulsos então com ele do Céu.

 

[1877-2Red] The Redemption Series N. 2 - Redemption; or the Temptation of Christ --in-- The Wilderness {5/2} | No Deserto Da Tentação {1/12/2}

Satan, who was once an honored angel in Heaven, had been ambitious for the more exalted honors which God had bestowed upon his Son. He became envious of Christ, and represented to the angels, who honored him as covering cherub, that he had not the honor conferred upon him which his position demanded. He asserted that he should be exalted equal in honor with Christ. Satan obtained sympathizers. Angels in Heaven joined him in his rebellion, and fell with their leader from their high and holy estate, and were therefore expelled from Heaven with him.

Satanás, que tinha sido um honrado anjo no Céu, ambicionava honras mais exaltadas do que as que Deus dera a Seu Filho. Ele se tornou ciumento de Cristo, e afirmou aos anjos, que o honraram como querubim cobridor, que não lhe era conferida a honra que sua posição demandava. Afirmava que deveria ser exaltado com a mesma honra de Cristo. Satanás obteve simpatizantes. Anjos no Céu ajuntaram-se a ele em sua rebelião e caíram, com seu líder, da mais alta e santa posição e foram, conseqüentemente, expulsos do Céu juntamente com ele.

 

[1906] Letter 162 | SDABC, Vol. 4 {1143/2b} | A Fé Pela Qual Eu Vivo – MM 1959 {69/3}

The underworking was so subtle that it could not be made to appear before the heavenly host as the thing that it really was; and so there was war in heaven, and Satan was expelled with all who would not stand on the side of loyalty to God's government.

Sua obra traiçoeira era tão sutil que não aparecia diante do exército celestial como aquilo que realmente era; e assim houve guerra no Céu, e Satanás foi expulso com todos os que não permaneceram ao lado da lealdade ao governo de Deus.

 

[1906] Letter 162 | SDABC, Vol. 4 {1143/3}

This condition of things had existed a long period of time before Satan was unmasked and the evil ones expelled.

Tal estado de coisas persistiu por longo tempo antes de Satanás ser desmascarado e o mal ser expulso.

 

[1906.09.04] Letter 292 | Este Dia Com Deus – MM 1980 {254/2a}

Because he was not able to insinuate his deceptions upon Christ, he determined to undermine Him by false statements and reports. War in heaven was the result, and Satan was expelled.

Visto que não conseguiu insinuar seus ardis a Cristo, resolveu destruí-Lo com falsas declarações e boatos. O resultado foi a guerra no Céu, e Satanás foi expulso de lá.

 

036 – COM OS REVOLTOSOS EXPULSOS, A PAZ E A HARMONIA VOLTAM A REINAR NO CÉU. DEUS NOVAMENTE REINA SUPREMO, SEM OPOSIÇÃO

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {1/22/3c} | História da Redenção {1/19/1b}

All the heavenly host acknowledged and adored the God of justice. Not a taint of rebellion was left in Heaven. All was again peaceful and harmonious as before.

Todo o exército celestial reconheceu e adorou o Deus da justiça. Nenhuma mácula de rebelião foi deixada no Céu. Tudo voltara a ser paz e harmonia como antes.

 

[1906] Letter 162 | SDABC, Vol. 4 {1143/2c}

The Lord God stood forth as Supreme Ruler.

El Señor Dios se presentó como Soberano supremo.

 

037 – SATANÁS É SUBSTITUÍDO POR DOIS ANJOS: OS DOIS UNGIDOS

[1897.07.20-RH] Review and Herald {6a} | A Verdade Sobre Os Anjos {12/150/3a}

The anointed ones standing by the Lord of the whole earth, have the position once given to Satan as covering cherub. By the holy beings surrounding his throne, the Lord keeps up a constant communication with the inhabitants of the earth.

Os ungidos que estão diante do Senhor de toda Terra mantêm a posição uma vez outorgada a Satanás como querubim cobridor. Por intermédio dos seres santos que circundam Seu trono, o Senhor mantém constante comunicação com os habitantes da Terra.

 

[1897.07.20-RH] Review and Herald {6b}

The golden oil represents the grace with which God keeps the lamps of believers supplied, that they shall not flicker and go out. Were it not that this holy oil is poured from heaven in the messages of God's Spirit, the agencies of evil would have entire control over men.

O óleo dourado representa a graça com que Deus mantém abastecidas as lâmpadas dos crentes, que eles não chamejarão e sairão. Não fosse o fato de que este óleo santo é vertido do céu nas mensagens do Espírito de Deus, as agências de mal teriam inteiro controle sobre os homens.

 

[1900-COL] Christ's Object Lessons {29/406/3b} | Parábolas De Jesus {29/406/3b}

The oil is a symbol of the Holy Spirit. Thus the Spirit is represented in the prophecy of Zechariah.

O óleo é símbolo do Espírito Santo. Assim é representado o Espírito na profecia de Zacarias.

 

[1900-COL] Christ's Object Lessons {29/408/1} | Parábolas De Jesus {29/408/1}

From the two olive trees the golden oil was emptied through the golden pipes into the bowl of the candlestick, and thence into the golden lamps that gave light to the sanctuary. So from the holy ones that stand in God's presence His Spirit is imparted to the human instrumentalities who are consecrated to His service. The mission of the two anointed ones is to communicate to God's people that heavenly grace which alone can make His word a lamp to the feet and a light to the path. "Not by might, nor by power, but by My Spirit, saith the Lord of hosts." Zech. 4:6.

Das duas oliveiras o dourado óleo era vazado pelos tubos de ouro nas taças do castiçal, e daí nas lâmpadas de ouro que iluminavam o santuário. Assim, dos santos que estão na presença de Deus, Seu Espírito é comunicado aos que são consagrados para o Seu serviço. A missão dos dois ungidos é comunicar ao povo de Deus aquela graça celestial que, somente, pode fazer de Sua palavra uma lâmpada para os pés, e uma luz para o caminho. "Não por força, nem por violência, mas pelo Meu Espírito, diz o Senhor dos Exércitos." Zac. 4:6.

 

ATRAVÉS dos Dois Ungidos Deus nos comunica Seu Santo Espírito. Esses Dois anjos estarão sempre em evidência; ora ao lado de Cristo, ora sozinhos. O anjo preeminente desses dois é Gabriel.

 

038 – A RAZÃO PELA QUAL OS REVOLTOSOS FORAM EXPULSOS, NÃO DESTRUÍDOS

[1888-GC88] The Great Controversy {29/498/3} | O Grande Conflito {29/498/3}

Even when it was decided that he could no longer remain in Heaven, infinite wisdom did not destroy Satan. Since the service of love can alone be acceptable to God, the allegiance of his creatures must rest upon a conviction of his justice and benevolence. The inhabitants of Heaven and of other worlds, being unprepared to comprehend the nature or consequences of sin, could not then have seen the justice and mercy of God in the destruction of Satan. Had he been immediately blotted from existence, they would have served God from fear, rather than from love. The influence of the deceiver would not have been fully destroyed, nor would the spirit of rebellion have been utterly eradicated. Evil must be permitted to come to maturity. For the good of the entire universe through ceaseless ages, Satan must more fully develop his principles, that his charges against the divine government might be seen in their true light by all created beings, that the justice and mercy of God and the immutability of his law might forever be placed beyond all question.

Mesmo quando foi decidido que ele não mais poderia permanecer no Céu, a Sabedoria infinita não destruiu a Satanás. Visto que apenas o serviço por amor pode ser aceito por Deus, a submissão de Suas criaturas deve repousar em uma convicção sobre a Sua justiça e benevolência. Os habitantes do Céu e de outros mundos, não estando preparados para compreender a natureza ou conseqüências do pecado, não poderiam ter visto então a justiça e misericórdia de Deus com a destruição de Satanás. Houvesse ele sido imediatamente excluído da existência, e teriam servido a Deus antes por temor do que por amor. A influência do enganador não teria sido destruída por completo, tampouco o espírito de rebelião se teria desarraigado totalmente. Devia-se permitir que o mal chegasse a amadurecer. Para o bem do Universo inteiro, através dos séculos sem fim, devia Satanás desenvolver mais completamente seus princípios, para que suas acusações contra o governo divino pudessem ser vistas sob sua verdadeira luz por todos os seres criados, e para sempre pudessem ser postas acima de qualquer dúvida a justiça e misericórdia de Deus e a imutabilidade de Sua lei.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {1/42/3} | Patriarcas e Profetas {1/42/3}

Even when he was cast out of heaven. Infinite Wisdom did not destroy Satan. Since only the service of love can be acceptable to God, the allegiance of His creatures must rest upon a conviction of His justice and benevolence. The inhabitants of heaven and of the worlds, being unprepared to comprehend the nature or consequences of sin, could not then have seen the justice of God in the destruction of Satan. Had he been immediately blotted out of existence, some would have served God from fear rather than from love. The influence of the deceiver would not have been fully destroyed, nor would be the spirit of rebellion have been utterly eradicated. For the good of the entire universe through ceaseless ages, he must more fully developed his principles, that his charges against the divine government might be seen in their true light by all created beings, and that the justice and mercy of God and the immutability of His law might be forever placed beyond all question.

Mesmo quando foi expulso do Céu, a Sabedoria infinita não destruiu Satanás. Visto que unicamente o serviço de amor pode ser aceito por Deus, a fidelidade de Suas criaturas deve repousar em uma convicção de Sua justiça e benevolência. Os habitantes do Céu, e dos mundos, não estando preparados para compreender a natureza ou conseqüência do pecado, não poderiam ter visto então a justiça de Deus na destruição de Satanás. Houvesse ele sido imediatamente destruído, e alguns teriam servido a Deus pelo temor em vez de o fazer pelo amor. A influência do enganador não teria sido completamente destruída, tampouco o espírito de rebelião teria sido totalmente desarraigado. Para o bem do Universo todo, através dos intérminos séculos, ele deveria desenvolver mais completamente seus princípios, a fim de que suas acusações contra o governo divino pudessem ser vistas sob sua verdadeira luz, por todos os seres criados, e a justiça e a misericórdia de Deus, bem como a imutabilidade de Sua lei, pudessem para sempre ser postas fora de toda a questão.

 

O espírito iníquo de Satanás já está instalado no Universo. Precisa ser combatido com o espírito santo de Deus.

 

039 - O PAI E O FILHO DECIDEM EXECUTAR A JÁ PLANEJADA CRIAÇÃO DO HOMEM

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {1/23/1b} | História da Redenção {1/19/2}

The Father consulted Jesus in regard to at once carrying out their purpose to make man to inhabit the earth. He would place man upon probation to test his loyalty, before he could be rendered eternally secure. If he endured the test wherewith God saw fit to prove him, he should eventually be equal with the angels. He was to have the favor of God, and he was to converse with angels, and they with him. He did not see fit to place them beyond the power of disobedience.

O Pai consultou Seu Filho com respeito à imediata execução de Seu propósito de fazer o homem para habitar a Terra. Colocaria o homem sob prova a fim de testar sua lealdade, antes que ele pudesse ser posto eternamente fora de perigo. Se ele suportasse o teste com o qual Deus considerava conveniente prová-lo, seria finalmente igual aos anjos. Teria o favor de Deus podendo conversar com os anjos, e estes, com ele. Deus não achou conveniente colocar os homens fora do poder da desobediência.

 

Tudo volta ao normal. O Conselho da Divindade (Pai e Filho), volta a se reunir sem problemas ou oposição. Com Satanás expulso do céu, não há mais a pressão para que um terceiro elemento seja inserido entre a Divindade. E assim deveria ter permanecido para todo o sempre... .

 

[1874.02.24-RH] Review and Herald {3b} | A Verdade Sobre Os Anjos {5/50/1}

He was placed upon probation. Man was to be tested and proved, and if he should bear the test of God, and remain loyal and true after the first trial, he was not to be beset with continual temptations; but was to be exalted equal with the angels, and henceforth immortal.

Ele foi posto sob prova. O homem devia ser testado e provado; se suportasse a prova divina e permanecesse leal e fiel depois desta primeira prova, não deveria ser afligido por contínua tentação, antes seria exaltado a uma posição igual à dos anjos, revestido da imortalidade.

 

[1877-2Red] The Redemption Series N. 2 - Redemption; or the Temptation of Christ --in-- The Wilderness {6/1b} | No Deserto Da Tentação {2/12/1b}

Man was to be placed upon probation. He was to be tested and proved; if he should bear the test of God, and remain loyal and true through the first trial, he was not to be beset with continual temptations, but was to be exalted equal with the angels, and made, thenceforth, immortal.

O homem deveria ser colocado sob período de prova. Deveria ser testado e provado; se suportasse o teste de Deus e permanecesse leal e verdadeiro através da primeira prova, não ficaria assediado por tentações contínuas, mas seria exaltado à igualdade com os anjos e feito, daí por diante, imortal.

 

040 - A AUSÊNCIA DOS ANJOS EXPULSOS É SENTIDA NO CÉU

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {1/23/1a} | História da Redenção {1/19/1c}

 Angels in Heaven mourned the fate of those who had been their companions in happiness and bliss. Their loss was felt in Heaven.

Os anjos do Céu lamentaram a sorte daqueles que tinham sido seus companheiros de felicidade e alegria. Sua perda era sentida no Céu.

 

041 - SATANÁS E SEUS ANJOS RECONHECEM SUA VERDADEIRA CONDIÇÃO

[1858-1SG] Spiritual Gifts, Vol. 1 {1/18/1a}

After Satan was shut out of heaven, with those who fell with him, he realized that he had lost all the purity and glory of heaven forever.

Depois que Satanás e os que caíram com ele foram expulsos do Céu, e tendo ele compreendido que perdera para sempre toda a sua pureza e glória,

 

[1882-EW] Early Writings of Ellen G. White {33/146/1a} | Primeiros Escritos {33/146/1a}

After Satan and those who fell with him were shut out of heaven, and he realized that he had forever lost all its purity and glory,

Depois que Satanás e os que caíram com ele foram expulsos do Céu, e tendo ele compreendido que perdera para sempre toda a sua pureza e glória,

 

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {3a/28/1} | História da Redenção {3/24/3}

Satan stood in amazement at his new condition. His happiness was gone. He looked upon the angels who, with him, were once so happy, but who had been expelled from Heaven with him. Before their fall, not a shade of discontent had marred their perfect bliss. Now all seemed changed. Countenances which had reflected the image of their Maker were gloomy and despairing. Strife, discord, and bitter recrimination, were among them. Previous to their rebellion these things had been unknown in Heaven. Satan now beholds the terrible results of his rebellion. He shuddered, and feared to face the future, and to contemplate the end of these things.

Satanás estava espantado ante sua nova condição. Sua felicidade acabara. Olhava para os anjos que, com ele, outrora foram tão felizes, mas que tinham sido expulsos do Céu em sua companhia. Antes de sua queda nenhuma sombra de descontentamento tinha turbado sua perfeita alegria. Agora, tudo parecia mudado. As faces que tinham refletido a imagem de seu Criador estavam melancólicas e em desespero. Conflito, discórdia e ásperas recriminações existiam entre eles. Antes de sua rebelião, esses acontecimentos eram desconhecidos no Céu. Satanás agora observava os terríveis resultados de sua rebelião. Ele estremecia e temia encarar o futuro e contemplar o fim dessas coisas.

 

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {3a/28/2a} | História da Redenção {3/25/1}

The hour for joyful, happy songs of praise to God and his dear Son had come. Satan had led the heavenly choir. He had raised the first note, then all the angelic host united with him, and glorious strains of music had resounded through Heaven in honor of God and his dear Son. But now, instead of strains of sweetest music, discord and angry words fall upon the ear of the great rebel leader. Where was he? Was it not all a horrible dream? Was he shut out of Heaven? Were the gates of Heaven never more to open and admit him? The hour of worship draws nigh, when bright and holy angels bow before the Father. No more will he unite in heavenly song. No more will he bow in reverence and holy awe before the presence of the eternal God.

A hora dos alegres e felizes cânticos de louvor a Deus e Seu amado Filho chegara. Satanás tinha dirigido o coro celestial. Tinha ferido a primeira nota; então todo o exército angelical havia-se unido a ele, e gloriosos acordes musicais haviam ressoado através do Céu em honra a Deus e Seu amado Filho. Mas agora, em vez de suaves notas musicais, palavras de discórdia e ira caíam aos ouvidos do grande líder rebelde. Onde estava? Não era isso tudo um horrível sonho? Fora lançado fora do Céu? Os portais do Céu nunca mais se abririam para admiti-lo? Aproximava-se a hora de adoração, quando brilhantes e santos anjos se prostravam diante do Pai. Não mais se uniria em cântico celestial. Não mais se curvaria em reverência e santo temor ante a presença do eterno Deus.

 

042 - SATANÁS E SEUS ANJOS “ARREPENDEM-SE” E DESEJAM VOLTAR AO CÉU

[1858-1SG] Spiritual Gifts, Vol. 1 {1/18/1b}

Then he repented and wished to be reinstated again in heaven.

=[1882-EW]

 

[1882-EW] Early Writings of Ellen G. White {33/146/1b} | Primeiros Escritos {33/146/1b}

he repented, and wished to be reinstated in heaven.

arrependeu-se e desejou ser reintegrado no Céu.

 

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {3a/28/2b} | História da Redenção {3/25/2}

Could he be again as he was when he was pure, true and loyal, gladly would he yield up the claims of his authority. But he was lost! beyond redemption, for his presumptuous rebellion! And this was not all; he had led others to rebellion and to the same lost condition with himself--angels, who had never thought to question the will of Heaven, or refuse obedience to the law of God till he had put it into their minds, presenting before them that they might enjoy a greater good, a higher and more glorious liberty. This had been the sophistry whereby he had deceived them. A responsibility now rests upon him from which he would fain be released.

Pudesse ele voltar a ser como quando era puro, verdadeiro, leal, e alegremente abandonaria sua pretensão de autoridade. Mas, estava perdido, fora da possibilidade de redenção, por sua presunçosa rebeldia! E isto não era tudo; tinha guiado outros à rebelião e à sua própria condição perdida - anjos que nunca pensaram questionar a vontade do Céu ou recusar obedecer à lei de Deus, até que ele colocasse isso em sua mente, argumentando diante deles que podiam desfrutar um bem maior, uma elevada e mais gloriosa liberdade. Tinha sido esse o sofisma pelo qual os enganara. Uma responsabilidade agora repousava sobre ele, à qual, de bom grado, teria renunciado.

 

Satanás ainda tem recuos. Ainda pensa nos outros! O espírito iníquo que substituiu o Espírito Santo de Deus em seu coração está em desenvolvimento.

 

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {3a/29/1} | História da Redenção {3/25/3}

These spirits had become turbulent with disappointed hopes. Instead of greater good, they were experiencing the sad results of disobedience and disregard of law. Never more would these unhappy beings be swayed by the mild rule of Jesus Christ. Never more would their spirits be stirred by the deep, earnest love, peace, and joy, which his presence had ever inspired in them, to be returned to him in cheerful obedience and reverential honor.

Estes espíritos tinham-se tornado turbulentos com suas esperanças desapontadas. Ao invés de bem maior, estavam experimentando os maus resultados da desobediência e desrespeito à lei. Nunca mais poderiam esses seres infelizes ser influenciados pela suave guia de Jesus Cristo. Nunca mais poderiam esses espíritos ser estimulados pelo profundo e fervoroso amor, paz e alegria que Sua presença tinha sempre inspirado neles, para retornarem a Ele em jubilosa obediência e reverente honra.

 

O Espírito de Cristo, o Espírito Santo da PRESENÇA de Cristo, a santa INFLUÊNCIA, com os seus FRUTOS DO ESPÍRITO, tudo isso estava para sempre perdido para eles!

 

[1897.03.25-ST] The Signs of the Times {5b} | A Verdade Sobre Os Anjos {3/26/3}

When the Lord created these beings to stand before His throne, they were beautiful and glorious. Their loveliness and holiness were equal to their exalted station. They were enriched by the wisdom of God, and girded with the panoply of heaven.

Quando o Senhor criou esses seres[angélicos] para estarem diante de Seu trono, eram eles belos e gloriosos. Sua amabilidade e santidade equivaliam a sua exaltada posição. Estavam investidos da sabedoria de Deus e cingidos com a armadura celestial.

 

[1898-DA] The Desire of Ages {79/760/3b} | O Desejado de Todas as Nações {79/760/3b}

When the Lord created these beings to stand before His throne, they were beautiful and glorious. Their loveliness and holiness were in accordance with their exalted station. They were enriched with the wisdom of God, and girded with the panoply of heaven. They were Jehovah's ministers.

Quando Deus criou esses seres para estar diante de seu trono, eram belos e gloriosos. Sua formosura e santidade estavam em harmonia com a exaltada posição que ocupavam. Enriquecidos com a sabedoria de Deus, cingiam-se com a armadura celestial. Eram os ministros de Jeová.

 

[1897.03.25-ST] The Signs of the Times {5b}

But who could recognize in the fallen angels the glorious seraphs that once ministered in the heavenly courts?

=[1898-DA]

 

[1898-DA] The Desire of Ages {79/760/3c} | O Desejado de Todas as Nações {79/760/3c}

But who could recognize in the fallen angels the glorious seraphim that once ministered in the heavenly courts?

Quem poderia, no entanto, reconhecer nos anjos caídos os gloriosos serafins que outrora ministravam nas cortes celestiais?

 

Tinham sido SERAFINS! Estiveram DIANTE do Trono, na presença de Deus. A luz da presença do Pai e do Filho brilhara sobre eles!

 

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {3a/29/2a} | História da Redenção {3/26/1a}

Satan trembled as he viewed his work. He was alone in meditation upon the past, the present, and his future plans. His mighty frame shook as with a tempest.

Satanás treme ao contemplar sua obra. Ele está sozinho, meditando sobre o passado, o presente e o futuro de seus planos. Sua poderosa estrutura vacila como numa tempestade.

 

O espírito da iniqüidade titubeia.

 

043 – SATANÁS SOLICITA UMA ENTREVISTA COM CRISTO, A QUAL LHE É CONCEDIDA. PEDE QUE RETORNEM AO CÉU. JESUS CHOROU: ELES NÃO TÊM RETORNO

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {3a/29/2b} | História da Redenção {3/26/1b}

An angel from Heaven was passing. He called him, and entreated an interview with Christ. This was granted him. He then related to the Son of God that he repented of his rebellion, and wished again the favor of God. He was willing to take the place God had previously assigned him, and be under his wise command.

Um anjo do Céu está passando. Ele o chama e suplica uma entrevista com Cristo. Isto lhe é concedido. Então, relata ao Filho de Deus que está arrependido de sua rebelião e deseja voltar ao favor divino. Está disposto a tomar o lugar que previamente Deus lhe designara e sujeitar-se a Seu sábio comando.

 

[1858-1SG] Spiritual Gifts, Vol. 1 {1/18/1c}

He was willing to take his proper place, or any place that might be assigned him.

=[1882-EW]

 

[1882-EW] Early Writings of Ellen G. White {33/146/1c} | Primeiros Escritos {33/146/1c}

He was willing to take his proper place, or any position that might be assigned him.

Estava disposto a ocupar o seu próprio lugar, ou qualquer posição que lhe fosse designada.

 

E quanto a sujeitar-se ao comando de Cristo?

 

[1858-1SG] Spiritual Gifts, Vol. 1 {1/18/1d}

But no, heaven must not be placed in jeopardy. All heaven might be marred should he be taken back; for sin originated with him, and the seeds of rebellion were within him. Satan had obtained followers, those who sympathized with him in his rebellion. He and his followers repented, wept and implored to be taken back into the favor of God. But no, their sin, their hate , their envy and jealousy, had been so great that God could not blot it out.

=[1882-EW]

 

[1882-EW] Early Writings of Ellen G. White {33/146/1d} | Primeiros Escritos {33/146/1d}

But no; heaven must not be placed in jeopardy. All heaven might be marred should he be taken back; for sin originated with him, and the seeds of rebellion were within him. Both he and his followers wept, and implored to be taken back into the favor of God. But their sin--their hatred, their envy and jealousy—had been so great that God could not blot it out.

Mas não; o Céu não devia ser colocado em risco. Todo o Céu poderia vir a ser maculado se ele fosse recebido de volta; pois o pecado originou-se com ele, e dentro dele estavam as sementes da rebelião. Tanto ele como os seus seguidores choraram e imploraram para serem de novo recebidos no favor de Deus. Mas o pecado deles - o seu ódio, inveja e ciúmes - tinha sido tão grande que Deus não podia apagá-lo.

 

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {3a/29/2c} | História da Redenção {3/26/1c}

Christ wept at Satan's woe, but told him, as the mind of God, that he could never be received into Heaven. Heaven must not be placed in jeopardy. All Heaven would be marred should he be received back; for sin and rebellion originated with him. The seeds of rebellion were still within him. He had, in his rebellion, no occasion for his course, and he had not only hopelessly ruined himself, but the host of angels also, who would then have been happy in Heaven had he remained steadfast. The law of God could condemn, but could not pardon.

Cristo chorou ante o infortúnio de Satanás mas disse-lhe, como pensamento de Deus, que ele jamais poderia ser recebido no Céu. O Céu não devia ser colocado em perigo. Se fosse recebido de volta, todo o Céu seria manchado pelo pecado e rebelião originados com ele. As sementes da rebelião ainda estavam nele. Não tivera, em sua rebelião, nenhum motivo para seu procedimento, e arruinara irremediavelmente não só a si mesmo mas a multidão de anjos, que teria sido feliz no Céu, tivesse ele permanecido firme. A lei de Deus podia condenar mas não podia perdoar.

 

O perdão já fora oferecido, mas os revoltosos transbordaram suas taças de iniqüidade.

 

[1858-1SG] Spiritual Gifts, Vol. 1 {1/18/1e} =[1882-EW]

 

[1882-EW] Early Writings of Ellen G. White {33/146/1e} | Primeiros Escritos {33/146/1e}

It must remain to receive its final punishment.

Tinha de permanecer, a fim de receber sua punição final.

 

[1902.07.23-ST] The Signs of the Times {1}

How art thou fallen from heaven, O Lúcifer, son of the morning! how art thou cut down to the ground, which didst weaken the nations! For thou hast said in thine heart, I will ascend into heaven, I will exalt my throne above the stars of God; I will sit also upon the mount of the congregation, in the sides of the north; I will ascend above the heights of the clouds; I will be like the Most High. Yet thou shalt be brought down to hell, to the sides of the pit."

Como caíste do céu, ó estrela da manhã, filho da alva! Como foste lançado por terra, tu que debilitavas as nações! Tu dizias no teu coração: Eu subirei ao céu; acima das estrelas de Deus exaltarei o meu trono e no monte da congregação me assentarei, nas extremidades do Norte; subirei acima das mais altas nuvens e serei semelhante ao Altíssimo. Contudo, serás precipitado para o reino dos mortos, no mais profundo do abismo. Is 14: 12-15

 

044 - QUANDO VÊ QUE NÃO TEM RETORNO, SATANÁS DEMONSTRA SEU ÓDIO CONTRA DEUS

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {3a/30/1} | História da Redenção {3/26/2}

He repented not of his rebellion because he saw the goodness of God which he had abused. It was not possible that his love for God had so increased since his fall that it would lead to cheerful submission and happy obedience to his law which had been despised. The wretchedness he realized in losing the sweet light of Heaven, andthe sense of guilt which forced itself upon him, and the disappointment he experienced himself in not finding his expectations realized, were the cause of his grief. To be commander out of Heaven, was vastly different from being thus honored in Heaven. The loss he had sustained of all the privileges of Heaven seemed too much to be borne. He wished to regain these.

Ele não se arrependeu de sua rebelião porque visse a bondade de Deus, da qual havia abusado. Não era possível que seu amor por Deus tivesse aumentado tanto desde a queda, que o levasse a uma alegre submissão e feliz obediência à Sua lei, por ele desprezada. A desgraça que experimentara em perder a doce luz do Céu, o senso de culpa que o oprimia, o desapontamento que sentiu em não ver realizadas suas esperanças, foram a causa de sua dor. Ser comandante fora do Céu era vastamente diferente de ser assim honrado no Céu. A perda que sofreu de todos os privilégios celestiais parecia demais para suportar. Desejava recuperá-los.

 

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {3a/30/2a} | História da Redenção {3/27/1a}

This great change of position had not increased his love for God, nor for his wise and just law.

Esta grande mudança de posição não tinha aumentado seu amor por Deus, nem por Sua sábia e justa lei.

 

[1858-1SG] Spiritual Gifts, Vol. 1 {1/19/1a}

When Satan became fully conscious that there was no possibility of his being brought again into favor with God, then his malice and hatred began to be manifest.

=[1882-EW]

 

[1882-EW] Early Writings of Ellen G. White {33/146/2} | Primeiros Escritos {33/146/2a}

When Satan became fully conscious that there was no possibility of his being brought again into favor with God, his malice and hatred began to be manifest.

Quando Satanás se tornou inteiramente cônscio de que não havia possibilidade de ser de novo acolhido no favor de Deus, sua malícia e ódio começaram a ser manifestos.

 

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {3a/30/2b} | História da Redenção {3/27/1b}

When Satan become fully convinced that there was no possibility of his being re-instated in the favor of God, he manifested his malice with increased hatred and fiery vehemence.

Quando Satanás se tornou plenamente convencido de que não havia possibilidade de ser reintegrado no favor de Deus, manifestou sua maldade com aumentado ódio e feroz veemência.

 

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {3a/30/3} | História da Redenção {3/27/2}

God knew that such determined rebellion would not remain inactive. Satan would invent means to annoy the heavenly angels, and show contempt for his authority. As he could not gain admission within the gates of Heaven, he would wait just at the entrance, to taunt the angels and seek contention with them as they went in and out. He would seek to destroy the happiness of Adam and Eve. He would endeavor to incite them to rebellion, knowing that this would cause grief in Heaven.

Deus sabia que tão determinada rebelião não permaneceria inativa. Satanás inventaria meios para importunar os anjos celestiais e mostrar desdém por Sua autoridade. Como não podia ser admitido no interior dos portais celestes, aguardaria mesmo à entrada, para escarnecer dos anjos e procurar contender com eles ao passarem. Procuraria destruir a felicidade de Adão e Eva. Esforçar-se-ia por incitá-los à rebelião, sabendo que isto causaria tristeza no Céu.

 

[1906.09.04] Letter 292 | Este Dia Com Deus – MM 1980 {254/2b}

He became Christ's most deadly foe.

Ele tornou-se o mais acérrimo inimigo de Cristo.

 

045 - O PAI E O FILHO EXECUTAM A MODELAGEM DA TERRA PARA HABITAÇÃO DO HOMEM

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {2/24/1a} | História da Redenção {2/20/1a}

The Father and the Son engaged in the mighty, wondrous work they had contemplated, of creating the world.

Pai e Filho empenharam-Se na grandiosa, poderosa obra que tinham planejado - a criação do mundo.

 

Somente os DOIS, Pai e Filho, a Divindade, executam a obra da criação. Somente os DOIS têm o Poder Criador.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {2/44/1} | Patriarcas e Profetas {2/44/1}

"By the word of the Lord were the heavens made; and all the host of them by the breath of His mouth." "For He spake, and it was;" "He commanded, and it stood fast." Psalm 33:6,9. He "laid the foundations of the earth, that it should not be removed forever." Psalm 104:5.

"Pela palavra do Senhor foram feitos os céus, e todo o exército deles pelo espírito da Sua boca." Sal. 33:6 e 9. "Porque falou, e tudo se fez; mandou, e logo tudo apareceu." "Lançou os fundamentos da Terra, para que não vacile em tempo algum." Sal. 104:5.

 

[1898-DA] The Desire of Ages {1/20/1} | O Desejado de Todas as Nações {1/20/1}

In the beginning, God was revealed in all the works of creation. It was Christ that spread the heavens, and laid the foundations of the earth. It was His hand that hung the worlds in space, and fashioned the flowers of the field. "His strength setteth fast the mountains." "The sea is His, and He made it." Ps. 65:6; 95:5. It was He that filled the earth with beauty, and the air with song. And upon all things in earth, and air, and sky, He wrote the message of the Father's love.

No princípio, Deus Se manifestava em todas as obras da criação. Foi Cristo que estendeu os céus, e lançou os fundamentos da Terra. Foi Sua mão que suspendeu os mundos no espaço e deu forma às flores do campo. "Ele converteu o mar em terra firme." Sal. 66:6. "Seu é o mar, pois Ele o fez." Sal. 95:5. Foi Ele quem encheu a Terra de beleza, e de cânticos o ar. E sobre todas as coisas na terra, no ar e no firmamento, escreveu a mensagem do amor do Pai.

 

O Verbo, a Palavra; o Sopro, o Espírito da boca de Deus;... São personificados no próprio Cristo!

 

046 – A DESCRIÇÃO DA TERRA. “AS ESTRELAS DA ALVA ALEGREMENTE CANTAVAM”

[1864-3SG] Spiritual Gifts, Vol. 3 {1/33/1a}

When God had formed the earth, there were mountains, hills, and plains, and interspersed among them were rivers and bodies of water.

Quando Deus formou a terra, havia montanhas, colinas, e planícies, e entremeados entre eles estavam rios e corpos de água.

 

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {2/24/1b} | História da Redenção {2/20/1b}

The earth came forth from the hand of the Creator exceedingly beautiful. There were mountains, and hills, and plains; and interspersed among them were rivers and bodies of water.

A Terra saiu das mãos de seu Criador extraordinariamente bela. Havia montanhas, colinas e planícies, entrecortadas por rios e lagos.

 

[1864-3SG] Spiritual Gifts, Vol. 3 {1/33/1b} =[1870-1SP]

 

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {2/24/1c} | História da Redenção {2/20/1c}

The earth was not one extensive plain, but the monotony of the scenery was broken by hills and mountains, not high and ragged as they now are, but regular and beautiful in shape. The bare, high rocks were never seen upon them, but lay beneath the surface, answering as bones to the earth. The waters were regularly dispersed. The hills, mountains, and very beautiful plains, were adorned with plants and flowers, and tall, majestic trees of every description, which were many times larger, and much more beautiful, than trees now are. The air was pure and healthful, and the earth seemed like a noble palace. Angels beheld and rejoiced at the wonderful and beautiful works of God.

A Terra não era uma extensa planície, mas a monotonia do cenário era quebrada por montanhas e colinas, não altas e abruptas como hoje são, mas de formas regulares e belas. As rochas altas e desnudas não podiam ser vistas sobre ela, mas estavam debaixo da superfície, correspondendo aos ossos da Terra. As águas estavam distribuídas regularmente. As montanhas, as colinas e as belíssimas planícies eram adornadas com plantas, flores e altas e majestosas árvores de toda espécie, muitas vezes maiores e mais belas do que são agora. O ar era puro e saudável, e a Terra parecia um nobre palácio. Os anjos deleitavam-se e regozijavam-se com as maravilhosas obras de Deus.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {2/44/2} | Patriarcas e Profetas {2/44/2}

As the earth came forth from the hand of its Maker, it was exceedingly beautiful. Its surface was diversified with mountains, hills, and plains, interspersed with noble rivers and lovely lakes; but the hills and mountains were not abrupt and rugged, abounding in terrific steeps and frightful chasms, as they now do; the sharp, ragged edges of earth's rocky framework were  buried beneath the fruitful soil, which everywhere produced a luxuriant growth of verdure. There were no loathsome swamps or barren deserts. Graceful shrubs and delicate flowers greeted the eye at every turn. The heights were crowned with trees more majestic than any that now exist. The air, untainted by foul miasma, was clear and healthful. The entire landscape outvied in beauty the decorated grounds of the proudest palace. The angelic host viewed the scene with delight, and rejoiced at the wonderful works of God.

Quando a Terra saiu das mãos de seu Criador, era extraordinariamente bela. Variada era a sua superfície, contendo montanhas, colinas e planícies, entrecortadas por majestosos rios e formosos lagos; as colinas e montanhas, entretanto, não eram abruptas e escabrosas, tendo em grande quantidade tremendos despenhadeiros e medonhos abismos como hoje elas são; as arestas agudas e ásperas do pétreo arcabouço da terra estavam sepultadas por sob o solo fértil, que por toda parte produzia um pujante crescimento de vegetação. Não havia asquerosos pântanos nem áridos desertos. Graciosos arbustos e delicadas flores saudavam a vista aonde quer que esta se volvesse. As elevações estavam coroadas de árvores mais majestosas do que qualquer que hoje exista. O ar, incontaminado por miasmas perniciosos, era puro e saudável. A paisagem toda sobrepujava em beleza os terrenos ornamentados do mais soberbo palácio. A hoste angélica olhava este cenário com deleite, e regozijava-se com as obras maravilhosas de Deus.

 

047 - O PAI E O FILHO CRIAM O HOMEM A SUA IMAGEM. EXERCERÁ O DOMÍNIO SOBRE AS OUTRAS CRIATURAS DA TERRA EM NOME DE DEUS: SERÁ O REPRESENTANTE DA AUTORIDADE DE DEUS

[1864-3SG] Spiritual Gifts, Vol. 3 {1/33/2a} =[1870-1SP]

 

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {2/24/2a} | História da Redenção {2/20/2a}

After the earth was created, and the beasts upon it, the Father and Son carried out their purpose, which was designed before the fall of Satan, to make man in their own image. They had wrought together in the creation of the earth and every living thing upon it. And now God says to his Son, "Let us make man in our image."

Depois que a Terra foi criada, com sua vida animal, o Pai e o Filho levaram a cabo Seu propósito, planejado antes da queda de Satanás, de fazer o homem à Sua própria imagem. Eles tinham operado juntos na criação da Terra e de cada ser vivente sobre ela. E agora, disse Deus a Seu Filho: "Façamos o homem à Nossa imagem." Gên. 1:26.

 

Somos criados à imagem das DUAS Pessoas que compõe a divindade: o Pai e o Filho.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {2/44/3} | Patriarcas e Profetas {2/44/3}

After the earth with its teeming animal and vegetable life had been called into existence, man, the crowning work of the Creator, and the one for whom the beautiful earth had been fitted up, was brought upon the stage of action. To him was given dominion over all that his eye could behold; for "God said, Let Us make man in Our image, after Our likeness: and let them have dominion over . . . all the earth. . . . So God created man in His own image; . . . male and female created He them." Here is clearly set forth the origin of the human race; and the divine record is so plainly stated that there is no occasion for erroneous conclusions. God created man in His own image. Here is no mystery. There is no ground for the supposition that man was evolved by slow degrees of development from the lower forms of animal or vegetable life. Such teaching lowers the great work of the Creator to the level of man's narrow, earthly conceptions. Men are so intent upon excluding God from the sovereignty of the universe that they degrade man and defraud him of the dignity of his origin. He who set the starry worlds on high and tinted with delicate skill the flowers of the field, who filled the earth and the heavens with the wonders of His power, when He came to crown His glorious work, to place one in the midst to stand as ruler of the fair earth, did not fail to create a being worthy of the hand that gave him life. The genealogy of our race, as given by inspiration, traces back its origin, not to a line of developing germs, mollusks, and quadrupeds, but to the great Creator. Though formed from the dust, Adam was "the son of God."

Depois que a Terra com sua abundante vida animal e vegetal fora suscitada à existência, o homem, a obra coroadora do Criador, e aquele para quem a linda Terra fora preparada, foi trazido em cena. A ele foi dado domínio sobre tudo que seus olhos poderiam contemplar; pois "disse Deus: Façamos o homem à Nossa imagem, conforme à Nossa semelhança; e domine... sobre toda a Terra". "Criou Deus, pois, o homem à Sua imagem; ... homem e mulher os criou." Gên. 1:26 e 27. Aqui está claramente estabelecida a origem da raça humana; e o relato divino refere tão compreensivelmente que não há lugar para conclusões errôneas. Deus criou o homem à Sua própria imagem. Não há aqui mistério. Não há lugar para a suposição de que o homem evoluiu, por meio de morosos graus de desenvolvimento, das formas inferiores da vida animal ou vegetal. Tal ensino rebaixa a grande obra do Criador ao nível das concepções estreitas e terrenas do homem. Os homens são tão persistentes em excluir a Deus da soberania do Universo, que degradam ao homem, e o despojam da dignidade de sua origem. Aquele que estabeleceu os mundos estelares nos altos céus, e com delicada perícia coloriu as flores do campo, Aquele que encheu a Terra e os céus com as maravilhas de Seu poder, vindo a coroar Sua obra gloriosa a fim de pôr em seu meio alguém para ser o governador da linda Terra, não deixou de criar um ser digno das mãos que lhe deram vida. A genealogia de nossa raça, conforme é dada pela inspiração, remonta sua origem não a uma linhagem de micróbios, moluscos e quadrúpedes a se desenvolverem, mas ao grande Criador. Posto que formado do pó, Adão era filho "de Deus". Luc. 3:38.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {2/45/1} | Patriarcas e Profetas {2/45/1}

He was placed, as God's representative, over the lower orders of being. They cannot understand or acknowledge the sovereignty of God, yet they were made capable of loving and serving man. The psalmist says, "Thou madest him to have dominion over the works of Thy hands; Thou hast put all things under his feet: . . . the beasts of the field; the fowl of the air, . . . and whatsoever passeth through the paths of the seas." Psalm 8:6-8.

Ele foi posto, como representante de Deus, sobre as ordens inferiores de seres. Estes não podem compreender ou reconhecer a soberania de Deus, todavia foram feitos com capacidade de amar e servir ao homem. Diz o salmista: "Fazes com que ele tenha domínio sobre as obras das Tuas mãos; tudo puseste debaixo de seus pés: ... os animais do campo, as aves dos céus, ... e tudo o que passa pelas veredas dos mares". Sal. 8:6-8.

 

[1872-3T] Testimonies For The Church, Vol. 3 {6/72/1a} | Testemunhos Para A Igreja, Vol. 3  {6/72/1a}

The Lord made man upright in the beginning. He was created with a perfectly balanced mind, the size and strength of all its organs being perfectly developed. Adam was a perfect type of man. Every quality of mind was well proportioned, each having a distinctive office, and yet all dependent one upon another for the full and proper use of any one of them.

O Senhor, no princípio, fez o homem reto. Foi criado com a mente perfeitamente equilibrada, sendo o tamanho e a força de todos os órgãos perfeitamente desenvolvidos. Adão era um tipo perfeito de homem. Cada uma das qualidades da mente achava-se bem proporcionada, cada qual tendo uma função distinta, e, no entanto todas eram interdependentes para seu pleno e apropriado uso.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {2/45/2} | Patriarcas e Profetas {2/45/2}

Man was to bear God's image, both in outward resemblance and in character. Christ alone is "the express image" (Hebrews 1:3) of the Father; but man was formed in the likeness of God. His nature was in harmony with the will of God. His mind was capable of comprehending divine things. His affections were pure; his appetites and passions were under the control of reason. He was holy and happy in bearing the image of God and in perfect obedience to His will.

O homem deveria ter a imagem de Deus, tanto na aparência exterior como no caráter. Cristo somente é a "expressa imagem" do Pai (Heb. 1:3); mas o homem foi formado à semelhança de Deus. Sua natureza estava em harmonia com a vontade de Deus. A mente era capaz de compreender as coisas divinas. As afeições eram puras; os apetites e paixões estavam sob o domínio da razão. Ele era santo e feliz, tendo a imagem de Deus, e estando em perfeita obediência à Sua vontade.

 

[1901] Manuscript 97 | Cristo Triunfante – MM 2002 {19/3a}

Todo o Céu tomou profundo e alegre interesse na criação do mundo e de Adão e Eva. Os seres humanos eram uma ordem distinta.

 

[1902.02.11-RH] Review and Herald {1a} | A Verdade Sobre Os Anjos {5/48/1}

All heaven took a deep and joyful interest in the creation of the world and of man. Human beings were a new and distinct order.

Todo o Céu tomou profundo e alegre interesse na criação do mundo e do homem. Os seres humanos constituíam uma nova e distinta ordem.

 

[1901] Manuscript 97 | Cristo Triunfante – MM 2002 {19/3b}

=[1902.02.11-RH]

 

[1902.02.11-RH] Review and Herald {1b}

They were made "in the image of God," and it was the Creator's design that they should populate the earth. They were to live in close communion with heaven, receiving power from the Source of all power. Upheld by God, they were to live sinless lives.

Foram feitos "à imagem de Deus" e era desígnio de seu Criador que povoassem a Terra. Deviam viver em íntima comunhão com o Céu, recebendo e assimilando o poder da grande Fonte de poder. Sustentados por Deus, deviam viver vida impecável.

 

048 - ADÃO DÁ O NOME A CADA ANIMAL E PERCEBE QUE É O ÚNICO DE SUA ESPÉCIE. A CRIAÇÃO DE EVA. DEUS REALIZA A CERIMÔNIA DE CASAMENTO DO SANTO PAR

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {2/46/1} | Patriarcas e Profetas {2/46/1}

After the creation of Adam every living creature was brought before him to receive its name; he saw that to each had been given a companion, but among them "there was not found an help meet for him." Among all the creatures that God had made on the earth, there was not one equal to man. And God said, "It is not good that the man should be alone; I will make him an help meet for him." Man was not made to dwell in solitude; he was to be a social being. Without companionship the beautiful scenes and delightful employments of Eden would have failed to yield perfect happiness. Even communion with angels could not have satisfied his desire for sympathy and companionship. There was none of the same nature to love and to be loved.

Depois da criação de Adão, toda criatura vivente foi trazida diante dele para receber seu nome; ele viu que a cada um fora dada uma companheira, mas que entre eles "não se achava adjutora que estivesse como diante dele". Gên. 2:20. Entre todas as criaturas que Deus fez sobre a Terra, não havia uma igual ao homem. E disse "Deus: Não é bom que o homem esteja só: far-lhe-ei uma adjutora que esteja como diante dele". Gên. 2:18. O homem não foi feito para habitar na solidão; ele deveria ser um ente social. Sem companhia, as belas cenas e deleitosas ocupações do Éden teriam deixado de proporcionar perfeita felicidade. Mesmo a comunhão com os anjos não poderia satisfazer seu desejo de simpatia e companhia. Ninguém havia da mesma natureza para amar e ser amado.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {2/46/2} | Patriarcas e Profetas {2/46/2}

God Himself gave Adam a companion. He provided "an help meet for him"--a helper corresponding to him-one who was fitted to be his companion, and who could be one with him in love and sympathy. Eve was created from a rib taken from the side of Adam, signifying  that she was not to control him as the head, nor to be trampled under his feet as an inferior, but to stand by his side as an equal, to be loved and protected by him. A part of man, bone of his bone, and flesh of his flesh, she was his second self, showing the close union and the affectionate attachment that should exist in this relation. "For no man ever yet hated his own flesh; but nourisheth and cherisheth it." Ephesians 5:29. "Therefore shall a man leave his father and his mother, and shall cleave unto his wife; and they shall be one."

O próprio Deus deu a Adão uma companheira. Proveu-lhe uma "adjutora" - ajudadora esta que lhe correspondesse - a qual estava em condições de ser sua companheira, e que poderia ser um com ele, em amor e simpatia. Eva foi criada de uma costela tirada do lado de Adão, significando que não o deveria dominar, como a cabeça, nem ser pisada sob os pés como se fosse inferior, mas estar a seu lado como igual, e ser amada e protegida por ele. Como parte do homem, osso de seus ossos, e carne de sua carne, era ela o seu segundo eu, mostrando isto a íntima união e apego afetivo que deve existir nesta relação. "Porque nunca ninguém aborreceu a sua própria carne; antes a alimenta e sustenta." Efés. 5:29. "Portanto deixará o varão a seu pai e a sua mãe, e apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma carne." Gên. 2:24.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {2/46/3} | Patriarcas e Profetas {2/46/3}

God celebrated the first marriage. Thus the institution has for its originator the Creator of the universe. "Marriage is honorable" (Hebrews 13:4); it was one of the first gifts of God to man, and it is one of the two institutions that, after the Fall, Adam brought with him beyond the gates of Paradise. When the divine principles are recognized and obeyed in this relation, marriage is a blessing; it guards the purity and happiness of the race, it provides for man's social needs, it elevates the physical, the intellectual, and the moral nature.

Deus celebrou o primeiro casamento. Assim esta instituição tem como seu originador o Criador do Universo. "Venerado... seja o matrimônio" (Heb. 13:4); foi esta uma das primeiras dádivas de Deus ao homem, e é uma das duas instituições que, depois da queda, Adão trouxe consigo de além das portas do Paraíso. Quando os princípios divinos são reconhecidos e obedecidos nesta relação, o casamento é uma bênção; preserva a pureza e felicidade do gênero humano, provê as necessidades sociais do homem, eleva a natureza física, intelectual e moral.

 

049 - APARÊNCIA E ESTATURA DE ADÃO E EVA

[1864-3SG] Spiritual Gifts, Vol. 3 {1/33/2b}

As Adam came forth from the hand of his Creator, he was of noble height, and of beautiful symmetry. He was more than twice as tall as men now living upon earth, and was well proportioned. His features were perfect and beautiful. His complexion was neither white, nor sallow, but ruddy, glowing with the rich tint of health. Eve was not quite as tall as Adam. Her head reached a little above his shoulders. She, too, was noble-- perfect in symmetry, and very beautiful.

=[1870-1SP]

 

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {2/24/2b} | História da Redenção {2/20/2b}

As Adam came forth from the hand of his Creator, he was of noble height, and of beautiful symmetry. He was more than twice as tall as men now living upon the earth, and was well proportioned. His features were perfect and beautiful. His complexion was neither white, nor sallow, but ruddy, glowing with the rich tint of health. Eve was not quite as tall as Adam. Her head reached a little above his shoulders. She, too, was noble--perfect in symmetry, and very beautiful.

Ao sair Adão das mãos do Criador, era de nobre estatura e perfeita simetria. Tinha mais de duas vezes o tamanho dos homens que hoje vivem sobre a Terra, e era bem proporcionado. Suas formas eram perfeitas e cheias de beleza. Sua cútis não era branca ou pálida, mas rosada, reluzindo com a rica coloração da saúde. Eva não era tão alta quanto Adão. Sua cabeça alcançava pouco acima dos seus ombros. Ela, também, era nobre, perfeita em simetria e cheia de beleza.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {2/45/3a} | Patriarcas e Profetas {2/45/3a}

As man came forth from the hand of his Creator, he was of lofty stature and perfect symmetry. His countenance bore the ruddy tint of health and glowed with the light of life and joy. Adam's height was much greater than that of men who now inhabit the earth. Eve was somewhat less in stature; yet her form was noble, and full of beauty.

Ao sair o homem das mãos do Criador era de elevada estatura e perfeita simetria. O rosto trazia a rubra coloração da saúde, e resplendia com a luz da vida e com alegria. A altura de Adão era muito maior do que a dos homens que hoje habitam a Terra. Eva era um pouco menor em estatura; contudo suas formas eram nobres e cheias de beleza.

 

[1874.02.24-RH] Review and Herald {4a} =[1877-2Red]

 

[1877-2Red] The Redemption Series N. 2 - Redemption; or the Temptation of Christ --in-- The Wilderness {6/2a} | No Deserto Da Tentação {2/12/2a}

Adam and Eve came forth from the hand of their Creator in the perfection of every physical, mental, and spiritual endowment.

Adão e Eva saíram das mãos do Criador na completa perfeição do dote físico, mental e espiritual.

 

050 - AS VESTES DE ADÃO E EVA ERAM DE LUZ, COMO AS DOS ANJOS

[1864-3SG] Spiritual Gifts, Vol. 3 {1/34/1a} =[1870-1SP]

 

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {2/25/1a} | História da Redenção {2/21/1a}

This sinless pair wore no artificial garments. They were clothed with a covering of light and glory, such as the angels wear. While they lived in obedience to God, this circle of light enshrouded them.

Esse casal, que não tinha pecados, não fazia uso de vestes artificiais. Estavam revestidos de uma cobertura de luz e glória, tal como a usam os anjos. Enquanto viveram em obediência a Deus, esta veste de luz continuou a envolvê-los.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {2/45/3b} | Patriarcas e Profetas {2/45/3b}

The sinless pair wore no artificial garments; they were clothed with a covering of light and glory, such as the angels wear. So long as they lived in obedience to God, this robe of light continued to enshroud them.

Esse casal, que não tinha pecados, não fazia uso de vestes artificiais; estavam revestidos de uma cobertura de luz e glória, tal como a usam os anjos. Enquanto viveram em obediência a Deus, esta veste de luz continuou a envolvê-los.

 

051 - DEUS DÁ A ADÃO E EVA UM JARDIM COMO LAR, O JARDIM DO ÉDEN. AS BELEZAS DO JARDIM

[1864-3SG] Spiritual Gifts, Vol. 3 {1/34/1b} =[1870-1SP]

 

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {2/25/1b} | História da Redenção {2/21/1b}

Although everything God had made was in the perfection of beauty, and there seemed nothing wanting upon the earth which God had created to make Adam and Eve happy, yet he manifested his great love to them by planting a garden especially for them. A portion of their time was to be occupied in the happy employment of dressing the garden, and a portion in receiving the visits of angels, listening to their instruction, and in happy meditation. Their labor was not wearisome, but pleasant and invigorating. This beautiful garden was to be their home, their special residence.

Embora todas as coisas que Deus criou fossem belas e perfeitas, e aparentemente nada faltasse sobre a Terra criada para fazer Adão e Eva felizes, ainda manifestou Seu grande amor plantando para eles um jardim especial. Uma porção de seu tempo devia ser ocupada com a feliz tarefa de cuidar do jardim, e a outra porção para receber a visita dos anjos, ouvir suas instruções, e em feliz meditação. Seu labor não seria cansativo, mas aprazível e revigorante. Este belo jardim devia ser o seu lar.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {2/46/4a} | Patriarcas e Profetas {2/46/4a}

"And the Lord God planted a garden eastward in Eden; and there He put the man whom He had formed." Everything that God had made was the perfection of beauty, and nothing seemed wanting that could contribute to the happiness of the holy pair; yet the Creator gave them still another token of His love, by preparing a garden especially for their home.

"E plantou o Senhor Deus um jardim no Éden, da banda do Oriente; e pôs ali o homem que tinha formado." Gên. 2:8. Tudo o que Deus havia feito era a perfeição da beleza, e nada parecia faltar do que pudesse contribuir para a felicidade do santo par; deu-lhes, contudo, o Criador ainda outra demonstração de Seu amor, preparando um jardim especialmente para ser o seu lar.

 

[1864-3SG] Spiritual Gifts, Vol. 3 {1/34/2a}

In this garden the Lord placed fruit-trees of every description, for usefulness and beauty, also lovely flowers which filled the air with fragrance. Everything was tastefully and gloriously arranged.

Neste jardim o Senhor colocou árvores frutíferas de todo tipo, para utilidade e beleza, também flores adoráveis que enchiam o ar de fragrância. Todas as coisas eram de bom gosto e gloriosamente dispostas.

 

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {2/26/1a} | História da Redenção {2/22/1a}

The earth was clothed with beautiful verdure, while myriads of fragrant flowers of every variety and hue sprang up in rich profusion around them. Everything was tastefully and gloriously arranged.

A Terra era coberta de uma bela verdura, onde milhares de perfumadas flores de toda variedade cresciam em profusão. Todas as coisas eram de bom gosto e esplendidamente dispostas.

 

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {2/25/2} | História da Redenção {2/21/2}

In this garden the Lord placed trees of every variety for usefulness and beauty. There were trees laden with luxuriant fruit, of rich fragrance, beautiful to the eye, and pleasant to the taste, designed of God to be food for the holy pair. There were the lovely vines which grew upright, laden with their burden of fruit, unlike anything man had seen since the fall. The fruit was very large, and of different colors; some nearly black, some purple, red, pink and light green. This beautiful and luxuriant growth of fruit upon the branches of the vine was called grapes. They did not trail upon the ground, although not supported by trellises, but the weight of the fruit bowed them down. It was the happy labor of Adam and Eve to form beautiful bowers from the branches of the vine, and train them, forming dwellings of nature's beautiful, living trees and foliage, laden with fragrant fruit.

Neste jardim o Senhor colocou árvores de toda variedade para utilidade e beleza. Havia árvores carregadas de luxuriantes frutos, de rica fragrância, belos aos olhos e agradáveis ao paladar, designados por Deus para alimento do santo par. Havia deleitosas vinhas que cresciam verticalmente, carregadas com o peso de seus frutos, diferentes de qualquer coisa que o homem tem visto desde a queda. Os frutos eram muito grandes e de coloração diversa; alguns quase negros, outros púrpura, vermelhos, rosados e verde-claros. Esses belos e luxuriantes frutos que cresciam sobre os ramos da videira foram chamados uvas. Eles não se espalhavam pelo chão, embora não suportados por grades, mas o peso dos frutos curvava-os para baixo. O feliz trabalho de Adão e Eva era moldar em belos caramanchéis os ramos das videiras, formando moradias de beleza natural, árvores vivas e folhagens, carregadas de fragrantes frutos.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {2/46/4b} | Patriarcas e Profetas {2/46/4b}

In this garden were trees of every variety, many of them laden with fragrant and delicious fruit. There were lovely vines, growing upright, yet presenting a most graceful appearance, with their branches drooping under their load of tempting fruit of the richest and most varied hues. It was the work of Adam and Eve to train the branches of the vine to form bowers, thus making for themselves a dwelling from living trees covered with foliage and fruit. There were fragrant flowers of every hue in rich profusion.

Neste jardim havia árvores de toda variedade, muitas das quais carregadas de deliciosos frutos. Havia lindas trepadeiras, que cresciam eretas, apresentando todavia um graciosíssimo aspecto, com seus ramos pendendo sob a carga de tentadores frutos, dos mais belos e variados matizes. Era o trabalho de Adão e Eva amoldar os ramos da trepadeira de maneira a formar caramanchéis, fazendo assim, para si, com as árvores vivas, moradas cobertas com folhagem e frutos. Havia fragrantes flores de toda cor, em grande profusão.

 

[1874.02.24-RH] Review and Herald {4b}

God planted for them a garden, and surrounded them with everything lovely and attractive to the eye, and that which their physical necessities required. This holy pair looked out upon a world of unsurpassed loveliness and glory. A benevolent Creator had given them evidences of his goodness and love in providing them with fruits, vegetables, and grains, and had caused to grow out of the ground trees of every variety for usefulness and beauty.

= [1877-2Red]

 

[1877-2Red] The Redemption Series N. 2 - Redemption; or the Temptation of Christ --in-- The Wilderness {6/2b} | No Deserto Da Tentação {2/12/2b}

God planted for them a garden, and surrounded them with everything that was lovely and attractive to the eye, which their physical necessities required. This holy pair looked upon a world of unsurpassed loveliness and glory. A benevolent Creator had given them evidences of his goodness and love in providing them with fruits, vegetables, and grains, and in causing to grow out of the ground every variety of trees for usefulness and beauty.

Deus plantou para eles um jardim e os cercou de tudo o que era belo e atraente aos olhos, como requeriam suas necessidades físicas. Esse santo par via um mundo de insuperável beleza e glória. O benevolente Criador deu-lhes evidências de Sua bondade e amor ao providenciar-lhes frutas, vegetais, grãos e fez crescer na terra toda variedade de árvores úteis e bonitas.

 

[1874.02.24-RH] Review and Herald {5}

The holy pair looked upon nature as a picture of unsurpassed loveliness. The brown earth was clothed with a carpet of living green, diversified with an endless variety of self-propagating, self-perpetuating flowers. Shrubs, flowers, and trailing vines, regaled the senses with their beauty and fragrance. The many varieties of lofty trees were laden with fruit of every kind, and of delicious flavor, adapted to please the taste and meet the wants of the happy Adam and Eve. This Eden home God provided for our first parents, giving them unmistakable evidences of his great love and care for them.

= [1877-2Red]

 

[1877-2Red] The Redemption Series N. 2 - Redemption; or the Temptation of Christ --in-- The Wilderness {6/3} | No Deserto Da Tentação {2/12/3}

The holy pair looked upon nature as a picture of unsurpassed loveliness. The brown earth was clothed with a carpet of living green,  diversified with an endless variety of self-perpetuating flowers. Shrubs, flowers, and trailing vines, regaled the senses with their beauty and fragrance. The many varieties of lofty trees were laden with delicious fruit of every kind, adapted to please the taste and meet the wants of the happy Adam and Eve. This Eden home God provided for our first parents, giving them unmistakable evidences of his great love and care for them.

O santo par olhou para a natureza como um quadro de deslumbrante formosura. A terra, amarronzada, estava coberta de um carpete vivo, esverdeado, diversificado com variedades intermináveis de flores de perpetuação própria. Arbustos, flores e trepadeiras embelezavam o cenário com sua exuberância e fragrância. As muitas variedades de árvores altaneiras estavam carregadas de frutos deliciosos de toda espécie, adaptados a satisfazerem o paladar e os desejos dos felizes Adão e Eva. Deus providenciou este lar edênico para os nossos primeiros pais, dando-lhes evidências inequívocas do Seu grande amor e desvelo por eles.

 

052 - A ÁRVORE DA VIDA

[1864-3SG] Spiritual Gifts, Vol. 3 {1/34/2b} =[1870-1SP]

 

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {2/26/1b} | História da Redenção {2/22/1b}

In the midst of the garden stood the tree of life, the glory of which surpassed all other trees. Its fruit looked like apples of gold and silver, and was to perpetuate immortality. The leaves contained healing properties.

No meio do jardim estava a árvore da vida, sobrepujando em glória a todas as outras árvores. Seu fruto assemelhava-se a maçãs de ouro e prata, e destinava-se a perpetuar a vida. As folhas continham propriedades curativas.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {2/46/4c} | Patriarcas e Profetas {2/46/4c}

In the midst of the garden stood the tree of life, surpassing in glory all other trees. Its fruit appeared like apples of gold and silver, and had the power to perpetuate life.

No meio do jardim estava a árvore da vida, sobrepujando em glória a todas as outras árvores. Seu fruto assemelhava-se a maçãs de ouro e prata, e tinha a propriedade de perpetuar a vida.

 

053 - A CRIAÇÃO ESTÁ CONCLUÍDA. TUDO É “MUITO BOM” AOS OLHOS DE DEUS

[1903] Letter 23 | Cristo Triunfante – MM 2002 {8/2}

Quão bela era a Terra quando saiu das mãos do Criador! Deus apresentou perante o Universo um mundo no qual nem mesmo Seu olhar que tudo vê podia encontrar mancha ou mácula, defeito ou deformidade. Cada parte de Sua criação ocupava o lugar que lhe fora designado e cumpria o propósito para o qual fora criada. Como as partes de uma grande máquina, uma peça encaixava-se na outra, e tudo estava em perfeita harmonia. ... Não havia enfermidade... e o reino vegetal não apresentava sinal de corrupção. Deus contemplou a obra de Suas mãos, realizada por intermédio de Cristo, e declarou-a "muito boa". Ele contemplou um mundo perfeito, no qual não havia traço de pecado, não havia imperfeição.

 

[1904.07.21-RH] Review and Herald {3} | A Fé Pela Qual Eu Vivo – MM 1959 {37/2}

How beautiful the earth was when it came from the Creator's hand! God presented before the universe a world in which even his all-seeing eye could find no spot or stain. Each part of the creation occupied the part assigned to it, and answered the purpose for which it was created. Peace and holy joy filled the earth. There was no confusion, no clashing. There was no disease to afflict man or beast, and the vegetable kingdom was without taint or corruption. God looked upon the work of his hands, wrought out by Christ, and pronounced it "very good." He looked upon  a perfect world, in which there was no sin, no imperfection.

Quão bela era a Terra ao sair das mãos do Criador! Deus apresentou perante o Universo um mundo em que mesmo Seus olhos onividentes não podiam encontrar nenhuma nódoa ou mácula. Cada parte da criação ocupava o lugar que lhe era designado, e correspondia ao fim para o qual fora criada. Paz e santa alegria enchiam a Terra. Não havia nenhuma confusão, nenhuma contradição. Não havia doenças para afligirem o homem, nem os animais, e o reino vegetal era sem mácula ou corrupção. Deus contemplou a obra de Suas mãos, executada por Cristo, e declarou-a "muito boa".

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {2/47/1} | Patriarcas e Profetas {2/47/1}

The creation was now complete. "The heavens and the earth were finished, and all the host of them." "And God saw everything that He had made, and, behold, it was very good." Eden bloomed on earth. Adam and Eve had free access to the tree of life. No taint of sin or shadow of death marred the fair creation. "The morning stars sang together, and all the sons of God shouted for joy." Job 38:7.

A criação estava agora completa. "Os céus, e a Terra e todo o seu exército foram acabados." Gên. 2:1 "E viu Deus tudo quanto tinha feito, e eis que era muito bom." Gên. 1:31. O Éden florescia sobre a Terra. Adão e Eva tinham franco acesso à árvore da vida. Nenhuma mancha de pecado ou sombra de morte deslustrava a formosa criação. "As estrelas da alva juntas alegremente cantavam, e todos os filhos de Deus rejubilavam." Jó 38:7.

 

054 - O SANTO SÁBADO, MEMORIAL DESTA CRIAÇÃO, É DADO AO HOMEM

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {2/47/2} | Patriarcas e Profetas {2/47/2}

The great Jehovah had laid the foundations of the earth; He had dressed the whole world in the garb of beauty and had filled it with things useful to man; He had created all the wonders of the land and of the sea. In six days the great work of creation had been accomplished. And God "rested on the seventh day from all His work which He had made. And God blessed the seventh day, and sanctified it: because that in it He had rested from all His work which God created and made." God looked with satisfaction upon the work of His hands. All was perfect, worthy of its divine Author, and He rested, not as one weary, but as well pleased with the fruits of His wisdom and goodness and the manifestations of His glory.

O grande Jeová lançara os fundamentos da Terra; ornamentara o mundo inteiro nas galas da beleza, e enchera-o de coisas úteis ao homem; criara todas as maravilhas da Terra e do mar. Em seis dias a grande obra da Criação se cumprira. E Deus "descansou no sétimo dia de toda Sua obra, que tinha feito. E abençoou Deus o dia sétimo, e o santificou; porque nele descansou de toda a Sua obra, que Deus criara e fizera". Gên. 2:2 e 3. Deus olhou com satisfação para a obra de Suas mãos. Tudo era perfeito, digno de seu Autor divino; e Ele descansou, não como alguém que estivesse cansado, mas satisfeito com os frutos de Sua sabedoria e bondade, e com as manifestações de Sua glória.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {2/47/3} | Patriarcas e Profetas {2/47/3}

After resting upon the seventh day, God sanctified it, or set it apart, as a day of rest for man. Following the example of the Creator, man was to rest upon this sacred day, that as he should look upon the heavens and the earth, he might reflect upon God's great work of creation; and that as he should behold the evidences of God's wisdom and goodness, his heart might be filled with love and reverence for his Maker.

Depois de repousar no sétimo dia, Deus o santificou, ou pô-lo à parte, como dia de repouso para o homem. Seguindo o exemplo do Criador, deveria o homem repousar neste santo dia, a fim de que, ao olhar para o céu e para a Terra, pudesse refletir na grande obra da criação de Deus; e para que, contemplando as provas da sabedoria e bondade de Deus, pudesse seu coração encher-se de amor e reverência para com o Criador.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {2/48/1} | Patriarcas e Profetas {2/48/1}

In Eden, God set up the memorial of His work of creation, in placing His blessing upon the seventh day. The Sabbath was committed to Adam, the father and representative of the whole human family. Its observance was to be an act of grateful acknowledgment, on the part of all who should dwell upon the earth, that God was their Creator and their rightful Sovereign; that they were the work of His hands and the subjects of His authority. Thus the institution was wholly commemorative, and given to all mankind. There was nothing in it shadowy or of restricted application to any people.

No Éden, Deus estabeleceu o memorial de Sua obra da criação, depondo a Sua bênção sobre o sétimo dia. O sábado foi confiado a Adão, pai e representante de toda a família humana. Sua observância deveria ser um ato de grato reconhecimento, por parte de todos os que morassem sobre a Terra, de que Deus era seu Criador e legítimo Soberano; de que eles eram a obra de Suas mãos, e súditos de Sua autoridade. Assim, a instituição era inteiramente comemorativa, e foi dada a toda a humanidade. Nada havia nela prefigurativo, ou de aplicação restrita a qualquer povo.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {2/48/2} | Patriarcas e Profetas {2/48/2}

God saw that a Sabbath was essential for man, even in Paradise. He needed to lay aside his own interests and pursuits for one day of the seven, that he might more fully contemplate the works of God and meditate upon His power and goodness. He needed a Sabbath to remind him more vividly of God and to awaken gratitude because all that he enjoyed and possessed came from the beneficent hand of the Creator.

Deus viu que um repouso era essencial para o homem, mesmo no Paraíso. Ele necessitava pôr de lado seus próprios interesses e ocupações durante um dia dos sete, para que pudesse de maneira mais ampla contemplar as obras de Deus, e meditar em Seu poder e bondade. Necessitava de um sábado para, de maneira mais vívida, o fazer lembrar de Deus, e para despertar-lhe gratidão, visto que tudo quanto desfrutava e possuía viera das benignas mãos do Criador.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {2/48/3} | Patriarcas e Profetas {2/48/3}

God designs that the Sabbath shall direct the minds of men to the contemplation of His created works. Nature speaks to their senses, declaring that there is a living God, the Creator, the Supreme Ruler of all. "The heavens declare the glory of God; and the firmament showeth His handiwork. Day unto day uttereth speech, and night unto night showeth knowledge." Psalm 19:1, 2. The beauty that clothes the earth is token of God's love. We may behold it in the everlasting hills, in the lofty trees, in the opening buds and the delicate flowers. All speak to us of God. The Sabbath, ever pointing to Him who made them all, bids men open the great book of nature and trace therein the wisdom, the power, and the love of the Creator.

Era o desígnio de Deus que o sábado encaminhasse a mente dos homens à contemplação de Suas obras criadas. A natureza fala aos sentidos, declarando que há um Deus vivo, Criador e supremo Governador de tudo. "Os céus manifestam a glória de Deus e o firmamento anuncia a obra das Suas mãos. Um dia faz declaração a outro dia, e uma noite mostra sabedoria a outra noite." Sal. 19:1 e 2. A beleza que reveste a Terra é um sinal do amor de Deus. Podemos vê-Lo nas colinas eternas, nas árvores altaneiras, no botão que se entreabre, e nas delicadas flores. Tudo nos fala de Deus. O sábado, apontando sempre para Aquele que tudo fez, ordena aos homens abrirem o grande livro da natureza, e rastrear ali a sabedoria, o poder e o amor do Criador.

 

055 - COM O LIVRE ARBÍTRIO, O HOMEM SERÁ POSTO SOB PROVA PARA DECIDIR SE OBEDECE, OU NÃO

[1894] Manuscrito 39 | Cristo Triunfante – MM 2002 {10/3a}

Tão logo o Senhor criou nosso mundo por intermédio de Jesus Cristo e colocou Adão e Eva no Jardim do Éden, Satanás anunciou seu propósito de conformar à sua própria natureza o pai e a mãe de toda a humanidade, e de uni-los às suas próprias fileiras de rebelião. Estava decidido a apagar da posteridade humana a imagem de Deus, e a traçar sobre a alma a sua própria imagem no lugar da imagem divina.

 

[1906.09.04] Letter 292 | Este Dia Com Deus – MM 1980 {254/3c}

Expelled from heaven, he came to this earth, determined to work against Christ.

Sendo expulso do Céu, veio à Terra, resolvido a labutar contra Cristo.

 

[1864-3SG] Spiritual Gifts, Vol. 3 {2/38/2}

When Adam and Eve were placed in the beautiful garden, they had everything for their happiness which they could desire. But he chose in his all-wise arrangements to test their loyalty before they could be rendered eternally secure. They were to have his favor, and he to converse with them, and they with him. Yet he did not place evil out of their reach. Satan was permitted to tempt them. If they endured the trial they were to be in perpetual favor with God and the heavenly angels.

=[1870-1SP]

 

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {3a/27/2} | História da Redenção {3/24/2}

When Adam and Eve were placed in the beautiful garden, they had everything for their happiness which they could desire. But he chose, in his all-wise arrangements, to test their loyalty before they could be rendered eternally secure. They were to have his favor, and he was to converse with them, and they with him. Yet he did not place evil out of their reach. Satan was permitted to tempt them. If they endured the trial, they were to be in perpetual favor with God and the heavenly angels.

Quando Adão e Eva foram colocados no belo jardim, tinham para sua felicidade tudo que pudessem desejar. Mas Deus determinou, em Seu plano onisciente, testar sua lealdade, antes que eles pudessem ser considerados eternamente fora de perigo. Teriam Seu favor, Ele conversaria com eles e eles com Ele. Contudo, Ele não colocou o mal fora do seu alcance. A Satanás foi permitido tentá-los. Se resistissem às tentações, haveriam de estar no eterno favor de Deus e dos anjos celestiais.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {2/48/4a} | Patriarcas e Profetas {2/48/4a}

Our first parents, though created innocent and holy, were not placed beyond the possibility of wrongdoing. God made them free moral agents, capable of appreciating the wisdom and benevolence of His character and the justice of His requirements, and with full liberty to yield or to withhold obedience. They were to enjoy communion with God and with holy angels; but before they could be rendered eternally secure, their loyalty must be tested.

Nossos primeiros pais, se bem que criados inocentes e santos, não foram colocados fora da possibilidade de praticar o mal. Deus os fez como entidades morais livres, capazes de apreciar a sabedoria e benignidade de Seu caráter, e a justiça de Suas ordens, e com ampla liberdade de prestar obediência ou recusá-la. Deviam desfrutar comunhão com Deus e com os santos anjos; antes, porém, que pudessem tornar-se eternamente livres de perigo, devia ser provada sua fidelidade.

 

[1874.02.24-RH] Review and Herald {9a} =[1877-2Red]

 

[1877-2Red] The Redemption Series N. 2 - Redemption; or the Temptation of Christ --in-- The Wilderness {8/1a} | No Deserto Da Tentação {3/14/1a}

The Lord placed man upon probation, that he might form a character of steadfast integrity for his own happiness and for the glory of his Creator.

O Senhor colocou o homem sob provação a fim de que pudesse formar um caráter de integridade comprovada, para sua própria felicidade e para glória de seu Criador.

 

[1874.02.24-RH] Review and Herald {9b} | A Verdade Sobre Os Anjos {5/48/3}

He had endowed Adam with powers of mind superior to any living creature that he had made. His mental powers were but little lower than those of the angels.

=[1877-2Red]

 

[1877-2Red] The Redemption Series N. 2 - Redemption; or the Temptation of Christ --in-- The Wilderness {8/1b} | No Deserto Da Tentação {3/14/1b}

He had endowed Adam with powers of mind superior to any other creature that he had made. His mental powers were but little lower than those of the angels.

Ele dotara Adão com poderes de uma mente superior, como nenhuma outra criatura que Suas mãos fizeram. Sua superioridade mental era um pouco menor do que a dos anjos.

 

[1874.02.24-RH] Review and Herald {9c}

He could become familiar with the sublimity and glory of nature, and understand the character of his Heavenly Father in his created works. Everything that his eye rested upon in the immensity of the Father's works, provided with a lavish hand, testified of his love and infinite power. Amid the glories of Eden the goodness and wisdom of God were traced in everything the eye rested upon.

Ele poderia familiarizar-se com a sublimidade e glória da natureza, e entender o caráter de seu Pai Celestial em seus trabalhos criados. Tudo em que pousava seu olhar na imensidão dos trabalhos do Pai, contando com uma mão pródiga, testemunhou de seu amor e seu poder infinito. Entre as glórias de Éden a bondade e a sabedoria de Deus fora traçada em tudo que seu olhar repousava.

 

[1877-2Red] The Redemption Series N. 2 - Redemption; or the Temptation of Christ --in-- The Wilderness {8/1c} | No Deserto Da Tentação {3/14/1c}

He could become familiar with the sublimity and glory of nature, and understand the character of his Heavenly Father in his created works. Amid the glories of Eden, everything that his eye rested upon testified of his Father's love and infinite power.

Estava em condição de familiarizar-se com a sublimidade e a glória da natureza, e compreender o caráter do Pai celestial nas Suas obras criadas. As glórias do Éden, e sobre tudo em que pudesse repousar os olhos, testificava do amor e do infinito poder de seu Pai.

 

[1900] Letter 91 / SDABC, Vol. 1 {1082} | A Verdade Sobre Os Anjos {21/287/2}

God created man for His own glory, that after test and trial the human family might become one with the heavenly family. It was God's purpose to re-populate heaven with the human family, if they would show themselves obedient to His every word. Adam was to be tested, to see whether he would be obedient, as the loyal angels, or disobedient.

Deus criou o homem para Sua própria glória, para que depois de testada e provada, a família humana pudesse tornar-se uma com a família celestial. Era o propósito de Deus repovoar o Céu com a família humana, se eles tivessem demonstrado obedientes a todas as Suas palavras. Adão devia ser testado, para ver se seria obediente como os anjos leais, ou desobediente.

 

[1900] Letter 91 / SDABC, Vol. 1 {1082} | Cristo Triunfante – MM 2002 {20/2b}

If he stood the test, his instruction to his children would have been only of loyalty. His mind and thoughts would have been as the mind and thoughts of God.

Se fosse aprovado no teste, sua instrução aos filhos teria sido apenas de lealdade. Sua mente e seus pensamentos teriam sido a mente e os pensamentos de Deus.

 

[1900] Letter 91 / SDABC, Vol. 1 {1082}

He would have been taught by God as His husbandry and building. His character would have been moulded in accordance with the character of God.

Habría sido enseñado por Dios como su labranza y edificio. Su carácter habría sido modelado de acuerdo con el carácter de Dios.

 

056 - A ÁRVORE DO CONHECIMENTO DO BEM E DO MAL E A ORDEM DE DEUS

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {2/49/1a} | Patriarcas e Profetas {2/49/1a}

God placed man under law, as an indispensable condition of his very existence. He was a subject of the divine government, and there can be no government without law.

Deus pôs o homem sob a lei, como condição indispensável de sua própria existência. Ele era um súdito do governo divino, e não pode haver governo sem lei.

 

[1902.07.23-ST] The Signs of the Times {8a}

In the beginning God placed man under law, as an indispensable condition of his very existence. He was a subject of the divine government, and there can be no government without law.

No princípio Deus Deus pôs o homem sob a lei, como condição indispensável de sua própria existência. Ele era um súdito do governo divino, e não pode haver governo sem lei.

 

 

[1874.02.24-RH] Review and Herald {10a}

The first great moral lesson given Adam was that of self-denial. The reins of self-government were placed in his hands. Judgment, reason, and conscience, were to bear sway.

=[1877-2Red]

 

[1877-2Red] The Redemption Series N. 2 - Redemption; or the Temptation of Christ --in-- The Wilderness {8/2} | No Deserto Da Tentação {3/15/1a}

The first moral lesson given to Adam was that of self-denial. The reins of self-government were placed in his hands. Judgment, reason, and conscience, were to bear sway.

O desprendimento foi a primeira lição moral dada a Adão. O governo de tudo foi-lhe colocado nas mãos. Julgamento, razão e consciência estavam sob seu domínio.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {2/48/4b} | Patriarcas e Profetas {2/48/4b}

At the very beginning of man's existence a check was placed upon the desire for self-indulgence, the fatal passion that lay at the foundation of Satan's fall.

No início mesmo da existência do homem, um empecilho fora posto ao desejo de satisfação própria, paixão fatal que jaz à base da queda de Satanás.

 

[1864-3SG] Spiritual Gifts, Vol. 3 {1/35/2a} =[1870-1SP]

 

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {3a/27/1a} | História da Redenção {3/24/1a}

In the midst of the garden, near the tree of life, stood the tree of knowledge of good and evil.

No meio do jardim, perto da árvore da vida, estava a árvore do conhecimento do bem e do mal.

 

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {3a/27/1b} | História da Redenção {3/24/1b}

This tree was especially designed of God to be the pledge of their obedience, faith and love to him.

Esta árvore fora especialmente designada por Deus para ser a garantia de sua obediência, fé e amor a Ele.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {2/48/4c} | Patriarcas e Profetas {2/48/4c}

The tree of knowledge, which stood near the tree of life in the midst of the garden, was to be a test of the obedience, faith, and love of our parents.

A árvore da ciência, que se achava próxima da árvore da vida, no meio do jardim, devia ser uma prova da obediência, fé e amor de nossos primeiros pais.

 

[1902.07.23-ST] The Signs of the Times {8b}

The tree of knowledge, which stood near the tree of life in the midst of the garden of Eden, was to be a test of the obedience, faith and love of our first parents.

A árvore da ciência, que se achava próxima da árvore da vida, no meio do jardim, devia ser uma prova da obediência, fé e amor de nossos primeiros pais.

 

[1874.02.24-RH] Review and Herald {10b}

"And the Lord God took the man, and put him into the garden of Eden to dress it and to keep it. And the Lord God commanded the man, saying, Of every tree of the garden thou mayest freely eat, but of the tree of the knowledge of good and evil, thou shalt not eat of it, for in the day that thou eatest thereof thou shalt surely die."

=[1877-2Red]

 

[1877-2Red] The Redemption Series N. 2 - Redemption; or the Temptation of Christ --in-- The Wilderness {8/2} | No Deserto Da Tentação {3/15/1b}

"And the Lord God took the man, and put him into the garden of Eden to dress it and to keep it. And the Lord God commanded the man, saying, Of every tree of the garden thou mayest freely eat; but of the tree of the knowledge of good and evil, thou shalt not eat of it; for in the day that thou eatest thereof thou shalt surely die."

"Tomou o Senhor Deus o homem e o pôs no jardim do Éden para o lavrar e o guardar. E ordenou o Senhor Deus ao homem, dizendo: De toda árvore do jardim comerás livremente, mas da árvore da ciência do bem e do mal, dela não comerás; porque, no dia em que dela comeres, certamente morrerás." Gên. 2:15-17.

 

[1872-3T] Testimonies For The Church, Vol. 3 {6/72/1b} | Testemunhos Para A Igreja, Vol. 3  {6/72/1b}

Adam and Eve were permitted to eat of all the trees in the garden, save one. The Lord said to the holy pair: In the day that ye eat of the tree of knowledge of good and evil, ye shall surely die.

Foi permitido a Adão e Eva comer de todas as árvores do jardim, menos uma. O Senhor disse ao santo par: “Da árvore do conhecimento do bem e do mal não comerás.” Gen. 2:17.

 

[1864-3SG] Spiritual Gifts, Vol. 3 {1/35/2b} =[1870-1SP]

 

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {3a/27/1c} | História da Redenção {3/24/1c}

Of this tree the Lord commanded our first parents not to eat, neither to touch it, lest they die. He told them that they might freely eat of all the trees in the garden except one; but if they ate of that tree they should surely die.

O Senhor ordenou a nossos primeiros pais que não comessem desta árvore nem tocassem nela, senão morreriam. Disse que podiam comer livremente de todas as árvores do jardim, exceto daquela, pois se dela comessem certamente morreriam.

 

 

[1874.02.24-RH] Review and Herald {11a}

Adam and Eve were permitted to partake of every tree in the garden save one. There was only a single prohibition.

=[1877-2Red]

 

[1877-2Red] The Redemption Series N. 2 - Redemption; or the Temptation of Christ --in-- The Wilderness {9/1a} | No Deserto Da Tentação {3/15/2a}

Adam and Eve were permitted to partake of every tree in the garden save one. There was a single prohibition.

Adão e Eva tinham permissão de participar de todas as árvores do jardim, salvo uma. Havia uma única e simples proibição.

 

[1901.09.24-RH] Review and Herald {5a}

When God placed Adam in Eden, He told him that he might eat of the fruit of every tree in the garden save one, the tree of knowledge of good and evil. Thus Adam's obedience was to be tested.

Quando Deus colocou Adão no Éden, Ele lhe falou que ele poderia comer do fruto de toda árvore no jardim menos de uma, a árvore do conhecimento do bem e do mal. Assim a obediência de Adão seria testada.

 

[1874.02.24-RH] Review and Herald {11b}

The forbidden tree was as attractive and lovely as any of the trees in the garden. It was called the tree of knowledge, because in partaking of that tree, of which God had said "Thou shalt not eat of it," they would have a knowledge of sin, an experience in disobedience.

=[1877-2Red]

 

[1877-2Red] The Redemption Series N. 2 - Redemption; or the Temptation of Christ --in-- The Wilderness {9/1b} | No Deserto Da Tentação {3/15/2b}

The forbidden tree was as attractive and lovely as any of the trees in the garden. It was called the tree of knowledge because, in partaking of that tree of which God had said, "Thou shalt not eat of it," they would have a knowledge of sin, an experience in disobedience.

A árvore proibida era tão atrativa e desejável como qualquer outra do jardim. Era chamada árvore do conhecimento porque participando dessa árvore, da qual Deus disse, "dela não comerás", eles teriam o conhecimento do pecado, experimentariam a desobediência.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {2/48/4d} | Patriarcas e Profetas {2/48/4d}

While permitted to eat freely of every other tree, they were forbidden to taste of this, on pain of death. They were also to be exposed to the temptations of Satan; but if they endured the trial, they would finally be placed beyond his power, to enjoy perpetual favor with God.

Ao mesmo tempo em que se lhes permitia comer livremente de todas as outras árvores, era-lhes proibido provar desta, sob pena de morte. Deviam também estar expostos às tentações de Satanás; mas, se resistissem à prova, seriam finalmente colocados fora de seu poder, para desfrutarem o favor perpétuo de Deus.

 

[1902.07.23-ST] The Signs of the Times {8c}

They were also to be exposed to the temptations of Satan; but if they endured the trial, they would finally be placed beyond his power, to enjoy perpetual favor with God.

Deviam também estar expostos às tentações de Satanás; mas, se resistissem à prova, seriam finalmente colocados fora de seu poder, para desfrutarem o favor perpétuo de Deus.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {2/49/1b} | Patriarcas e Profetas {2/49/1b}

God might have created man without the power to transgress His law; He might have withheld the hand of Adam from touching the forbidden fruit; but in that case man would have been, not a free moral agent, but a mere automaton. Without freedom of choice, his obedience would not have been voluntary, but forced. There could have been no development of character. Such a course would have been contrary to God's plan in dealing with the inhabitants of other worlds. It would have been unworthy of man as an intelligent being, and would have sustained Satan's charge of God's arbitrary rule.

Deus poderia ter criado o homem sem a faculdade de transgredir a Sua lei; poderia ter privado a mão de Adão de tocar no fruto proibido; neste caso, porém, o homem teria sido, não uma entidade moral, livre, mas um simples autômato. Sem liberdade de opção, sua obediência não teria sido voluntária, mas forçada. Não poderia haver desenvolvimento de caráter. Tal maneira de agir seria contrária ao plano de Deus ao tratar Ele com os habitantes de outros mundos. Seria indigna do homem como um ser inteligente, e teria apoiado a acusação, feita por Satanás, de governo arbitrário por parte de Deus.

 

[1901.09.24-RH] Review and Herald {5b}

God left him free to obey or disobey. He could have held him back from touching the forbidden fruit, but had He done this, Satan would have been sustained in saying that God's rule was arbitrary. Adam was left perfectly free.

Deus o deixou livre para obedecer ou desobedecer. Ele poderia tê-lo impedido de tocar no fruto proibido, mas tivesse Ele feito isso, Satanás teria continuado a dizer que o governo de Deus era arbitrário. Adão foi deixado perfeitamente livre.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {2/49/2} | Patriarcas e Profetas {2/49/2}

God made upright; He gave him noble traits of character, with no bias toward evil. He endowed him with high intellectual powers, and presented before him the strongest possible inducements to be true to his allegiance. Obedience, perfect and perpetual, was the condition of eternal happiness. On this condition he was to have access to the tree of life.

Deus fez o homem reto; deu-lhe nobres traços de caráter, sem nenhum pendor para o mal. Dotou-o de altas capacidades intelectuais, e apresentou-lhe os mais fortes incentivos possíveis para que fosse fiel a seu dever. A obediência, perfeita e perpétua, era a condição para a felicidade eterna. Sob esta condição teria ele acesso à árvore da vida.

 

057 - A VIDA DE DELEITES 1: O ÉDEN – SIMPLICIDADE E BELEZA

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {2/49/3} | Patriarcas e Profetas {2/49/3}

The home of our first parents was to be a pattern for other homes as their children should go forth to occupy the earth. That home, beautified by the hand of God Himself, was not a gorgeous palace. Men, in their pride, delight in magnificent and costly edifices and glory in the works of their own hands; but God placed Adam in a garden. This was his dwelling. The blue heavens were its dome; the earth, with its delicate flowers and carpet of living green, was its floor; and the leafy branches of the goodly trees were its canopy. Its was walls were hung with the most magnificent adornings--the handiwork of the great Master Artist. In the surroundings of the holy pair was a lesson for all time—that true happiness is found, not in the indulgence of pride and luxury, but in communion with God through His created works. If men would give less attention to the artificial, and would cultivate greater simplicity, they would come far nearer to answering the purpose of God in their creation. Pride and ambition are never satisfied, but those who are truly wise will find substantial and elevating pleasure in the sources of enjoyment that God has placed within the reach of all.

O lar de nossos primeiros pais deveria ser um modelo para outros lares, ao saírem seus filhos para ocuparem a Terra. Aquele lar, embelezado pela mão do próprio Deus, não era um suntuoso palácio. Os homens, em seu orgulho, deleitam-se com edifícios magnificentes e custosos, e gloriam-se com as obras de suas mãos; mas Deus colocou Adão em um jardim. Esta era a sua morada. O céu azul era a sua cúpula; a terra, com suas delicadas flores e tapete de relva viva, era o seu pavimento; e os ramos folhudos das formosas árvores eram o seu teto. De suas paredes pendiam os mais magnificentes adornos - obra do grande e magistral Artífice. No ambiente em que vivia o santo par havia uma lição para todos os tempos, a lição de que a verdadeira felicidade é encontrada, não na satisfação do orgulho e luxo, mas na comunhão com Deus mediante Suas obras criadas. Se os homens dessem menos atenção às coisas artificiais, e cultivassem maior simplicidade, estariam em muito melhores condições de corresponderem com o propósito de Deus em Sua criação. O orgulho e a ambição nunca se satisfazem; aqueles, porém, que são verdadeiramente sábios encontrarão um prazer real e enobrecedor nas fontes de alegria que Deus colocou ao alcance de todos.

 

058 - A VIDA DE DELEITES 2: O TRABALHO E A MEDITAÇÃO

[1874.02.24-RH] Review and Herald {8a}

The Lord knew that Adam could not be happy without labor, therefore he gave him the pleasant employment of dressing the garden. And, as he tended the things of beauty and usefulness around him, he could behold the goodness and glory of God in his created works. Adam had themes for contemplation in the works of God in Eden, which was Heaven in miniature. God did not form man merely to contemplate his glorious works, therefore he gave him hands for labor, as well as a mind and heart for contemplation.

=[1877-2Red]

 

[1877-2Red] The Redemption Series N. 2 - Redemption; or the Temptation of Christ --in-- The Wilderness {7/3} | No Deserto Da Tentação {2/14/1}

The Lord knew that Adam could not be happy without labor; therefore, he gave him the pleasant employment of dressing the garden. And, as he tended the things of beauty and usefulness around him, he could behold the goodness and glory of God in his created works. Adam had themes for contemplation in the works of God in Eden, which was Heaven in miniature. God did not form man merely to contemplate his glorious works; therefore, he gave him hands for labor, as well as a mind and heart for contemplation.

O Senhor sabia que Adão não podia ser feliz sem o trabalho; portanto deu-lhe a agradável ocupação de cuidar do jardim. À medida que ele cuidava das coisas bonitas e úteis ao seu redor, podia ver a bondade e a glória de Deus nas Suas obras criadas. Adão tinha temas a contemplar nas obras de Deus no Éden, que era uma miniatura do Céu. Deus não formou o homem meramente para contemplar as Suas obras gloriosas; porém deu-lhe mãos para trabalhar, bem como mente e coração para contemplar.

 

[1874.02.24-RH] Review and Herald {8b}

If the happiness of man consisted in doing nothing, the Creator would not have given Adam his appointed work. In labor, man was to find happiness as well as in meditation. Adam could reflect that he was created in the image of God, to be like him in righteousness and holiness. His mind was capable of continual cultivation, expansion, refinement and noble elevation; for God was his teacher, and angels were his companions.

=[1877-2Red]

 

[1877-2Red] The Redemption Series N. 2 - Redemption; or the Temptation of Christ --in-- The Wilderness {7/3} | No Deserto Da Tentação {2/14/2}

If the happiness of man consisted in doing nothing, the Creator would not have given Adam his appointed work. Man was to find happiness in labor as well as in meditation. Adam could take in the grand idea that he was created in the image of God, to be like him in righteousness and holiness. His mind was capable of continual cultivation, expansion, refinement, and noble elevation; for God was his teacher, and angels were his companions.

Se a felicidade do homem consistisse em não fazer nada, o Criador não teria apontado o trabalho para Adão. O homem deveria encontrar felicidade no trabalho e também na meditação. Adão deveria ter em grande estima o fato de que ele fora criado à imagem de Deus, a fim de ser semelhante a Ele em justiça e santidade. Sua mente possuía a capacidade de cultivo contínuo, expansão, refinamento e nobreza pois Deus era seu professor, e os anjos seus companheiros.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {2/50/1} | Patriarcas e Profetas {2/50/1}

To the dwellers in Eden was committed the care of the garden, "to dress it and to keep it." Their occupation was not wearisome, but pleasant and invigorating. God appointed labor as a blessing to man, to occupy his mind, to strengthen his body, and to develop his faculties. In mental and physical activity Adam found one of the highest pleasures of his holy existence. And when, as a result of his disobedience, he was driven from his beautiful home, and forced to struggle with a stubborn soil to gain his daily bread, that very labor, although widely different from his pleasant occupation in the garden, was a safeguard against temptation and a source of happiness. Those who regard work as a curse, attended though it be with weariness and pain, are cherishing an error. The rich often look down with contempt upon the working classes, but this is wholly at variance with God's purpose in creating man. What are the possessions of even the most wealthy in comparison with the heritage given to the lordly Adam? Yet Adam was not to be idle. Our Creator, who understands what is for man's happiness, appointed Adam his work. The true joy of life is found only by the working men and women. The angels are diligent workers; they are the ministers of God to the children of men. The Creator has prepared no place for the stagnating practice of indolence.

Aos moradores do Éden foi confiado o cuidado do jardim, "para o lavrar e o guardar". Sua ocupação não era cansativa, antes agradável e revigoradora. Deus indicou o trabalho como uma bênção para o homem, a fim de ocupar-lhe o espírito, fortalecer o corpo e desenvolver as faculdades. Na atividade mental e física Adão encontrava um dos mais elevados prazeres de sua santa existência. E quando, como resultado de sua desobediência, foi ele expulso de seu belo lar, e obrigado a lutar com o obstinado solo para ganhar o pão cotidiano, aquele mesmo trabalho, se bem que grandemente diverso de sua deleitável ocupação no jardim, foi uma salvaguarda contra a tentação, e fonte de felicidade. Aqueles que consideram o trabalho como maldição, acompanhado embora de cansaço e dor, estão acalentando um erro. Os ricos freqüentemente olham com desdém para as classes trabalhadoras; mas isto está inteiramente em desacordo com o propósito de Deus ao criar o homem. O que são as posses do mais rico mesmo, em comparação com a herança proporcionada ao nobre Adão? Contudo, Adão não devia estar ocioso. Nosso Criador, que compreende o que é necessário para a felicidade do homem, designou a Adão o seu trabalho. A verdadeira alegria da vida é encontrada apenas pelos homens e mulheres do trabalho. Os anjos são diligentes obreiros; são ministros de Deus para os filhos dos homens. O Criador não preparou lugar algum para a prática estagnante da indolência.

 

059 - A VIDA DE DELEITES 3: O DOMÍNIO SOBRE OS ANIMAIS

[1864-3SG] Spiritual Gifts, Vol. 3 {1/35/1a} =[1870-1SP]

 

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {2/26/2a} | História da Redenção {2/22/2a}

Very happy were the holy pair in Eden.

O santo par era muito feliz no Éden.

 

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {2/26/3a} | História da Redenção {2/22/3a}

Adam and Eve were charmed with the beauties of their Eden home.

Adão e Eva estavam encantados com as belezas de seu lar edênico.

 

[1874.02.24-RH] Review and Herald {6}

Adam was crowned as king in Eden. To him was given dominion over every living thing that God had created. The Lord blessed Adam and Eve with intelligence such as he had not given to the animal creation. He made Adam the rightful sovereign over all the works of his hands. Man made in the divine image could contemplate and appreciate the glorious works of God in nature.

=[1877-2Red]

 

[1877-2Red] The Redemption Series N. 2 - Redemption; or the Temptation of Christ --in-- The Wilderness {7/1} | No Deserto Da Tentação {2/13/1}

Adam was crowned king in Eden. To him was given dominion over every living thing that God had created. The Lord blessed Adam and Eve with intelligence such as he had not given to any other creature. He made Adam the rightful sovereign over all the works of his hands. Man, made in the divine image, could contemplate and appreciate the glorious works of God in nature.

Adão foi coroado rei no Éden. Foi-lhe dado domínio sobre todos os seres viventes que Deus tinha criado. O Senhor abençoou Adão e Eva com inteligência tal que Ele não tinha dado a nenhuma outra criatura. Conferiu a Adão o poder sobre todas as obras criadas, de Suas mãos. O homem, feito à imagem divina, poderia contemplar e apreciar as obras gloriosas de Deus na natureza.

 

Em lugar de “Conferiu a Adão o poder sobre todas as obras criadas, de Suas mãos.”, uma melhor tradução seria “Ele fez de Adão o soberano legítimo sobre todas as obras das suas mãos.” É essa soberania que Satanás usurpará.

 

[1864-3SG] Spiritual Gifts, Vol. 3 {1/35/1b} =[1870-1SP]

 

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {2/26/2b} | História da Redenção {2/22/2b}

Unlimited control was given them over every living thing. The lion and the lamb sported together peacefully and harmlessly around them, or slumbered at their feet.

Ilimitado controle fora-lhes dado sobre toda criatura vivente. O leão e o cordeiro divertiam-se pacífica e inofensivamente ao seu redor, ou dormitavam a seus pés.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {2/50/2a} | Patriarcas e Profetas {2/50/2b}

While they remained true to God, Adam and his companion were to bear rule over the earth. Unlimited control was given them over every living thing. The lion and the lamb sported peacefully around them or lay down together at their feet.

Enquanto permanecessem fiéis a Deus, Adão e sua companheira deveriam exercer governo sobre a Terra. Deu-se-lhes domínio ilimitado sobre toda a coisa vivente. O leão e o cordeiro brincavam pacificamente em redor deles, ou deitavam-se-lhes os pés.

 

[1864-3SG] Spiritual Gifts, Vol. 3 {1/35/1c} =[1870-1SP]

 

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {2/26/2c} | História da Redenção {2/22/2c}

Birds of every variety of color and plumage flitted among the trees and flowers, and about Adam and Eve, while their mellow-toned music echoed among the trees in sweet accord to the praises of their Creator.

Pássaros de toda a variedade de cores e plumagens esvoaçavam entre as árvores e flores e em volta de Adão e Eva, enquanto seu melodioso canto ecoava entre as árvores em doces acordes de louvor a seu Criador.

 

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {2/26/3b} | História da Redenção {2/22/3b}

They were delighted with the little songsters around them, wearing their bright yet graceful plumage, and warbling forth their happy, cheerful music. The holy pair united with them and raised their voices in harmonious songs of love, praise and adoration, to the Father and his dear Son, for the tokens of love which surrounded them. They recognized the order and harmony of creation, which spoke of wisdom and knowledge that were infinite.

Eram deleitados com os pequenos cantores em torno deles, os quais usavam sua brilhante e graciosa plumagem, e gorjeavam seu feliz, jubiloso canto. O santo par unia-se a eles e elevava sua voz num harmonioso cântico de amor, louvor e adoração ao Pai e a Seu amado Filho pelos sinais de amor ao seu redor. Reconheciam a ordem e a harmonia da criação, que falavam de sabedoria e conhecimento infinitos.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {2/50/2b} | Patriarcas e Profetas {2/50/2b}

The happy birds flitted about them without fear; and as their glad songs ascended to the praise of their Creator, Adam and Eve united with them in thanksgiving to the Father and the Son.

Os ditosos pássaros esvoaçavam ao seu redor, sem temor; e, ao ascenderem seus alegres cantos em louvor ao Criador, Adão e Eva uniam-se a eles em ações de graças ao Pai e ao Filho.

 

Desde sua origem o homem louva e adora corretamente a Divindade: o Pai e o Filho. Satanás, invejoso e desejoso de ser inserido entre os Dois, desejoso de obter também louvor e adoração para si, não terá sossego enquanto não encontrar um meio, ainda que indireto, de ser também louvado e adorado como divindade.

 

060 - A VIDA DE DELEITES 4: DESENVOLVIMENTO, APRENDIZADO E CONHECIMENTO

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {2/26/3c} | História da Redenção {2/23/1}

Some new beauty and additional glory of their Eden home they were continually discovering, which filled their hearts with deeper love, and brought from their lips expressions of gratitude and reverence to their Creator.

Estavam continuamente descobrindo algumas novas belezas e excelências de seu lar edênico, as quais enchiam seu coração de profundo amor e lhes arrancavam dos lábios expressões de gratidão e reverência a seu Criador.

 

[1874.02.24-RH] Review and Herald {7}

Adam and Eve could trace the skill and glory of God in every spire of grass, and in every shrub and flower. The natural loveliness which surrounded them, like a mirror reflected the wisdom, excellence, and love of their Heavenly Father. And their songs of affection and praise rose sweetly and reverentially to Heaven, harmonizing with the songs of the exalted angels, and with the happy birds who were caroling forth their music without a care. There was no disease, decay, nor death anywhere. Life, life was in everything the eye rested upon. The atmosphere was impregnated with life. Life was in every leaf, in every flower, and in every tree.

=[1877-2Red]

 

[1877-2Red] The Redemption Series N. 2 - Redemption; or the Temptation of Christ --in-- The Wilderness {7/2} | No Deserto Da Tentação {2/13/2}

Adam and Eve could trace the skill and glory of God in every spire of grass, and in every shrub and flower. The natural loveliness which surrounded them reflected like a mirror the wisdom, excellence, and love, of their Heavenly Father. And their songs of affection and praise rose sweetly and reverentially to Heaven, harmonizing with the songs of the exalted angels, and with the happy birds who were caroling forth their music without a care. There was no disease, decay, nor death. Life was in everything the eye rested upon. The atmosphere was filled with life. Life was in every leaf, in every flower, and in every tree.

Adão e Eva podiam divisar a habilidade e a glória de Deus em cada haste de grama, arbusto e flor. A beleza natural que os envolvia refletia-se como um espelho de sabedoria, excelência e amor do seu Pai celestial. Seus cânticos de afeição e louvor subiam ao Céu suave e reverentemente, em harmonia com os suaves cânticos dos elevados anjos, e com a passarada feliz que gorjeava despreocupadamente suas músicas. Não havia doença, decrepitude, nem morte. A vida estava em tudo em que se pudessem repousar os olhos. A atmosfera estava cheia de vida. Havia vida em cada folha, em cada flor e em cada árvore.

 

[1878–2SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 2 {6/88/2a} | A Verdade Sobre Os Anjos {5/49/4}

He stood before God in the strength of perfect manhood, all the organs and faculties of his being fully developed and harmoniously balanced; and he was surrounded with things of beauty, and conversed daily with the holy angels.

Ele estava diante de Deus na força da perfeita varonilidade, tendo todos os órgãos e faculdades de seu ser plenamente desenvolvidos e harmoniosamente equilibrados. Achava-se ele circundado de coisas belas e conversava diariamente com os santos anjos.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {2/50/3} | Patriarcas e Profetas {2/50/3}

The holy pair were not only children under the fatherly care of God but students receiving instruction from the all-wise Creator. They were visited by angels, and were granted communion with their Maker, with no obscuring veil between. They were full of the vigor imparted by the tree of life, and their intellectual power was but little less than that of the angels. The mysteries of the visible universe--"the wondrous works of Him which is perfect in knowledge" (Job 37:16)--afforded them an exhaustless source of instruction and delight. The laws and operations of nature, which have engaged men's study for six thousand years, were opened to their minds by the infinite Framer and Upholder of all. They held converse with leaf and flower and tree, gathering from each the secrets of its life. With every living creature, from the mighty leviathan that playeth among the waters to the insect mote that floats in the sunbeam, Adam was familiar. He had given to each its name, and he was acquainted with the nature and habits of all. God's glory in the heavens, the innumerable worlds in their orderly revolutions, "the balancings of the clouds," the mysteries of light and sound, of day and night--all were open to the study of our first parents. On every leaf of the forest or stone of the mountains, in every shining star, in earth and air and sky, God's name was written. The order and harmony of creation spoke to them of infinite wisdom and power. They were ever discovering some attraction that filled their hearts with deeper love and called forth fresh expressions of gratitude.

O santo par não era apenas filhos sob o cuidado paternal de Deus, mas estudantes a receberem instrução do Criador todo-sabedoria. Eram visitados pelos anjos, e concedia-se-lhes comunhão com seu Criador, sem nenhum véu obscurecedor de permeio. Estavam cheios do vigor comunicado pela árvore da vida, e sua capacidade intelectual era apenas pouco menor do que a dos anjos. Os mistérios do Universo visível - "maravilhas dAquele que é perfeito nos conhecimentos" (Jó 37:16) - conferiam-lhes uma fonte inesgotável de instrução e deleite. As leis e operações da natureza, que têm incitado o estudo dos homens durante seis mil anos, estavam-lhes abertas à mente pelo infinito Construtor e Mantenedor de tudo. Entretinham conversa com a folha, com a flor e a árvore, aprendendo de cada uma os segredos de sua vida. Com cada criatura vivente, desde o poderoso leviatã que folga entre as águas, até o minúsculo inseto que flutua no raio solar, era Adão familiar. Havia dado a cada um o seu nome, e conhecia a natureza e hábitos de todos. A glória de Deus nos Céus, os mundos inumeráveis em suas ordenadas revoluções, "o equilíbrio das grossas nuvens" (Jó 37:16), os mistérios da luz e do som, do dia e da noite, tudo estava patente ao estudo de nossos primeiros pais. Em cada folha na floresta, ou pedra nas montanhas, em cada estrela brilhante, na terra, no ar, e no céu, estava escrito o nome de Deus. A ordem e harmonia da criação falavam-lhes de sabedoria e poder infinitos. Estavam sempre a descobrir alguma atração que lhes enchia o coração de mais profundo amor, e provocava novas expressões de gratidão.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {2/51/1} | Patriarcas e Profetas {2/51/1}

So long as they remained loyal to the divine law, their capacity to know, to enjoy, and to love would continually increase. They would be constantly gaining new treasures of knowledge, discovering fresh springs of happiness, and obtaining clearer and yet clearer conceptions of the immeasurable, unfailing love of God.

Enquanto permanecessem fiéis à lei divina, sua capacidade para saber, vivenciar e amar, cresceria continuamente. Estariam constantemente a adquirir novos tesouros de saber, a descobrir novas fontes de felicidade, e a obter concepções cada vez mais claras do incomensurável, infalível amor de Deus.

 

[1903-Ed] Education {1/16/3b} | Educação {1/16/3b}

Adam and Eve received knowledge through direct communion with God; and they learned of Him through His works. All created things, in their original perfection, were an expression of the thought of God. To Adam and Eve nature was teeming with divine wisdom.

Adão e Eva adquiriam o saber mediante a comunhão direta com Deus, e acerca dEle aprendiam por meio de Suas obras. Todas as coisas criadas, na sua perfeição original eram uma expressão do pensamento de Deus. Para Adão e Eva a natureza estava repleta de sabedoria divina.

 

061 - SATANÁS PROCURA TRAÇAR UM PLANO PARA CAUSAR A QUEDA DE ADÃO E EVA

[1894] Manuscrito 39 | Cristo Triunfante – MM 2002 {10/3a}

Tão logo o Senhor criou nosso mundo por intermédio de Jesus Cristo e colocou Adão e Eva no Jardim do Éden, Satanás anunciou seu propósito de conformar à sua própria natureza o pai e a mãe de toda a humanidade, e de uni-los às suas próprias fileiras de rebelião. Estava decidido a apagar da posteridade humana a imagem de Deus, e a traçar sobre a alma a sua própria imagem no lugar da imagem divina.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {3/52/1} | Patriarcas e Profetas {3/52/1}

No longer free to stir up rebellion in heaven, Satan's enmity against God found a new field in plotting the ruin of the human race. In the happiness and peace of the holy pair in Eden he beheld a vision of the bliss that to him was forever lost. Moved by envy, he determined to incite them to disobedience, and bring upon them the guilt and penalty of sin. He would change their love to distrust and their songs of praise to reproaches against their Maker. Thus he would not only plunge these innocent beings into the same misery which he was himself enduring, but would cast dishonor upon God, and cause grief in heaven.

Não mais se achando livre para instigar a rebelião no Céu, encontrou a inimizade de Satanás contra Deus um novo campo, ao tramar a ruína do gênero humano. Na felicidade e paz do santo casal do Éden, contemplou um quadro da ventura que para ele estava para sempre perdida. Movido pela inveja decidiu-se a incitá-los à desobediência, e trazer sobre eles a culpa e o castigo do pecado. Mudaria o seu amor em desconfiança, seus cânticos de louvor em exprobrações a seu Criador. Assim não somente mergulharia estes seres inocentes na mesma miséria que ele próprio suportava, mas lançaria desonra a Deus, e ocasionaria pesares no Céu.

 

[1858-1SG] Spiritual Gifts, Vol. 1 {1/19/1c} =[1882-EW]

 

[1882-EW] Early Writings of Ellen G. White {33/146/2a} | Primeiros Escritos {33/146/2c}

When Adam and Eve were placed in the beautiful garden, Satan was laying plans to destroy them.

Quando Adão e Eva foram colocados no belo jardim, Satanás estava assentando planos para destruí-los.

 

[1858-1SG] Spiritual Gifts, Vol. 1 {1/19/1d}

A consultation was held with his evil angels.

Uma consulta foi feita com seus anjos maus.

 

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {3a/30/4} | História da Redenção {3/27/3}

His followers were seeking him; and he aroused himself and, assuming a look of defiance, informed them of his plans to wrest from God the noble Adam and his companion Eve. If he could, in any way, beguile them to disobedience, God would make some provision whereby they might be pardoned, and then himself and all the fallen angels would be in a fair way to share with them of God's mercy. If this should fail, they could unite with Adam and Eve; for when once they should transgress the law of God, they would be subjects of God's wrath, like themselves. Their transgression would place them also, in a state of rebellion; and they could unite with Adam and Eve, take possession of Eden, and hold it as their home. And if they could gain access to the tree of life in the midst of the garden, their strength would, they thought, be equal to that of the holy angels, and even God himself could not expel them.

Seus seguidores foram procurá-lo, e ele, erguendo-se e assumindo um ar de desafio, informou-os de seus planos para arrebatar de Deus o nobre Adão e sua companheira Eva. Se pudesse, de alguma forma, induzi-los à desobediência, Deus faria alguma provisão pela qual pudessem ser perdoados, e então, ele e todos os anjos caídos obteriam um provável meio de partilhar com eles a misericórdia de Deus. Se isto falhasse, podiam unir-se com Adão e Eva, pois, se esses viessem a transgredir a lei divina ficariam sujeitos à ira de Deus, como eles próprios estavam. Sua transgressão os colocaria, também, num estado de rebelião, e eles podiam unir-se a Adão e Eva, tomar posse do Éden, e conservá-lo como seu lar. E se pudessem ter acesso à árvore da vida no meio do jardim, sua força seria, pensavam, igual à dos santos anjos, e nem mesmo o próprio Deus poderia expulsá-los.

 

Satanás possui três alternativas “infalíveis”. Deus não tem como escapar; não terá saída. Pobres criaturas...

Com o pecado os anjos caídos PERDERAM parte do poder que possuíam e tornaram-se inferiores aos anjos leais. Por exemplo: os anjos caídos - nem mesmo Satanás - conseguem ler nossos pensamentos, ao passo que os anjos leais podem lê-los.

 

[1858-1SG] Spiritual Gifts, Vol. 1 {1/19/1e}

In no way could this happy couple be deprived of their happiness if they obeyed God. Satan could not exercise his power upon them unless they should first disobey God, and forfeit his favor. They must devise some plan to lead them to disobedience that they might incur God's frown, and be brought under the more direct influence of Satan and his angels.

=[1882-EW]

 

[1882-EW] Early Writings of Ellen G. White {33/146/2b} | Primeiros Escritos {33/146/2d}

In no way could this happy couple be deprived of their happiness if they obeyed God. Satan could not exercise his power upon them unless they should first disobey God and forfeit His favor. Some plan must therefore be devised to lead them to disobedience that they might incur God's frown and be brought under the more direct influence of Satan and his angels.

De nenhuma maneira poderia este feliz casal ser privado de sua felicidade se obedecessem a Deus. Satanás não poderia exercer o seu poder sobre eles, a não ser que eles primeiro desobedecessem a Deus e desmerecessem o Seu favor. Algum plano devia portanto ser delineado que os levasse à desobediência e os fizesse incorrer no desagrado de Deus, sendo postos sob influência mais direta de Satanás e seus anjos.

 

Seu desejo é realmente apagar a Imagem Divina no homem e substituir pela sua imagem; apagar o Espírito Santo de Deus, substituindo-O pelo seu espírito iníquo.

 

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {3a/31/1} | História da Redenção {3/28/1}

Satan held a consultation with his evil angels. They did not all readily unite to engage in this hazardous and terrible work. He told them that he would not intrust any one of them to accomplish this work; for he thought that he alone had wisdom sufficient to carry forward so important an enterprise. He wished them to consider the matter while he should leave them and seek retirement, to mature his plans. He sought to impress upon them that this was their last and only hope. If they failed here, all prospect of regaining and controlling Heaven, or any part of God's creation, was hopeless.

Satanás manteve uma consulta com seus anjos ímpios. Eles não estavam todos prontamente unidos para se engajar neste perigoso e terrível trabalho. Declarou que não confiava em ninguém para cumprir esta obra, pois pensava que apenas ele era suficientemente sábio para levar avante um empreendimento tão importante. Desejava que considerassem o assunto, enquanto os deixaria e procuraria um retiro para consolidar seus planos. Procurou impressioná-los com o fato de que esta era sua final e única esperança. Se falhassem aqui, toda perspectiva de recuperação e controle do Céu ou de alguma parte da criação de Deus era sem esperança.

 

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {3a/31/2} | História da Redenção {3/28/2}

Satan went alone to mature plans that would most surely secure the fall of Adam and Eve. He had fears that his purposes might be defeated. And again, even if he should be successful in leading Adam and Eve to disobey the commandment of God, and thus become transgressors of his law, and no good come to himself, his own case would not be improved; his guilt would only be increased.

Satanás ficou sozinho para considerar seus planos de modo que fosse absolutamente certa a queda de Adão e Eva. Temia que seus propósitos pudessem ser derrotados. E mais, mesmo que tivesse sucesso em levar Adão e Eva a desobedecerem aos mandamentos de Deus, e assim se tornassem transgressores de Sua lei, e nenhum bem viesse a ele, seu próprio caso não seria melhorado; somente sua culpa seria aumentada.

 

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {3a/32/1} | História da Redenção {3/28/3}

He shuddered at the thought of plunging the holy, happy pair into the misery and remorse he was himself enduring. He seemed in a state of indecision; at one time firm and determined, then hesitating and wavering. His angels were seeking him, their leader, to acquaint him with their decision. They will unite with Satan in his plans, and with him bear the responsibility, and share the consequences.

Estremeceu ao pensar em submergir o santo e feliz par na miséria e remorso que ele próprio sofria. Parecia indeciso: a um tempo, firme e determinado, em seguida, hesitando e vacilando. Seus anjos o procuraram a ele, seu líder, para dar-lhe a conhecer sua decisão. Estavam dispostos a unir-se a Satanás em seus planos, e com ele assumir a responsabilidade e partilhar as conseqüências.

 

O espírito iníquo em desenvolvimento. Ainda vacila pensando nos outros!

 

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {3a/32/2a} | História da Redenção {3/29/1a}

Satan cast off his feelings of despair and weakness, and, as their leader, fortified himself to brave out the matter, and do all in his power to defy the authority of God and his Son.

Satanás lançou fora seus sentimentos de desespero e fraqueza e, como líder deles, fortaleceu-se para enfrentar o problema e fazer tudo o que estivesse ao seu alcance para desafiar a autoridade de Deus e Seu Filho.

 

A Divindade, Pai e Filho; têm que ser desafiados de qualquer maneira. O espírito iníquo amadurece!

 

062 - O PLANO PARA DERROTAR ADÃO E EVA

[1858-1SG] Spiritual Gifts, Vol. 1 {1/19/1b} =[1882-EW]

 

[1882-EW] Early Writings of Ellen G. White {33/146/2} | Primeiros Escritos {33/146/2b}

He consulted with his angels, and a plan was laid to still work against God's government.

Ele confabulou com os seus anjos, e foi estabelecido um plano para ainda operar contra o governo de Deus.

 

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {3a/32/2b} | História da Redenção {3/29/1b}

He acquainted them with his plans. If he should come boldly upon Adam and Eve and make complaints of God's own Son, they would not listen to him for a moment, but would be prepared for such an attack. Should he seek to intimidate them because of his power, so recently an angel in high authority, he could accomplish nothing. He decided that cunning and deceit would do what might, or force, could not.

Informou-os de seus planos. Se fosse audaciosamente ter com Adão e Eva para queixar-se do Filho de Deus, eles não o ouviriam por um momento, pois deviam estar preparados para tal ataque. Mesmo que procurasse intimidá-los com seu poder, até recentemente um anjo de elevada autoridade, nada poderia conseguir. Decidiu que a astúcia e o engano fariam o que a força ou o poder não lograriam.

 

[1858-1SG] Spiritual Gifts, Vol. 1 {1/19/1f}

It was decided that Satan should assume another form, and manifest an interest for man. He must insinuate against God's truthfulness, create doubt whether God did mean as he said, next, excite their curiosity, and lead them to pry into the unsearchable plans of God, which Satan had been guilty of, and reason as to the cause of his restrictions in regard to the tree of knowledge.

=[1882-EW]

 

[1882-EW] Early Writings of Ellen G. White {33/146/2c} | Primeiros Escritos {33/146/2e}

It was decided that Satan should assume another form and manifest an interest for man. He must insinuate against God's truthfulness and create doubt whether God did mean just what He said; next, he must excite their curiosity, and lead them to pry into the unsearchable plans of God-- the very sin of which Satan had been guilty--and reason as to the cause of His restrictions in regard to the tree of knowledge.

Ficou decidido que Satanás assumiria uma outra forma e manifestaria interesse pelo homem. Ele devia fazer insinuações contra a fidelidade de Deus, criar a dúvida quanto ser precisamente exato o que Deus dissera; a seguir, devia ele despertar-lhes a curiosidade, e levá-los a descobrir os impenetráveis planos de Deus, precisamente o pecado de que Satanás se fizera culpado - ponderando sobre a causa de sua restrição com respeito à árvore do conhecimento.

 

063 - ADÃO E EVA SÃO AVISADOS POR SANTOS ANJOS ACERCA DOS PLANOS DE SATANÁS

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {3a/32/3a} | História da Redenção {3/29/2a}

God assembled the angelic host to take measures to avert the threatened evil. It was decided in Heaven's council for angels to visit Eden and warn Adam that he was in danger from the foe.

Deus reuniu o exército angelical para tomar medidas e impedir o perigo ameaçador. Ficou decidido no concílio celestial que anjos deviam visitar o Éden e advertir Adão de que ele estava em perigo pela presença de um adversário.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {3/52/2a} | Patriarcas e Profetas {3/52/2a}

Our first parents were not left without a warning of the danger that threatened them.

Nossos primeiros pais não foram deixados sem avisos do perigo que os ameaçava.

 

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {3a/32/3b} | História da Redenção {3/29/2b}

Two angels sped on their way to visit our first parents. The holy pair received them with joyful innocence, expressing their grateful thanks to their Creator for thus surrounding them with such a profusion of his bounty. Everything lovely and attractive was theirs to enjoy, and everything seemed wisely adapted to their wants; and that which they prized above all other blessings, was the society of the Son of God and the heavenly angels, for they had much to relate to them at every visit, of their new discoveries of the beauties of nature in their lovely Eden home, and they had many questions to ask relative to many things which they could but indistinctly comprehend.

Dois anjos apressaram-se a visitar nossos primeiros pais. O santo par recebeu-os com inocente alegria, expressando gratidão a seu Criador por assim havê-los rodeado com tal profusão de Sua bondade. Todas as coisas amáveis e atrativas eram para sua alegria e tudo parecia sabiamente adaptado às suas necessidades; e o que estimavam acima de todas as outras bênçãos, era a associação com o Filho de Deus e com os anjos celestiais, pois tinham muito a relatar-lhes a cada visita, sobre suas novas descobertas das belezas naturais de seu lar edênico, e tinham muitas perguntas a fazer relativas a muita coisa que só podiam compreender indistintamente.

 

Dois anjos: Os Dois Ungidos.

 

[1858-1SG] Spiritual Gifts, Vol. 1 {2/20/1a}

I saw that the holy angels often visited the garden, and gave instruction to Adam and Eve concerning their employment, and also taught them concerning the rebellion of Satan and his fall.

Eu vi que santos anjos muitas vezes visitavam o jardim e davam instruções a Adão e Eva sobre sua ocupação e os informavam a respeito da rebelião e queda de Satanás.

 

[1864-3SG] Spiritual Gifts, Vol. 3 {2/39/1a}

Angels of God visited Adam and Eve, and told them of the fall of Satan, and warned them to be on their guard.

Anjos de Deus visitaram a Adão e Eva, e lhes contaram da queda de Satanás, e os advertiram a estar alerta.

 

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {3a/33/1a} | História da Redenção {3/29/3a}

The angels graciously and lovingly gave them the information they desired. They also gave them the sad history of Satan's rebellion and fall.

Os anjos benévola e amorosamente deram a informação que desejavam. Também contaram a triste história da rebelião e queda de Satanás.

 

[1882-EW] Early Writings of Ellen G. White {34/147/1a} | Primeiros Escritos {34/147/1b}

Holy angels often visited the garden, and gave instruction to Adam and Eve concerning their employment and also taught them concerning the rebellion and fall of Satan.

Santos anjos muitas vezes visitavam o jardim e davam instruções a Adão e Eva sobre sua ocupação e os informavam a respeito da rebelião e queda de Satanás.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {3/52/2b} | Patriarcas e Profetas {3/52/2b}

Heavenly messengers opened to them the history of Satan's fall and his plots for their destruction, unfolding more fully the nature of the divine government, which the prince of evil was trying to overthrow.

Mensageiros celestiais expuseram-lhes a história da queda de Satanás, e suas tramas para sua destruição, explicando mais completamente a natureza do governo divino, que o príncipe do mal estava procurando transtornar.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {3/52/2c} | Patriarcas e Profetas {3/52/2c}

It was by disobedience to the just commands of God that Satan and his host had fallen. How important, then, that Adam and Eve should honor that law by which alone it was possible for order and equity to be maintained.

Foi pela desobediência às justas ordens de Deus que Satanás e seu exército caíram. Quão importante, pois, que Adão e Eva honrassem aquela lei pela qual somente é possível manter-se a ordem e a eqüidade!

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {3/52/3} | Patriarcas e Profetas {3/52/3}

The law of God is as sacred as God Himself. It is a revelation of His will, a transcript of His character, the expression of divine love and wisdom. The harmony of creation depends upon the perfect conformity of all beings, of everything, animate and inanimate, to the law of the Creator. God has ordained laws for the government, not only of living beings, but of all the operations of nature. Everything is under fixed laws, which cannot be disregarded. But while everything in nature is governed by natural laws, man alone, of all that inhabits the earth, is amenable to moral law. To man, the crowning work of creation, God has given power to understand His requirements, to comprehend the justice and beneficence of His law, and its sacred claims upon him; and of man unswerving obedience is required.

A lei de Deus é tão sagrada como Ele próprio. É uma revelação de Sua vontade, uma transcrição de Seu caráter, expressão do amor e sabedoria divinos. A harmonia da criação depende da perfeita conformidade de todos os seres, de todas as coisas, animadas e inanimadas, com a lei do Criador. Deus determinou leis, não somente para o governo dos seres vivos, mas para todas as operações da natureza. Tudo se encontra sob leis fixas, que não podem ser desrespeitadas. Todavia, ao mesmo tempo em que tudo na natureza é governado por leis naturais, o homem unicamente, dentre todos os que habitam na Terra, é responsável perante a lei moral. Ao homem, a obra coroadora da criação, Deus deu o poder de compreender o que Ele requer, a justiça e beneficência de Sua lei, e as santas reivindicações da mesma para com ele; e do homem se exige inabalável obediência.

 

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {3a/33/1c} | História da Redenção {3/29/3c}

that the high and happy estate of the holy angels was to be retained upon condition of obedience; that they were similarly situated; that they could obey the law of God and be inexpressibly happy, or disobey, and lose their high estate, and be plunged into hopeless despair.

que a elevada e feliz condição de santos anjos seria conservada sob a condição de obediência; que eles estavam numa situação similar; que podiam obedecer à lei de Deus e ser inexprimivelmente felizes, ou desobedecer e perder sua elevada condição e serem mergulhados num desespero irremediável.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {3/53/1a} | Patriarcas e Profetas {3/53/1a}

Like the angels, the dwellers in Eden had been placed upon probation; their happy estate could be retained only on condition of fidelity to the Creator's law. They could obey and live, or disobey and perish.

Semelhantes aos anjos, os moradores do Éden haviam sido postos sob prova; seu feliz estado apenas poderia ser conservado sob a condição de fidelidade para com a lei do Criador. Poderiam obedecer e viver, ou desobedecer e perecer.

 

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {3a/34/1} | História da Redenção {3/30/2}

They told them that Satan purposed to do them harm, and it was necessary for them to be guarded, for they might come in contact with the fallen foe; but he could not harm them while they yielded obedience to God's command; for, if necessary, every angel from Heaven would come to their help rather than that he should in any way do them harm. But if they disobeyed the command of God, then Satan would have power to ever annoy, perplex, and trouble, them. If they remained steadfast against the first insinuations of Satan, they were as secure as the heavenly angels. But if they yielded to the tempter, He who spared not the exalted angels, would not spare them. They must suffer the penalty of their transgression; for the law of God was as sacred as himself, and he required implicit obedience from all in Heaven and on earth.

Contaram-lhes que Satanás propusera-se fazer-lhes mal, e que era necessário estarem alerta, porque podiam entrar em contato com o inimigo caído; mas que não podia causar-lhes dano enquanto rendessem obediência aos mandamentos de Deus, e que, se necessário, todos os anjos do Céu viriam em seu auxílio, antes que ele pudesse de alguma forma prejudicá-los. Mas se desobedecessem ao mandamento de Deus, então Satanás teria poder para sempre molestá-los, confundi-los e causar-lhes dificuldades. Se permanecessem resolutos contra as primeiras insinuações de Satanás, estariam tão seguros quanto os anjos celestiais. Mas se cedessem ao tentador, Aquele que não poupou os exaltados anjos, não os pouparia. Deviam sofrer o castigo da sua transgressão, pois a lei de Deus é tão sagrada como Ele próprio, e Deus requer implícita obediência de todos no Céu e na Terra.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {3/53/1b} | Patriarcas e Profetas {3/53/1b}

God had made them the recipients of rich blessings; but should they disregard His will, He who spared not the angels that sinned, could not spare them; transgression would forfeit His gifts and bring upon them misery and ruin.

Deus os fizera receptáculos de ricas bênçãos; mas, se desatendessem a Sua vontade, Aquele que não poupou os anjos que pecaram, não os poderia poupar; a transgressão privá-los-ia de seus dons, e sobre eles traria miséria e ruína.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {3/53/2} | Patriarcas e Profetas {3/53/2}

The angels warned them to be on their guard against the devices of Satan, for his efforts to ensnare them would be unwearied. While they were obedient to God the evil one could not harm them; for, if need be, every angel in heaven would be sent to their help. If they steadfastly repelled his first insinuations, they would be as secure as the heavenly messengers. But should they once yield to temptation, their nature would become so depraved that in themselves they would have no power and no disposition to resist Satan.

Os anjos os advertiram a que estivessem de sobreaviso contra os ardis de Satanás; pois seus esforços para os enredar seriam incansáveis. Enquanto fossem obedientes a Deus, o maligno não lhes poderia fazer mal; pois sendo necessário, todos os anjos do Céu seriam enviados em seu auxílio. Se com firmeza repelissem suas primeiras insinuações, estariam tão livres de perigo como os mensageiros celestiais. Se, porém, cedessem uma vez à tentação, sua natureza se tornaria tão depravada que não teriam em si poder nem disposição para resistir a Satanás.

 

Expulsariam de si o Espírito Santo e Satanás teria livre acesso a eles.

 

064 – A ÁRVORE DO CONHECIMENTO É CLARAMENTE DESIGNADA COMO “A PROVA”, ÚNICO ACESSO DE SATANÁS A ELES

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {3a/33/1b} | História da Redenção {3/29/3b}

They then distinctly informed them that the tree of knowledge was placed in the garden to be a pledge of their obedience and love to God;

Então, claramente informaram-nos de que a árvore do conhecimento fora colocada no jardim para ser um penhor de sua obediência e amor a Deus;

 

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {3a/33/2} | História da Redenção {3/30/1}

They told Adam and Eve that God would not compel them to obey--that he had not removed from them power to go contrary to his will; that they were moral agents, free to obey or disobey. There was but one prohibition that God had seen fit to lay upon them as yet. If they should transgress the will of God, they would surely die. They told Adam and Eve that the most exalted angel, next in order to Christ, refused obedience to the law of God which he had ordained to govern heavenly beings; that this rebellion had caused war in Heaven which resulted in the rebellious being expelled therefrom, and every angel was driven out of Heaven who united with him in questioning the authority of the great Jehovah; and that this fallen foe was now an enemy to all that concerned the interest of God and his dear Son.

Contaram a Adão e Eva que Deus não os compelia a obedecer - que Ele não removera deles o poder de contrariar Sua vontade; que eles eram agentes morais, livres para obedecer ou desobedecer. Havia apenas uma proibição que Deus considerara próprio impor-lhes. Se transgredissem a vontade de Deus, certamente morreriam. Contaram a Adão e Eva que o mais exaltado anjo, imediato a Cristo, recusara obedecer à lei de Deus, a qual tinha Ele ordenado para governar os seres celestiais; que esta rebelião causara guerra no Céu, a qual resultara na expulsão dos rebeldes, de todos aqueles que se uniram a ele em pôr em dúvida a autoridade do grande Jeová; e que o rebelde caído era agora inimigo de tudo o que interessasse a Deus e Seu amado Filho.

 

O Pai, o Filho e o espírito caído são claramente apresentados a Adão e Eva para que não fossem enganados. Assim como o Sábado (4º Mandamento) é a “árvore do conhecimento” para o restante do cristianismo, esta (1º Mandamento) é a “árvore” para a IASD hoje...

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {3/53/3a} | Patriarcas e Profetas {3/53/3a}

The tree of knowledge had been made a test of their obedience and their love to God. The Lord had seen fit to lay upon them but one prohibition as to the use of all that was in the garden; but if they should disregard His will in this particular, they would incur the guilt of transgression.

A árvore da ciência se tornara a prova de sua obediência e amor a Deus. O Senhor achara conveniente não lhes impor senão uma proibição quanto ao uso de tudo que estava no jardim; mas, se desatendessem a Sua vontade neste particular, incorreriam na culpa de transgressão.

 

[1858-1SG] Spiritual Gifts, Vol. 1 {2/20/1b}

The angels warned them of Satan, and cautioned them not to separate from each other in their employment, for they might be brought in contact with this fallen foe. The angels enjoined upon them to closely follow the directions God had given them, for in perfect obedience only were they safe. And if they were obedient, this fallen foe could have no power over them.

Os anjos os advertiram a respeito de Satanás e os acautelaram quanto a se separarem um do outro em suas atividades, pois poderiam ser levados em contato com este inimigo caído. Os anjos também lhes ordenaram que seguissem bem de perto as instruções que Deus lhes tinha dado, pois somente na perfeita obediência estariam eles a salvo. Só então não teria este inimigo caído qualquer poder sobre eles.

 

[1864-3SG] Spiritual Gifts, Vol. 3 {2/39/1b}

They cautioned them not to separate from each other in their employment, for they might be brought in contact with this fallen foe. If one of them were alone, they would be in greater danger than if both were together. The angels enjoined upon them to closely follow the instructions God had given them, for in perfect obedience they were safe, and this fallen foe could then have no power to deceive them.

Os anjos os advertiram a respeito de Satanás e os acautelaram quanto a se separarem um do outro em suas atividades, pois poderiam ser levados em contato com este inimigo caído. Os anjos também lhes ordenaram que seguissem bem de perto as instruções que Deus lhes tinha dado, pois somente na perfeita obediência estariam eles a salvo. Só então não teria este inimigo caído qualquer poder sobre eles.

 

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {3a/34/2a} | História da Redenção {3/31/1a}

The angels cautioned Eve not to separate from her husband in her employment; for she might be brought in contact with this fallen foe. If separated from each other, they would be in greater anger than if both were together. The angels charged them to closely follow the instructions God had given them in reference to the tree of knowledge; for in perfect obedience they were safe, and this fallen foe could then have no power to deceive them.

Os anjos preveniram Eva para que não se separasse do marido em suas ocupações, pois podia ser levada a um contato com esse inimigo caído. Separando-se um do outro, estariam em maior perigo do que se ficassem juntos. Os anjos insistiram que seguissem bem de perto as instruções dadas por Deus com referência à árvore do conhecimento, que na obediência perfeita estariam seguros, e que o inimigo não teria poder para enganá-los.

 

[1882-EW] Early Writings of Ellen G. White {34/147/1a} | Primeiros Escritos {34/147/1b}

The angels warned them of Satan and cautioned them not to separate from each other in their employment, for they might be brought in contact with this fallen foe. The angels also enjoined upon them to follow closely the directions God had given them, for in perfect obedience only were they safe. Then this fallen foe could have no power over them.

Os anjos os advertiram a respeito de Satanás e os acautelaram quanto a se separarem um do outro em suas atividades, pois poderiam ser levados em contato com este inimigo caído. Os anjos também lhes ordenaram que seguissem bem de perto as instruções que Deus lhes tinha dado, pois somente na perfeita obediência estariam eles a salvo. Só então não teria este inimigo caído qualquer poder sobre eles.

 

A importância de se seguir “bem de perto”, “obediência perfeita”, ESTRITAMENTE o que Deus diz. Não acrescentar outras coisas, dizer o que Deus não disse; este é o método de Satanás.

 

[1864-3SG] Spiritual Gifts, Vol. 3 {2/39/1c}

God would not permit Satan to follow the holy pair with continual temptations. He could have access to them only at the tree of knowledge of good and evil.

Deus não permitiria que Satanás seguisse o santo par com contínuas tentações. Poderia ter acesso a eles apenas na árvore do conhecimento do bem e do mal.

 

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {3a/34/2b} | História da Redenção {3/31/1b}

God would not permit Satan to follow the holy pair with continual temptations. He could have access to them only at the tree of knowledge of good and evil.

Deus não permitiria que Satanás seguisse o santo par com contínuas tentações. Poderia ter acesso a eles apenas na árvore do conhecimento do bem e do mal.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {3/53/3b} | Patriarcas e Profetas {3/53/3b}

Satan was not to follow them with continual temptations; he could have access to them only at the forbidden tree. Should they attempt to investigate its nature, they would be exposed to his wiles. They were admonished to give careful heed to the warning which God had sent them and to be content with the instruction which He had seen fit to impart.

Satanás não os acompanharia com tentações contínuas; poderia ter acesso a eles unicamente junto à árvore proibida. Se eles tentassem examinar a natureza da mesma, estariam expostos aos seus ardis. Foram admoestados a dar cuidadosa atenção à advertência que Deus lhes enviara, e estarem contentes com as instruções que Ele achara conveniente comunicar-lhes.

 

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {3a/34/3} | História da Redenção {3/31/2}

Adam and Eve assured the angels that they should never transgress the express command of God; for it was their highest pleasure to do his will. The angels united with Adam and Eve in holy strains of harmonious music; and as their songs pealed forth from blissful Eden, Satan heard the sound of their strains of joyful adoration to the Father and Son. And as Satan heard it, his envy, hatred, and malignity, increased, and he expressed his anxiety to his followers to incite them (Adam and Eve) to disobedience, and at once bring down the wrath of God upon them, and change their songs of praise to hatred, and curses to their Maker.

Adão e Eva asseguraram aos anjos que nunca transgrediriam o expresso mandamento de Deus, pois era seu mais elevado prazer fazer a Sua vontade. Os anjos associaram-se a Adão e Eva em santos acordes de harmoniosa música, e como seus cânticos ressoassem cheios de alegria pelo Éden, Satanás ouviu o som de suas melodias de adoração ao Pai e ao Filho. E quando Satanás o ouviu, sua inveja, ódio e malignidade aumentaram, e expressou a seus seguidores a sua ansiedade por incitá-los (Adão e Eva) a desobedecer, atraindo assim sobre eles a ira de Deus e mudando os seus cânticos de louvor em ódio e maldições ao seu Criador.

 

Como Satanás, invejoso, desejou ser ADORADO ao lado da Divindade, Pai e Filho! Tinha que criar um modo de inserir-se, ainda que indiretamente, nessa adoração. Uma nova “árvore do conhecimento”, cuja “natureza” pudesse ser estudada, seria posta em nosso “jardim”.

 

065 - RESUMO DA TENTAÇÃO E QUEDA DE ADÃO E EVA

[1858-1SG] Spiritual Gifts, Vol. 1 {2/20/2a}

Satan commenced his work with Eve, to cause her to disobey. She first erred in wandering from her husband, next, in lingering around the forbidden tree, and next in listening to the voice of the tempter, and even daring to doubt what God had said--In the day that thou eatest thereof thou shalt surely die. She thought, Perhaps it does not mean just as the Lord said. She ventured to disobey. She put forth her hand, took of the fruit, and ate. It was pleasing to the eye, and pleasant to the aste.

=[1882-EW]

 

[1882-EW] Early Writings of Ellen G. White {34/147/2a} | Primeiros Escritos {34/147/2a}

Satan commenced his work with Eve, to cause her to disobey. She first erred in wandering from her husband, next in lingering around the forbidden tree, and next in listening to the voice of the tempter, and even daring to doubt what God had said, "In the day that thou eatest thereof thou shalt surely die." She thought that perhaps the Lord did not mean just what He said, and venturing, she put forth her hand, took of the fruit and ate. It was pleasing to the eye and pleasant to the taste.

Satanás deu início a sua obra com Eva, a fim de levá-la à desobediência. Ela cometeu o seu primeiro erro afastando-se do marido, a seguir deixando-se ficar nas imediações da árvore proibida, e depois em dar ouvidos à voz do tentador, ousando mesmo duvidar do que Deus dissera: "No dia em que dela comeres, certamente morrerás." Gên. 2:17. Ela pensou que talvez o Senhor não quisesse dizer justamente isso, e aventurando-se, estendeu a mão, tomou o fruto e comeu-o. Ele era agradável aos olhos e agradável ao paladar.

 

[1901.09.24-RH] Review and Herald {6}

Looking upon the sinless pair in Eden, Satan saw an opportunity for carrying on the work which he had begun in heaven. Entering the garden in the disguise of a serpent, he told Eve that God was mistaken, that the fruit of the forbidden tree would not bring death, but wisdom. "And when the woman saw that the tree was good for food, and that it was pleasant to the eyes, and a tree to be desired to make one wise, she took of the fruit thereof, and did eat, and gave also unto her husband with her; and he did eat." They fell under the temptation, and disobeyed God. Henceforth they could not live in Eden. God drove them forth, placing at the gate of the garden a flaming sword, which turned every way, to keep the way of the tree of life.

Olhando ao par sem pecado no Éden, Satanás viu uma oportunidade de continuar o trabalho que ele tinha começado no céu. Entrando no jardim no disfarce de uma serpente, ele disse a Eva que Deus estava enganado, que a fruta da árvore proibida não traria morte, mas sabedoria. " Vendo a mulher que a árvore era boa para se comer, agradável aos olhos e árvore desejável para dar entendimento, tomou-lhe do fruto e comeu e deu também ao marido, e ele comeu." Eles caíram sob a tentação, e desobedeceram Deus. Daqui em diante eles não poderiam morar no Éden. Deus os expulsou dali, colocando no portão do jardim uma espada flamejante que guardava todo caminho, para guardar o o caminho da árvore da vida.

 

066 – EVA, INCONSCIENTEMENTE, ABSORTA EM SEU TRABALHO, AFASTA-SE DE ADÃO

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {3/53/5a} | Patriarcas e Profetas {3/53/5a}

The angels had cautioned Eve to beware of separating herself from her husband while occupied in their daily labor in the garden; with him she would be in less danger from temptation than if she were alone.

Os anjos haviam advertido Eva de que tivesse o cuidado de não se afastar do esposo enquanto se ocupavam com seu trabalho diário no jardim; junto dele estaria em menor perigo de tentação, do que se estivesse sozinha.

 

[1864-3SG] Spiritual Gifts, Vol. 3 {2/39/2a}

Eve wandered away from the side of her husband,

Eva vagou  para longe do seu esposo,

 

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {3b/35/2a} | História da Redenção {4/32/2a}

Eve, unconsciously at first, separated from her husband in her employment.

Eva, a princípio inconscientemente, absorvida em suas ocupações, separou-se do marido.

 

[1874.02.24-RH] Review and Herald {11c} | A Verdade Sobre Os Anjos {5/53/1a}

Eve went from the side of her husband, viewing the beautiful things of nature in God's creation, delighting her senses with the colors and fragrance of the flowers and the beauty of the trees and shrubs.

=[1877-2Red]

 

[1877-2Red] The Redemption Series N. 2 - Redemption; or the Temptation of Christ --in-- The Wilderness {9/1c} | No Deserto Da Tentação {3/15/3a}

Eve went from the side of her husband, viewing the beautiful things of nature, delighting her senses with the colors and fragrance of the flowers, and admiring the beauty of the trees and shrubs.

Eva saiu de perto do esposo, para contemplar as coisas maravilhosas da natureza, deleitando-se nos seus cenários coloridos e na fragrância das flores, admirando a beleza das árvores e arbustos.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {3/53/5b} | Patriarcas e Profetas {3/53/5b}

But absorbed in her pleasing task, she unconsciously wandered from his side.

Mas, absorta em sua aprazível ocupação, inconscientemente se desviou de seu lado.

 

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {3b/35/2b} | História da Redenção {4/32/2b}

When she became aware of the fact, she felt that there might be danger; but again she thought herself secure, even if she did not remain close by the side of her husband. She had wisdom and strength to know if evil came, and to meet it. This the angels had cautioned her not to do.

Quando percebeu o fato, sentiu a apreensão do perigo, mas de novo imaginou estar segura, mesmo não estando ao lado do marido. Tinha sabedoria e força suficientes para discernir o mal e resistir-lhe. Os anjos haviam-na advertido para que não fizesse isso.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {3/53/5c} | Patriarcas e Profetas {3/53/5c}

On perceiving that she was alone, she felt an apprehension of danger, but dismissed her fears, deciding that she had sufficient wisdom and strength to discern evil and to withstand it.

Percebendo que estava só, sentiu uma apreensão de perigo, mas afugentou seus temores, concluindo que ela possuía sabedoria e força suficientes para discernir o mal e resistir-lhe.

 

PASSOS NA QUEDA DE EVA: 1º - Auto-suficiência.

 

067 – SATANÁS ENTRA NO JARDIM, INCORPORA EM UMA SERPENTE E ESPREITA EVA

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {3b/35/1a} | História da Redenção {4/32/1a}

Satan assumes the form of a serpent, and enters Eden.

Satanás assumiu a forma de serpente e entrou no Éden.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {3/53/4a} | Patriarcas e Profetas {3/53/4a}

In order to accomplish his work unperceived, Satan chose to employ as his medium the serpent--a disguise well adapted for his purpose of deception.

A fim de realizar a sua obra sem que fosse percebido, Satanás preferiu fazer uso da serpente como médium, disfarce este bem adaptado ao seu propósito de enganar.

 

Incorpora como possessão/médium. É a primeira sessão espírita da Terra. Ele literalmente ENTRA no corpo/mente do possesso e toma o total controle. Esta não é a forma de Deus agir.

 

[1864-3SG] Spiritual Gifts, Vol. 3 {2/39/2d}

This serpent was a very beautiful creature with wings; and while flying through the air his appearance was very bright, resembling the color of burnished gold. He did not go upon the ground, but went from place to place through the air, and ate fruit like man.

A serpente era uma bela criatura com asas, e quando voava pelos ares apresentava uma aparência brilhante, parecendo ouro polido. Ela não andava sobre o chão, mas ia de uma árvore a outra pelo ar e comia frutos como o homem.

 

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {3b/35/1b} | História da Redenção {4/32/1b}

The serpent was a beautiful creature, with wings; and while flying through the air, his appearance was bright, resembling burnished gold. He did not go upon the ground, but went from place to place through the air, and ate fruit like man.

A serpente era uma bela criatura com asas, e quando voava pelos ares apresentava uma aparência brilhante, parecendo ouro polido. Ela não andava sobre o chão, mas ia de uma árvore a outra pelo ar e comia frutos como o homem.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {3/53/4b} | Patriarcas e Profetas {3/53/4b}

The serpent was then one of the wisest and most beautiful creatures on the earth. It had wings, and while flying through the air presented an appearance of dazzling brightness, having the color and brilliancy of burnished gold.

A serpente era então uma das mais prudentes e belas das criaturas da Terra. Tinha asas, e enquanto voava pelos ares apresentava uma aparência de brilho deslumbrante, tendo a cor e o brilho de ouro polido.

 

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {3b/35/1c} | História da Redenção {4/32/1c}

Satan entered into the serpent, and took his position in the tree of knowledge, and commenced leisurely eating of the fruit.

Satanás entrou na serpente e tomou sua posição na árvore do conhecimento e começou vagarosamente a comer do fruto.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {3/53/4c} | Patriarcas e Profetas {3/53/4c}

Resting in the rich-laden branches of the forbidden tree and regaling itself with the delicious fruit, it was an object to arrest the attention and delight the eye of the beholder. Thus in the garden of peace lurked the destroyer, watching for his prey.

Pousando nos ramos profusamente carregados da árvore proibida, e saboreando o delicioso fruto, era seu objetivo chamar a atenção e deleitar os olhos de quem a visse. Assim, no jardim da paz emboscava-se o destruidor, a observar a sua presa.

 

Ele a estuda e OUVE atentamente.

 

068 – EVA MEDITA NA RESTRIÇÃO IMPOSTA POR DEUS E SE APROXIMA DA ÁRVORE

[1874.02.24-RH] Review and Herald {11d} | A Verdade Sobre Os Anjos {5/53/1b}

She was thinking of the restrictions God had laid upon them in regard to the tree of knowledge. She was pleased with the beauties and bounties which the Lord had furnished for the gratification of every want. All these, said she, God has given us to enjoy. They are all ours; for God has said, "Of every tree of the garden thou mayest freely eat; but of the tree of the knowledge of good and evil, thou shalt not eat of it."

=[1877-2Red]

 

[1877-2Red] The Redemption Series N. 2 - Redemption; or the Temptation of Christ --in-- The Wilderness {9/1d} | No Deserto Da Tentação {3/15/3b}

She was thinking of the restrictions which God had laid upon them in regard to the tree of knowledge. She was pleased with the beauties and bounties which the Lord had furnished for the gratification of every want. All these, said she, God has given us to enjoy. They are all ours; for God has said, "Of every tree of the garden thou mayest freely eat; but of the tree of the knowledge of good and evil, thou shalt not eat of it."

Pôs-se a pensar na restrição que Deus lhes tinha imposto no tocante à árvore da ciência do bem e do mal. Ficou deslumbrada com a beleza e abundância que o Senhor providenciara para a satisfação de cada desejo. Tudo isto, disse ela, Deus nos deu para nossa satisfação. Tudo é nosso; porque Deus tinha dito: "De toda árvore do jardim comerás livremente, mas da árvore da ciência do bem e do mal, dela não comerás." Gên. 2:16 e 17.

 

Eva pensava, mas também FALOU AUDIVELMENTE consigo mesma e Satanás a OUVIU. Os anjos caídos não conseguem ler nossos pensamentos.

2º -Pensava ela na restrição imposta por Deus...” Eva já está questionando a Sabedoria de Deus: “Porquê?”

 

[1874.02.24-RH] Review and Herald {12a} | A Verdade Sobre Os Anjos {5/53/2a}

Eve had wandered near the forbidden tree, and her curiosity was aroused to know how death could be concealed in the fruit of this fair tree.

Eva aproximou-se da árvore proibida, sentindo-se curiosa por saber como podia a morte esconder-se no fruto de tão formosa árvore.

 

[1877-2Red] The Redemption Series N. 2 - Redemption; or the Temptation of Christ --in-- The Wilderness {9/2a} | No Deserto Da Tentação {3/16/1a}

Eve had wandered near the forbidden tree, and her curiosity was aroused to know how death could be concealed in the fruit of this fair tree.

Eva passeava perto da árvore proibida, e foi despertando a curiosidade para descobrir como a morte poderia ocultar-se no fruto dessa agradável árvore.

 

3º - Aproxima-se. Aventura-se a pisar conscientemente “o terreno encantado de Satanás”.

- Curiosidade. “...como podia...” Já está a INVESTIGAR a árvore e seu fruto. Deus EXPLICITAMENTE proibira essa investigação.

 

[1896.02.13-ST] The Signs of the Times {7a} | A Verdade Sobre Os Anjos {5/56/2}

There was nothing poisonous in the fruit of the tree of knowledge itself, nothing that would cause death in partaking of it. The tree had been placed in the garden to test their loyalty to God.

Nada havia de venenoso no fruto da árvore do conhecimento em si, nada que pudesse causar a morte ao ser ele comido. A árvore havia sido colocada no jardim como uma prova da lealdade deles a Deus.

 

[1864-3SG] Spiritual Gifts, Vol. 3 {2/39/2b}

and was gazing with mingled curiosity and admiration upon the fruit of the forbidden tree.

e estava contemplando com um misto de curiosidade e admiração o fruto da árvore proibida.

 

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {3b/35/2c} | História da Redenção {4/32/2c}

Eve found herself gazing with mingled curiosity and admiration upon the fruit of the forbidden tree.

Eva logo se achou a contemplar com um misto de curiosidade e admiração a árvore proibida.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {3/53/5d} | Patriarcas e Profetas {3/53/5d}

Unmindful of the angels' caution, she soon found herself gazing with mingled curiosity and admiration upon the forbidden tree.

Esquecida do aviso do anjo, logo se achou a contemplar, com um misto de curiosidade e admiração, a árvore proibida.

 

- O ENCANTO pelo proibido.

 

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {3b/35/2d} | História da Redenção {4/32/2d}

She saw it was very lovely, and was reasoning with herself why God had so decidedly prohibited their eating or touching it.

Viu que o fruto era muito belo, e pensava consigo mesma porque Deus decidira proibi-los de comê-lo ou tocar nele.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {3/53/5e} | Patriarcas e Profetas {3/53/5e}

The fruit was very beautiful, and she questioned with herself why God had withheld it from them.

O fruto era muito belo, e ela perguntava a si mesma por que seria que Deus os privara do mesmo.

 

- O BELO, inofensivo e desejável fruto.

- PORQUE: acusação a Deus.

Nesses primeiros passos percebemos que Eva está cometendo uma AUTOTENTAÇÃO. Precisaria ela de Satanás para cair?

 

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {3b/35/2e} | História da Redenção {4/32/2e}

Now was Satan's opportunity.

Era então a oportunidade de Satanás.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {3/53/5f} | Patriarcas e Profetas {3/53/5f}

Now was the tempter's opportunity.

Era então a oportunidade do tentador.

 

Satanás dá o “empurrãozinho” que faltava.

 

069 – SATANÁS SE DIRIGE A EVA ”LENDO” SEUS PENSAMENTOS E REPETINDO-OS. EVA FICA SOBRESSALTADA

[1864-3SG] Spiritual Gifts, Vol. 3 {2/39/2c}

Satan, in the form of a serpent, conversed with Eve. The serpent had not the power of speech, but Satan used him as a medium. It was Satan that spoke, not the serpent. Eve was deceived, and thought it was the serpent.

Satanás, na forma de uma serpente, conversou com Eva. A serpente não tinha o poder de fala, mas o Satanás o usou como um médium. Foi Satanás que falou, não a serpente. Eva foi enganada, e pensou que era a serpente.

 

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {3b/35/2f} | História da Redenção {4/32/2f}

He addressed her as though he was able to divine her thoughts: "Yea, hath God said, Ye shall not eat of every tree of the garden?"

Dirigiu-se a ela como se fosse capaz de adivinhar seus pensamentos: "É assim que Deus disse: Não comereis de toda a árvore do jardim?" Gên. 3:1.

 

[1874.02.24-RH] Review and Herald {12b} | A Verdade Sobre Os Anjos {5/53/2b}

She was surprised to hear her queries taken up and repeated by a strange voice. "Yea, hath God said, Ye shall not eat of every tree of the garden."

Surpreendeu-se ao escutar suas próprias dúvidas repetidas por uma voz estranha: "É assim que Deus disse: Não comereis de toda árvore do jardim?" Gên. 3:1.

 

[1877-2Red] The Redemption Series N. 2 - Redemption; or the Temptation of Christ --in-- The Wilderness {9/2b} | No Deserto Da Tentação {3/16/1b}

She was surprised to hear her queries taken up and repeated by a strange voice. "Yea, hath God said, Ye shall not eat of every tree of the garden?"

Ficou surpresa ao ouvir que suas interrogações foram apanhadas e repetidas por uma estranha voz. "É assim que Deus disse: Não comereis de toda árvore do jardim?" Gên. 3:1.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {3/53/5g} | Patriarcas e Profetas {3/53/5g}

As if he were able to discern the workings of her mind, he addressed her: "Yea, hath God said, Ye shall not eat of every tree of the garden?"

Como se fosse capaz de distinguir as cogitações de seu espírito, a ela assim se dirigiu: "É assim que Deus disse: Não comereis de toda a árvore do jardim?" Gên. 3:1.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {3/53/5h} | Patriarcas e Profetas {3/54/1a}

Eve was surprised and startled as she thus seemed to hear the echo of her thoughts.

Eva ficou surpresa e admirada quando assim pareceu ouvir o eco de seus pensamentos.

 

[1874.02.24-RH] Review and Herald {12c} | A Verdade Sobre Os Anjos {5/53/2c}

Eve was not aware that she had revealed her thoughts by conversing to herself aloud; therefore, she was greatly astonished to hear her queries repeated by a serpent.

Eva não se apercebera de que revelara seus pensamentos ao falar em voz audível consigo mesma, pelo que se assombrou grandemente ao ouvir suas dúvidas repetidas por uma serpente.

 

[1877-2Red] The Redemption Series N. 2 - Redemption; or the Temptation of Christ --in-- The Wilderness {9/2c} | No Deserto Da Tentação {3/16/1c}

Eve was not aware that she had revealed her thoughts in audibly conversing with herself; therefore, she was greatly astonished to hear her queries repeated by a serpent.

Eva não percebeu que tinha revelado seus pensamentos conversando audivelmente consigo mesma; deste modo, ficou grandemente atônita ao ouvir que suas inquietações eram respondidas pela serpente.

 

[1874.02.24-RH] Review and Herald {12d} | A Verdade Sobre Os Anjos {5/54/2a}

She really thought the serpent had a knowledge of her thoughts, and that he must be very wise.

[Eva] realmente pensou que a serpente possuía conhecimento dos seus pensamentos [da mulher], e que por isso devia ser muito sábia.

 

[1877-2Red] The Redemption Series N. 2 - Redemption; or the Temptation of Christ --in-- The Wilderness {9/2d} | No Deserto Da Tentação {3/16/1d}

She really thought that the serpent had a knowledge of her thoughts, and that he must be very wise.

Realmente pensou que a serpente lhe conhecia os pensamentos e que deveria ser muito sábia.

 

Satanás não pode ler nossos pensamentos. Os anjos devem ter dito isso a Adão e Eva. A “sabedoria” da serpente começa a ser revelada em sua “CAPACIDADE” de “LER” pensamentos!

 

070 – SATANÁS IMEDIATAMENTE COMEÇA A ELOGIAR, BAJULAR EVA; ESTA AGRADOU-SE DISSO E NÃO FUGIU IMEDIATAMENTE

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {3b/35/2g} | História da Redenção {4/32/2g}

Thus, with soft and pleasant words, and with musical voice, he addressed the wondering Eve. She was startled to hear a serpent speak. He extolled her beauty and exceeding loveliness, which was not displeasing to Eve. But she was amazed, for she knew that to the serpent God had not given the power of speech.

Assim, com palavras suaves e aprazíveis, e com voz musical, dirigiu-se à maravilhada Eva. Ela se sobressaltou ao ouvir uma serpente falar. Esta exaltava sua beleza e excessivo encanto, o que não lhe desagradava. Mas Eva estava espantada, pois sabia que Deus não tinha conferido à serpente o poder da fala.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {3/53/5i} | Patriarcas e Profetas {3/54/1b}

But the serpent continued, in a musical voice, with subtle praise of her surpassing loveliness; and his words were not displeasing.

Mas a serpente continuou, com voz melodiosa, com sutis louvores à superior beleza de Eva; e suas palavras não lhe eram desagradáveis.

 

[1864-3SG] Spiritual Gifts, Vol. 3 {2/40/1a} =[1870-1SP]

 

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {3b/36/1a} | História da Redenção {4/33/1a}

Eve's curiosity was aroused. Instead of fleeing from the spot, she listened to hear a serpent talk.

A curiosidade de Eva aumentou. Em vez de escapar do local, ficou ouvindo a serpente falar.

 

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {3b/36/1b} | História da Redenção {4/33/1b}

It did not occur to her mind that it might be that fallen foe, using the serpent as a medium. It was Satan that spoke, not the serpent. Eve was beguiled, flattered, infatuated. Had she met a commanding personage, possessing a form like the angels, and resembling them, she would have been upon her guard.

Não ocorreu à sua mente que este pudesse ser o inimigo decaído, usando a serpente como médium. Era Satanás quem falava, não a serpente. Eva estava encantada, lisonjeada, enfatuada. Tivesse encontrado uma personagem autoritária, possuindo uma forma semelhante à dos anjos e a eles se parecendo, teria ela se colocado em guarda.

 

[1864-3SG] Spiritual Gifts, Vol. 3 {2/40/1b}

That strange voice should have driven her to her husband's side to inquire of him why another should thus freely address her.

=[1870-1SP]

 

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {3b/36/1c} | História da Redenção {4/33/1c}

But that strange voice should have driven her to her husband's side to inquire of him why another should thus freely address her.

Mas essa estranha voz devia tê-la impelido para junto de seu marido, a fim de perguntar-lhe porque outro podia assim livremente dirigir-se a ela.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {3/53/5j} | Patriarcas e Profetas {3/54/1c}

Instead of fleeing from the spot she lingered wonderingly to hear a serpent speak. Had she been addressed by a being like the angels, her fears would have been excited; but she had no thought that the fascinating serpent could become the medium of the fallen foe.

Em vez de fugir do local, deteve-se, maravilhada, a ouvir uma serpente falar. Houvesse se dirigido a ela um ser semelhante aos anjos, e ter-se-iam despertado seus receios; ela, porém, não tinha idéia alguma de que a fascinadora serpente pudesse tornar-se o intermediário do adversário decaído.

 

071 – EVA TENTA DEFENDER A DEUS E ENTRA EM CONTROVÉRSIA COM A SERPENTE E FAZ ACRÉSCIMOS ÀS PALAVRAS DE DEUS

[1864-3SG] Spiritual Gifts, Vol. 3 {2/40/1c}

But she enters into a controversy with the serpent. And he said unto the woman, "Yea, hath God said ye shall not eat of every tree of the garden?" He begins his controversy in the form of a question. Eve answers, "We may eat of the fruit of the trees of the garden. But of the fruit of the tree which is in the midst of the garden, God hath said, Ye shall not eat of it, neither shall ye touch it, lest ye die." The serpent answers, "Ye shall not surely die; for God doth know that in the day ye eat thereof, your eyes shall be opened, and ye shall be as gods knowing good and evil."

Mas ela entra em uma controvérsia com a serpente. E ele disse à mulher, " É assim que Deus disse: Não comereis de toda árvore do jardim? " Ele começa sua controvérsia na forma de uma pergunta. Eva responde, " Do fruto das árvores do jardim podemos comer,  mas do fruto da árvore que está no meio do jardim, disse Deus: Dele não comereis, nem tocareis nele, para que não morrais ". A serpente respondeu, " É certo que não morrereis.  Porque Deus sabe que no dia em que dele comerdes se vos abrirão os olhos e, como Deus, sereis conhecedores do bem e do mal."

 

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {3b/36/1d} | História da Redenção {4/33/1d}

But she enters into a controversy with the serpent. She answers his question, "We may eat of the fruit of the trees of the garden. But of the fruit of the tree which is in the midst of the garden, God hath said, Ye shall not eat of it, neither shall ye touch it, lest ye die." The serpent answers, "Ye shall not surely die; for God doth know that in the day ye eat thereof, then your eyes shall be opened, and ye shall be as gods, knowing good and evil."

Mas entrou em controvérsia com a serpente. Respondeu a sua pergunta: "Do fruto da árvore que está no meio do jardim, disse Deus: Não comereis dele, nem nele tocareis, para que não morrais. Então a serpente disse à mulher: Certamente não morrereis. Porque Deus sabe que no dia em que dele comerdes se abrirão os vossos olhos, e sereis como Deus, sabendo o bem e o mal." Gên. 3:2-5.

 

[1874.02.24-RH] Review and Herald {12e} | A Verdade Sobre Os Anjos {5/54/2b}=[1877-2Red]

 

[1877-2Red] The Redemption Series N. 2 - Redemption; or the Temptation of Christ --in-- The Wilderness {9/2e} | No Deserto Da Tentação {3/16/2}

She answered him, "We may eat of the fruit of the trees of the garden; but of the fruit of the tree which is in the midst of the garden, God hath said, Ye shall not eat of it, neither shall ye touch it, lest ye die. And the serpent said unto the woman, Ye shall not surely die; for God doth know that in the day ye eat thereof, then your eyes shall be opened, and ye shall be as gods, knowing good and evil."

Respondeu-lhe: "Do fruto das árvores do jardim comeremos, mas, do fruto da árvore que está no meio do jardim, disse Deus: Não comereis dele, nem nele tocareis, para que não morrais. Então, a serpente disse à mulher: Certamente não morrereis. Porque Deus sabe que, no dia em que dele comerdes, se abrirão os vossos olhos, e sereis como Deus, sabendo o bem e o mal." Gên. 3:2-5.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {3/54/1} | Patriarcas e Profetas {3/54/2}

To the tempter's ensnaring question she replied: "We may eat of the fruit of the trees of the garden: but of the fruit of the tree which is in the midst of the garden, God hath said, Ye shall not eat of it, neither shall ye touch it, lest ye die. And the serpent said unto the woman, Ye shall not surely die: for God doth know that in the day ye eat thereof, then your eyes shall be opened, and ye shall be as gods, knowing good and evil."

À pergunta ardilosa do tentador, ela responde: "Do fruto das árvores do jardim comeremos, mas do fruto da árvore que está no meio do jardim, disse Deus: não comereis dele, nem nele tocareis, para que não morrais. Então a serpente disse à mulher: Certamente não morrereis. Porque Deus sabe que no dia em que dele comerdes se abrirão os vossos olhos, e sereis como Deus, sabendo o bem e o mal."

 

[1896.02.13-ST] The Signs of the Times {5b}

Changing his appearance, assuming the disguise of a serpent, in the most subtle, artful-manner he assailed Eve, saying, "Yea, hath God said, Ye shall not eat of every tree of the garden? And the woman said unto the serpent, We may eat of the fruit of the trees of the garden; but of the fruit of the tree which is in the midst of the garden, God hath said, Ye shall not eat of it, neither shall ye touch it, lest ye die." The woman erred when she entered into controversy with the serpent. The Lord had not said, "Ye shall not touch it." He had said, "Of every tree in the garden thou mayest freely eat; but of the tree of the knowledge of good and evil, thou shalt not eat of it; for in the day that thou eatest thereof thou shalt surely die."

Mudando sua aparência, assumindo o disfarce de uma serpente, na mais sutil, astuta maneira ele assaltou Eva, dizendo, "Sim, Deus disse, que vocês não comerão de toda árvore do jardim? E a mulher disse à serpente, Nós podemos comer da fruta das árvores do jardim; mas da fruta da árvore que está no meio do jardim, Deus disse, vocês não comerá dela, nem nele tocareis, para que não não morrais”. A mulher errou quando ela entrou em controvérsia com a serpente. Deus não tinha dito, "nem nele tocareis." Ele tinha dito, "De toda árvore no jardim tu poderás comer livremente; mas da árvore do conhecimento do bem e do mal, tu não comerás; por que no dia em que tu dela comeres você certamenete morrerá."

 

Há um perigo muito, muito grande em se fazer acréscimos às claras Palavras de Deus, de se ir além do revelado.

 

072 – A POSSIBILIDADE DE IMORTALIDADE NA DESOBEDIÊNCIA E ESFERA MAIS ELEVADA DE EXISTÊNCIA: SER COMO DEUS; SEREM DEUSES!

[1874.02.24-RH] Review and Herald {13a} | A Verdade Sobre Os Anjos {5/54/3a}

Here the father of lies made his assertion in direct contradiction to the expressed word of God.

Aqui o pai da mentira fez sua afirmativa em aberta contradição à expressa palavra de Deus.

 

[1877-2Red] The Redemption Series N. 2 - Redemption; or the Temptation of Christ --in-- The Wilderness {10/1a} | No Deserto Da Tentação {3/16/3a}

Here the father of lies made his assertion in direct contradiction to the expressed word of God.

Aqui o pai da mentira fez sua afirmação em direta contradição à expressa palavra de Deus.

 

[1864-3SG] Spiritual Gifts, Vol. 3 {2/40/2a} =[1870-1SP]

 

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {3b/36/2a} | História da Redenção {4/33/2a}

Satan would convey the idea that by eating of the forbidden tree, they would receive a new and more noble kind of knowledge than they had hitherto attained.

Satanás desejava infundir a idéia de que pelo comer da árvore proibida eles receberiam uma nova e mais nobre espécie de conhecimento do que até então tinham alcançado.

 

[1874.02.24-RH] Review and Herald {13c}

He told her that God knew that if they ate of the tree of knowledge their understanding would be enlightened, expanded, and ennobled, making them equal with himself. And the serpent answered Eve, that the command of God forbidding them to eat of the tree of knowledge was given them to keep them in a state of subordination, that they should not obtain knowledge, which was power. He assured her that the fruit of this tree was desirable above every other tree in the garden to make one wise and exalt them equal with God. He has, said the serpent, refused you the fruit of the tree which is of all the trees the most desirable for its delicious flavor and exhilarating influence.

=[1877-2Red]

 

[1877-2Red] The Redemption Series N. 2 - Redemption; or the Temptation of Christ --in-- The Wilderness {10/1c} | No Deserto Da Tentação {3/16/3c}

He told her that God knew that if she and her husband should eat of the tree of knowledge, their understanding would be enlightened, expanded, and ennobled, making them equal with himself. And the serpent answered Eve that the command of God, forbidding them to eat of the tree of knowledge, was given to keep them in such a state of subordination that they should not obtain knowledge, which was power. He assured her that the fruit of this tree was desirable above every other tree, in the garden to make them wise, and to exalt them equal with God. He has, said the serpent, refused you the fruit of that tree which, of all the trees, is the most desirable for its delicious flavor and exhilarating influence.

Disse-lhe que Deus sabia que se ela e seu esposo comessem da árvore do conhecimento, sua compreensão seria iluminada, expandida, enaltecida, tornando-se iguais a Ele mesmo. E a serpente respondeu a Eva que a ordem de Deus, proibindo-os de comer da árvore do conhecimento, foi dada para conservá-los num tal estado de subordinação que lhes vedasse o conhecimento, o qual era poder. Assegurou-lhe que o fruto desta árvore era desejável acima de todas as do jardim, para fazê-los sábios e exaltá-los à igualdade com Deus. Ele vos recusou, disse a serpente, o fruto desta árvore, a qual dentre todas as árvores, é a mais desejável pelo delicioso sabor e estimulante influência.

 

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {3b/37/2a} | História da Redenção {4/34/3a}

The tempter assured Eve that as soon as she ate of the fruit she would receive a new and superior knowledge that would make her equal with God. He called her attention to himself. He ate freely of the tree and found it not only perfectly harmless, but delicious and exhilarating; and told her that it was because of its wonderful properties to impart wisdom and power that God had prohibited them from tasting or even touching it; for he knew its wonderful qualities. He stated that by eating of the fruit of the tree forbidden them was the reason he had attained the power of speech. He intimated that God would not carry out his word. It was merely a threat to intimidate them and keep them from great good. He further told them that they could not die. Had they not eaten of the tree of life which perpetuates immortality? He said that God was deceiving them to keep them from a higher state of felicity and more exalted happiness.

O tentador assegurou a Eva que tão logo comesse o fruto, ela receberia um novo e superior conhecimento que a faria igual a Deus. Chamou sua atenção para si mesmo. Ele comera livremente da árvore e a achara não apenas perfeitamente inofensiva mas deliciosa e estimulante, e disse que era por causa de suas maravilhosas propriedades de comunicar a sabedoria e o poder que Deus lhes tinha proibido experimentá-la ou mesmo tocá-la, pois Ele conhecia estas maravilhosas qualidades. Declarou que ter comido o fruto da árvore proibida era a razão de ter obtido o dom da fala. Insinuou que Deus não levaria a cabo Sua advertência. Isto era meramente uma ameaça para intimidá-los e privá-los do grande bem. Disse-lhes mais, que não poderiam morrer. Não tinham comido da árvore da vida, que perpetuava a imortalidade? Disse que Deus os estava enganando e impedindo-os de um mais elevado estado de felicidade e mais exaltada alegria.

 

[1874.02.24-RH] Review and Herald {13b}

Satan assured Eve that she was created immortal, and that there was no possibility of her dying.

=[1877-2Red]

 

[1877-2Red] The Redemption Series N. 2 - Redemption; or the Temptation of Christ --in-- The Wilderness {10/1b} | No Deserto Da Tentação {3/16/3b}

Satan assured Eve that she was created immortal, and that there was no possibility of her dying.

Satanás assegurou a Eva que ela fora criada imortal, e que para ela não havia possibilidade de morrer.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {3/54/2} | Patriarcas e Profetas {3/54/3}

By partaking of this tree, he declared, they would attain to a more exalted sphere of existence and enter a broader field of knowledge. He himself had eaten of the forbidden fruit, and as a result had acquired the power of speech. And he insinuated that the Lord jealously desired to withhold it from them, lest they should be exalted to equality with Himself. It was because of its wonderful properties, imparting wisdom and power, that He had prohibited them from tasting or even touching it. The tempter intimated that the divine warning was not to be actually fulfilled; it was designed merely to intimidate them. How could it be possible for them to die? Had they not eaten of the tree of life? God had been seeking to prevent them from reaching a nobler development and finding greater happiness.

Participando desta árvore, declarou ele, atingiriam uma esfera mais elevada de existência, e entrariam para um campo mais vasto de saber. Ele próprio havia comido do fruto proibido, e como resultado adquirira o dom da fala. E insinuou que o Senhor cuidadosamente desejava privá-los do mesmo, para que não acontecesse serem exaltados à igualdade para com Ele. Foi por causa de suas maravilhosas propriedades, que comunicavam sabedoria e poder, que Ele lhes havia proibido prová-lo, ou mesmo nele tocar. O tentador insinuou que a advertência divina não devia ser efetivamente cumprida; destinava-se simplesmente a intimidá-los. Como seria possível morrerem eles? Não haviam comido da árvore da vida? Deus estivera procurando impedi-los de atingir um desenvolvimento mais nobre, e de encontrarem maior felicidade.

 

Eva fora criada imortal e ainda comera da Árvore da Vida... como, assim, “morrer?” É claro que isso era mentira de Deus que desejava mantê-los em inferior subordinação.

Havia mais: a serpente, inferior a Eva agora estava falando. E não falava como um papagio, repetindo frases: ela RACIOCINAVA!! Nesse aspecto, a inferior serpente tinha-se tornado IGUAL à Eva. Mas ainda havia algo mais: a serpente agora LIA seus PENSAMENTOS!!! Nesse aspecto, a inferior serpente tornara-se SUPERIOR a Eva. Já imaginou aonde Eva chegaria comendo desse maravilhoso fruto? Deus realmente não passava de um grande enganador!

 

[1890.05.12-ST] The Signs of the Times {3b} | A Verdade Sobre Os Anjos {5/55/4}

Satan represented God as a deceiver, as one who would debar his creatures from the benefit of his highest gift. The angels heard with sorrow and amazement this statement in regard to the character of God, as Satan represented him as possessing his own miserable attributes; but Eve was not horror-stricken to hear the holy and supreme God thus falsely accused. If she had turned her thoughts toward God, if she had looked upon beautiful Eden and remembered all the tokens of his love, if she had fled to her husband, she might have been saved from the subtile temptation of the evil one. One word of repulse would have brought to her the aid that God could give.

Satanás representou a Deus como um enganador, como alguém que deseja destituir Suas criaturas dos benefícios de Seu mais exaltado dom. Os anjos escutaram com pesar e assombro essa declaração quanto ao caráter de Deus, enquanto Satanás O representava como possuindo os seus próprios miseráveis atributos. Eva, porém, não se horrorizou ao ouvir o santo e supremo Deus sendo assim falsamente acusado. Se ela houvesse dirigido seus pensamentos em direção a Deus, se ela tivesse olhado ao bonito Éden e relembrado todas as demonstrações de Seu amor, se houvesse corrido em direção ao esposo, poderia haver-se salvado da tentação sutil do maligno.

 

073 – A ESPECIAL OBRA DE ENGANO DE SATANÁS

[1864-3SG] Spiritual Gifts, Vol. 3 {2/40/2b}

This has been his special work with great success ever since his fall, to lead men to pry into the secrets of the Almighty, and not to be satisfied with what God has revealed, and not careful to obey that hich he has commanded. He would lead them to disobey God's commands, and then make them believe that they are entering a wonderful field of knowledge, which is purely supposition, and a miserable deception.

=[1870-1SP]

 

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {3b/36/2b} | História da Redenção {4/33/2b}

This has been his special work with great success ever since his fall, to lead men to pry into the secrets of the Almighty, and not to be satisfied with what God has revealed, and not careful to obey that which he has commanded. He would lead them to disobey God's commands, and then make them believe that they are entering a wonderful field of knowledge. This is purely supposition, and a miserable deception.

Este tem sido seu trabalho especial, com grande sucesso, desde a queda - levar o homem a forçar a porta dos segredos do Todo-poderoso, a não estar satisfeito com o que Deus revelou, e não cuidar de obedecer ao que Ele ordenou. Gostaria de levá-los a desobedecer aos mandamentos de Deus e então fazê-los crer que estão entrando num maravilhoso campo de saber. Isso é pura suposição, um miserável engano.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {3/54/3a} | Patriarcas e Profetas {3/54/4a}

Such has been Satan's work from the days of Adam to the present, and he has pursued it with great success. He tempts men to distrust God's love and to doubt His wisdom. He is constantly seeking to excite a spirit of irreverent curiosity, a restless, inquisitive desire to penetrate the secrets of divine wisdom and power. In their efforts to search out what God has been pleased to withhold, multitudes overlook the truths which He has revealed, and which are essential to salvation. Satan tempts men to disobedience by leading them to believe they are entering a wonderful field of knowledge. But this is all a deception.

Tal tem sido a obra de Satanás desde os dias de Adão até o presente, e com a mesma tem ele prosseguido com grande êxito. Ele tenta os homens a desconfiarem do amor de Deus, e a duvidarem de Sua sabedoria. Está constantemente procurando despertar um espírito de irreverente curiosidade, um inquieto, inquiridor desejo de penetrar os segredos da sabedoria e poder divinos. Em seus esforços para pesquisarem o que Deus foi servido recusar-lhes, multidões descuidam-se das verdades que Ele revelou, e que são essenciais para a salvação. Satanás tenta os homens à desobediência, levando-os a crer que estão a entrar em um maravilhoso campo de saber. Mas tudo isto é um engano.

 

[1864-3SG] Spiritual Gifts, Vol. 3 {2/40/2c} =[1870-1SP]

 

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {3b/36/2c} | História da Redenção {4/34/1}

They fail to understand what God has revealed, and disregard his explicit commandments, and aspire after wisdom, independent of God, and seek to understand that which he has been pleased to withhold from mortals. They are elated with their ideas of progression, and charmed with their own vain philosophy; but grope in midnight darkness relative to true knowledge. They are ever learning, and never able to come to the knowledge of the truth.

Eles deixam de compreender o que Deus revelou, menosprezam Seus explícitos mandamentos e aspiram a mais sabedoria, independente de Deus, procurando compreender aquilo que Lhe aprouve reter dos mortais. Exultam com suas idéias de progresso e se encantam com sua própria vã filosofia, mas apalpam trevas de meia-noite quanto ao verdadeiro conhecimento. Estão sempre estudando e nunca são capazes de chegar ao conhecimento da verdade.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {3/54/3b} | Patriarcas e Profetas {3/54/4b}

Elated with their ideas of progression, they are, by trampling on God's requirements, setting their feet in the path that leads to degradation and death.

Desvanecendo-se com suas idéias de progresso, acham-se eles desprezando os mandamentos de Deus, colocando os pés na senda que leva à degradação e morte.

 

Acrescentar palavras ao que Deus disse. Ir além do que está revelado. Extrapolar o “Está Escrito”. Dessa maneira são acrescentadas doutrinas falsas às verdadeiras e são tidas como vindas de Deus; os homens entronizam novos deuses para serem invocados, louvados e adorados junto com a Divindade, Pai e Filho! A Palavra de Deus é invalidada e os Mandamentos são quebrados!

 

074 – EVA SINCERAMENTE CREU NAS PALAVRAS DA SERPENTE

[1874.02.24-RH] Review and Herald {14b} =[1877-2Red]

 

[1877-2Red] The Redemption Series N. 2 - Redemption; or the Temptation of Christ --in-- The Wilderness {11/1b} | No Deserto Da Tentação {3/18/1a}

Eve yielded to the lying sophistry of the devil in the form of a serpent.

Eva cedeu ao manhoso engano do diabo em forma de serpente.

 

[1890.05.12-ST] The Signs of the Times {3c}

One word in vindication of her Creator would have caused the accuser to flee, and her integrity would have been untarnished. If she had resisted the first temptation, she would have stood on higher, holier ground than ever before; but she yielded to the flatteries of her enemy, and became a captive to his will.

Uma palavra em vindicação ao seu Criador teria feito o acusador fugir, e a integridade dela teria sido mantida imaculada. Se ela tivesse resistido à primeira tentação, ela teria se colocado em terreno mais alto, mais santo que antes; mas ela se rendeu às lisonjas do seu inimigo, e se tornou uma cativa à vontade dele.

 

[1864-3SG] Spiritual Gifts, Vol. 3 {2/41/1a}

It was not the will of God that this sinless pair should have any knowledge of evil. He had freely given them the good, but withheld the evil. Eve thought the words of the serpent wise, and she received the broad assertion, "Ye shall not surely die; for God doth know that in the day ye eat thereof then your eyes shall be opened, and ye shall be as gods knowing good and evil"--making God a liar. Satan boldly insinuates that God had deceived them to keep them from being exalted in knowledge equal with himself. God said, If ye eat "ye shall surely die." The serpent says, If ye eat "ye shall not surely die."

=[1870-1SP]

 

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {3b/37/1} | História da Redenção {4/34/2}

It was not the will of God that this sinless pair should have any knowledge of evil. He had freely given them the good, but withheld the evil. Eve thought the words of the serpent wise, and she received the broad assertion, "Ye shall not surely die; for God doth know that in the day ye eat thereof then your eyes shall be opened, and ye shall be as gods knowing good and evil" --making God a liar. Satan boldly insinuates that God had deceived them to keep them from being exalted in knowledge equal with himself. God said, If ye eat "ye shall surely die." The serpent said, If ye eat "ye shall not surely die."

Não era da vontade de Deus que este santo par tivesse qualquer conhecimento do mal. Dera-lhes livremente o bem, mas retivera o mal. Eva julgou sábias as palavras da astuta serpente, quando ouviu a audaciosa afirmação: "Certamente não morrereis. Porque Deus sabe que no dia em que dele comerdes se abrirão os vossos olhos, e sereis como Deus, sabendo o bem e o mal" - fazendo de Deus um mentiroso. Gên. 3:4 e 5. Satanás insinuou insolentemente que Deus os tinha enganado, impedindo que fossem exaltados com um conhecimento igual ao Seu próprio. Deus disse: "No dia em que dela comeres, certamente morrerás." Gên. 2:17. A serpente disse: "Certamente não morrereis." Gên. 3:4.

 

[1872-3T] Testimonies For The Church, Vol. 3 {6/72/1c} | Testemunhos Para A Igreja, Vol. 3  {6/72/1c}

Eve was beguiled by the serpent to believe that God would not do as He said He would. "Ye shall not surely die," said the serpent.

Eva foi enganada pela serpente a crer que Deus não faria como tinha dito. “É certo que não morrereis”, disse a serpente (Gen. 3:4).

 

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {3b/37/2c} | História da Redenção {4/34/3c}

She thought the words of the tempter all wise and correct.

Pensou que as palavras do tentador eram de todo sábias e corretas.

 

[1874.02.24-RH] Review and Herald {13d}

Eve thought the discourse of the serpent very wise. She viewed the prohibition of God unjust. She looked with longing desire upon the tree laden with fruit which appeared very delicious. The serpent was eating it with apparent delight. She longed for this fruit above all the fruit of every variety which God had given her a perfect right to use.

=[1877-2Red]

 

[1877-2Red] The Redemption Series N. 2 - Redemption; or the Temptation of Christ --in-- The Wilderness {10/1d} | No Deserto Da Tentação {3/17/1}

Eve thought that the serpent's discourse was very wise, and that the prohibition of God was unjust. She looked with longing desire upon the tree laden with fruit which appeared very delicious. The serpent was eating it with apparent delight. She longed for this fruit above every other variety which God had given her a perfect right to use.

Eva pensou que o discurso da serpente fosse muito sábio, e que a proibição de Deus fosse injusta. Olhava com ardente desejo para a árvore carregada de frutos que pareciam muito deliciosos. A serpente estava comendo-os com evidente deleite. Eva agora desejava este fruto mais do que todas as variedades que Deus lhe pusera ao alcance, com pleno direito de uso.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {3/55/2} | Patriarcas e Profetas {3/55/2}

Eve really believed the words of Satan, but her belief did not save her from the penalty of sin. She disbelieved the words of God, and this was what led to her fall. In the judgment men will not be condemned because they conscientiously believed a lie, but because they did not believe the truth, because they neglected the opportunity of learning what is truth. Notwithstanding the sophistry of Satan to the contrary, it is always disastrous to disobey God. We must set our hearts to know what is truth. All he lessons which God has caused to be placed on record in His word are for our warning and instruction. They are given to save us from deception. Their neglect will result in ruin to ourselves. Whatever contradicts God's word, we may be sure proceeds from Satan.

Eva creu realmente nas palavras de Satanás, mas a sua crença não a salvou da pena do pecado. Descreu das palavras de Deus, e isto foi o que a levou à queda. No Juízo, os homens não serão condenados porque conscienciosamente creram na mentira, mas porque não acreditaram na verdade, porque negligenciaram a oportunidade de aprender o que é a verdade. Apesar do sofisma de Satanás indicando o contrário, é sempre desastroso desobedecer a Deus. Devemos aplicar o coração a conhecer o que é a verdade. Todas as lições que Deus fez com que fossem registradas em Sua Palavra, são para a nossa advertência e instrução. São dadas para nos salvar do engano. Da negligência às mesmas resultará ruína a nós mesmos. O que quer que contradiga a Palavra de Deus, podemos estar certos de que procede de Satanás.

 

A SINCERIDADE não é tudo! Haverá muitos sinceros que se PERDERÃO! Quem fecha os olhos para não pesquisar, para procurar saber se o que está crendo é realmente a Verdade ou não, JÁ ESTÁ PERDIDO; a menos que mude de idéia.

 

075 – A SERPENTE, APROVEITANDO-SE DOS ACRÉSCIMOS DE EVA À VERDADE, TOMA O FRUTO E O COLOCA EM SUAS HESITANTES MÃOS

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {3b/37/2b} | História da Redenção {4/34/3b}

The tempter plucked the fruit and passed it to Eve. She took it in her hand. Now, said the tempter, you were prohibited from even touching it lest you die. He told her that she would realize no more sense of evil and death in eating than in touching or handling the fruit. Eve was emboldened because she felt not the immediate signs of God's displeasure.

O tentador colheu um fruto e passou-o a Eva. Ela o tomou nas mãos. Ora, disse o tentador, vocês foram proibidos até mesmo de tocá-lo pois morreriam. Não observariam maior sensação de perigo e morte comendo o fruto, declarou ele, do que nele tocando ou manuseando-o. Eva foi encorajada, pois não sentia os sinais imediatos do desagrado de Deus.

 

[1874.02.24-RH] Review and Herald {14a}

Eve had overstated the words of God's command. He had said to Adam and Eve, "But of the tree of the knowledge of good and evil thou shalt not eat of it; for in the day thou eatest thereof thou shalt surely die." In Eve's controversy with the serpent, she added the clause, "Neither shall ye touch it, lest ye die." Here the subtlety of the serpent was seen. This statement of Eve gave him advantage, and he plucked the fruit, and placed it in her hand, and used her own words, "He hath said, 'If ye touch it, ye shall die.' You see no harm comes to you from touching the fruit, neither will you receive any harm by eating it."

=[1877-2Red]

 

[1877-2Red] The Redemption Series N. 2 - Redemption; or the Temptation of Christ --in-- The Wilderness {11/1a} | No Deserto Da Tentação {3/17/2}

Eve had overstated the words of God's command. He had said to Adam and Eve, "But of the tree of the knowledge of good and evil thou shalt not eat of it; for in the day thou eatest thereof thou shalt surely die." In Eve's controversy with the serpent, she added " Neither shall ye touch it." Here the subtlety of the serpent appeared. This statement of Eve gave him advantage; he plucked the fruit and placed it in her hand, using her own words, He hath said, If ye touch it, ye shall die. You see no harm comes to you from touching the fruit, neither will you receive any harm by eating it.

Eva exagerou as palavras da ordem de Deus. Ele disse a Adão e Eva: "Mas da árvore da ciência do bem e do mal, dela não comerás; porque, no dia em que dela comeres, certamente morrerás." Gên. 2:17. Na discussão de Eva com a serpente, ela acrescentou: "Nem nele tocareis." Gên. 3:3. Aqui apareceu a sutileza da serpente. Esta citação de Eva deu-lhe vantagem; colheu o fruto e o colocou nas mãos de Eva, usando suas próprias palavras. "Deus disse que morrerias se tocasses no fruto. Vê, nenhum mal te sucedeu ao tocares nele; tampouco receberás dano algum ao comê-lo."

 

Ainda que seja para tornar a Verdade mais enfática, mais veemente, há um perigo muito, muito grande em fazerem-se acréscimos à mesma. Se Deus precisa de TESTEMUNHAS e não de ADVOGADOS, muito menos Ele necessita de SOFISMADORES. Sim, infelizmente esta é a dimensão que tem tomado a inserção de doutrinas heréticas entre a Verdade, entre os PILARES DA FÉ que uma vez foi dada aos Santos.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {3/55/3a} | Patriarcas e Profetas {3/55/3a}

The serpent plucked the fruit of the forbidden tree and placed it in the hands of the half-reluctant Eve. Then he reminded her of her own words, that God had forbidden them to touch it, lest they die. She would receive no more harm from eating the fruit, he declared, than from touching it. Perceiving no evil results from what she had done, Eve grew bolder.

A serpente apanhou o fruto da árvore proibida e colocou-o nas mãos de Eva, que estava meio relutante. Fê-la então lembrar-se de suas próprias palavras de que Deus lhes proibira tocar nele, para que não morressem. Não receberiam maior mal comendo o fruto, declarou ele, do que nele tocando. Não percebendo maus resultados do que fizera, Eva ficou mais ousada.

 

De hesitante a ousada. Não morrera em tocá-lo. Nem lembrou que estas palavras eram um acréscimo seu: a serpente provou mais uma “mentira” de Deus. Por que não arriscar comê-lo?

 

076 – EVA COME O FRUTO E ENTRA EM ÊXTASE. TORNANDO-SE MAIS OUSADA ELA MESMA PASSA A O COLHÊ-LO E COME MAIS AINDA

[1874.02.24-RH] Review and Herald {14c} =[1877-2Red]

 

[1877-2Red] The Redemption Series N. 2 - Redemption; or the Temptation of Christ --in-- The Wilderness {11/1c} | No Deserto Da Tentação {3/18/1b}

She ate the fruit, and realized no immediate harm.

Ao comer o fruto não se apercebeu imediatamente de nenhum mal.

 

Comendo do fruto, a princípio espera a morte que não vem. Então era mais uma “mentira” de Deus?

 

[1864-3SG] Spiritual Gifts, Vol. 3 {2/41/1b} =[1870-1SP]

 

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {3b/37/2d} | História da Redenção {4/34/3d}

She ate, and was delighted with the fruit. It seemed delicious to her taste, and she imagined that she realized in herself the wonderful effects of the fruit.

Comeu, e ficou encantada com o fruto. Ele pareceu delicioso ao paladar, e ela imaginava sentir em si mesma os maravilhosos efeitos do fruto.

 

[1872-3T] Testimonies For The Church, Vol. 3 {6/72/1d} | Testemunhos Para A Igreja, Vol. 3  {6/72/1d}

Eve ate and imagined that she felt the sensations of a new and more exalted life.

Eva comeu e imaginou estar experimentando as sensações de uma vida nova e mais exaltada.

 

Em lugar da morte, o ÊXTASE. Os prazeres do pecado!...

O êxtase satânico, o Espírito Santo sendo substituído pelo espírito iníquo, não passa de um engano: observe que Eva IMAGINOU.

 

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {3b/38/1a} | História da Redenção {4/35/1a}

She then plucked for herself of the fruit and ate, and imagined she felt the quickening power of a new and elevated existence as the result of the exhilarating influence of the forbidden fruit.

Ela então colheu para si do fruto e comeu, e imaginou sentir o poder de uma nova e elevada existência como resultado da exaltadora influência do fruto proibido.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {3/55/3b} | Patriarcas e Profetas {3/55/3b}

When she "saw that the tree was good for food, and that it was pleasant to the eyes, and a tree to be desired to make one wise, she took of the fruit thereof, and did eat." It was grateful to the taste, and as she ate, she seemed to feel a vivifying power, and imagined herself entering upon a higher state of existence. Without a fear she plucked and ate.

Quando viu "que aquela árvore era boa para se comer, e agradável aos olhos, e árvore desejável para dar entendimento, tomou do seu fruto, e comeu". Gên. 3:6. Era agradável ao paladar; e, enquanto comia, pareceu-lhe sentir um poder vivificador, e imaginou-se a entrar para uma esfera mais elevada de existência. Sem receio apanhou e comeu.

 

Na entrega total ao pecado, mais êxtase. Eva consegue “entrar” na esfera do Divino. Não é fascinante ver monges de religiões orientais controlando a matéria ao redor com sua força mental e REALMENTE levitando?

 

077 - RESUMO DA TENTAÇÃO E QUEDA DE ADÃO

[1874.02.24-RH] Review and Herald {14d} =[1877-2Red]

 

[1877-2Red] The Redemption Series N. 2 - Redemption; or the Temptation of Christ --in-- The Wilderness {11/1d} | No Deserto Da Tentação {3/18/1c}

She then plucked the fruit for herself and for her husband. "And when the woman saw that the tree was good for food, and that it was pleasant to the eyes, and a tree to be desired to make one wise, she took of the fruit thereof, and did eat, and gave also unto her husband with her; and he did eat."

Então ela mesma apanhou o fruto para si e para o esposo. "Vendo a mulher que aquela árvore era boa para se comer, e agradável aos olhos, e árvore desejável para dar entendimento, tomou-lhe do seu fruto, e comeu, e deu também a seu marido, e ele comeu com ela." Gên. 3:6.

 

078 – EVA LEVA DO FRUTO A ADÃO E TENTA-O A COMER TAMBÉM

[1858-1SG] Spiritual Gifts, Vol. 1 {2/20/2b}

She was jealous that God had withheld from them what was really for their good. She offered the fruit to her husband, thereby tempting him. She related to Adam all that the serpent had said, and expressed her astonishment that he had the power of speech.

=[1882-EW]

 

[1864-3SG] Spiritual Gifts, Vol. 3 {2/41/1c}

She took the fruit and found her husband and related to him the words spoken by the serpent, and told him that by eating the fruit she had felt, instead of death, a pleasing influence. As soon as Eve had disobeyed, she became a powerful medium through which to occasion the fall of her husband.

Ela levou o fruto e encontrou  seu marido e relatou-lhe as palavras faladas pela serpente, e disse-lhe que comendo o fruto ela tinha sentido, em vez de morte, uma agradável influência. Tão logo Eva desobedeceu, tornou-se um poderoso agente para ocasionar a ruína do esposo.

 

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {3b/38/1b} | História da Redenção {4/35/1b}

She was in a strange and unnatural excitement as she sought her husband, with her hands filled with the forbidden fruit. She related to him the wise discourse of the serpent, and wished to conduct him at once to the tree of knowledge. She told him she had eaten of the fruit, and instead of her feeling any sense of death, she realized a pleasing, exhilarating influence. As soon as Eve had disobeyed, she became a powerful medium through which to occasion the fall of her husband.

Em um estado de agitação estranha e fora do natural, com as mãos cheias do fruto proibido, procurou o marido. Relatou o sábio discurso da serpente e desejava conduzi-lo imediatamente à árvore do conhecimento. Disse-lhe que havia comido do fruto, e em vez de experimentar qualquer sensação de morte, sentia uma agradável e exaltadora influência. Tão logo Eva desobedeceu, tornou-se um poderoso agente para ocasionar a ruína do esposo.

 

[1882-EW] Early Writings of Ellen G. White {34/147/2b} | Primeiros Escritos {34/147/2b}

Then she was jealous that God had withheld from them what was really for their good, and she offered the fruit to her husband, thereby tempting him. She related to Adam all that the serpent had said and expressed her astonishment that he had the power of speech.

Admitiu ela então que Deus os havia privado daquilo que era realmente para o seu bem, e ofereceu o fruto a seu marido, tentando-o dessa forma. Ela relatou a Adão tudo o que a serpente lhe havia dito, e manifestou-lhe o seu espanto de que ela tivesse o poder da fala.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {3/55/3c} | Patriarcas e Profetas {3/55/3c}

And now, having herself transgressed, she became the agent of Satan in working the ruin of her husband. In a state of strange, unnatural excitement, with her hands filled with the forbidden fruit, she sought his presence, and related all that had occurred.

E agora, havendo ela transgredido, tornou-se o agente de Satanás para efetuar a ruína de seu esposo. Em um estado de exaltação estranha e fora do natural, com as mãos cheias do fruto proibido, procurou a presença dele, e relatou tudo que ocorrera.

 

079 – ADÃO FICA ALARMADO. ENTENDE QUE EVA FORA ENGANADA PELO INIMIGO E QUE ELA DEVE MORRER

[1858-1SG] Spiritual Gifts, Vol. 1 {2/21/1a}

I saw a sadness came over Adam's countenance. He appeared afraid and astonished. A struggle appeared to be going on in his mind. He felt sure that this was the foe which they had been warned against, and that his wife must die.

=[1882-EW]

 

[1864-3SG] Spiritual Gifts, Vol. 3 {2/42/1a}

I saw a sadness come over the countenance of Adam. He appeared afraid and astonished. A struggle appeared to be going on in his mind. He told Eve he was quite certain that this was the foe that they had been warned against. If so, that she must die.

=[1870-1SP]

 

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {3b/39/1a} | História da Redenção {4/35/2a}

I saw a sadness come over the countenance of Adam. He appeared afraid and astonished. A struggle appeared to be going on in his mind. He told Eve he was quite certain that this was the foe that they had been warned against; and if so, that she must die.

Vi a tristeza sobrevir ao rosto de Adão. Mostrou-se atônito e alarmado. Uma luta parecia estar sendo travada em sua mente. Disse a Eva que estava bem certo tratar-se do inimigo contra quem haviam sido advertidos; e se assim fosse, ela devia morrer.

 

[1882-EW] Early Writings of Ellen G. White {34/148/1a} | Primeiros Escritos {34/148/1a}

I saw a sadness come over Adam's countenance. He appeared afraid and astonished. A struggle seemed to be going on in his mind. He felt sure that this was the foe against whom they had been warned, and that his wife must die.

Vi a tristeza cobrir o semblante de Adão. Ele pareceu amedrontado e atônito. Uma luta parecia travar-se em seu espírito. Ele estava certo de que isso fora o inimigo contra quem haviam sido advertidos, e que sua esposa devia morrer.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {3/56/1a} | Patriarcas e Profetas {3/56/1a}

An expression of sadness came over the face of Adam. He appeared astonished and alarmed. To the words of Eve he replied that this must be the foe against whom they had been warned; and by the divine sentence she must die.

Uma expressão de tristeza sobreveio ao rosto de Adão. Mostrou-se atônito e alarmado. Às palavras de Eva replicou que isto devia ser o adversário contra quem haviam sido advertidos; e pela sentença divina ela deveria morrer.

 

[1864-3SG] Spiritual Gifts, Vol. 3 {2/42/1b} =[1870-1SP]

 

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {3b/39/1b} | História da Redenção {4/35/2b}

She assured him she felt no ill effects, but rather a very pleasant influence, and entreated him to eat.

Ela assegurou-lhe que não estava sentindo qualquer mau efeito, mas, ao contrário, uma influência muito agradável, e insistiu com ele para que comesse.

 

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {3b/39/2b} | História da Redenção {4/36/1b}

Eve reasoned that the serpent said they should not surely die, and his words must be true, for she felt no signs of God's displeasure, but a pleasant influence, as she imagined the angels felt.

Eva arrazoou que a serpente dissera que certamente não morreriam, e que suas palavras tinham de ser verdadeiras, pois não sentia qualquer sinal do desagrado de Deus, mas uma agradável influência, como imaginava que os anjos sentiam.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {3/56/1b} | Patriarcas e Profetas {3/56/1b}

In answer she urged him to eat, repeating the words of the serpent, that they should not surely die. She reasoned that this must be true, for she felt no evidence of God's displeasure, but on the contrary realized a delicious, exhilarating influence, thrilling every faculty with new life, such, she imagined, as inspired the heavenly messengers.

Em resposta insistiu com ele para comer, repetindo as palavras da serpente, de que certamente não morreriam. Ela raciocinava que isto deveria ser verdade, pois que não sentia evidência alguma do desagrado de Deus, mas ao contrário experimentava uma influência deliciosa, alegre, a fazer fremir toda a faculdade de uma nova vida, influência tal, imaginava ela, como a que inspirava os mensageiros celestiais.

 

Eva continua a IMAGINAR. Seu êxtase, provocado pelo espírito iníquo, ainda estava a fazer efeito.

 

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {3b/39/2a} | História da Redenção {4/36/1a}

Adam quite well understood that his companion had transgressed the only prohibition laid upon them as a test of their fidelity and love.

Adão compreendeu muito bem que sua companheira transgredira a única proibição a eles imposta como prova de fidelidade e amor.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {3/56/2a} | Patriarcas e Profetas {3/56/2a}

Adam understood that his companion had transgressed the command of God, disregarded the only prohibition laid upon them as a test of their fidelity and love. There was a terrible truggle in his mind.

Adão compreendeu que sua companheira transgredira a ordem de Deus, desrespeitara a única proibição a eles imposta como prova de sua fidelidade e amor. Teve uma terrível luta íntima.

 

080 – O UNIVERSO INTEIRO CONTEMPLA OS ACONTECIMENTOS EM SUSPENSE. POR AMOR A EVA, EM COMPLETO DESÂNIMO, ADÃO DECIDE QUE O MELHOR É MORRER COM ELA

[1890.05.12-ST] The Signs of the Times {2a} | A Verdade Sobre Os Anjos {5/55/3}

With what intense interest the whole universe watched the conflict that was to decide the position of Adam and Eve. How attentively the angels listened to the words of Satan, the originator of sin, as he placed his own ideas above the commands of God, and sought to make of none effect the law of God through his deceptive reasoning! How anxiously they waited to see if the holy pair would be deluded by the tempter, and yield to his arts.

Com que intenso interesse o Universo inteiro contemplou o conflito que decidiria a situação de Adão e Eva! Quão atentamente os anjos ouviram as palavras de Satanás, o originador do pecado, enquanto ele colocava suas próprias idéias acima dos mandamentos divinos, procurando tornar sem efeito a lei de Deus por meio de seu enganoso raciocínio! Quão ansiosamente aguardaram para ver se o santo par seria enganado pelo tentador, cedendo às suas artimanhas!

 

[1890.05.12-ST] The Signs of the Times {2b}

They asked themselves, Will the holy pair transfer their faith and love from the Father and Son to Satan? Will they accept his falsehoods as truth? They knew that they might refrain from taking the fruit, and obey the positive injunction of God, or they might violate the express command of their Creator.

Eles se perguntaram a si mesmos: Irá o santo par transferir sua fé e amor do Pai e do Filho para Satanás? Irão eles aceitar as falsidades dele como verdade? Eles sabiam que eles poderiam se abster de comer o fruto, e obedecer à positiva proibição de Deus, ou eles poderiam violar a expressa ordem do seu Criador.

 

Como poderia alguém em sã consciência deixar de lado a os dois membros da amorável Divindade – Pai e Filho – para entronizar no coração como deus um terceiro elemento?

 

[1858-1SG] Spiritual Gifts, Vol. 1 {2/21/1b}

They must be separated. His love for Eve was strong. And in utter discouragement he resolved to share her fate.

=[1882-EW]

 

[1864-3SG] Spiritual Gifts, Vol. 3 {2/42/1c}

Adam regretted that Eve had left his side, but now the deed was done. He must be separated from her whose society he had loved so well. How could he have it thus. His love for Eve was strong. And in utter discouragement he resolved to share her fate.

Adão lamentou por Eva ter deixado o seu lado, mas agora a ação estava praticada. Devia separar-se daquela cuja companhia ele tanto amara. Como podia suportar isso? Seu amor por Eva era muito grande. Em completo desencorajamento, resolveu partilhar a sua sorte.

 

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {3b/39/2c} | História da Redenção {4/36/2a}

Adam regretted that Eve had left his side; but now the deed was done. He must be separated from her whose society he had loved so well. How could he have it thus? His love for Eve was strong. And in utter discouragement he resolved to share her fate. He reasoned that Eve was a part of himself; and if she must die, he would die with her; for he could not bear the thought of separation from her. He lacked faith in his merciful and benevolent Creator. He did not think that God, who had formed him out of the dust of the ground into a living, beautiful form, and had created Eve to be his companion, could supply her place.

Adão lamentou por Eva ter deixado o seu lado; agora, porém, a ação estava praticada. Devia separar-se daquela cuja companhia ele tanto amara. Como podia suportar isso? Seu amor por Eva era muito grande. Em completo desencorajamento, resolveu partilhar a sua sorte. Raciocinou que Eva era uma parte dele, se ela devia morrer, com ela morreria ele, pois não podia suportar a idéia da separação. Faltou-lhe fé em seu misericordioso e benevolente Criador. Não compreendia que Deus, que do pó da terra o havia criado, como um ser vivo e belo, e tinha criado Eva para ser sua companheira, poderia suprir seu lugar.

 

[1882-EW] Early Writings of Ellen G. White {34/148/1b} | Primeiros Escritos {34/148/1b}

They must be separated. His love for Eve was strong, and in utter discouragement he resolved to share her fate.

Teriam que se separar. Seu amor por Eva era forte, e em extremo desencorajamento decidiu partilhar do seu destino.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {3/56/2b} | Patriarcas e Profetas {3/56/2b}

He mourned that he had permitted Eve to wander from his side. But now the deed was done; he must be separated from her whose society had been his joy. How could he have it thus? Adam had enjoyed the companionship of God and of holy angels. He had looked upon the glory of the Creator. He understood the high destiny opened to the human race should they remain faithful to God. Yet all these blessings were lost sight of in the fear of losing that one gift which in his eyes outvalued every other. Love, gratitude, loyalty to the Creator—all were overborne by love to Eve. She was a part of himself, and he could not endure the thought of separation. He did not realize that the same Infinite Power who had from the dust of the earth created him, a living, beautiful form, and had in love given him a companion, could supply her place. He resolved to share her fate; if she must die, he would die with her.

Lamentava que houvesse permitido desviar-se Eva de seu lado. Agora, porém, a ação estava praticada; devia separar-se daquela cuja companhia fora sua alegria. Como poderia suportar isto? Adão havia desfrutado da companhia de Deus e dos santos anjos. Havia olhado para a glória do Criador. Compreendia o elevado destino manifesto à raça humana, se permanecessem fiéis a Deus. Todavia, estas bênçãos todas foram perdidas de vista com o receio de perder ele aquela única dádiva, que, a seus olhos, sobrepujava todas as outras. O amor, a gratidão, a lealdade para com o Criador, tudo foi suplantado pelo amor para com Eva. Ela era uma parte dele, e ele não podia suportar a idéia da separação. Não compreendia que o mesmo Poder infinito que do pó da terra o havia criado, como um ser vivo e belo, e amorosamente lhe dera uma companheira, poderia preencher a falta desta. Resolveu partilhar sua sorte; se ela devia morrer, com ela morreria ele.

 

“Havia olhado para a glória do Criador”. Adão enquanto no período de prova, não viu o Pai face a face.

 

081 – ADÃO APANHA DO FRUTO, COME E TAMBÉM CAI EM PECADO

[1872-3T] Testimonies For The Church, Vol. 3 {6/72/1e} | Testemunhos Para A Igreja, Vol. 3  {6/72/1e}

She bore the fruit to her husband, and that which had an overpowering influence upon him was her experience. The serpent had said that she should not die, and she felt no ill effects from the fruit, nothing which could be interpreted to mean death, but, just as the serpent had said, a pleasurable sensation which she imagined was as the angels felt. Her experience stood arrayed against the positive command of Jehovah, and Adam permitted himself to be seduced by the experience of his wife.

Ela levou o fruto ao marido, e o que teve uma influência irresistível sobre ele foi a experiência dela. A serpente dissera a Eva que não morreria, e ela não percebeu nenhum efeito adverso, nada que pudesse ser interpretado como significando morte e sim, conforme assegurara a serpente, uma prazerosa sensação, que ela imaginou ser a mesma experimentada pelos anjos. Sua experiência se pôs contra o mandamento positivo de Jeová, e Adão se deixou seduzir pela experiência da esposa.

 

O experimental, o emocional contra o “Está Escrito”. O culto e invocação ao “Espírito Santo” que tomou conta de todo arraial carismático e que ora seduz o Povo de Deus! ...

 

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {3b/39/2d} | História da Redenção {4/36/2b}

After all, might not the words of this wise serpent be correct? Eve was before him, just as lovely and beautiful, and apparently as innocent, as before this act of disobedience. She expressed greater, higher love for him than before her disobedience, as the effects of the fruit she had eaten. He saw in her no signs of death. She had told him of the happy influence of the fruit, of her ardent love for him, and he decided to brave the consequences.

Afinal, não poderiam ser verdadeiras as palavras da serpente? Eva estava diante dele, tão bela, e aparentemente tão inocente como antes desse ato de desobediência. Sob os efeitos do fruto que havia comido, exprimia maior amor para com ele do que antes de sua desobediência. Não viu nela um só sinal de morte. Ela lhe havia contado da feliz influência do fruto, de seu ardente amor por ele, e decidiu afrontar as conseqüências.

 

[1890-PP] Patriarchs and Prophets {3/56/2c} | Patriarcas e Profetas {3/56/2c}

After all, he reasoned, might not the words of the wise serpent be true? Eve was before him, as beautiful and apparently as innocent as before this act of disobedience. She expressed greater love for him than before. No sign of death appeared in her, and he decided to brave the consequences.

Afinal, raciocinou, não poderiam ser verdadeiras as palavras da sábia serpente? Eva estava diante dele, tão bela, e aparentemente tão inocente como antes deste ato de desobediência. Exprimia maior amor para com ele do que antes. Nenhum sinal de morte aparecia nela, e ele se decidiu a afrontar as conseqüências.

 

Eva não perdera as vestes de luz. Ganchos da dúvida? Satanás deu a a ela outras vestes de luz?

Depois de decidido a pecar, Adão começa a procurar COMPENSAÇÕES ou DESCULPAS para justificar seu futuro ato. Cria logo várias. Até a serpente passa a ser SÁBIA!

 

[1858-1SG] Spiritual Gifts, Vol. 1 {2/21/1c}

He seized the fruit, and quickly ate it.

Ele tomou o fruto, e rapidamente o comeu.

 

[1864-3SG] Spiritual Gifts, Vol. 3 {2/42/1d}

He seized the fruit and quickly ate it, and like Eve felt not immediately its ill effects. Adam disobeyed and fell.

Tomou o fruto e comeu rapidamente e, como ocorreu com Eva, não sentiu imediatamente seus maus efeitos. Adão desobedeceu e caiu.

 

[1870-1SP] The Spirit of Prophecy, Vol. 1 {3b/39/2e} | História da Redenção {4/36/2c}